quarta-feira, 31 de outubro de 2007

I Arte Drummond

Acontece nesta quarta-feira (31), a partir das 15 horas, na escola Carlos Drummond de Andrade, em Parauapebas, o I Arte Drummond, mostra de artes e conhecimentos da escola.
O evento traz o tema “Vivenciando a paz em sintonia com a arte” e visa chamar a atenção da comunidade, sobretudo a escolar, para valorização de produções artísticas dos alunos.
Muita arte (poesia, sons, cheiros e imagens), conhecimento, informação e entretenimento poderão ser conferidos nos trabalhos dos estudantes.

Remo perde e está virtualmente rebaixado

O Clube do Remo perdeu de 1 a 0 para o São Caetano nesta terça-feira (30) , em Belém, e está virtualmente rebaixado para a terceira divisão. Ainda restam cinco jogos para o time paraense, mas nem as cinco vitórias seguidas livrariam a equipe da queda, já que precisaria de uma combinação de resultados.

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Brasil é sede da Copa de 2014



A Copa do Mundo é nossa! Depois de mais de cinco décadas de espera, o Comitê Executivo da Fifa confirmou nesta terça-feira (30), na sede da organização, em Zurique, na Suíça, o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014.
Após confirmar a Alemanha como sede do Mundial Feminino de 2011, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez o tão aguardado anúncio abrindo o envelope com o resultado da votação por volta de 12h36m (de Brasília). Todos os 20 membros do Comitê Executivo da Fifa votaram a favor da candidatura do Brasil.
“O país que produziu os melhores jogadores do planeta, que tem cinco títulos mundiais, terá o direito, mas também a responsabilidade, de sediar a Copa em 2014”, declarou Joseph Blatter, que salientou em seu discurso que o fato de a Colômbia ter desistido da candidatura à Copa de 2014 não facilitou a escolha do Brasil como sede da competição.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Convite

A deputada federal Bel Mesquita (PMDB-PA) foi indicada pelo líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, para representar o PMDB em um fórum interparlamentar sobre segurança nacional na Assemblée Nationale, Commission de lá Défense Nationale et des Forces Armées na cidade de Paris, França.
O convite partiu do parlamento francês.

Estágios para jornalistas

Comentário de editora do jornal Correio do Pará
Jornal Correio do Pará deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Acadêmico anônimo solicita apoio da Aicop":
Olá Waldyr!
Li o comentário do colego anônimo e discordo com ele a respeito de não se dar oportunidade de estágios para jornalistas em Parauapebas. Uma vez fixei no mural do Ceup um anúncio oferecendo vagas para jornalistas no Correio do Pará. Ninguém apareceu! Atualmente estamos precisando de jornalistas pra compor nossa equipe, colocamos nos classificados e na rádio. Nenhum estudante de comunicação mandou currículo.
O problema é que infelizmente, os alunos de Comunicação Social não são preparados para o mercado de trabalho (digo isso com propriedade, pq passei quatro anos na universidade e há pouco me formei), e ainda são deslumbrados com uma grande carreira e ótimos salários. Porém, pra ser jornalista, precisa ter paixão pelo ofício, porque são poucos os que realmente ganham bem (acima de 5 mil reais).
O colega procurou emprego na CVRD e na tv, é opção dele, é claro, querer seguir carreira em jornalismo televisivo, porém pra ser bom tanto em assessoria como na tv, a escola é o impresso. Começar de baixo, é um bom começo para construir torres altas, não é mesmo?
Abraços, Waldyr.
Aline Ribeiro - editora chefe do Correio do Pará

Postado por Jornal Correio do Pará no blog Blog do Waldyr Silva em 29 de Outubro de 2007 14h58min0s BRT

________________________________

Atualizado às 20h12

Ely Silva disse...
Quero dizer a amiga, que vc cometeu um grande erro, generalizando do seu ponto de vista todos os alunos do curso de comunicação em Parauapebas, dizendo serem eles todos despreparados. Isso significa que vc os chamam de QI baixo, sem qualificação para o mercado de trabalho, e não se esqueça, que vc mesmo disse q passou 4 anos alisando banco de faculdade, e parece que pelo seu texto, vc não aprendeu muito. Eles, os formandos do curso Comunicação Social, tem muitos capacitados, e inclusive sabem diferenciar um indivíduo em um grupo, coisa que vc sabe. Sugiro a nobre companheira, que se retrate perante seus possíveis concorrentes, para que no futuro não seja muito tarde.
Um ótimo conselho do blogueiro Ely Silva.
29 de Outubro de 2007 19h21min0s BRT

domingo, 28 de outubro de 2007

‘Pablo’ e Célia conquistam I Corrida do Servidor

"Pablo", primeiro lugar na categoria masculina

Célia, primeiro lugar na categoria feminina

No pódio, campeões masculinos

No pódio, campeãs femininas

Os servidores públicos municipais Luciano de Oliveira Munhoz, conhecido popularmente por “Pablo” (camiseta nº 043) e Célia de Oliveira Souza (camiseta nº 090) foram classificados em primeiro lugar, em suas respectivas categorias, na I Corrida do Servidor Público de Parauapebas, ocorrida na manhã do último sábado (27).
Os demais atletas classificados na pequena maratona de 4 quilômetros e 200 metros (da Praça de Eventos, no bairro Cidade Nova, ao ginásio poliesportivo do bairro Beira Rio) foram Anderson Mendonça dos Santos (camiseta nº 002), em 2º lugar, e Charlion Silva Oliveira (camiseta nº 010), em 3º lugar, na categoria masculina; e Hosana Maria Brito Gonçalves (camiseta nº 059), no 2º lugar, e Elidimar Costa de Andrade (camiseta nº 056), em 3º lugar, na categoria feminina.
Aos vencedores da corrida, a Prefeitura de Parauapebas premiou com R$ 1.000,00, R$ 700,00 e R$ 300,00 para cada um dos classificados respectivamente em primeiro, segundo e terceiro lugares, num total, portanto, de R$ 4 mil em espécie, além de medalhas.
Coordenada por Pedro de Alcântara e Alípio Ribeiro, a I Corrida do Servidor Público fez parte da III Mostra de Artes dos Servidores de Parauapebas (Maspp). Segundo os coordenadores, cerca de 170 servidores públicos se inscreveram para correr na maratona.
Ouvida pela reportagem, Célia Souza declarou que pratica esporte já há algum tempo em Parauapebas, mas ser classificada em primeiro lugar numa corrida foi a primeira vez.
“Dedico essa vitória ao meu filho Leonardo, de 11 anos de idade, e aos meus colegas de trabalho da CTRH (Coordenação de Treinamento e Recursos Humanos)”, enfatizou a atleta vencedora.
Luciano “Pablo” explica que na hora da largada a maioria dos atletas disparou na frente, mas, depois de estudar a tática dos concorrentes, aos poucos foi passando deles e chegou a primeiro lugar no certame esportivo.
“Fiz o percurso no tempo de dez minutos”, revelou “Pablo”, que é lotado no Gabinete, mas presta serviços no complexo esportivo Rio Verde, na escolinha municipal de futebol para crianças e adolescentes.

sábado, 27 de outubro de 2007

Remo vence Santa Cruz e ganha mais uma chance na Série B

O Clube do Remo venceu por 2 a 1, na tarde deste sábado (27), o Santa Cruz (PE), pela 32ª rodada da Série B, no Mangueirão, em Belém. O time paraense ganhou com dois gols do atacante Fábio Oliveira. Pelo Santa Cruz, Kuki diminuiu o placar.
Com a vitória, o Remo consegue respirar na Série B. O clube tem que vencer todos os jogos restantes. A próxima partida contra o São Caetano no dia 30 é decisiva. Agora é tudo ou nada para o Leão, que se for rebaixado vai encontrar o maior rival, o Paysandu, na Série C em 2008.

Plástico e borracha vão substituir dormentes de madeira da EFC

Dormentes de madeira serão substituídos
Administrada pela Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), a Estrada de Ferro Carajás (EFC), que liga Parauapebas (PA) a São Luís (MA), trocará os dormentes de madeira colocados ao longo da ferrovia por peças produzidas com materiais alternativos, como plástico e borracha.
Segundo a empresa, objetivo é contribuir com a preservação das florestas, uma vez que os novos dormentes serão feitos de polietileno de alta densidade, fibra de vidro e pneu usado. Materiais que iriam para o lixo, como embalagens de plástico de álcool, xampu e produtos de limpeza, agora são reaproveitados, de acordo com a assessoria da Vale.
Para lançar o projeto, denominado “Ferrovia Verde”, a direção da CVRD está convidando repórteres de veículos de comunicação da região para conhecer as instalações da mineradora em São Luís, na próxima quarta-feira (31), quando na ocasião os jornalistas convidados farão visita ao Porto de Ponta da Madeira e ferrovia, a fim de conhecer todo o processo produtivo da Vale: mina-ferrovia-porto.
Os repórteres de Parauapebas partem para Belém na próxima terça-feira (30) e no mesmo dia para São Luís, onde pernoitam e retornam no dia seguinte (31) para Belém, onde dormem e na quinta-feira (1º) voltam para Parauapebas.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

III Feira Interdisciplinar

Realiza-se no dia 1º de novembro, na quadra da escola Chico Mendes, bairro Cidade Nova, a III Feira Interdisciplinar, uma iniciativa da Prefeitura de Parauapebas. A feira visa promover a troca de experiências entre as escolas.
Em sua terceira versão, o evento traz temas fundamentados com olhar próprio dos alunos, temas estes em debate permanente na sociedade e explorados com ênfase pelos meios de comunicação, seja na retratação da realidade pelos programas jornalísticos, seja até no universo ficcional das novelas – de cujos problemas sociais alguns novelistas fazem uso.
Na ocasião, os estudantes da rede municipal vão expor, debater, relatar e apresentar parte do conteúdo aprendido ao longo do ano, especialmente neste último semestre.
Faz parte dos objetivos da Feira Interdisciplinar proporcionar estratégias para aquisição de conhecimentos e criar, paralelamente, condições de socialização e valorização dos trabalhos produzidos por alunos e professores de forma a tornar públicas atividades significativas desenvolvidas no ambiente escolar.
Serão expostas cerca de duas dezenas de trabalhos pelas escolas, desde temáticas locais e regionais a assuntos mais extensos e de interesse global, entre os quais conteúdos literários, caracterizações sociogeográficas, abordagens ambientais e de prevenção a doenças, ações de educação e cidadania e atividades de reconhecimento do patrimônio histórico, artístico e cultural do Brasil.

Trabalhos
Exemplos de trabalhos que poderão ser conferidos na III Feira Interdisciplinar ficam por conta das escolas Carlos Drummond de Andrade (Uma viagem ao patrimônio cultural da Amazônia), Carlos Henrique (Educação sexual e DSTs), Cecília Meireles (Personalização da Escola Cecília Meireles), Eduardo Angelim (A ilha dos amores), Eunice Moreira (Espaço mágico da leitura), Eurides Santana (Jornada na escola: um mundo de informações), Faruk Salmen (O mundo mágico da leitura), João Prudêncio de Brito (Biblioteca viva), Jozias Leão (O mundo medieval e o contemporâneo no teatro de Gil Vicente: Auto da Índia), Novo Horizonte (ExpoArte), Paulo Fonteles (Auto da Barca do Inferno), Paulo Freire (Educação ambiental e cidadania), Primavera (Aquecimento global) e Sandra Maria (Bairro Novo Brasil e sua diversidade).

Jornal diário em Marabá

Deu no blog de Roberto Barbosa
Jornal Correio do Tocantins, de Marabá, poderá vir a se transformar em diário no próximo ano. É o que informa o jornalista Mascarenhas Carvalho, diretor de redação do periódico que circula duas vezes por semana naquela cidade com grande aceitação do leitor.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Acadêmico anônimo solicita apoio da Aicop

Embora comentarista não tenha tido coragem de se identificar, achei oportuno publicar a reclamação de um(a) estudante de Comunicação Social (habilitação Jornalismo), ipsis litteris:
Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Aicop quer nova turma de Jornalismo":
Boa tarde!
Sou aluna do curso de jornalismo da Federal em Parauapebas e sinceramente, acho que o presidente da AICOP poderia dar um 'pulinho' no CEUP para conversar com os alunos do curso em andamento.
Mas caso o Sr. não possa ir, deixo aqui o meu recado. É importante salienta que os alunos do curso de Comunicação Social - Jornalismo sequer conseguem estágio. A Cia. vale do Rio Doce, uma empresa multinacional, atuante em vários seguimentos do mercado, oferece 2 vagas para estágios no setor de comunicação e muitas vezes ainda às preenche com alunos de outros cursos que não o de jornalismo. Na ASCOM e na BAND, você tem que ter QI para entrar; também pudera, outro dia fui lá e encontrei uma colega de curso jogando paciência no computador. Tempos atrás fomos até a Prefeitura pedir estágios, não precisava ser remunerado, apesar sr. Presidente, de vivermos num mundo capitalista e precisarmos comer e pagar vale transporte, sequer fomos recebidos. Os futuros profissionais que saem em breve da universidade se questionam o tempo todo sobre onde atuar, porque as vagas dos jornais estão preenchidas por "profissionais" que sequer abrem a boca para fazer um pergunta numa coletiva de imprensa e quando publicam suas matérias, pegam o material disponibilizado pelas empresas, entre outras, e públicam com suas vírgulas e erros. Não quero desmerecer ninguém, pois há pessoas boas atuando sim! Mas há muita gente que precisa passar 4 anos estudando e por esse motivo, sou a favor de que venha novamente um outro curso de jornalismo e espero, sinceramente, que a prefeitura compre os livros, mande concertar as máquinas fotográficas que eles emprestam, não para os alunos é claro, e quando as recebem estão danificadas ou foram "perdidas". Então Sr. Presidente, torço para que o Sr. traga boas novidades para os alunos que estão, inclusive, atuando em outras áreas por falta de oportunidades. Obrigada por publicar minha pequena nota. Percebi que você não se importa com anonimos então, vou embarcar na dos seus amigos ok! E parabens pelo seu desempenho e força de vontade em ajudar.
Postado por Anônimo no blog Blog do Waldyr Silva em 25 de Outubro de 2007 17h6min BRT

Círio de Parauapebas

Neste domingo (28), a comunidade católica realiza o 3º Círio de Parauapebas, com grande expectativa de público para acompanhar a procissão e demais atividades do evento, em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Aicop quer nova turma de Jornalismo

Um grupo de diretores da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop), composto por Waldyr Silva (presidente), Iraídes Campos (vice-presidente), Iremar Araújo (1º secretário), Eliésio Costa (2º secretário) e Line Cássia (suplente da Comissão de Ética e Liberdade de Imprensa), esteve reunido na noite desta terça-feira (23), no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), com o coordenador geral do curso de Comunicação Social, da Universidade Federal do Pará (UFPA), professor Otacílio Amaral, para discutir a possibilidade de vir uma segunda turma do curso para o município.
Na conversa mantida com o coordenador do curso, os representantes da Aicop tomaram conhecimento que há grandes possibilidades da vinda a Parauapebas de uma nova turma do curso de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, bastando com isso sentar com o prefeito Darci José Lermen e fazer o pedido, uma vez que o atual curso é mantido pela prefeitura.
Após o encontro com Otacílio Amaral, os diretores da Aicop decidiram entrar em contato na manhã desta quarta-feira (24) com o Gabinete do prefeito para marcar audiência com Darci Lermen, de preferência no início da próxima semana, para tratar sobre a vinda de uma segunda turma de Jornalismo.
A atual turma do curso, iniciado em janeiro de 2005 com 50 alunos e atualmente conta com 44, encerra as disciplinas no primeiro semestre do próximo ano, mas a colação de grau só acontece mesmo no segundo semestre, após o término do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC).
Segundo levantamento da Aicop, entre 90 e 100 pessoas trabalham ou prestam serviço hoje em veículos de comunicação no município, daí a necessidade de profissioniais mais qualificados para o segmento. Dos 44 alunos concluintes do curso, cerca de 20 já atuam no mercado local de trabalho.

Semana Nacional do Livro e da Biblioteca

Teve início nesta terça-feira (23), e encerra na quinta-feira (25), a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, com exposições de trabalhos em praças municipais da cidade.
O evento é uma iniciativa da Prefeitura de Parauapebas e tem em vista chamar a atenção de toda a sociedade para a importância da leitura, de forma a levar o mundo encantado e informativo da literatura aos que a ela raramente tem acesso. E tudo de forma mambembe, ou seja, ambulante.

A Semana
De 23 a 29 de outubro, é comemorada a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, instituída pela Lei nº 84.631, de 2 de abril de 1980, bem como o Dia Nacional do Livro, também no dia 29, pela Lei nº 51.912, de 18 de dezembro de 1966.
A Biblioteca Municipal, em parceria com a Diretoria Pedagógica da Secretaria de Educação, disponibiliza seu acervo à comunidade a fim de que os cidadãos possam ter acesso e contato com a leitura.
Na terça-feira (23), o evento ocorreu na praça Mahatma Gandhi (bairro Cidade Nova). Nesta quarta-feira, na Praça da Cidadania (bairro Rio Verde). E, finalmente, na quinta-feira (25), na Praça do Liberdade, no bairro de mesmo nome, sempre no horário das 8 às 12 horas.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Formação da primeira turma do Projeto Escola de Fábrica

Acontece na próxima sexta-feira (26), às 19h30, no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC), a formatura da primeira turma do Projeto Escola de Fábrica em Parauapebas. O curso é fruto de parceria entre a prefeitura, Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (Acip) e o governo federal, por meio do Ministério da Educação (Mec). O objetivo é dar formação profissional a jovens de baixa renda, com idade entre 16 e 24 anos.
Os cerca de 20 alunos do curso tiveram de passar por teste classificatório composto por dinâmica e redação, conforme as exigências do Mec, e estar matriculados e freqüentes ao ensino básico ou à Educação de Jovens e Adultos (Eja), a partir da 5ª série, além de possuir renda per capita familiar de até 1,5 salário mínimo.
Coube à Secretaria Municipal de Educação (Semed) todo o acompanhamento pedagógico, a elaboração e a distribuição gratuita do material didático. Foi de sua responsabilidade também a avaliação dos alunos e o fornecimento do certificado. A Acip forneceu aos estudantes alimentação, transporte, seguro de vida e uniforme, além de funcionar como unidade formadora. O Mec, por sua vez, garantiu o pagamento mensal de uma bolsa-auxílio de R$ 150,00.

Carta da Vale à governadora sobre ação do MST

A direção da Companhia Vale do Rio Doce encaminhou nesta terça-feira (23) à governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, uma carta com o seguinte conteúdo:
Como é do conhecimento de vossa excelência, no dia 17/10/2007 militantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram a Estrada de Ferro Carajás (EFC) e sua faixa de domínio, no trecho da locação 55, nas proximidades do km 851, entre Palmares I e II no município de Parauapebas (PA), obstando o fluxo do minério transportado, bem como interrompendo a circulação de trem de passageiros e de combustível para o sul do Pará.
Ante a prática pelo MST de atos atentatórios contra a EFC, que é uma concessão de serviço público de transporte ferroviário de cargas e de passageiros outorgada à CVRD pela União, buscou a Companhia a reintegração de sua posse perante a Justiça Federal, tendo o juiz federal dr. Francisco de Assis Garcês Castro Júnior deferido a liminar de reintegração de posse, requisitando disponibilização de força policial federal e estadual ao ministro da Justiça e a vossa excelência, para cumprimento da ordem judicial.
Em 19/10/2007, o oficial de Justiça diligenciou ao local da ocupação acompanhado de delegados e agentes da Polícia Federal, bem como policiais civis e militares, além do representante da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará, dr. Eduardo Sizo, constatando a desobstrução da Estrada de Ferro e registrando, dentre outras coisas, que “Os manifestantes desocuparam os trilhos devido o acordo realizado com o governo estadual que marcou uma audiência para os dias 24 e 25 de outubro, com o governo estadual e federal, respectivamente”.
Registrou o oficial de Justiça, ainda, que os integrantes do MST "permanecem nas proximidades, ameaçando fazer novo bloqueio caso não sejam atendidas as suas reivindicações". É evidente o clima de insegurança instalado em Parauapebas, incorrendo em instabilidade social ao continuar o MST próximo aos trilhos da ferrovia, comprometendo a normalidade das atividades da CVRD.
Sendo assim, diante da informação de que o MST será recebido por vossa excelência no dia 24 do corrente, para tratar de uma pauta de reivindicações - reforma agrária, luta contra o imperialismo, reestatização da Vale e outros – frente aos governos federal e estadual nas suas respectivas competências, reafirmamos nossa crença de que o Governo do Pará adotará todas as providências necessárias para resolução definitiva da questão com MST, garantindo a retirada dos invasores das proximidades da Estrada de Ferro Carajás, com retorno aos seus respectivos assentamentos.

Entendemos que a pauta de reivindicações apresentadas pelo MST não é de competência da CVRD, nem mesmo necessita de deliberação da empresa.
Relacionado aos anseios e reivindicações da população em geral, em especial de diversos movimentos sociais, convém ressaltar que a CVRD anunciou recentemente que investirá US$ 20 bilhões no Estado do Pará, atingindo cerca de 68 mil postos de trabalho até 2012. Os investimentos sociais para 2008, também no Pará, devem ultrapassar US$ 98 milhões, aumentando em mais de 37% em relação àqueles realizados no ano de 2007, de US$ 71 milhões. Na área ambiental, há uma projeção de dispêndio, entre 2008 e 2012, de mais de US$ 690 milhões.
Sem mais para o momento, e certos de que o Governo do Pará não permitirá que a liberdade de expressão e a busca de reivindicações degenere em atos que gerem prejuízos aos interesses e garantias fundamentais, renovamos nossos protestos de elevada consideração e apreço.

A Vale do Rio Doce enviou carta similar (com algumas diferenças), também, ao ministro de Justiça, Tarso Genro.

Debate sobre Estado de Carajás na Faculdade do Pará

A Faculdade do Pará (Fap) realiza nesta quinta-feira (25), a partir das 19 horas, debate sobre a criação do Estado do Carajás, na rua Municipalidade nº 839, bairro Reduto, Belém, fone (91) 3202-9000.
A entidade de ensino superior convidou o deputado federal Giovanni Queiroz (PDT-PA), autor do projeto de decreto legislativo que autoriza a realização de plebiscito para definir nas urnas se o povo quer ou não a criação do novo estado.

Aclive


Movimento pede transparência nas concessões de rádio e TV

Fenaj entrega propostas em novembro
O combate à politicagem e a reivindicação de mais transparência nas concessões de rádio e TV continuam mobilizando diversos setores da sociedade civil em todo o país.
A quarta edição do “Dia Nacional contra a Baixaria na TV” teve a renovação das concessões como eixo de debate. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) pretende entregar suas propostas para possíveis alterações na legislação sobre a questão para a presidente da Subcomissão de Radiodifusão da Câmara dos Deputados, deputada federal Luiza Erundina, no início de novembro.
No último domingo (21/10), entidades que participam da campanha “Quem financia a baixaria é contra a cidadania”, juntamente com a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, promoveram um debate que foi transmitido por um pool de emissoras públicas.
Os participantes defenderam que, na renovação das concessões, devem ser observados critérios como a qualidade e a diversidade da programação das emissoras, bem como o respeito aos direitos humanos.
O presidente da Fenaj, Sérgio Murillo de Andrade, sustenta que há métodos obscuros de concessão e renovação de outorgas na radiodifusão. “Para acabar com isso, defendemos critérios democráticos e transparentes, mecanismos de consulta pública, exigência de contrapartidas sociais das concessionárias e respeito à legislação trabalhista e às regulamentações profissionais”.
Sérgio Murillo conta que a direção da Federação está finalizando a redação de suas propostas, que devem ser entregues para a presidente da Subcomissão de Radiodifusão no início de novembro.

'Valentim Serra' recebe nova escola


Acompanhado do vice-prefeito Moisés Gomes de Freitas, dos vereadores Euzébio Rodrigues, João Assi e Adelson Fernandes; de secretários municipais e de convidados, o prefeito Darci José Lermen entregou, no último sábado (20), a escola “Coração de Mãe” à comunidade da vila Valentim Serra, na zona rural.
Ao usar a palavra, Darci Lermen lembrou que antes era impossível ensinar e aprender nas precárias instalações da antiga escola, mas agora a comunidade recebia uma moderna escola com três blocos, sendo um com 4 salas de aula, outro para administração (secretaria, sala para professores, biblioteca, cozinha, área de lazer) e outro para alojamento de professores.
O prefeito lembrou que o fato de a vila Valentim Serra se localizar em território do município de Marabá não ia impedi-lo de investir naquela comunidade, levando obras de infra-estrutura, saúde, educação e para o setor de agricultura.
Darci Lermen aproveitou para revelar aos presentes que ainda nesta semana marcará data para inaugurar as novas escolas do bairro Novo Horizonte, na zona urbana, e escola da Vilinha, na zona rural.
De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), professor Raimundo Oliveira Neto, a nova escola vai atender até 200 alunos no ensino fundamental. Ele informou que a construção da escola custou aos cofres públicos municipais a importância de R$ 80 mil.
Para o líder comunitário da vila, Raimundo Nonato dos Santos, conhecido popularmente por “Irmão Nonato”, a construção da nova escola Coração de Mãe era uma antiga reivindicação da comunidade que agora se tornava realidade. “Nossa meta agora é lutar e trazer o ensino médio para a comunidade de Valentim Serra”, frisou.
Operação cidadania
A programação de inauguração da escola constou também de operação cidadania, emissão de identidade e carteira de trabalho; corte de cabelo e tiragem de fotos para documentos, tudo bancado pela Prefeitura de Parauapebas.Durante todo o dia, os moradores de Valentim Serra ofereceram churrasco e refrigerante para a comunidade, autoridades e demais visitantes da vila. Foram ainda montados dois pula-pulas para a criançada, onde a petizada não parava de brincar durante todo o dia. Houve também partidas de futebol.

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Caso Dorothy: Rayfran pega 27 anos de prisão

Após 12 horas de julgamento, em Belém, o réu confesso do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Mae Stang, Rayfran das Neves Sales, foi condenado na noite desta segunda-feira (22) a 27 anos de prisão.
Rayfran é acusado de assassinar a religiosa com seis tiros na localidade de Anapu, região sudoeste do Pará, em dezembro de 2005.
Durante o julgamento, o réu confirmou ter matado a irmã Dorothy Stang, mas negou que o crime tenha sido cometido a pedido de outra pessoa. No entanto, ele se recusou a dar detalhes de como cometeu o crime.

Grupo Pandora Jazz em Parauapebas e região

Chegou a vez da população do interior do estado se envolver no ritmo marcante do jazz com o grupo Pandora, comandado pelo músico e maestro Luiz Pardal. O grupo fará uma turnê no período de 24 a 27 de outubro nos municípios de Parauapebas, Curionópolis, Canaã dos Carajás e Marabá, através do projeto Música para Todos, mais uma iniciativa do projeto Cultura Pará, da Companhia Vale do Rio Doce.
Formado em 1999, o grupo Pandora atualmente é composto por Luiz Pardal (violino e harmônica), Adelbert Carneiro (contrabaixo), Jacinto Kahwage (piano e teclados) e Edivaldo Cavalcante (bateria). O grupo já iniciou as gravações do primeiro CD.
Em Parauapebas, a banda se apresenta a partir das 19h30 desta quarta-feira (24), na Praça da Cidadania, bairro Rio Verde. Em seguida, o grupo Pandora parte para Curionópolis, onde se apresenta na quinta-feira (25), no Teatro Municipal, às 18h30. Na sexta-feira (26), é a vez da população de Canaã dos Carajás prestigiar o grupo, na Praça da Bíblia, a partir das 19h30. Sabádo (27), os marabaenses podem conferir a apresentação no Cine Marrocos, também às 19h30.

Mais congratulações sobre Aicop

Comentário de Metícia Faria, de Minas Gerais, sobre a eleição da nova diretoria da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop)
Num período em que o mercado das comunicações está em pleno crescimento aí em Parauapebas , tenho a certeza que a associação dos jornalistas está em boníssimas mãos... Profissional preocupado em difundir informação imparcial e conteúdo de uma região tão discriminada pelo restante do país...
Tenho um pedido a fazer, Waldyr... aos nossos companheiros de profissão: conscientiza a todos sobre a necessidade e a importância de mostrar o que há de lindo neste estado... Precisamos mostrar para o mundo que o Pará não é só grilagem de terra... invasões de bens particulares e públicos... e sim uma terra onde a riqueza natural, mineral e humana deste país esbanja qualidade.
Saudações ao presidente...
Metícia Faria

domingo, 21 de outubro de 2007

À procura de uma amiga

Recebi e publico abaixo:
Olá, Waldir... gostaria muito de ter notícias de uma querida amiga que mora em sua cidade: Kamile (prof de inglês, casada com Marcelo, que trabalha na CVRD). Poderia encontrar o e-mail dela pra mim? Ou passar o meu pra ela? Agradeço-lhe do fundo do coração, pois saiba que ela é uma amiga muito especial que fiquei sem contato.
Abraços:

Eline Costa (foto) - Minas Gerais

Peninha faz show em Parauapebas



O cantor e compositor Aroldo Alves Sobrinho, artisticamente conhecido por “Peninha” (fotos acima), faz show no próximo sábado (27) à noite no ginásio poliesportivo do bairro Beira Rio, Parauapebas, por ocasião da culminância da III Mostra de Artes dos Servidores Públicos de Parauapebas (Maspp) e comemoração antecipada do Dia do Servidor Público Municipal, que ocorre no dia seguinte, 28 de outubro.
“Sonhos” foi o primeiro grande sucesso de Peninha, lançado em seu primeiro compacto em 1972. De lá para cá, a canção esteve na voz de Caetano Veloso, Elymar Santos, Wando, Marisa Monte e Mina (cantora italiana), além de interpretações de Paul Mauriat e Ray Conniff.
Depois de “Sonhos”, vieram os sucessos “Que pena”, “Amo você”, “Matemática”, “Sozinho” e tantos outros.
Peninha compôs também grandes sucessos para Fábio Júnior, Daniel, Sandra de Sá, Raça Negra, Roupa Nova, Roberta Miranda, Só pra Contrariar e Caetano Veloso.

sábado, 20 de outubro de 2007

Audiência debate conflitos fundiários e homenageia Irmã Dorothy

A Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Estado (Alepa), presidida pela deputada Bernadete ten Caten (PT), e o Instituto de Terras do Pará (Iterpa) promovem, na próxima quarta-feira (24/10), a audiência pública “Questão agrária e fundiária na Amazônia”.
O evento homenageia a missionária norte-americana Dorothy Stang, assassinada há dois anos, em Anapu, no oeste paraense, e culmina com a exibição do premiado longa-metragem “Nas terras do bem virá”, que retrata a vida dos brasileiros que deixam suas cidades natais em busca de um futuro promissor na Amazônia. A audiência vai ser no auditório João Batista, da Alepa, às 14h30, em Belém.
O objetivo do evento é debater um dos temas sociais que mais afligem a história da Amazônia, avaliando as conjunturas e as alternativas capazes de minimizar a violência que põe a região em destaque no cenário internacional.
A audiência acontece na semana em que serão julgados, em grau de recurso, na capital do estado, os supostos assassinos da missionária.
O filme “Nas terras do bem virá” foi lançado em março deste ano, já recebeu menção honrosa no festival “É tudo verdade” e vem sendo exibido em vários cantos do Brasil, inclusive em festivais de cinema de outros países, como Alemanha, Chile, Colômbia, México e Portugal.
Com duração de 110 minutos, o longa reúne depoimentos de trabalhadores, fazendeiros, fiscais e ativistas de 29 cidades do Norte e Nordeste para remontar a história da ocupação da Amazônia na década de 70 e as suas conseqüências, como a devastação florestal, o trabalho escravo, a luta pela terra e os assassinatos.
Também foram convidados para a audiência a superintendência regional do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra); a secretária estadual de Justiça e Direitos Humanos, Socorro Gomes; a secretária estadual de Segurança Pública, Vera Tavares; a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) - Regional Norte 2; a Sociedade de Defesa dos Direitos Humanos no Pará (SDDH); o Comitê Dorothy Stang; a Conferência dos Religiosos do Brasil; Movimento Sem Terra (MST); Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetagri); e a Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf). (Enize Vidigal)

Arrecadadas mais de 53 ton de alimentos na Fap


Durante coletiva concedida no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), na última quarta-feira (17), o chefe de Gabinete do prefeito Darci José Lermen, professor Antonio Neto de Sousa (foto), acompanhado do titular da Ascom, Alexandre Magno, revelou à imprensa que durante a III Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap), realizada no período de 30 de setembro a 7 de outubro, foram arrecadadas 53.360 quilos de alimentos não-perecíveis com a troca de ingresso.
Conforme explicou Antonio Neto, o alimento, que consta de arroz, óleo, leite em pó, açúcar, farinha de mandioca, macarrão, café e bolacha, será distribuído para cerca de três mil famílias carentes cadastradas na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), por meio de entidades filantrópicas, durante as festividades de Natal.
O alimento foi trocado por ingressos em 41 estabelecimentos comerciais da cidade, de onde será recolhido pela prefeitura na próxima semana para ser acondicionado e transformado em cestas básicas.
O chefe de Gabinete enfatizou a importância da parceria da Prefeitura de Parauapebas na realização da Fap, proporcionando este ano à população a troca de alimentos por ingressos, além da distribuição de ingressos para todos os servidores municipais participarem das atividades da feira e para crianças brincarem no parque de diversões instalado no interior do Parque de Exposições.
Além da distribuição de ingressos para a comunidade, Antonio Neto destacou que o prefeito Darci Lermen fez questão de transferir o gabinete para o estande da prefeitura na Fap, de onde despachou oficialmente e recebeu o povo durante todo o período de realização da feira.
Antonio Neto enfatizou que durante a Fap a prefeitura viabilizou um projeto a pequenos produtores para a criação de ovinos, em parceria com técnicos da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).
Os carneiros, em torno de 500, serão fornecidos por quatro grandes produtores da região. Cada produtor receberá quatro ovelhas, um reprodutor e a quantia de mil reais para desenvolver o projeto.
O auxiliar do chefe do Executivo municipal aproveitou para antecipar à imprensa que o prefeito Darci Lermen está planejando um programa denominado “Passe o Natal em Parauapebas”, com várias atrações na cidade, entre estas a inauguração de obras como os canteiros centrais da PA-275, que receberá moderna iluminação.
O programa de fim de ano tem parceria do comércio local, que receberá as ruas 14, no bairro União, e do Comércio, no Rio Verde, totalmente revitalizadas.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Comentário de blog

rubensmoraesjr deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Retratos de Parauapebas5":
Sou advogado e moro em Parauapebas há 04 anos. Este tempo foi suficiente para perceber que Parauapebas é uma cidade repleta de contradições sociais e de imensas belezas naturais. Seu povo, geografia humana é bastante curiosa e atípica, eis que se trata de um verdadeiro caldeirão de "culturas" e de "identidades".
Existem pessoas que vêm e que vão; outras que ficam se querer ficar. Porém, há pessoas que ficam estabelecidas com gosto e vontade, uma vez que capazes de perceber as nuances mais incríveis do lado de cá, seja para o advogado ou para o cineasta, para o poeta ou para o Magistrado, para o operário empregado ou para o imigrante contribuinte para o aumento da chamada "evolução".
Parauapebas é muito mais, é rica em argumentos, idéias, histórias, belezas, contradições, lendas, curiosidades, bonança material, espectaticvas de progresso etc...
Conheçam ! Não subjuguem! Não explorem e não a destruam!
Rubens Moraes Junior
Advogado e Produtor Executivo do Labirinto Cinema Clube – LCC
www.labirintocinemaclube.com.br
Postado por rubensmoraesjr no blog Blog do Waldyr Silva em 19 de Outubro de 2007 8h54min0s BRT

MST desocupa ferrovia e mantém acampamento no local

Barracas permanecem construídas...
...às margens da estrada de ferro

Depois de negociação com representantes do Governo do Estado, os integrantes do MST decidiram desocupar os trilhos da Estrada de Ferro Carajás (EFC), interditados há dois dias.
Dentro do acordo, ficou acertado que representantes do movimento vão discutir no próximo dia 25, em Brasília, uma pauta de reivindicações apresentada pelos trabalhadores sem-terra.
Mesmo com a liberação da ferrovia, agricultores não param de chegar ao local. Cerca de 900 garimpeiros vieram de Serra Pelada para reforçar o protesto, afirmando que só vão sair do local quando tiverem os pedidos atendidos.
Informação da Vale do Rio Doce, empresa responsável pela ferrovia, dá conta que em dois dias de paralisação 500 mil toneladas de minério de ferro deixaram de ser transportadas até o porto de Ponta da Madeira, no Maranhão.
O assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará, Eduardo Ciso, veio para negociar com os líderes do movimento, mas caso as negociações não sejam satisfatórias e a ocupação às margens da ferrovia não seja dispersa, forças policiais serão autorizadas a intervir.

Comunicado da CVRD
1) Os trens da Estrada de Ferro Carajás (EFC) voltaram a circular no fim da tarde de hoje (18/10) com restrições;
2) A área em torno da ferrovia continua ocupada por invasores;
3) A ferrovia só voltou a funcionar após representantes do governo estadual visitarem o local;
4) A Vale continua preocupada com a segurança dos passageiros, empregados e dos próprios invasores;
5) Até o início da noite, representantes do governo estadual continuavam reunidos com integrantes do MST sem conseguir liberar a área;
6) A CVRD permanece aguardando o cumprimento da determinação judicial de desocupação do local;
7) A Vale continua preocupada com a possibilidade de os invasores voltarem a interromper o tráfego de trens;
8) A Justiça Federal de Marabá já encaminhou ofício à governadora do Pará, Ana Júlia, e ao ministro da Justiça, Tarso Genro, requisitando apoio das polícias Militar e Federal para cumprir a decisão judicial de desocupação do local;
9) A CVRD reafirma que cabe aos governos federal e estadual a resolução de conflitos socais que envolvam as reivindicações apresentadas pelo MST.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Tropa de choque impede que Prefeitura de Canaã seja depredada

Tropa de Choque da PM

Dalviane Miranda da Costa

Integrantes do movimento dos sem-teto protestaram na manhã desta quinta-feira (18) em frente ao prédio da Prefeitura de Canaã dos Carajás contra o despejo feito às 5 horas da manhã por policiais civis que os obrigaram a deixar uma área ocupada recentemente por cerca de mil e quinhentas pessoas.
De acordo com Francisco Antonio Alves da Silva, um dos integrantes do movimento, ele estava deitado quando foi acordado com chutes provocados por policiais, que diziam: “Levanta, vagabundo, desocupa esta área, como é que vocês ficam invadindo o que é alheio!”.
Francisco Antonio conta que pediu aos policiais que o deixasse pegar suas coisas, mas o levaram para a viatura e quando o ele tentou ligar de seu celular, na intenção de chamar a imprensa, um policial tomou de suas mãos o aparelho.
A dona-de-casa Dalviane Miranda da Costa, mãe de quatro filhos, explica que estava retirando seus pertences do barraco quando os policiais lhe empurraram, atearam fogo no colchão e ainda levaram os alimentos que havia comprado, além de chamar a mulher de vagabunda.
Para conter a revolta dos manifestantes em frente ao prédio da prefeitura, foi acionado o Batalhão de Choque, que compareceu ao local com um contingente de mais de 50 homens comandados pelo major Neil, chegando a deter sete pessoas.
Após ficarem horas concentrados na frente da prefeitura, os manifestantes se deslocaram para a delegacia de Polícia Civil, onde pediram a liberação dos sete integrantes detidos durante o confronto.
Segundo alegações dos manifestantes, não foi apresentado mandado judicial de retirada da área ocupada nem documentos que comprovasse a posse da terra. (Francesco Costa)

Nota da prefeitura
Em nota distribuída à imprensa, a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura explica que as províncias minerais, nas quais Canaã dos Carajás está incluída, “tornaram-se atrativos para brasileiros vindos de todos os lugares, que buscam, aqui, trabalho e melhoria de vida”.
A nota da Ascom considera que “a pacata” cidade se viu diante de uma “ação de vandalismo inusitada, nutrida por notórios adversários políticos do prefeito, que usaram populares com o intuito de invadir e destruir a sede da administração municipal”.
Segundo ainda o comunicado, parte dos manifestantes ocupava desde sábado (13), irregularmente, um terreno privado que foi objeto de ação de reintegração de posse na Justiça.
O prefeito Ribita, continua a nota, esteve na área e negociou com uma comissão, legitimamente eleita entre os próprios ocupantes, a cessão de 300 lotes com base em critérios de justiça social: que o beneficiado seja morador de Canaã há dois anos; não tenha imóvel próprio; seja chefe de família; e perceba renda per capita familiar de no máximo meio salário mínimo.
A comissão aceitou a proposta, mas na manhã desta quinta-feira (18), “fruto da incitação política”, a desordem se voltou contra a sede da Prefeitura de Canaã.
“Alguns, inclusive, chegaram a arrombar o portão da sede da prefeitura, ameaçando a destruição total do prédio e atentando contra a integridade física de funcionários e populares que se encontravam na sede”, denuncia.
“Mesmo vítima de um ato de vandalismo, e sem ter implicação alguma com a ocupação da área de propriedade privada, a Prefeitura de Canaã dos Carajás insiste no diálogo”, diz a nota, acrescentando que a prefeitura tomará todas as providências para que os responsáveis pela agressão respondam judicialmente.

Comentário sobre MST

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "MST promete mobilizar 5 mil camponeses a partir de...":
No site do MST (aliás, uma dúvida: como é que uma organização que NÃO possui registros legais, ou seja, uma “pessoa jurídica”, consegue registrar um domínio “.org.br” ?!), prossegue a enxurrada de mentiras e deturpações. Passam desde inócuas discussões sobre as reservas de minérios de ferro (que são concessão pública, da União, e NÃO devem ser contabilizados quando da privatização da empresa que recebeu a concessão da União) declaradas ou não à Securities and Exchange Comission (puxa, o MST se deu ao trabalho de escrever o nome da agência americana que regula empresas negociadas em bolsa, mas esqueceu de conferir os arquivos que a SEC disponibiliza sobre a CVRD ?! Que conveniente……), até valores fictícios, inventados ao bel-prazer dos criminosos do MST para tentar convencer alguns incautos a apoiar esta sandice…
Os criminosos afirmam: “A privatização inclusive atenta contra a Constituição Federal. Reservas de urânio (matéria-prima para a energia e armas nucleares) são de propriedade exclusiva da União e não poderiam ter sido vendidas. Já a exploração mineral na faixa de fronteira não pode ser realizada sem uma aprovação do Congresso Nacional – que não ocorreu.“. Mentira sobre mentira. Erro sobre erro.
Nenhuma reserva foi vendida - nem de urânio, nem de qualquer outra coisa. Foram vendidas ações ordinárias da CVRD. Só. Sobre a “exploração mineral” que dependeria da aprovação do Congresso…….ora, a CVRD já operava na fronteira, e recebeu aprovação para tal anos antes. Não precisava recebê-la novamente. Lei.
Mais mentiras e deturpações: “A venda da Vale também compromete a soberania do Brasil ao transferir para acionistas estrangeiros 26 milhões de hectares de terra“. Já citei anteriormente: o consórcio que arrematou a CVRD tinha, sim, estrangeiros, mas os maiores acionistas eram (e continuam sendo) nacionais: Previ, CSN e Bradesco. A maior parte dos dividendos da CRVRD, portanto, FICA NO BRASIL. Até porque o próprio governo estimulou que os brasileiros investissem nas ações da CVRD…
Esse MST, sempre mal-informado e mal-intencionado... Criaram a tal “Campanha Nacional pela Anulação do Leilão da Vale do Rio Doce - A VALE É NOSSA!” (cujo site pode ser conferido aqui) com base em mentiras e deturpações…. Até a Governadora Ana Júlia Carepa, do Pará, está lá no site, sorridente, declarando seu apoio à campanha. Péraí: foi esta governadora que há alguns meses contratou sua manicure ou cabeleireira como funcionária pública, remunerada pelo Estado ? Só para confirmar, para ter certeza do tipo de apoio, do caráter dos apoiadores da tal campanha…

Postado por Anônimo no blog Blog do Waldyr Silva em 18 de Outubro de 2007 11h57min0s BRT

Reforma política por vias tortas

* Rubens Otoni
Como a Câmara dos Deputados se mostrou incapaz de aprovar uma reforma política razoável e necessária, o Supremo Tribunal Federal (STF) baixou uma fidelidade partidária rígida que, ainda que de forma atabalhoada, abre o processo de reforma política.
A fidelidade partidária não era o principal ponto da necessária reforma política - antes dela deveriam vir o voto em lista, o financiamento público de campanha e a proibição de coligações em eleições proporcionais.
Digo que a fidelidade partidária não é o principal ponto da reforma política porque mesmo sem imposição legal ela era e é praticada pelos partidos que têm um certo grau de consistência teórica e programática com inegável sucesso. Se é verdade que a prática de aliciar deputados de outros partidos é condenável, é também evidente que a praga da infidelidade grassava mais nos partidos de aluguel. Isso serve para mostrar que um partido que perde metade de seus deputados em seis meses não merece respeito, carece de um mínimo de coesão que justifique a utilização do nome partido.
Com a decisão do STF, as direções dos partidos, inclusive os de aluguel, passam a ter um grande poder de controle sobre seus deputados. Aumenta, portanto, o poder das burocracias partidárias, o que justifica um esforço para arejar e dar transparência a estas burocracias.
Daí a necessidade da retomada do debate sobre a reforma política, até para dar harmonia ao sistema político. Já que o STF impôs a fidelidade partidária, cabe à Câmara dos Deputados, para dar coerência ao sistema, completar a obra.
Se, como estabeleceu o STF, o mandato é do partido, nada mais natural que seja concedido também ao partido o poder de estabelecer as listas partidárias nas eleições proporcionais.
Caso a idéia predominante seja dar nitidez ao apoio que a sociedade atribui a cada partido, nada mais natural do que proibir as alianças em eleições proporcionais: assim estaremos eliminando a armadilha das coligações sem critérios, que terminam deformando o sentido do voto expresso pelo eleitor.
E ainda, se o sentido da reforma é ampliar o espaço da democracia, impõe-se a necessidade do financiamento público para baratear as campanhas eleitorais, para combater a corrupção e para coibir o abuso do poder econômico. Nenhum partido isoladamente seria capaz de levar adiante este programa. Mas, caso um conjunto amplo de partidos consiga se colocar de acordo, sobre os pontos de uma reforma política, e articular uma campanha junto à sociedade para debater e explicar o sentido desta reforma, ela pode vingar. O STF recolocou na pauta a questão da reforma política, cabe ao Legislativo e aos partidos levá-la adiante.
* Deputado federal (PT-GO)

Universitários organizam seminário sobre reordenamento territorial

Com o objetivo de promover a discussão e a socialização de temas de interesse público e elaborar trabalhos de divulgação interna e externa para propiciar a interação entre universidade pública, privada e comunidade, estudantes dos cursos de Ciências Sociais e Geografia (UFPA) e de Serviço Social (Unitins) realizam, neste sábado (20), no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), o I Seminário sobre o Reordenamento do Espaço Territorial, com o tema “Em debate a criação do Estado de Carajás”.
De acordo com os universitários, os palestrantes vão discutir os desafios enfrentados pelo Estado do Pará na promoção de seu desenvolvimento em bases economicamente eficazes, socialmente justas e ecologicamente sustentáveis, em que exige da sociedade um grande esforço no que tange a reorientação de suas relações para melhor distribuição dos bens e serviços prestados à comunidade.
Os organizadores do seminário entendem que a construção de um processo de desenvolvimento capaz de atender as necessidades das gerações do presente e do futuro, com conservação do patrimônio natural, é preocupação de toda a sociedade.
Conforme a programação, o seminário tem início às 7 horas, com credenciamento, abertura, composição da mesa, palestras e intervalo para almoço. À tarde, retomada das palestras, debate e encerramento.
Entre os palestrantes convidados para o evento, constam João Márcio Palheta, Luciano Guedes, Áureo Luís da Costa, deputados federais Giovanni Queiroz (PDT-PA) e Bel Mesquita (PMDB-PA), e outros.
Interessados em participar do seminário podem se inscrever no Centro de Ensino Fênix, no 3º piso, sala da Unitins, com pagamento de taxa no valor de 10 reais.

Cumprimentos pela posse na Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas

1) Amigo Waldyr,
Quero parabenizá-lo, por ter assumido a presidência da AICOP, QUE É FRUTO DE SEU TRABALHO E DE SUA COMPETÊNCIA.
QUE DEUS LHE PROTEJA.
DR. MIGUEL CUNHA FILHO
Diretor de Policia do Interior

2) Caro delegado Miguel Cunha:
Fico lisongeado em receber cumprimentos seus pela eleição e posse na Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop).
Com elogios vindos de vossa senhoria, aumenta ainda mais minha responsabilidade em fazer uma administração transparente à frente da presidência da Aicop.
Em recíproca, desejo ao nobre advogado que continue sendo um delegado competente para diminuir o índice de criminalidade em nosso estado.
Waldyr Silva

3) Anônimo disse...
Caro presidente da Aicop, Waldir Silva
Torço muito pra que você, uma das pessoas mais sérias que conheço atuando no meio da comunicação de Parauapebas, consiga fazer alguma coisa de boa à frente da Aicop, porque essa galera que está aí, pelo menos a grande maioria, não pensa na instituição como um todo.
Prova disso foi a falta de empenho dos veículos de comunicação (com algumas exceções, como a rádio Arara Azul e o jornal O Regional) que sequer registraram a eleição e posse da nova diretoria da Aicop.
A Band, por exemplo, onde trabalham vários profissionais que se dizem seus amigos, não colocou nada no ar sobre o assunto. A TV Liberal, nem se fala.
Muitas vezes esses emissoras divulgam cada baboseira, mas não dão espaço para uma instituição da própria categoria.
Então, meu caro Waldir, sua honestidade no cargo e sua competência são uma esperança para unir o pessoal de comunicação.

4) Waldyr Silva disse...
Ao Anônimo das 14:32:
Obrigado pelos elogios e pela esperança em eu poder fazer uma boa administração à frente da Aicop.
Gostaria, no entanto, de retificar que o Correio do Pará e O Carajás também divulgaram a eleição e posse da associação.
Quanto aos nossos colegas da Band e da Liberal, talvez a pauta ainda esteja na agenda deles.
De qualquer maneira, a categoria agora está animada e prometendo ajudar na administração da Aicop nestes dois anos de mandato.
Abraços:
Waldyr Silva

___________________________________

Atualização em 18/10/07, às 23h50

De Marcos:
Caro amigo Waldir, parabéns pelo cargo que você acaba de ocupar e que com certeza fará de tudo para fortalecer o papel de nós profissionais da imprensa. Esperamos que venha mais coisas novas por aí. Deus lhe dê mais sabedoria para continuar administrando sua vida profissional com tanta competência, pois profissionais com o seu gabarito é raro.
Abraços e um excelente final de semana.

Obrigado, caro Marcos, pela força e incentivo para conduzir a Aicop.
WS

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

MST ocupa Estrada de Ferro Carajás



Centenas de pessoas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocuparam, na manhã desta quarta-feira (17), a Estrada de Ferro Carajás (EFC), em trecho localizado nas proximidades da vila Palmares Norte (antiga Palmares II), a 25 quilômetros do centro de Parauapebas, paralisando o tráfego na ferrovia.
Segundo os manifestantes, eles só arredarão pé da EFC quando aparecer no local representante da Cia. Vale do Rio Doce (CVRD) e atender uma série de reivindicações feita por eles.
Na pauta, entre outros itens, o MST quer que a mineradora pare de fornecer matéria-prima (ferro) para as siderúrgicas produzirem ferro-gusa nos distritos industriais do Pará e Maranhão; que a empresa libere recursos para os setores de habitação, educação e saúde nos municípios onde atua; e que a Vale volte a ser empresa pública.
Tão logo ocupara os trilhos da ferrovia, os colonos começaram a montar barracas de lona, de camping e construir barracos de madeira rústica com cobertura de palha.
Ao mesmo tempo em que uns providenciavam a construção de barracos e a montagem de barracas às margens da ferrovia, outros manifestantes chegavam com bagagem como colchão, redes, utensílios domésticos e crianças.

Nota da Vale
Em nota distribuída à imprensa, a Vale informa que o último trem a passar na ferrovia, por volta das 10h45, “foi apedrejado pelos manifestantes, levando a CVRD a suspender a circulação na EFC, a fim de garantir a integridade física dos passageiros e de seus empregados”.
Segundo ainda o comunicado, a mineradora afirma que a estrada de ferro transporta diariamente cerca de 1.300 passageiros e é responsável pela distribuição do combustível que abastece as cidades do sudeste do Pará.
“A CVRD está comunicando a invasão à Justiça Federal para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis, inclusive quanto à mobilização de força policial, para retirada dos manifestantes”, diz trecho da nota.
Por fim, a Vale repudia, com veemência, qualquer ato de violência que ameace o funcionamento de suas operações, causando, inclusive, prejuízos financeiros para o país, com a interrupção de exportações, além de comprometer a imagem das empresas brasileiras diante de clientes de todo o mundo.
Há dez dias, a CVRD informou à Justiça Federal de 1ª instância a ameaça de invasão. No dia 8, a Justiça concedeu liminar de interdito proibitório, impedindo qualquer ato atentatório contra a EFC e estabelecendo multa diária no valor individual de 100 reais. O juiz Arthur Pinheiro Chaves autorizou, ainda, requisição de reforço policial para a execução da ordem, oficiando a Polícia Federal e a Polícia Militar para que dessem auxílio ao aparato da Polícia Judiciária Federal para o cumprimento da diligência.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

TSE amplia fidelidade partidária


Em decisão unânime, os sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram, nesta terça-feira (16), que os mandatos de senadores, prefeitos, governadores e do presidente da República pertencem aos partidos e não aos políticos, estendendo aos eleitos pelo sistema majoritário as restrições ao troca-troca partidário.
No dia 4 de outubro, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os mandatos conquistados em eleições proporcionais (vereadores, deputados estaduais e federais) pertencem aos partidos e não aos candidatos eleitos. O STF definiu que os "infiéis" que mudaram de legenda após 27 de março estão sujeitos à perda de mandato. E anistiou quem fez a troca antes dessa data.
Agora, o TSE decidiu que a determinação deve ser aplicada também a "infiéis" eleitos pelo sistema majoritário. O tribunal respondeu a uma consulta sobre fidelidade partidária neste caso. E definiu que os políticos que mudaram de partido estão sujeitos à perda de mandato. Uma consulta não tem efeito prático imediato. Mas serve de orientação para julgamentos futuros.
O Tribunal não estabeleceu a partir de quando a fidelidade partidária será válida para eleições majoritárias. Assim como no caso de deputados e vereadores, o Supremo deverá fixar uma data limite para o troca-troca.
A data também pode ser fixada pela resolução que o TSE vai editar para tratar da tramitação dos processos contra os “infiéis”, informou, após o julgamento, o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio Mello. O texto deve ficar pronto na semana que vem.
Segundo ele, há duas possibilidades: que o marco temporal para punir os “infiéis” com a perda de mandato seja 27 de março (quando o TSE respondeu à consulta sobre fidelidade partidária no sistema proporcional) ou que a data limite seja esta terça, com o resultado da nova consulta relativa ao sistema majoritário. (Fonte: G1)

Nat de Clarinha

Registro o aniversário de minha paciente companheira Clarinha Costa, que ocorre nesta quarta-feira (17).
Parabéns, Clarinha!
Waldyr (esposo), Gyancarlo Gabriel (filho), Bariloche (enteado) e Valdeci e Evandro (irmãos)

JB: ‘Quem decide sobre divisão é o povo’


Deputado diz que é a favor do plebiscito para criação de novos estados no Pará
Em entrevista concedida ao programa “Argumento”, da TV RBA, Belém, apresentado pelo jornalista Mauro Bonna, o deputado federal e presidente regional do PMDB, Jader Fontenelle Barbalho, despertou a atenção dos telespectadores que enviaram e-mails para o programa sobre a possível divisão do Estado do Pará.
O entrevistado defendeu a realização de plebiscito, afirmando que o tema vai permitir um amplo debate envolvendo a população. “Essa é uma longa caminhada e que não será decidida pelos políticos ou lideranças, mas pelo povo do Pará”, opinou o parlamentar.
Jader Barbalho declarou que é direito do povo das duas regiões lutar pela criação dos estados de Carajás e do Tapajós, em razão da ausência de investimentos do governo nas regiões sul e oeste do Pará.
O deputado lembrou que no governo dele foram iniciadas as obras da PA-150, principal rodovia de integração do interior do estado, que hoje se encontra em “estado deplorável”.
“Investimentos em infra-estrutura, saúde e educação seriam o antídoto contra o avanço do clamor de criação duas novas unidades”, aconselhou o ex-governador do Pará. (Comitê de Imprensa Estado do Carajás, com informações do jornal Diário do Pará)

Capoeiristas dão show em praça pública

Professor "Sibita"

Capoeiristas na Praça da Cidadania

Durante o I Festival de Capoeira em Parauapebas, realizado no último final de semana (sexta-feira, sábado e domingo), dezenas de capoeiristas da região e até de Imperatriz (MA), Goiânia (GO) e Teresina (PI) se apresentaram nas praças da Cidadania, de Eventos e CDC, exibindo golpes que encantaram o público que assistiu aos shows de capoeiragem.
De acordo com Ernando Muniz Cardoso, o popular “Sibita”, professor de capoeira, a modalidade desportiva conta com o apoio da Prefeitura de Parauapebas e visa incluir a criança que esteja em situação de risco à sociedade.
O professor acrescenta que a capoeira é um esporte que faz a integração de raças, credo religioso e classes sociais, proporcionando paz entre os praticantes.
Em Parauapebas, o esporte é ensinado pela Abadá Capoeira nas escolas Jean Piaget, bairro Liberdade; Paulo Fonteles, Rio Verde; Carlos Henrique, bairro da Paz; e na Academia Fitness. A instituição congrega cerca de 300 capoeiristas praticando o esporte, entre crianças, adolescentes e adultos, na faixa etária de 3 a 80 anos.
Iniciado na Praça da Cidadania, bairro Rio Verde, e continuado na Praça de Eventos, bairro Cidade Nova, o I Festival de Capoeira em Parauapebas foi encerrado no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC) com batizado e troca de cordas, com grande participação popular.
Segundo “Sibita”, os capoeiristas ensinam a modalidade esportiva também em entidades sociais para deficientes físicos, visuais e auditivos em outros municípios, e possivelmente iniciarão trabalho idêntico em Parauapebas.

Congratulações pela presidência da Aicop

Recebi de Maryel Vieira Mendes, o seguinte e-mail, que publico abaixo:
Caríssimo Waldir, quero por intermédio deste e-mail, parabenizar pela vitória na eleição da Aicop e desejar sucesso por todo o biênio. Você deve lembrar que desde a primeira eleição eu não só apoiava a sua candidatura, por conhecer a competência, como incentivava a organização das primeiras reuniões que fizeram surgir a entidade.
Peço desculpa pela morosidade em enviar este documento de congratulação e por não ter participado com meu voto, mas a justificativa por não ter participado do processo de eleição é que eu tinha pedido ao Deicharles para me informar o momento da votação, para que eu fosse votar e assinar o que fosse necessário, e retornar imediatamente, etretanto a votação foi rápida, devido o fato de só uma chapa concorrer, e quando ele avisou, a chapa em que eu votaria já havia sido eleita por aclamação. Ele disse que eu deveria ir apenas assinar a ata, mas julguei que esse fim não justificaria o meio. Me interessava mais contribuir para que a entidade não ficasse novamente em mãos improdutivas.
Fico confiante que agora a entidade avançará, pois está nas mãos de quem não quer usá-la para se promover, mas sim para promover toda uma categoria profissional, diferente da gestão anterior.
Imagino que não será fácil administrar a Aicop nesta fase em que o único bem é composto por seus sócios, mas sem apoio nada avança, por isso fica aqui o meu. Fica também indicada a minha disposição em contribuir no que for necessário. Sucesso e um forte abraço.
MVMendes

_____________________________

PS - Aproveito para agradecer, penhoradamente, os votos de apoio recebidos de vários colegas, desejando sucesso na condução da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop). Estou ciente que a responsabilidade é muito grande, mas tenho a certeza que sozinho não poderei fazer muito pela entidade. Por isso, a necessidade de união de todos os associados.
WS

Ufa!


segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Tributo a Legião Urbana


Sem-terra fazem caminhada e ato público em Parauapebas




Ostentando faixas em protesto contra a privatização da Cia. Vale do Rio Doce, em defesa da regularização dos garimpeiros de Serra Pelada, pela urgência da reforma agrária na região e pela preservação do meio ambiente, centenas de colonos ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) percorreram trecho da rodovia PA-275, ruas de Parauapebas e fizeram um ato público em frente ao prédio da Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (15).
Após o ato público, os manifestantes se dirigiram à vila Palmares Norte (antiga Palmares II), a 20 quilômetros do centro da cidade, onde nesta terça-feira (16) iniciam o Encontro das Famílias Acampadas e Assentadas da Reforma Agrária, que vai até o dia 19 do corrente.

MST promete mobilizar 5 mil camponeses a partir desta segunda-feira

Aiala Ferreira e Charles Trocate

Imprensa atenta às informações

A coordenação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) reuniu a imprensa no final da tarde de sábado (13), em Parauapebas, para anunciar que a partir desta segunda-feira (15) a entidade vai reunir cerca de 5 mil pessoas para deslanchar uma série de atividades na região.
Segundo os coordenadores do movimento, Charles Trocate e Aiala Ferreira, que concederam coletiva à imprensa, as atividades dos trabalhadores fazem parte do Encontro das Famílias Acampadas e Assentadas da Reforma Agrária, a ser realizado na vila Palmares Norte (antiga Palmares II), a 20 quilômetros do centro de Parauapebas, no período de 15 a 19 de outubro.
As atividades do MST têm início às 6 horas desta segunda-feira (15) com uma grande marcha partindo do acampamento Dina Teixeira, localizado em área da fazenda São Marcos, na rodovia PA-275.
Os manifestantes pretendem reunir cerca de mil pessoas na caminhada, que tem previsão de chegar a Parauapebas por volta de meio-dia, num percurso aproximado de 18 quilômetros.
Na parte da tarde, os sem-terra dão continuidade à caminhada nas principais ruas da cidade, em direção à Praça de Eventos, em frente ao prédio do Poder Legislativo, onde será realizado um ato público pela reforma agrária e defesa do meio ambiente, agora com a participação de outras entidades locais e de municípios vizinhos.
Após o ato público, os manifestantes se deslocam para a vila Palmares Norte, onde se acomodarão, para no dia seguinte, terça-feira, darem início às atividades do Encontro das Famílias Acampadas e Assentadas da Reforma Agrária.

Pauta
De acordo com Aiala Ferreira e Charles Trocate, durante o evento os participantes vão discutir uma pauta composta por 9 itens, com sugestões e reivindicações direcionadas aos governos federal, estadual e municipal e para a Cia. Vale do Rio Doce (CVRD).
Na pauta, as entidades querem que o Governo do Estado mude a relação de parceria com a CVRD, que a mineradora pare de fornecer matéria-prima (ferro) para as siderúrgicas produzirem ferro-gusa nos distritos industriais do Pará e Maranhão; não aceitam a criação do distrito de Carajás para reflorestamento, responsabilizar a Vale e governos estadual e municipal por moradia, saúde, educação e emprego; exigir reflorestamento com árvores nativas; resolução da situação dos garimpeiros de Serra Pelada; controle dos recursos naturais pela sociedade organizada; construção de escola agrotécnica federal na região; estabelecimento de consórcio mineral de áreas de garimpo na região e reestatização da Vale do Rio Doce.

domingo, 14 de outubro de 2007

Presidência do PT tem sete candidatos

Sete candidatos irão disputar a presidência nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) no PED (Processo de Eleições Internas) 2007, cujo primeiro turno acontece em 2 de dezembro.
Caso nenhum deles faça 50% mais um dos votos válidos, a disputa será decidida em segundo turno, no dia 16 de dezembro.
O atual presidente do PT, deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP), concorre à reeleição pela chapa “Construindo um novo Brasil”. Disputam também os deputados Jilmar Tatto (PT-SP), com a chapa “Partido é pra lutar”; José Eduardo Cardozo (PT-SP), “Mensagem ao partido”; Valter Pomar, com “A esperança é vermelha”; Markus Sokol, em “Terra, trabalho e soberania”; José Carlos Miranda, na “Um programa socialista para o PT”; e Gilney Viana, pela chapa “Militância socialista”.
Concorrem ainda outras duas chapas que não apresentaram candidatos nacionais à presidência, pela chapa “Democracia pra valer e movimento popular”.

Votação da CPMF no Congresso Nacional

Saiba como os parlamentares paraenses votaram ou deixaram de votar

A favor
ASDRÚBAL BENTES (PMDB) - Gabinete: 410 - Anexo: IV Fone: 3215-5410 - Fax: 3215-2410 Email: dep.asdrubalbentes@camara.gov.br
BEL MESQUITA (PMDB) - Gabinete: 505 - Anexo: IV Fone: 3215-5505 - Fax: 3215-2505 Email: dep.belmesquita@camara.gov.br
BETO FARO (PT) - Gabinete: 723 - Anexo: IV Fone: 3215-5723 - Fax: 3215-2723 Email: dep.betofaro@camara.gov.br
GIOVANNI QUEIROZ (PDT) - Gabinete: 618 - Anexo: IV Fone: 3215-5618 - Fax: 3215-2618 Email: dep.giovanniqueiroz@camara.gov.br
LÚCIO VALE (PR) - Gabinete: 279 - Anexo: III Fone: 3215-5279 - Fax: 3215-2279 Email: dep.luciovale@camara.gov.br
PAULO ROCHA (PT) - Gabinete: 444 - Anexo: IV Fone: 3215-5444 - Fax: 3215-2444 Email: dep.paulorocha@camara.gov.br
WLADIMIR COSTA (PMDB) - Gabinete: 343 - Anexo: IV Fone: 3215-5343 - Fax: 3215-2343 Email: dep.wladimircosta@camara.gov.br
ZÉ GERALDO (PT) - Gabinete: 266 - Anexo: III Fone: 3215-5266 - Fax: 3215-2266 Email: dep.zegeraldo@camara.gov.br
ZEQUINHA MARINHO (PMDB) - Gabinete: 823 - Anexo: IV Fone: 3215-5823 - Fax: 3215-2823 Email: dep.zequinhamarinho@camara.gov.br

Contra
FLEXA RIBEIRO (PSDB) - Senador
LIRA MAIA (DEM) - Gabinete: 516 - Anexo: IV Fone: 3215-5516 - Fax: 3215-2516 Email: dep.liramaia@camara.gov.br
MÁRIO COUTO (PSDB) - Senador
NILSON PINTO (PSDB) - Gabinete: 527 - Anexo: IV Fone: 3215-5527 - Fax: 3215-2527 Email: mailto:%20dep.nilsonpinto@camara.gov.br
WANDENKOLK GONÇALVES (PSDB) - Gabinete: 237 - Anexo: IV Fone: 3215-5237 - Fax: 3215-2237 Email: mailto:%20dep.wandenkolkgoncalves@camara.gov.br
ZENALDO COUTINHO (PSDB) - Gabinete: 336 - Anexo: IV Fone: 3215-5336 - Fax: 3215-2336 Email: dep.zenaldocoutinho@camara.gov.br

Abstenção
ELCIONE BARBALHO (PMDB) - Gabinete: 919 - Anexo: IV Fone: 3215-5919 - Fax: 3215-2919 Email: dep.elcionebarbalho@camara.gov.br
GERSON PERES (PP) - Gabinete: 334 - Anexo: IV Fone: 3215-5334 - Fax: 3215-2334 Email: dep.gersonperes@camara.gov.br
JADER BARBALHO (PMDB) - Gabinete: 831 - Anexo: IV Fone: 3215-5831 - Fax: 3215-2831 Email: dep.jaderbarbalho@camara.gov.br
JOSÉ NERY (PSOL) - Senador
VIC PIRES FRANCO (DEM) - Gabinete: 519 - Anexo: IV Fone: 3215-5519 - Fax: 3215-2519 Email: mailto:%20dep.vicpiresfranco@camara.gov.br

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Renan deixa Senado e confirma ida para AL


Renan Calheiros (PMDB-AL), foto, deixou o Senado às 19h50 desta quinta-feira (11), quase uma hora após anunciar em pronunciamento gravado pela TV Senado que estava se licenciando do cargo de presidente da Casa por 45 dias.
Ao sair do gabinete, cercado por seguranças, Renan a princípio disse que não iria falar nada. Quando uma jornalista reclamou da atitude, dizendo que no passado ele sempre tinha sido muito gentil com a imprensa, Renan respondeu: "Vocês é que não foram comigo".
O senador também confirmou, antes de entrar no carro, que de fato iria para Maceió, onde passaria o feriado de Nossa Senhora Aparecida. A viagem a Alagoas aconteceria nesta tarde, mas foi adiada para que Renan fizesse seu pronunciamento.
Renan Calheiros havia saído da casa onde mora, em Brasília, às 17 horas e chegou ao gabinete às 17h25. Ao chegar no Senado, pediu a presença da equipe que gravaria o pronunciamento divulgado às 19h05.
Neste período de licença, Renan exerce normalmente o mandato parlamentar, mas não preside a Casa. O substituto natural é o primeiro vice-presidente do Senado, Tião Viana, do PT do AC. (G1)

Membros da recém-eleita diretoria da Aicop

ASSOCIAÇÃO DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO DE PARAUAPEBAS (AICOP)

Mandato 2007/2009

Presidente: WALDIR PEREIRA SILVA (Agência WDC/AscomPMP)
Vice-presidente: MARIA IRAIDES CAMPOS (Jornal O Regional)
Primeiro-secretário: IREMAR ALVES DE ARAÚJO (Amazônia TV)
Segundo-secretário: ELIÉSIO COSTA DA SILVA (Ascom-PMP)
Primeiro-tesoureiro: JOSÉ ALVES BENTO (Jornal de Parauapebas)
Segundo-tesoureiro: MARIA DO AMPARO ALMEIDA BORGES (TV Liberal)

Suplentes
ANTONIO CAETANO DA SILVA (Carajás, o Jornal)
FRANCESCO COSTA (Correio do Pará)
LAÉRCIO DE CASTRO PENHA (Rádio Arara Azul)

Conselho Fiscal
Presidente: VALMIR DA SILVA NOGUEIRA (Rádio Tribu’s)
Membros titulares
EDVILSON CARLOS DA SILVA (Carajás, o Jornal)
JOSEAN BRITO (Agito Pebas)
Membros suplentes
VANDERNILSON SANTOS DA COSTA (Assessoria da Semob)
IVAIR MARTINS DE SOUZA (Agência de Publicidade Nativa)

Comissão de Ética e Liberdade de Imprensa
Presidente: ANTONIO FÁBIO SACRAMENTO (Correio do Pará)
Membros titulares
FRANCISCO FLÁVIO SACRAMENTO (Correio do Pará)
RUI GUILHERME SANTOS DE OLIVEIRA (Rádio Tribu’s)
Membros suplentes
ELISABETE TELES MARINHO (Assessoria Semsa)
LINE CÁSSIA GODINHO DOS SANTOS (O Regional)

Comissão de Eventos
DEICHARLES DAMASCENA DA SILVA (Site Extra)
DEMERVAL MORENO (Rádio Arara Azul)
RONALDO MODESTO PEREIRA (Correio do Tocantins)

Comissão de Comunicação e Cultura
BARILOCHE TEIXEIRA DA SILVA (O Regional)
GERALDO ANDRÉ PINHEIRO CORRÊA (TV Band)
ROSIERE MORAIS DE MEDEIROS (Ascom-PMP)

CCJ aprova Dia Nacional de Combate à Homofobia

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Câmara dos Deputados, aprovou anteontem (9) o PL 81/07, da deputada Fátima Bezerra (PT-RN), que institui 17 de maio como o Dia Nacional de Combate à Homofobia.
O objetivo da data, segundo a petista, é incentivar ações que propiciem a discussão sobre o direito à livre orientação sexual e identidade de gênero e também sobre a cidadania dos gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex. O projeto foi relatado pelo deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP).
Fátima Bezerra explicou que escolheu o dia 17 de maio porque foi nessa data, no ano de 1990, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade do rol das enfermidades e passou a reconhecê-la como uma orientação sexual tão saudável quanto a heterossexualidade.
Como tramita em caráter conclusivo, se não houver recurso para apreciação do projeto pelo plenário da Casa, ele seguirá para o Senado.

Filas


quarta-feira, 10 de outubro de 2007

PRP no rádio e na TV

Entra no ar nesta quinta-feira (11), no período das 20 às 20h05, em rede de emissoras de rádio, e das 20h30 às 20h35, em rede nacional de TV, o Partido Republicano Progressista (PRP), conforme acordo mantido com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Livro


Parque de diversões foi grande atração na Fap


Instalado numa área de 10 mil metros quadrados, o Parque de Diversões Globo, em parceria com o Ita Center Park, levou lazer, emoção e muita andrenalina para os visitantes da Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap).
O parque se apresentou na Fap com uma diversidade de brinquedos, como montanha russa de 16 metros de altura, considerada a maior do Brasil sem loop; roda panorâmica, supersurf, trem-bala, barca viking, autopista, trem-fantasma, cama elástica, dois carrosséis, pistas de moto, volvo, fusquinha e calhambeque.
“O Siproduz e a Prefeitura de Parauapebas estão de parabéns pela iniciativa da troca dos alimentos por ingressos na feira. Graças a isso, obtive um excelente público no parque”, revelou Antônio Tavares, proprietário do Parque de Diversões Globo, adicionando que teve dias de ele receber até 20 mil pessoas nos brinquedos.

Prefeitura beneficiou camadas sociais com ingressos

Prefeito recebeu a comunidade na Fap


Criançada teve oportunidade de se divertir no parque

A parceria na Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap) este ano entre a Prefeitura Municipal e o Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz) permitiu o acesso do povo às instalações do parque com a troca de alimentos não-perecíveis por ingressos, beneficiando todas as camadas sociais da cidade.
Os alimentos arrecadados serão transformados em cestas básicas e distribuídos a famílias carentes e em situações de risco em Parauapebas. Depois de contabilizados os alimentos, o Siproduz e a prefeitura solicitarão cadastro de entidades do município para fazer a distribuição, que será comunicada de forma transparente a toda sociedade de Parauapebas.
Além disso, a prefeitura mobilizou suas equipes de trabalho para oferecer segurança dentro do Parque de Exposições e fora dele também, numa parceria com o DMTT para ordenar e assegurar um bom tráfego de veículos e pedestres nas vias de acesso ao parque, com a importante ajuda da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros na segurança dos visitantes.

Liberação do parque
Nos dois últimos dias de feira, o prefeito Darci Lermen mandou liberar o parque de diversões instalado na Fap para a criançada, proporcionando momento bem-estar e lazer a milhares de crianças de Parauapebas.
A dona-de-casa Natália Ferreira declarou que não teria condições de pagar a entrada e ingressos no parque de diversões para toda a família, mas graças à idéia do prefeito em mandar liberar o parque foi possível concretizar o sonho.

Outros parceiros
A Fap contou ainda com parceiros fundamentais para sua concretização, como a Companhia Vale do Rio Doce, Banco da Amazônia, Banco do Brasil, WGL Business Consult, Universidade Federal Rural da Amazônia, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Sebrae, Associação Comercial e Industrial de Parauapebas e Câmara de Dirigentes Lojistas de Parauapebas.

Fap bate recorde em volume de negócios

Expositores fizeram bons negócios

Agnaldo Ávila, no camarote do rodeio

Realizada no período de 29 de setembro a 8 de outubro, a 3ª Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap) superou a meta de volume de negócios diretos: R$ 21 milhões, dos quais R$ 16 milhões destinados pelo Banco do Brasil ao incentivo da agricultura familiar e R$ 5 milhões pelo Banco da Amazônia aos financiamentos gerais para a área rural.
De acordo com a gerência do Basa, muitos contatos iniciados na Fap ainda serão concluídos, com uma perspectiva de se fechar até o final de outubro mais R$ 2 milhões, o que totaliza R$ 7 milhões de volume de negócios diretos pela instituição financeira.
Durante a feira, o Basa atendeu produtores rurais com financiamento para a aquisição de tratores, implementos agrícolas, camionetes e caminhões. O banco também ofereceu financiamento para a aquisição de matrizes e reprodutores PO (Puro de Origem) para a melhoria do rebanho.
A taxa de juros para miniprodutores é de 5% ao ano, para pequenos e médios produtores, 7,25%, e para grandes produtores, 9% ao ano.
Já o Banco do Brasil contemplou produtores rurais com financiamento para a aquisição de animais com predominância leiteira - num total de 4 mil animais - além de equipamentos agropecuários, reforma de cercas e currais e reforma de pastagens. O banco dará nove anos de prazo para o pagamento do financiamento, incluindo aí quatro anos de carência, com taxa de juros de 1,5% ao ano.
Produtores rurais como Magliano Carvalho e Sergiana Brito não perderam a oportunidade de fazer bons negócios na FAP. O primeiro adquiriu, via financiamento bancário, duas camionetes e um trator de pneu, enquanto que a segunda recebeu financiamento para melhorar e ampliar suas atuais produções de arroz, milho, feijão e mandioca.
Divina Soares, representante da Premium Engenharia, revela que a empresa conseguiu vender 70% do que expôs no ano passado. Por outro lado, Maykon Freitas, gerente de vendas da distribuidora de combustível Petrolivi, diz que saía muito satisfeito da Fap este ano, “pois conseguimos atingir nossos objetivos de negócios”.Para Agnaldo Ávila de Brito, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz), o sucesso da feira atingiu todas as suas esferas. “A Fap foi sucesso absoluto tanto para nós, organizadores, como para os expositores, comerciantes, visitantes, pois todos atingiram suas expectativas. Além do mais, fizeram sucesso o rodeio, com a grande Companhia João Palestino; o parque de diversões, os grandes shows, em suma, todos os eventos da feira”, avaliou Agnaldo Ávila.

Desconfiança


terça-feira, 9 de outubro de 2007

Waldyr Silva é o novo presidente da Aicop

Categoria aclama chapa "Integração"...

...enquanto Waldyr Silva vibra com a vitória

Após o resultado, novo presidente apresenta propostas

Com a presença de mais de 60 profissionais de imprensa e comunicação, o jornalista Waldyr Pereira Silva, 56 anos, foi eleito na noite desta terça-feira (9), por aclamação, o novo presidente da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop), em substituição a Marcel Nogueira dos Santos.

Integram a nova diretoria da Aicop ainda os membros Iraides Campos (vice-presidente), Iremar Alves de Araújo (primeiro-secretário), Eliésio Costa da Silva (segundo-secretário), José Alves Bento (primeiro-tesoureiro) e Maria do Amparo Almeida Borges (segundo-tesoureiro), além de membros de comissões e respectivos suplentes.
A princípio, concorreriam ao pleito três chapas, mas duas delas, encabeçadas por Rui Guilherme de Oliveira e José Anchieta Cardoso, desistiram de concorrer horas antes do prazo final para registros de chapas.
Por causa da desistência das duas chapas, os membros da chapa “Integração” decidiram rever a composição dos membros de sua diretoria e fizeram algumas substituições, visando contemplar alguns profissionais que eventualmente participariam das chapas desistentes.
Após a proclamação do resultado, anunciada por Eliésio Costa, presidente da Comissão Eleitoral, o agora presidente da Aicop, Waldyr Silva, agradeceu o apoio recebido da categoria e apresentou algumas propostas de trabalho aos demais membros da associação, para serem realizadas durante o mandato de dois anos, entre estas o registro da entidade junto ao Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e em cartório, cadastramento de todos os trabalhadores de veículos de comunicação, disponibilização de assistência médica e jurídica aos associados, registro dos filiados junto à Delegacia Regional do Trabalho (DRT), através do Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor) e do Sindicato dos Radialistas do Pará, em Belém; aquisição de área junto ao poder público para construção de sede própria da instituição, tornar a Aicop entidade de utilidade pública junto à Câmara Municipal, organização de eventos sociais para reconhecimento dos profissionais que mais se destacarem em determinado período do ano, e outras.
Na oportunidade, alguns membros se comprometeram em manter contato com advogados amigos com intuito de se manter parceria e oferecer assistência jurídica à Aicop.
Como primeira meta da diretoria, foi formada uma comissão composta por 10 membros para analisar o estatuto da entidade e, caso necessário, sugerir eventual alteração em alguns artigos. (Bariloche Silva)