segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Governo doa gado a municípios

O Governo do Estado doou aos municípios de Xinguara e Eldorado do Carajás parte de um rebanho de gado apreendido pelo governo federal em operação no município de São Félix do Xingu.

Os animais foram destinados aos municípios, que deverão leiloá-los e os recursos arrecadados investidos em programas de segurança alimentar, entre eles a doação de cestas básicas para a população de baixa renda.

Medida boa, uma vez que há de fato muita gente com dificuldade em se alimentar nesta região.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Coletiva de imprensa

O Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz), por meio do presidente Agnaldo Ávila de Brito, convida todos os profissionais da imprensa para participarem de uma entrevista coletiva com representantes da organização da Feira de Agronegócios de Parauapebas (FAP 2010), que será realizada neste sábado (28), às 9 horas da manhã, nas dependências do auditório da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), no bairro Rio Verde.

Desde já agradecemos por atender o convite e nos colocamos à disposição para qualquer dúvida sobre o evento.

Bariloche Silva
Assessor de Comunicação do Siproduz

Inauguração da Estação Conhecimento dia 2

No próximo dia 2 de setembro, a Fundação Vale inaugura a segunda Estação Conhecimento de uma série de 18 unidades que serão criadas no Brasil até 2012. A primeira foi inaugurada em 2008 no município paraense de Tucumã.

A nova Estação funciona na zona rural de Parauapebas, em uma Área de Proteção Ambiental, e ocupa cerca de 50 hectares. O espaço reúne atividades de educação, esportes, cultura e, principalmente, iniciativas ligadas à produção rural, já que 85 famílias de agricultores moram na região.

O evento reunirá cerca de 400 convidados entre comunidade, empresários, políticos e jornalistas da imprensa regional e nacional.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

CONVITE AÇÃO CIDADANIA

A Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip) está convidando para a solenidade de entrega de Certificados de Honra ao Mérito aos voluntariados e empresas que participaram da 1ª Ação Cidadania. O evento será realizado neste sábado (28), às 19 horas, no auditório da Prefeitura Parauapebas, bairro Beira Rio II, com a seguinte programação:

• 20 horas: solenidade de entrega dos Certificados
• 21 horas: coquetel para os convidados
• Traje: esporte fino

Presos se rebelam no Rio Verde e ateiam fogo em colchões

Fotos: Ronaldo Modesto


No início da noite desta quarta-feira (25), a reportagem da Sucursal do Correio do Tocantins em Parauapebas recebeu um telefonema de fonte da polícia dando conta da existência e uma rebelião e tentativa de fuga de presos no presídio do bairro Rio Verde.

Os mais de 60 presos atearam fogo em colchões, lençóis e outros objetos inflamáveis, chamando a atenção das autoridades e da vizinhança, que ficou assustada. Cerca de 30 homens da Polícia Militar se deslocaram para o xadrez, na tentativa de acalmar os ânimos dos presidiários, sob o comando do major Juniso.

O presidente da Seccional da OAB local, advogado Ademir Donizete Fernandes, com outros colegas da ordem, mais o delegado José Aquino e investigadores, também se deslocaram para o bairro Rio Verde, para acalmar os presos. Homens do Corpo de Bombeiros foram chamados para apagar as pequenas chamas no interior do prédio da cadeia pública.

Com proteção de policiais do Grupamento Tático, os presos foram todos colocados no chão, sem camisas e as mãos colocadas sobre as cabeças, num corredor do presídio, para serem contados.

Segundo informou a polícia, o motivo da rebelião ocorreu porque vazou uma informação dando conta que os presidiários estariam planejando uma fuga em massa naquela noite. Diante da informação, foi feita vistoria e os policiais encontraram nas celas pedaços de ferro pontiagudos, pau e outros objetos cortantes, fato que deixou os presos revoltados. Matéria veiculada na edição desta quinta-feira (26) do Jornal Correio do Tocantins

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O peso de Lula

O comando do PSDB, que já sentiu o efeito Lula na eleição presidencial, começa a ficar preocupado com sua influência nos estados. Lula gravou para vários candidatos a governador, apostando na transferência de voto.

A pesquisa interna de um governador tucano registrou que 18% dos entrevistados disseram que vão votar no candidato a governador apoiado pelo presidente Lula. (Jornal O Globo)

Consciência


terça-feira, 24 de agosto de 2010

Apae de Parauapebas quer construir centro de reabilitação

Fotos: Waldyr Silva

Silvânia Moreira


Espaço de reabilitação da Apae

Aproveitando o aniversário de 14 anos de existência da entidade neste mês de agosto (dia 17) em Parauapebas, a atual direção da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) coloca mais um desafio para resolver junto com a sociedade local: a construção de um moderno centro de reabilitação que possa atender crianças e adolescentes com deficiência em todas as suas necessidades.

Atualmente, a Apae Parauapebas tem em seus quadros 100 crianças e adolescentes (manhã e tarde), de 0 a 14 anos, matriculadas na instituição. Dessa quantidade, uma média de 80 usuários frequenta a Apae. Por outro lado, cerca de 50 candidatos estão na lista à espera de vagas.

A Apae local atende em sua sede própria (Rua L, bairro União) crianças e adolescentes com deficiência mental, física, síndrome de Down, autismo, hidrocefalia, microcefalia, anemia falciforme, displasia diastrófica e lesão cerebral por anoxia (falta de oxigênio no cérebro).

Para atender a demanda, a associação conta com os serviços de profissionais das áreas de fisioterapia, neurologia, assistência social, terapia ocupacional, educação física, pedagogia, administração e monitores, além de auxiliares de serviços gerais, merendeiras, motoristas e vigias, num total de 32 funcionários.

PARCERIAS
De acordo com Silvânia Moreira, presidente da Apae, cujo mandato de 3 anos encerra em dezembro deste ano, a instituição conta hoje com importantes parcerias com a Prefeitura de Parauapebas, que colabora com R$ 20 mil todos os meses e cede 4 servidores municipais; a Vale, que cede um ônibus para transportar crianças de casa para Apae e vice-versa (de segunda a sexta-feira); a Apae/Energia, parceria nacional de contribuição de voluntários com algum valor na conta de luz, com arrecadação que varia entre 7 e 10 mil reais por mês; e de voluntários do Círculo de Controle de Qualidade (CCQ), da mineradora Vale, que contribuem com prestação de serviço.

Apesar dessas parcerias, Silvânia Moreira entende que, considerando a população de 150 mil habitantes em Parauapebas, limitar o atendimento de apenas 100 pessoas na faixa etária de 0 a 14 anos é deixar uma enorme parcela de pessoas com deficiência fora de atendimento.

Por isso, a necessidade de se construir um moderno centro de reabilitação para atender crianças e adolescentes com deficiência em todas as suas necessidades e idades, uma vez que o poder público não conta com este importante serviço à disposição da comunidade.

“Nossa missão é promover reabilitação de qualidade para que a pessoa com deficiência possa atingir excelência intelectual, física e social, segundo seu potencial”, destaca Silvânia Moreira, que continua em seu propósito de sensibilizar poder público, empresários e a população em geral para abraçar a causa da construção do centro de reabilitação. Matéria veiculada no jornal Correio do Tocantins na edição desta terça-feira (24)

Noite de autógrafos


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Voltei!

Oi, gente. Problemas técnicos que não justificam tiraram o blog do ar por estes dias, mas estamos de volta.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

No Inova Vale 2009, PA leva bronze

O Estado do Pará levou o bronze no ranking geral de inovações inscritas no Inova Vale 2009, um programa da mineradora de estimulo às ideias criativas e que possam ser aplicadas para a melhoria dos processos produtivos da empresa.

Das 7 mil ideias inscritas, os empregados da Vale lotados no estado foram responsáveis pela criação de mais de 660 propostas. Na primeira colocação desponta Minas Gerais, com mais de 3.800 ideias. Logo depois, o Espírito Santo ficou com a prata com mais de 860 propostas.

Realizada inicialmente apenas no Brasil, este ano a iniciativa ultrapassa fronteiras e passa a receber também a inscrição de ideias de empregados que atuam nas operações da Vale na Austrália e no Canadá

Comissão debaterá assassinatos contra população LGBT

Brasília - Em reunião realizada na última terça-feira (18), os membros da Comissão de Legislação Participativa (CLP), da Câmara dos Deputados, aprovaram requerimento, de autoria do deputado Iran Barbosa (PT-SE), que propõe a realização de audiência pública para debater o aumento dos assassinatos contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Segundo Iran Barbosa, dados do relatório anual do Grupo Gay da Bahia (GGB) revelam que, só no ano passado, 198 homossexuais foram assassinados no Brasil, nove casos a mais do que os registrados, em 2008 (189 mortes) e um aumento de 61% em relação a 2007 (122 mortes). Em nosso país, ocorre um assassinato de LGBT a cada dois dias. Só nos dois primeiros meses de 2010 já foram documentados 34 homicídios contra homossexuais.

Os parlamentares acolheram também, por unanimidade, parecer do presidente da comissão, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que garante a realização de audiência pública para debater a temática da homofobia nas escolas, conforme sugestão encaminhada pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais.

'Só fato novo muda curso da eleição presidencial', diz Ibope

A 45 dias das eleições presidenciais, apenas um fato novo, fora de controle, poderá mudar o rumo da campanha. Sem esta virada, a tendência é que a candidata do PT, Dilma Rousseff, saia vitoriosa no primeiro turno, em 3 de outubro, como apontam pesquisas recentes de intenção de voto. A avaliação é da diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari.

No levantamento do instituto divulgado há quatro dias, Dilma tem 11 pontos percentuais de vantagem sobre seu principal adversário, José Serra (PSDB). Computados apenas os votos válidos e "excluídos brancos, nulos e indecisos", ela venceria com 51%, enquanto Serra contaria com 38% neste cálculo.

"Se nada acontecer, e avaliando as tendências até o momento, as chances de ela ganhar no primeiro turno são muito grandes", disse Marcia. "Não exime que na reta final da campanha aconteça algum fato que possa trazer um impacto grande nas campanhas", avalia. "A gente está entrando numa fase da campanha, que é a fase onde nenhum dos candidatos pode ser pego de surpresa".

Na hipótese de a "surpresa" se resumir a uma acusação de Serra contra Dilma ou contra o petismo, é preciso que venha bem fundamentada. Caso contrário, dificilmente terá o efeito desejado.

Segundo a executiva do Ibope, o eleitor precisa ter certeza que a denúncia seja verdadeira, fundamentada e com provas. "Se ficar só no discurso, o eleitor já tem este filtro de falar que isso faz parte do jogo, de um ficar atacando o outro. A gente vê ao longo das campanhas que o eleitor não gosta disso".

Outros ingredientes podem afetar a intenção de voto do eleitor. O horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, as inserções na mídia, que tiveram início esta semana, e os debates terão impacto na campanha.

Com esses programas, o eleitor vai começar a comparar os candidatos de uma forma mais direta, porque vai receber informações de todos ao mesmo tempo. Podem favorecer ou desmerecer os concorrentes.

Para procurar reverter o cenário, sugere a executiva do Ibope, Serra poderia potencializar seu grau de experiência e sua trajetória política e reforçar que tem condições de exercer a continuidade das políticas públicas que são bem avaliadas pela população, mesmo sendo de oposição.

Serra já tem um terço dos votos daqueles que consideram o governo Lula como bom e 19% daqueles que veem a gestão federal como ótima, segundo dados do Ibope. A aprovação ao governo Lula chega a 78%. (Carmen Munari, da Reuters)

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Humor na TV

Corte Interamericana decide este ano sobre Guerrilha do Araguaia

O procurador regional da República de São Paulo, Marlon Weichert, afirmou que a Corte Interamericana de Direitos Humanos deve decidir até novembro deste ano sobre a responsabilidade do Estado brasileiro por violações ao direito humano durante a Guerrilha do Araguaia.

Ao participar quarta-feira (18) do 4° Seminário Latino-Americano de Anistia e Direitos Humanos, o procurador explicou que a corte vai julgar se o Estado brasileiro está sendo omisso em sua obrigação de investigar e punir violações ao direito humano na guerrilha. Segundo ele, a decisão terá reflexos em todos os processos relativos à violação de direitos humanos durante a ditadura. O processo tramita na Corte Interamericana desde fevereiro de 2009.

O processo tem origem em ação civil, movida no Distrito Federal, em 1982, por familiares que solicitaram informações ao país sobre o paradeiro dos corpos e a circunstância da morte de guerrilheiros do Araguaia. Como o Estado brasileiro não deu resposta satisfatória em tempo razoável, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos levou a ação à Corte Interamericana.

Para Weichert, a resposta da corte ao caso será estendida não apenas a todas as violações ao direito humano ocorrida na época da ditadura, como à própria aplicação da Lei da Anistia no Brasil. A corte pode inclusive questionar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em abril deste ano, contrária à revisão na Lei de Anistia (6.683/79).

O Brasil reconheceu em 2002 a jurisdição da Corte Interamericana de Direitos Humanos para fatos ocorridos após 10 de dezembro de 1998. Embora a Guerrilha do Araguaia tenha ocorrido na década de 1970, a corte poderá julgar o caso, porque está em análise a omissão do Brasil em relação à sua obrigação de investigar e punir violações de direito humano, que teria prosseguido após 1998.

Além disso, segundo Weichert, o entendimento da corte é que o crime do desaparecimento forçado, como ocorreu na Guerrilha do Araguaia, é permanente e continua acontecendo enquanto os corpos não forem localizados. “O Brasil pode ser condenado pela permanência do desaparecimento dos corpos”, destacou.

Na opinião do procurador, a decisão da corte é autoaplicável, pelo chamado princípio da boa-fé no cumprimento das decisões internacionais. Porém, segundo ele, o Estado brasileiro terá de decidir se respeita ou não a decisão da corte internacional. “Vai ser a primeira decisão da Corte Interamericana que vai envolver a necessidade de tomada de atitude pelos poderes da República e pelo Ministério Público”, afirmou Marlon Weichert.

IML deve ser inaugurado semana que vem em Parauapebas

Fotos: Waldyr Silva

Prédio na rua C, bairro Cidade Nova


Perito Guidoval Girard vai coordenar IML

Antiga aspiração da comunidade de Parauapebas e também de órgãos envolvidos nas áreas de segurança pública e de justiça, será inaugurada na próxima semana, provavelmente na terça ou quinta-feira, uma unidade do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, que vai abrigar o Instituto de Criminalística e o Instituto de Medicina Legal (IML).

O perito Guidoval Pantoja Girard, que vai dirigir a repartição em Parauapebas, já se encontra há três meses na cidade envidando esforços para instalação do órgão e seu efetivo funcionamento.
Tão logo entre em funcionamento, o IML vai atender, além de Parauapebas, os municípios de Canaã dos Carajás, Curionópolis e Eldorado do Carajás, que até então vêm recorrendo aos serviços do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Marabá para realização de exames de necropsia.

Ouvido pela reportagem nesta quarta-feira (18), Guidoval Girard informou que até a próxima segunda-feira (23) o prédio onde vai funcionar o IML, localizado na rua C nº 317, bairro Cidade Nova, vai estar com os serviços de adaptação concluídos, como instalação de central de ar, bebedouros, divisórias de vidros na recepção, mesas, cadeiras, computadores, telefones e outros serviços.

O prédio dispõe de três pavimentos. No térreo, ficam a recepção, secretaria, sala de necropsia, sala de médicos e outros espaços. Os corpos dão entrada pelo fundo do prédio. No segundo piso, sala de peritos, sala de odontólogos, sala de bioquímicos, cozinha e refeitório, enquanto que o último piso serve como alojamentos para profissionais que não são de Parauapebas.

Segundo o perito, o prédio é alugado pela prefeitura e cedido para o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, que entra nesta parceria com a parte técnica operacional. A prefeitura contribui com mobiliário, espaço físico, 4 médicos, 4 auxiliares técnicos, 3 auxiliares administrativos, 3 motoristas, 3 vigias e 2 auxiliares de serviços gerais.

Por enquanto, o órgão vai contar apenas com dois peritos, que são o próprio Guidoval Girard, que acumula a função de administrador, e José Maria dos Santos Fernandes. Virão outros peritos, de Belém ou mesmo de Marabá, onde a demanda do IML vai diminuir.

Indagado quais são os serviços que o Instituto vai executar tão logo entre em funcionamento, Guidoval informou que o órgão vai atender 100% dos serviços de medicina legal, tais como necropsia, lesão corporal, conjunção carnal e ato libidinoso.

“Estamos treinando e credenciando dois bioquímicos da região para fazer os serviços de laboratório, dosagem alcoólica, colega de sangue, drogas”, informa o perito, acrescentando que Parauapebas hoje tem uma demanda mensal de 12 a 15 corpos. Marabá, com Parauapebas, Canaã, Curionópolis e Eldorado, atende cerca de oitenta corpos por mês.

Por enquanto, o IML vai contar com uma caminhonete S10 e aguarda um carro-tumba, que se encontra em Belém. “Um problema que vamos enfrentar no início é a falta de câmara fria, que não temos no momento. Mas já estamos buscando esse equipamento junto a outras instituições”.
Guidoval garante que os corpos entram na repartição para serem examinados sem nenhum contato com o público. “Ninguém, a não ser os profissionais, vai ver os cadáveres”.

Ele explica que corpos em adiantado estado decomposição serão examinados numa área no cemitério da cidade, que contará também com espaço para sepultamento de vítimas consideradas indigentes.

Segundo ainda o perito, o IML só atende casos de morte ou suspeita violenta, como acidente, afogamento, homicídio, envenenamento, erro médico. “Infelizmente, alguns exames ainda são feitos em Belém, como, por exemplo, DNA e outros”, lamenta.

Guidoval Girard finaliza a entrevista afirmando que a equipe de profissionais que vão integrar o IML lida com perda de vidas, “então, somos treinados para amenizar a dor da família para que a liberação do corpo para sepultamento não demore tanto”. Matéria veiculada na edição desta quinta-feira (19) no Jornal Correio do Tocantins

Time de handebol masculino fatura ouro no Super Jeps em Belém

Marcos Antonio


O handebol não para de trazer alegrias para Parauapebas. Após a conquista inédita do vice-campeonato da equipe juvenil feminina no primeiro turno do Campeonato Paraense de Handebol, disputado em julho deste ano em Marabá, agora foi a vez de a equipe masculina sub-14 alcançar mais um feito histórico na modalidade.

A equipe sagrou-se campeã dos Jogos Estudantis Paraenses, o Super Jeps, que foi disputado na cidade de Belém, na Escola Superior de Educação Física, no período de 11 a 14 de agosto. Comandado pelo professor Marcos Antonio, o time venceu todos os jogos, e na final derrotou o time de Castanhal pelo placar de 24 a 23.

A competição contou também com a participação de estudantes-atletas das cidades de Castanhal, Altamira, Parauapebas, Belém, Moju e Melgaço. Com a conquista, a equipe parauapebense garantiu vaga para próxima fase da competição, as Olimpíadas Escolares, que acontecerá na cidade de Fortaleza (CE), no período de 10 a 19 de setembro de 2010.

Segundo o professor Marcos Antonio, esse triunfo é fruto de um longo trabalho que vem sedo desenvolvido no handebol em Parauapebas. “Coroamos este título como fruto colhido de uma semente que plantamos a um tempo atrás no handebol. Por algumas vezes, havíamos chegado à fase final e o troféu não veio, mas agora foi a nossa vez de soltar o grito de campeão”, salientou o professor, acrescentando que o time embarcará para Fortaleza confiante numa boa participação na competição. (Carlos Campos)

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

'O perdão está relacionado à felicidade na velhice", diz geriatra

Segundo o geriatra da UnB, Renato Maia, o alívio de mágoas antigas pode auxiliar na manutenção da saúde e assegurar o bem-estar físico e mental. Ter uma vida longa e saudável: um desejo possível. Renato Maia sugere que "as pessoas têm que ter uma mentalidade de construção de vida".

Em um bate-papo com os internautas do site do Globo Repórter, o geriata deu dicas de como alcançar a longevidade e afirmou: "Quem quer viver muito, quem quer viver bem, tem que viver agora".

Confira abaixo alguns trechos dessa entrevista:

Alimentação - É um dos principais fatores para a longevidade, mas não é o único. A chamada restrição calórica, que é a diminuição das calorias consumidas durante o dia, pode aumentar o tempo de vida de 30% a 40%. É um componente importante. Mas a vida longa depende de uma boa genética, uma boa alimentação, atividade física e elementos sociais como objetivo de vida, bom humor etc.

Saber perdoar - O perdão está relacionado ao bem-estar e à felicidade na velhice. Não é apenas uma opinião, isso é baseado em pesquisas. A capacidade de perdoar significa um alívio de mágoas antigas que, quando presentes, acabam levando a pessoa a uma vida curta por comprometer sua saúde mental, sua saúde física e seu bem-estar.

Sexualidade - A sexualidade tem uma relação distinta em relação à longevidade. Existem grupos religiosos indianos que combatem o orgasmo porque acham que ele é uma perda de energia que atrapalha o tempo de vida. Mas, tirando esse aspecto espiritualista, a sexualidade pode aumentar o tempo de vida por causar uma maior satisfação. É uma manifestação de bem-estar, interesse e valorização da vida. Contribui para deixar a pessoa mais alegre e feliz. E quem é mais alegre e feliz, vive mais.

Exercícios físicos - Os exercícios aeróbicos e a musculação são muito úteis. A musculação tem um papel importante na prevenção da osteoporose, porque é uma estratégia grande de manter a densidade óssea. Os exercícios aeróbicos são importantes em qualquer fase da vida, porque têm impacto na nossa resistência cardiorespiratória. A intensidade deve ser sempre moderada. O importante para os idosos é que façam uma atividade que não cause desgaste, dor e respeite seus limites.

Perda de memória - A perda de memória não é obrigatória. O que ocorre muito à medida que a pessoa envelhece é uma identificação com o processo da memória. A atividade física é bem-vinda porque melhora a função cerebral. Leitura, jogos que exigem raciocínio são úteis também. Tem que ter um estímulo cognitivo, ou seja, procurar exigir de si mesmo tudo o que for possível. Isso significa fazer cálculos de cabeça, submeter-se a novas tarefas que exijam mais da função cognitiva. Em suma, tudo aquilo que possa beneficiar o cérebro. Uma coisa importante é evitar medicamentos que possam comprometer a função cerebral, que são tranquilizantes e medicamentos para dormir. Consumidos a longo prazo, podem ser muito prejudiciais.

Aposentadoria - A aposentadoria tem duas características: é um período de oportunidade de a pessoa criar um novo período de vida em que ela possa, na maturidade, fazer coisas que gosta, sem ter que se preocupar tanto quanto o jovem. É um período de risco também porque muitas pessoas não conseguem, especialmente os homens, deixar uma carreira profissional que lhe dava renda, prestígio, amigos. Ele acaba ficando em casa criando um ambiente terrível, incomodando a todos e a si mesmo. A aposentadoria é uma conquista social, mas se a pessoa não se preparar, pode ser um risco para a saúde.

TSE amplia prazo para pedir segunda via do título de eleitor

Brasília - Para votar em 3 de outubro, o eleitor que perdeu ou teve o título extraviado tem até o dia 23 de setembro para pedir uma segunda via do documento, em qualquer cartório eleitoral do país.

Com o objetivo de garantir o direito do voto de todos os cidadãos, em junho deste ano o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou a reimpressão até essa data, mesmo daqueles eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral.

Só podem pedir a reimpressão os eleitores que já tinham ou pediram o título até 5 de maio deste ano, data em que foi fechado o cadastro eleitoral de 2010.

Na mesma sessão em que o TSE decidiu estender o prazo para pedido de reimpressão do título, o órgão reiterou a obrigatoriedade da apresentação do título e de um documento oficial com foto para votar nas próximas eleições.

Como documento oficial serão aceitos a carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidade funcional), carteira de trabalho ou de habilitação com foto e certificado de reservista. Já as certidões de nascimento ou casamento não serão admitidas como prova de identidade. Estão aptos a votar nessas eleições 135.804.433 brasileiros.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Advogado pede prisão de delegado, promotor e de advogada

Ronaldo Modesto

Delegado André Albuquerque

Ronaldo Modesto

Advogado Ademir Fernandes

Waldyr Silva

Advogada Amanda e promotor Januário

O advogado Dácio Antonio Gonçalves Cunha entrou com uma ação na Justiça de Parauapebas pedindo a prisão do promotor de Justiça Januário Constâncio Dias Neto, do delegado de Polícia Civil André Luiz Albuquerque e da advogada Amanda Marra Saldanha, sob a alegação de que as três autoridades teriam revelado à imprensa detalhes do inquérito que apura o assassinato de Ana Karina Guimarães, cujo processo seria segredo de justiça.

Na mesma ação, Dácio Antonio, que defende Graziela Barros Almeida, acusada de ter participação na morte de Ana Karina, sugere que a justiça mande fazer busca e apreensão de material escrito, gravado e fotografado nas redações, estúdios ou escritórios do Blog Zé Dudu; na rádio Arara Azul FM; nos jornais Correio do Pará, O Regional e Carajás o Jornal; e nas emissoras de TV Liberal e Amazônia TV.

Na justifica do causídico, esses veículos de comunicação são acusados de divulgar informações repassadas pelo delegado, advogada e promotor, por ocasião de uma coletiva concedida por eles no último dia 1º de julho, na Câmara Municipal de Parauapebas.

O promotor e o delegado trabalham na elucidação do assassinato e desaparecimento da jovem Ana Karina. A vítima foi executada no dia 10 de maio deste ano e teve o corpo jogado de uma ponte sobre as águas do rio Itacaiúnas, conforme confissão dos acusados Alessandro Camilo de Lima, Florentino de Sousa Rodrigues (Minêgo) e Francisco de Assis Dias (Magrão), que se encontram presos em Belém.

Ao tomar conhecimento da ação, a reportagem procurou o advogado Dácio Antonio, que confirmou a ação e o pedido de prisão do promotor de justiça, da advogada e do delegado de polícia, mas não quis gravar entrevista nem se deixar fotografar, sugerindo que o repórter procurasse a Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Parauapebas, pois a instituição teria uma nota oficial sobre o caso para distribuir à imprensa.

SUBSEÇÃO DA OAB
Procurado para falar sobre o assunto, o presidente da OAB local, advogado Ademir Donizete Fernandes, informou que não tinha nenhuma nota para distribuir, mas admitiu que tinha conhecimento do processo do advogado Dácio Antonio.

Segundo o presidente da OAB, o advogado Dácio sustenta que houve quebra de sigilo do processo que apura a morte da Ana Karina. Ademir Fernandes explica que o sigilo em inquérito é imposto para resguardar a efetividade do resultado da investigação.

“Se o dr. Dácio tiver obtido elementos suficientes para se convencer de que houve quebra de sigilo, ele tem como dever de ofício, como advogado, tomar as medidas cabíveis, pedindo às autoridades as penalidades das pessoas envolvidas”, observa Ademir Fernandes.

Por outro lado, o presidente da OAB local diz conhecer “o trabalho sério do promotor Januário e do delegado André, profissionais da mais alta competência, que ao chamar a imprensa para coletiva devem ter tomado todos os cuidados necessários para repassar à mídia somente aquela informação que na verdade não seja resguardada pelo sigilo do inquérito judicial”.

Com relação ao fato de que os veículos de comunicação teriam culpa em publicar informações colhidas na coletiva, o advogado Ademir respondeu que a liberdade imprensa deve ser reconhecida em qualquer caso, haja vista que a mídia leva as informações ao grande público, notadamente no caso Ana Karina, que provocou comoção social muito grande. “Espero que o estado de direito prevaleça e que se estabeleça justiça”, finalizou.

ADVOGADA AMANDA
A advogada Amanda Saldanha confirmou para a reportagem ter recebido cópia da ação movida contra sua pessoa pelo colega da advocacia Dácio Antonio, mas, cautelosa, não quis dar detalhes sobre seu conteúdo. Ela nega que tenha revelado segredo de justiça para a imprensa, “até porque nunca tive acesso ao inquérito”.

Na avaliação da advogada, com essa ação, ela só pode imaginar que seu acusador quer mudar o foco do trabalho que ela considera sério do promotor de justiça e pelo delegado de polícia.

DELEGADO ANDRÉ
Mais incisivo em suas colocações, o delegado André Albuquerque declarou à reportagem que “isso não passa de despautério do advogado (Dácio Antonio), de coisa descabida, sem fundamento, sem justificativa plausível”. Na avaliação do delegado, o objetivo do advogado é apenas querer difamar e caluniar a autoridade policial. “Isso não passa de uma estratégia ardil eivada de várias manobras fúteis, no sentido de colocar em descrédito um trabalho que foi feito com bastante responsabilidade e maestria por parte da Polícia Civil e do Ministério Público, mas estou bastante consciente do meu dever cumprido, e não são essas atitudes manobristas que vão ludibriar a justiça, porque o trabalho de elucidação do crime foi feito com bastante probo”, disparou André Albuquerque, informando que ainda não foi citado pela justiça.

Sobre a sugestão para apreender material veiculado nos veículos de comunicação, o delegado considerou essa atitude como uma “aberração, pois a imprensa tem total liberdade de veicular os fatos levantados por ela, desde que apurados com responsabilidade”.

Finalizando a entrevista, o delegado afirmou que os fatos alegados pelo advogado “são atitudes improcedentes que com certeza vão ser indeferidas pela autoridade judicial”.

PROMOTOR DE JUSTIÇA
O promotor público Januário Constâncio foi procurado no final da manhã desta segunda-feira (16) pela reportagem, mas, pelo fato de estar em gozo de férias em Belém e não ter tido acesso para estudar a ação contra sua pessoa, ele estava reassumindo as funções naquele momento e pediu para se pronunciar sobre o caso dentro de pelo menos cinco dias, a partir desta terça-feira. Matéria veiculada na edição desta terça-feira (17) do Jornal Correio do Tocantins.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

'Mérito Cidadania' homenageará voluntários da 1ª Ação Cidadania

Bariloche Silva


O presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), José Rinaldo Alves de Carvalho, no final da realização da primeira Ação Cidadania, na Praça de Eventos no bairro Cidade Nova, informou que a Acip iria homenagear com diploma todas as pessoas voluntárias que trabalharam e colaboraram para a realização do evento beneficente.

A homenagem deveria ocorrer em janeiro de 2010, mas, por situações justificáveis, foi adiada. No início de agosto, a diretoria da Acip se reuniu e decidiu que é chegado o momento de homenagear todos os voluntários que se doaram e trabalharam com muito amor e determinação durante os dois dias de evento, bem como as empresas que colaboraram financeiramente com a ação beneficente.

A Acip criou o diploma “Mérito Cidadania” que vai ser entregue a todas as pessoas que trabalharam, como médicos, dentistas, enfermeiras, pessoal da documentação, exames médicos, corte de cabelos, enfim, todos que vestiram a camisa da Ação Cidadania, colaborando para o bem-estar de milhares de famílias.

No evento, também serão entregues placas para 5 a 10 pessoas que mais se destacaram durante e para o sucesso do evento, que atendeu aproximadamente a 10 mil pessoas durante os dias 5 e 6 de dezembro de 2009.

A homenagem deverá ocorrer no auditório da Acip no dia 28 de agosto, às 21 horas, por ocasião da largada para a realização da 2ª Ação Cidadania, cuja comissão organizadora já tem o apoio integral da Justiça do Trabalho 8ª Região, Tribunal de Justiça do Estado, Site Pebinha de Açúcar, entre outras empresas parceiras.

Após a apresentação da segunda edição do evento, será servido coquetel aos participantes e um show de confraternização em que alguns cantores da terra estarão expondo seus talentos voluntariamente.

A Acip pede que todos aqueles que colaboraram nos dias do evento no ano passado entrem em contato com a entidade, por meio do telefone (94) 3356-4040, confirmando endereço e telefone, para que ninguém seja esquecido, embora a Acip já tenha em mãos uma lista dos participantes. (Fonte: Bariloche Silva)

Ação conjunta para continuidade ao combate às queimadas

Após uma série de medidas e ações preventivas contra as queimadas, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), em caráter de urgência, se reúne nesta terça-feira (17) com representantes do ICMbio/Ibama, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil, Secretaria de Urbanismo e representante do Gabinete do Prefeito para discutir a formação de grupo de trabalho para ação emergencial em combate às queimadas no município.

A reunião será realizada às 14 horas no auditório do Centro Administrativo, localizado no Morro dos Ventos, bairro Beira Rio II.

domingo, 15 de agosto de 2010

‘Voto nele, mesmo roubando’, diz eleitora de Collor de Melo

Enquanto os caras-pintadas ensaiam o retorno em Maceió, moradores do maior reduto "collorido" de Alagoas tratam o impeachment como "vingança dos ricos" contra o ex-presidente.

Com 11 mil habitantes, Jequiá da Praia (AL) deu a Fernando Collor 74% dos votos quando ele concorreu ao Senado nas eleições de 2006. É aconselhável não criticá-lo nas ruas da cidade.

"Quem deu a mão ao pobre foi o Collor. Por isso, os ricos tiraram ele", diz o pescador David dos Santos, 59 anos.

"O Collor mora no meu coração", derrama-se a desempregada Gorete Leite, 57 anos. "Tenho fé em Deus que ele vai ganhar de novo". (Jornal Folha de S.Paulo)

sábado, 14 de agosto de 2010

Prefeito de Eldorado proíbe secretários de fazer alianças

Prefeito municipal de Eldorado do Carajás decretou oficialmente a proibição de liberdade de expressão. Lavra o decreto, assinado pelo prefeito Genival Diniz Gonçalves (PT), em seu primeiro artigo, que os secretários municipais “ficam vedados a fecharem qualquer acordo ou aliança política de apoio a qualquer candidato que concorra as eleições/2010, sem a devida anuência desta Fazenda Pública, sob pena de afastamento das atividades”.

No segundo artigo do decreto, o prefeito Genival supera a doidice que iniciou no primeiro, ao lavrar a obrigação dos seus vassalos à sua tresloucada soberania, lembrando-os que eles são obrigados a cumprir a legislação eleitoral, como se precisasse de decreto para isto: “obriga-se todos os Secretários Municipais à devida observância da Legislação Pátria Eleitoral”.

O decreto é uma excrescência gramatical e jurídica: nos dois artigos consegui conferir cinco erros graves de português; o objeto do decreto fere a Constituição da República na sua parte mais cara, que são os princípios lavrados nas páginas dos direitos e garantias fundamentais do cidadão.

O prefeito tentar enquadrar seus secretários e assessores à sua linhagem política é absolutamente esperado: os próprios secretários e assessores, por serem cargos de confiança, não deveriam tomar atitudes de desalinhamento, sob pena de exoneração.

Todavia, lavrar tal vontade em um decreto é uma estultícia lamentável, que deveria merecer por parte do Poder Legislativo local repúdio imediato e do Ministério Público uma ação enérgica por crime de lesa democracia.

Nunca na história do Pará deverá ter havido tamanha pesporrência por parte de um prefeito. (Parsifal Pontes)

Parauapebas, cidade dos ipês

Fotos: Waldyr Silva







Todo ano nesta época as principais ruas de Parauapebas exibem um belo espetáculo que chama a atenção de quem visita pela primeira vez a cidade e dos próprios moradores do município, que saem aos logradouros para registrar o momento.
O espetáculo consiste na exibição de centenas de árvores de ipês espalhadas pelo centro da cidade com sua floração de diversos matizes.
Os ipês durante a maior parte do ano são árvores frondosas que dão muita sombra e abrigo para as aves. Depois, suas folhas começam a cair e ficam somente os galhos secos e desfolhados, dando a impressão que a árvore está morrendo.
Com o balançar dos ventos, as flores se desprendem dos galhos e fazem um bailado no ar, formando por fim um grande tapete no chão ao redor da árvore.
A cidade, por estar tomada de diversas árvores, assiste ao espetáculo por muito tempo, pois nem todas as árvores floreiam ao mesmo tempo.
Durante todo este mês de agosto, e até a primeira quinzena de setembro, a população tem o prazer de ver, a cada momento, um espetáculo diferente, pois cada árvore tem sua demonstração.
Amantes da natureza, em rodadas de bate-papo informal, já suscitaram a possibilidade de a prefeitura, notadamente a Secretaria Municipal de Cultura (Secult), criar um programa anual, com nome sugestivo de “Semana dos Ipês”, para reverenciar o espetáculo com sugestões para que a população plante em suas portas árvores de ipê.
Enquanto essa eventual proposta ainda não é configurada, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), dispõe de viveiros de plantas e doa muda de ipês para quem solicitar.
“A floração dos ipês já se tornou um espetáculo tradicional e muito atrativo, e a cidade tem se beneficiado com isto, pois a beleza e o espetáculo produzem as mais lindas fotos e filmagens, que são enviadas para os locais mais distantes, como cartão postal, para divulgar a cidade, além de provocar inspiração aos amantes da arte para cantar Parauapebas em verso e prosa”, descreve o jornalista Zinho Bento. Matéria veiculada no jornal Correio do Tocantins, edição deste sábado (14)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Diretor de TV é assaltado, sequestrado e libertado

Fotos: Ronaldo Modesto

Jarley da Silva Sena


Fernando Resende Campos


Alex Gonçalves Soares

O diretor da TV Liberal Parauapebas, Jorge Roberto Cruz Vieira, jornalista, natural do Rio de Janeiro (RJ), separado, foi vítima de assalto, seguido de sequestro, por volta das 20h30 da última terça-feira (10), em sua residência, localizada na Rua Ipê nº 58, Chácara da Lua, nesta cidade.
Quatro horas após o sequestro, a Polícia Militar conseguiu colocar atrás das grades dois dos quatro elementos acusados e libertar o diretor da emissora de TV, que no momento se encontrava bastante abalado com a pressão física e psicológica praticada pelos assaltantes e sequestradores. Jorge Vieira passou o resto da noite em hospital de Parauapebas, teve alta pela manhã e às 11 horas prestou depoimento à polícia.
Os dois elementos presos à noite são Fernando Resende Campos (36 anos, natural de Altamira, autônomo, residente na Rua Santa Catarina nº 327, bairro Novo Horizonte, Parauapebas), que na ocasião da detenção disse chamar-se Aleandro de Andrade Correa, e depois a polícia descobriu que o mesmo usa também o nome falso de Gustavo Pereira Campos; e Jarley da Silva Sena (24 anos, natural de Tucuruí, solteiro, ajudante de pedreiro, residente na rua Mané Garrincha nº 577, Bairro da Paz, Parauapebas).
Fernando Campos é ex-presidiário, fugitivo do xadrez de Parauapebas e tem prisão preventiva decretada no Estado de Rondônia, enquanto Jarley Sena é velho conhecido da polícia local. Segundo a polícia, Fernando já foi preso também acusado de tráfico de drogas de Marabá para Parauapebas e de assaltar pessoas na região.
Na tarde de ontem (quarta-feira), a polícia prendeu um terceiro acusado, Alex Gonçalves Soares (22 anos, solteiro, motorista, residente na rua Amazonas nº 156-B, bairro Primavera, Parauapebas), acusado de ser o proprietário da casa onde o bando escondia os produtos roubados, localizada na rua Olavo Bilac, quadra 16, lote 22, bairro Liberdade II, Parauapebas.
COMO ACONTECEU
Conforme explicou o cap. PM Raimundo Miranda, os bandidos conseguiram quebrar parte da cerca elétrica que protege a residência do jornalista, pularam o muro nos fundos da casa, adentraram, reviram tudo, renderam a vítima e a sequestraram, levando aparelhos eletrônicos e outros objetos, no próprio carro do empresário, um Fiat modelo Doblò, de placas JUR 1641 (Parauapebas).
A família do diretor acionou o sistema disque denúncia 3346-2250, que fica no quartel do comando local da PM. Ao receber a ocorrência, a Polícia Militar entrou rapidamente em contato com policiais dos municípios vizinhos de Canaã dos Carajás e Curionópolis, e sugeriu a montagem de barreiras ao longo das rodovias PA-275, sentido Curionópolis, e PA-160, sentido Canaã dos Carajás.
Poucas horas depois, PMs de Curionópolis localizaram o veículo de Jorge Vieira estacionado na estrada por falta de gasolina, a cinco quilômetros daquela cidade, prenderam em flagrante o bandido Jarley Sena e libertaram a vítima. No momento da prisão de Jarley, os outros três assaltantes conseguiram escapar da polícia. Horas depois, o segundo homem foi agarrado pela polícia em Eldorado do Carajás.
A polícia já identificou os pré-nomes de James e Neguinho como supostos integrantes da quadrilha. Mas a quadrilha pode ser muito maior.
Em declarações prestadas à reportagem, o delegado plantonista José Euclides Aquino da Silva explicou que após o assalto, seguido de sequestro, os bandidos foram com Jorge Vieira até a rua Olavo Bilac, quadra 16 e lote 22, bairro Liberdade II, onde deixaram os objetos roubados.
DEPOIMENTOS
Em depoimento, Jorge Vieira relacionou que os ladrões levaram da casa dele R$ 5 mil em dinheiro, cartões de crédito do Banco Real e Banco do Brasil; cartões de assistência médica (Unimed e Uniodonto); um aparelho celular Nokia, uma TV LCD de 42 polegadas e duas de 32; mochila, dois pendrives, aparelho GPS, um par de tênis, óculos de grau, jaqueta de couro, latão de tinta de 18 litros, espada de decoração, anéis confeccionados em ouro, relógio de pulso e aparelho de videogame.
Dos objetos roubados, a vítima declarou que a polícia conseguiu recuperar apenas os três aparelhos de TV LCD, mochila, par de tênis e os óculos de grau.
Segundo o jornalista, ele foi abordado surpreendentemente por três homens fortemente armados quando se encontrava sozinho em casa. Ele foi amarrado de corda, amordaçado, trancado no banheiro e obrigado a revelar onde se encontravam os bens valiosos da residência e dinheiro. Jorge disse que foi obrigado a sair da casa dirigindo o carro num percurso de aproximadamente 200 metros, quando um dos ladrões assumiu o comando do veículo e ordenou que a vítima deitasse no banco de trás.
Confessou ter percebido que passaram numa via sem asfalto, entraram de ré numa residência, onde os bandidos deixaram os produtos roubados, e depois pegaram estrada asfaltada, sempre sendo ameaçado de morte pelos dois assaltantes que seguiam no veículo.
A certa altura, o combustível do carro acabou, para desesperos da dupla, que pediu ajuda por telefone. Devido à demora do socorro, Jorge Vieira foi levado para um morro, onde ficou vigiado. O combustível chegou numa moto levado por dois comparsas. Mas o motor do veículo não funcionou. Os bandidos chegaram a colocar a vítima no volante para tentar funcionar o carro no tranco, mas foi inútil. Neste momento, a polícia chegou e conseguiu prender o primeiro homem, Jarley Sena. Dois fugiram a pé e um numa moto. O da moto, Fernando Campos, foi detido e preso em Eldorado do Carajás.
Nos depoimentos dos presos, como de praxe, eles assumiram poucas culpas, respondendo vagamente aos questionamentos do escrivão da Polícia Judiciária. Matéria veiculada na edição desta quinta-feira (12) do jornal Correio do Tocantins. (Reportagem: Ronaldo Modesto; texto: Waldyr Silva)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Diretor da TV Liberal Parauapebas é assaltado e sequestrado


Acabo de receber a informação dando conta que o diretor da TV Liberal Parauapebas, jornalista Jorge Roberto Vieira (foto), teria sido assaltado no início da noite em sua residência e sequestrado por três elementos fortemente armados. O blogger vai checar as informações e publicar detalhes do assalto, seguido de sequestro.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Por que persiste a Igreja-poder?

* Leonardo Boff - Vou abordar um tema incômodo mas incontornável: como pode a instituição-Igreja, como a descrevi num artigo anterior, com características autoritárias, absolutistas e excludentes se perpetuar na história? A ideologia dominante responde: “Só porque é divina”. Na verdade, este exercício de poder não tem nada de divino. Era o que Jesus exatamente não queria. Ele queria a hierodulia (sagrado serviço) e não a hierarquia (sagrado poder). Mas esta se impôs através dos tempos.

Instituições autoritárias possuem uma mesma lógica de auto-reprodução. Não é diferente com a Igreja-instituição. Em primeiro lugar, ela se julga a única verdadeira e tira o título de “igreja” a todas as demais. Em seguida, cria-se um rigoroso enquadramento: um pensamento único, uma única dogmática, um único catecismo, um único direito canônico, uma única forma de liturgia. Não se tolera a crítica nem a criatividade, vistas como negação ou denunciadas como criadoras de uma Igreja paralela ou de um outro magistério.

Em segundo lugar, se usa a violência simbólica do controle, da repressão e da punição, não raro à custa dos direitos humanos. Facilmente o questionador é marginalizado, nega-se-lhe o direito de pregar, de escrever e de atuar na comunidade.

O então card. Joseph Ratzinger, presidente da Congregação para a Doutrina da Fé, em seu mandato, puniu mais de cem teólogos. Nesta mesma lógica, pecados e crimes dos sacerdotes pedófilos ou outros delitos, como os financeiros, são mantidos ocultos para não prejudicar o bom nome da Igreja, sem o menor sentido de justiça para com as vítimas inocentes.

Em terceiro lugar, mitificam-se e quase idolatram-se as autoridades eclesiásticas, principalmente o Papa, que é o “doce Cristo na Terra”. Penso eu lá com meus botões: que doce Cristo representava o Papa Sérgio (904), assassino de seus dois predecessores, ou o Papa João XII (955), eleito com a idade de 20 anos, adúltero e morto pelo marido traido ou, pior, o Papa Bento IX (1033), eleito com 15 anos de idade, um dos mais criminosos e indignos da história do papado, chegando a vender a dignidade papal por 1000 liras de prata?

Em quarto lugar, canonizam-se figuras cujas virtudes se enquandram no sistema, como a obediência cega, a contínua exaltação das autoridades e o “sentir com a Igreja (hierarquia)”, bem no estilo fascista, segundo o qual “o chefe (o ducce, o Führer) sempre tem razão”.

Em quinto lugar, há pessoas e cristãos com natureza autoritária, que acima de tudo apreciam a ordem, a lei e o princípio de autoridade em detrimento da lógica complexa da vida que tem surpresas e exige tolerância e adaptações. Estes secundam esse tipo de Igreja bem como regimes políticos autoritários e ditatoriais. Aliás, há uma estreita afinidade entre os regimes ditatoriais e a Igreja-poder como se viu com os ditadores Franco, Salazar, Mussolini, Pinochet e outros. Padres conservadores são facilmente feitos bispos e bispos fidelissimos a Roma são promovidos, fomentando a subserviência. Esse bloco histórico-social-religioso se cristalizou e garantiu a continuidade a este tipo de Igreja.

Em sexto lugar, a Igreja-poder sabe do valor dos ritos e símbolos, pois reforçam identidades conservadoras, pouco zelando por seus conteúdos, contanto que sejam mantidos inalteráveis e estritamente observados.

Em razão desta rigidez dogmática e canônica, a Igreja-instiuição não é vivida como lar espiritual. Muitos emigram. Dizem sim ao cristianismo e não à Igreja-poder com a qual não se identificam. Dão-se conta das distorções feitas à herança de Jesus que pregou a liberdade e exaltou o amor incondicional.

Não obstante estas patologias, possuimos figuras como o Papa João XXIII, Dom Helder Câmara, Dom Pedro Casaldáliga, Dom Luiz Flávio Cappio e outros que não reproduzem o estilo autoritário, nem apresentam-se como autoridades eclesiásticas, mas como pastores no meio do Povo de Deus.

Apesar destas contradições, há um mérito que importa reconhecer: esse tipo autoritário de Igreja nunca deixou de nos legar os evangelhos, mesmo negando-os na prática, e assim permitindo-nos o acesso à mensagem revolucionária do Nazareno. Ela prega a libertação, mas geralmente são outros que libertam.

* Autor de "Igreja: carisma e poder", Record 2009

Parada LGBT: 14 e 15/08


domingo, 8 de agosto de 2010

Paraense é eleita Miss Mundo Brasil

A administradora de empresas Kamilla Salgado (foto), 23 anos, de Belém, foi eleita na madrugada deste domingo (8) a vencedora da 60ª edição do Miss Mundo Brasil 2010 e representará o país no concurso mundial na China, no dia 30 de outubro.

A vencedora, que cursa pós-graduação em gestão empresarial, recebeu a faixa de Luciana Bertolini, a Miss Mundo Brasil 2009. É a primeira vez que o Pará tem uma miss representando o Brasil no concurso mundial.

O resultado foi anunciado em um hotel em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Foram 37 candidatas de 27 unidades da federação, além de nove ilhas.

Kamilla, a paraense Miss Mundo Brasil 2010, estava cercada pela família e acompanhada pelo namorado, Vitor Lameira, que vibrou muito ao ouvir o anúncio da vitória da namorada. "Estou muito feliz, essa é a realização do sonho dela", destacou Vitor Lameira.

A Miss Mundo Brasil agradeceu o apoio da família, dos amigos e do namorado. Segundo ela, a estrutura familiar a ajudou a conquistar este título. "Estou muito feliz; o nível do concurso foi altíssimo; tive que enfrentar concorrentes belíssimas. Mas agora estou nas nuvens, quero representar bem meu país no Miss Mundo, que será na China. Vou batalhar muito para fazer valer essa vitória, que não é só minha, mas de todos que acreditam em mim", comemora Kamilla.
Em 2011, as cinco primeiras colocadas no certame de beleza vão desfilar pela escola de samba Unidos da Tijuca, no Rio de Janeiro.

1ª - Miss Mundo Brasil 2010: Kamilla Salgado
2ª - Miss Mundo Fernando de Noronha: Isabelle Sampaio
3ª - Miss Mundo Rondônia: Suymara Barreto
4ª - Miss Mundo São Paulo: Karina Pacheli
5ª - Miss Mundo Paraná: Jhennifer Martins

(Fonte: Portal ORM)

Governo do Estado evita conflito de terras na rodovia PA-275

Belém - O Governo do Estado agiu rápido e conseguiu evitar um conflito agrário no município de Parauapebas. No início da tarde de sesta-feira (6) foi fechado um acordo entre uma comissão de mediação de conflito e o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

Depois de intensas negociações, o MST se comprometeu a deixar a rodovia PA-275, entre os municípios de Curionópolis e Parauapebas, e não invadir a fazenda Marambaia, como havia prometido. A Polícia Militar ficou de escoltar a marcha dos manifestantes, mas também protegerá a propriedade. A comissão de mediação de conflitos é composta pelo Governo do Estado, representantes do Incra, das prefeituras da região e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O governo está mobilizado desde a noite de sexta-feira (6) para evitar risco iminente de conflito entre trabalhadores sem-terra e fazendeiros às proximidades da fazenda Marambaia.

Mais de 800 pessoas se envolveram na disputa pela posse e uso da terra. A governadora Ana Júlia Carepa (PT) determinou no sábado o envio de tropas da PM de Marabá, Redenção, Xinguara e Parauapebas, que chegou a tempo de evitar o choque entre os contendores. Inicialmente são 180 policiais envolvidos para evitar o conflito.

A governo estadual mobilizou diversos organismos do governo federal, como Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que enviou um representante do Incra; o comando Regional da Aeronáutica, assessores e técnicos da Casa Civil, Delegacia de Conflitos Agrários, prefeitos da região, além de representantes de entidades da sociedade civil, como a OAB, que escalou um representante da entidade, que mora em Marabá.

A comissão de mediação de conflitose mobilizou para o local, bem como a tropa especializada da Polícia Militar, que foi deslocada de Belém em avião da FAB, na madrugada de sábado. A ordem da governadora é que os dois lados do conflito sejam investigados e, se fosse o caso, desarmados. A Policia Militar deve permanecer na área por tempo indeterminado.

Além da disputa pelo uso da terra, existe um componente que o setor de Inteligência do estado está avaliando, que é o período eleitoral. A governadora Ana Júlia declarou que o governo tem sido firme nas suas ações de garantir a paz no campo e não vai permitir nenhum tipo de tumulto na ordem pública.

Além de medidas preventivas e repressivas, o governo estadual também assegura um conjunto de instrumentos legais, como regularização fundiária, implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), fixação do Valor da Terra Nua (VTN) e cumprimento de ações de reintegração de posse de propriedades.

A fazenda Marambaia está em processo de vistoria pelo Incra para avaliar se existe ou não possibilidade de desapropriação para fins de reforma agrária. Desde a noite da última sexta-feira está instalado, em caráter permanente, um gabinete de crise, que monitora a situação do conflito. (Enize Vidigal)

Governadora Ana Júlia perde aliados para reeleição

No Pará, tudo começa e termina no deputado Jader Barbalho (PMDB), ex-governador do Estado por dois mandatos e ex-senador. A frase, repetida pela população paraense, parece não ter sido ouvida pela governadora Ana Júlia Carepa (foto), que tenta a reeleição pelo PT.

Ana Júlia começou a se afastar de Jader há um ano e a briga acirrou-se há cerca de seis meses. O PMDB, antes um aliado, não tem mais secretarias e está fora do governo Ana Júlia, cuja desaprovação bateu os 53% em pesquisa do Ibope realizada no fim de maio.

Para reeleger-se, a governadora estimou um dos maiores gastos de campanha destas eleições, de R$ 47 milhões, montante superior ao estimado pelo candidato ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, de R$ 46 milhões.

Em 2006, Ana Júlia tinha estimado gasto de R$ 10 milhões. "Ocorreu um erro em nossa estimativa", diz Maurílio Monteiro, secretário de Desenvolvimento do Pará e um dos comandantes da campanha do PT no Estado.

Candidato ao Senado, Jader deve definir o resultado da eleição ao governo estadual. Um dos mentores da candidatura da petista em 2006, Jader lançou de última hora Domingos Juvenil como concorrente pelo PMDB e faz mistério sobre quem vai apoiar no segundo turno.

Ana Júlia deve ir ao segundo turno com Simão Jatene, ex-governador do PSDB e ex-secretário do governo Jader. O tucano e a petista esperam um acordo em um eventual segundo turno. "Ele falou a algumas pessoas que sim, mas precisamos dialogar, não sabemos", afirma a governadora. "Pelo grau de tensão que se criou entre PT e PMDB, acredito que ele vai nos apoiar", diz o candidato do PSDB.

Com interlocução junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jader teria feito pressão para lançar Ana Júlia em 2006. Seu apoio garantiu a vitória à ex-senadora. No primeiro turno, ela foi menos votada que o concorrente no segundo turno, o ex-governador Almir Gabriel, que deixou o PSDB. A petista venceu por conta da coligação com o PMDB, que tinha como candidato a governador José Priante, primo de Jader.

A boa relação da governadora com Jader perdeu força depois que a Auditoria-Geral do Estado (AGE) constatou irregularidades em secretarias e órgãos controlados pelo PMDB. O feitiço virou-se contra o feiticeiro.

Parte do desentendimento do PMDB e do PT do Pará tem a ver com a divisão da máquina pública no governo petista. O PT ofereceu cargos ao partido aliado, mas deixou os órgãos entregues com poucos recursos. Todos do PMDB saíram.

A última pesquisa registrada, feita em maio pelo Ibope, mostra Ana Júlia com 24%, enquanto Jatene aparece com 31%, em um cenário com José Priante (12%). O candidato Domingos Juvenil não foi incluído na sondagem porque seu nome ainda não havia sido escolhido pelo PMDB.

Uma das recentes críticas à candidata à reeleição é o uso de um empréstimo de R$ 366 milhões tomado do BNDES para serem repassados aos municípios. O dinheiro, segundo a oposição, tem sido distribuído como moeda de troca de apoio político dos prefeitos. Os recursos foram liberados pelo BNDES para compensar o impacto da redução da alíquota do IPI sobre a arrecadação dos municípios.

Em 2001, Jader renunciou ao cargo de senador para evitar possível cassação do mandato por conta de denúncias do Ministério Público Federal de envolvimento do parlamentar em desvio de verbas da Sudam. O deputado chegou a ser preso e o caso ainda está para ser julgado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Jader foi alvo de pedido de impugnação da candidatura ao Senado neste ano dentro da Lei da Ficha Limpa, mas o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) liberou o deputado porque considera que a lei não é retroativa.

Ao longo da vida política, Jader construiu um império de comunicação que lhe garante poder local. O deputado, que começou a vida política fazendo oposição ao regime militar, é dono de três retransmissoras de TV, de um jornal impresso e de dezenas de rádios. Tem o voto cativo de cerca de um terço do eleitorado paraense. O jornal, "O Diário do Pará", o mais vendido no Estado, tem atuado de forma oposicionista a Ana Júlia.

Jader está fechado com a candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. O apoio no segundo turno vai depender da conjuntura local e do cenário nacional. O deputado não respondeu aos pedidos de entrevista do Valor. (Ana Paula Grabois, do Valor Econômico)

Escola de futebol de Marabá envia destaques para grandes clubes

Fotos: Bira Ramos
Heraldo vai para Portuguesa Santista
Danilo se apresenta ao Trieste

Carlinhos, Hiury Índio e Rafael Miranda
Marabá - A diretoria do Camisa 10 Sports, no embalo da ascensão dos jogadores revelados pela equipe, “Pará”, campeão da Copa do Brasil, pelo Santos (SP), dia 4; e Elkeson, vice-campeão pelo Vitória (BA), enviou neste final de semana cinco atletas para testes nas equipes da Portuguesa Santista (SP) e Trieste (PR).
O atacante Danilo Lima, de 13 anos, artilheiro da Copa Sul-americana, no mês passado, em Angatuba, quando marcou seis gols, segue para a equipe do Trieste, onde já atua o meia Wesley, também enviado pelo Camisa 10, a exemplo do jogador Leandro, que jogou em várias equipes de Marabá, que foi enviado pelo Camisa 10 ao Trieste, mas que foi contratado pelo Coritiba (PR).
O meia Rafael Miranda, o atacante Hiury Índio e o lateral direito Carlinhos, ambos de 15 anos; e o atacante Heraldo, de 14 anos, seguiu também neste fim de semana para Santos (SP), onde se apresentam à equipe da Portuguesa Santista (SP), cujo treinador e observador técnico Edgar esteve em Angatuba observando os garotos, e irá avaliá-los durante 15 dias, para tentar a contratação dos mesmos.
Além desses atletas, o Camisa 10 enviará na próxima semana, para a equipe do Trieste, o meia-esquerda Gabriel Victor e o zagueiro Manoel, ambos de 14 anos, além do zagueiro Bruno Mezenga, da mesma idade, que pertence ao Transamérica.
Copa do Brasil
Além do título da Copa do Brasil, o jogador Marcos Rogério Silva Lopes, que jogou no Camisa 10 dos 12 aos 16 anos de idade, conquistou este ano o título de campeão paulista pelo Santos. O atleta, que quando era da base do Camisa 10 tinha todas suas despesas bancadas pela escola de futebol, já havia sido campeão da Copa do Brasil, pelo Santo André (SP), quando venceu o Flamengo (RJ), por 2 a 0, em pleno Maracanã. Naquela época, “Pará” ainda era reserva da equipe do ABC.
Por outro lado, Elkeson de Oliveira Cardoso, que completou 21 anos no último dia 13 de julho, fez o gol do título de campeão baiano, pelo Vitória (BA), recentemente. Elkeson jogou no Camisa 10 dos 10 aos 14 anos de idade.
Falta de apoio
Apesar de já ter revelado inúmeros jogadores, entre eles Wando, Marquinhos Marabá, Dias, Mário Augusto, Fernando, Maykinho, Ronald, Elkeson, Danilo Galvão, Renan Mota, “Pará” e muitos outros, a equipe do Camisa 10, que atende cerca de 250 crianças, sendo 120 de forma gratuita, não conta com nenhum apoio público, mas a Prefeitura de Marabá acaba de fechar contrato para doar R$ 200 mil, por ano, para a Zico 10, somente para utilizar o nome do ex-jogador em projeto social que pretende instalar na cidade. (Bira Ramos)

Filhos de mães com HIV nascem com alterações no sangue

Bebês que nascem de mães portadoras do HIV, mesmo que não sejam infectados pelo vírus, sofrem alterações no sangue e também no sistema imunológico (responsável pela proteção do corpo).

A razão para esse problema, de acordo com estudo realizado pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), é que essas crianças são afetadas pela ação dos medicamentos anti-Aids que as mães tomam, e também porque entram em contato com partículas do vírus.

A pesquisa da bióloga Eliane Borges de Almeida, que trabalha no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, mas que realizou o estudo na Unicamp, avaliou 36 mães infectadas com o HIV e 15 sem o vírus, além de seus respectivos filhos. Apesar de nenhum dos 36 bebês ter sido infectado, o estudo mostrou que eles apresentaram significativas alterações hematológicas (do sangue) e imunológicas.

O responsável pelas modificações na produção sanguínea são os medicamentos antirretrovirais que as mães precisam tomar para controlar a doença. Esses remédios impedem a multiplicação do HIV e diminuem a quantidade do vírus no organismo. Com isso, a defesa do corpo melhora e o portador corre menos risco de desenvolver outras doenças.

No entanto, o contato dos bebês com os antirretrovirais causam neles alterações semelhantes às sofridas pelas mães, fazendo com que nasçam com um número mais baixo de leucócitos (que defendem o corpo das infecções), em comparação com os bebês que não foram expostos a esses remédios.

Além disso, os bebês de mães com HIV também entram em contato com pequenas partes do vírus. Essas partículas conseguem atravessar a placenta e chegar ao feto, mas não são capazes de infectá-lo. Apesar disso, esses pedaços do HIV provocam alterações no organismo, como a queda do sistema imunológico.

”Todos os bebês já têm um sistema imune mais frágil, isso é normal. E os bebês infectados com o HIV têm um péssimo quadro imunológico. Já o bebê exposto e não infectado tem uma pequena imunodeficiência sim, que não chega a ser como a do bebê infectado, mas exige mais cuidados do que os bebês que nunca tiveram contato com o HIV.”

Isso quer dizer, de acordo com a pesquisadora, que os bebês de mães com HIV, mesmo que não sejam infectados, precisam manter um acompanhamento com especialistas e receber mais atenção para evitar infecções.

Das 36 mães com HIV que participaram do estudo, somente 21 completaram um ano de acompanhamento com os pesquisadores.

Em geral, diz a bióloga, as mães com HIV querem apenas saber se seus filhos foram infectados ou não pelo vírus. Com a resposta negativa, elas deixam de lado o acompanhamento dos recém-nascidos.

O estudo mostrou ainda que esses bebês expostos e não infectados não respondem às vacinas da mesma forma que os bebês nascidos de mães sem o vírus.

Segundo Eliane, isso faz com que seja necessário um reforço na vacinação dessas crianças. Mas, além disso, essa é mais uma das razões que justificam maiores cuidados com os bebês nessa situação.

Para a bióloga, essa falta de acompanhamento é preocupante, porque ainda não se sabe como evolui a saúde desses bebês.

"Será que [essa deficiência] vai diminuir com o tempo? Será que essa criança vai estar mais predisposta a algum tipo de doença? Esse é o ponto-chave e ainda não sabemos.”

Fonte: R7, com colaboração do Grupo de Apoio às Pessoas Vhivendo com HIV/Aids e à Prevenção (Gapp+)

Ao nosso paizão Waldyr Silva

Registro, agradeço e publico a bela mensagem abaixo enviada por meus adorados filhos e filhas.
Waldyr Silva

Dia dos Pais
Queríamos entender você, papai
Que às vezes está tão falante, ou calado.
Que às vezes está alegre, outras vezes amuado.
Mas sempre presente, sempre ao nosso lado.

Essa sua presença tão cheia de acolhimento
Tão cheia de significados.
Revelados nos seus gestos, no seu andar,
Na sua fala, seu sorrir, no seu jeito de nos olhar.

Esse seu jeito de nos olhar que conhecemos tão bem.
Às vezes, vem nos dizer sim, outras diz não.
Que às vezes nos aprova, desaprova, consola...
E até nos passa a mão.

Mesmo assim, ainda não entendemos
Por que às vezes se perde em seus pensamentos,
Será que apenas busca lembranças no passado,
Ou será o futuro que o mantém preocupado?

Seja lá passado, presente ou futuro, não importa.
O passado se foi e bom é recordar o que se viveu.
O presente está vivendo agora,
E seu futuro pai,
Seu futuro somos nós.

Seus filhos Barbarella, Walcivânia, Byancka, Janini, Bariloche e Gyancarlo

Gyancarlo Gabriel

Janini Bandeira


Bariloche


Byancka de Lavor

Walcivânia


Waldeuzirie Barbarella

sábado, 7 de agosto de 2010

Brasil gera 41,2 milhões de empregos formais em 2009

Brasília - O Brasil contabilizou 41,2 milhões de empregos formais em 2009, um aumento de 1,766 milhão em relação ao ano anterior, segundo dados do Registro Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho. O acréscimo de 4,48% em relação ao estoque de empregos de 2008, quando foram registrados 39,4 milhões de postos, foi divulgado nesta semana pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Os setores que mostraram maior desempenho foram o de serviços, com a criação de 654 mil novos postos de trabalho; a administração pública, com 453,8 mil empregos; o comércio, com 368,8 mil postos; e a construção civil, com 217,7 mil novos postos de trabalho.

Os dados mostram ainda que o número de trabalhadores formais, tomando como referência as informações da Rais mais o saldo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) até junho de 2010 (1,437 milhão), chega a 42,680 milhões neste ano.

Festa a Fantasia

Rebeldia de Almir Gabriel

Ao dircursar na manhã deste sábado (7) em Canaã dos Carajás, na Igreja Assembleia de Deus, Ministério Madureira, o ex-governador Almir Gabriel colocou em xeque a masculinidade do presidente da mineradora Vale, Roger Agnelli, chamando-o de homossexual, e afirmando que a Vale está roubando as riquezas do Pará. (Fonte: Blog do Bekão)

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Corpo de Ana Karina teria sido encontrado no rio Itacaiúnas

Informações ainda não confirmadas dão conta que o corpo de Ana Karina teria sido encontrado no início da tarde no rio Itacaiúnas. Membros da família da vítima não confirmam e nem desmentem a informação. No entanto, a advogada da família, Amanda Saldanha, está convidando a imprensa para conceder coletiva às 17 horas e informar as novidades sobre a procura do corpo de Ana Karina, que foi assassinada dia 10 de maio deste ano e teve o corpo jogado de uma ponte nas águas do rio Itacaiúnas, a cerca de 60 quilômetros do centro de Parauapebas.

Um batalhão de repórteres de Parauapebas se deslocou agora há pouco para o rio Itacaíunas, para averiguar a informação.

Mais detalhes após a coletiva com a advogada Amanda Saldanha.

________________________
Atualizado às 19h12

"Barrigada" - Como diz na gíria jornalística, a informação sobre a possibilidade de o corpo de Ana Karina ter sido encontrado não passa de uma "barrigada", ou seja, uma informação que não se confirma.

Antes de partirem para o rio Itacaiúnas, os repórteres passaram na delegacia de polícia e receberam a informação que os mergulhadores teriam encontrado um tambor, mas não deram detalhes sobre o achado.

Na coletiva com a advogada Amanda Saldanha, ela disse que a informação sobre o achado não tem procedência, e que na próxima semana chamará a imprensa para revelar que foi citada por um advogado da cidade, que estaria pedindo à justiça a prisão dela, do delegado André Albuquerque e do promotor de justiça, por estarem revelando à imprensa detalhes sobre o inquérito que apura a morte de Ana Karina.

O advogado, que Amanda não quis revelar o nome, estaria inclusive pedindo que a justiça procedesse apreensão de material publicado em vários veículos de comunicação de Parauapebas e da região, por terem exposto a imagem de Graziela, acusada no envolvimento no assassinato de Ana Karina.

Zé Dudu no 'berço'


Aniversariando nesta sexta-feira (6) o confrade José Eduardo Ferreira do Vale (foto), o popular "Zé Dudu", dono do blog Zé Dudu, de Parauapebas.
Ao nobre colega, os parabéns deste blogger.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Negócios & Música

Negócios
Com o objetivo de valorizar a economia local em todos os seus projetos, a Vale, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) e associações comerciais de Ourilândia do Norte e Tucumã realiza nesta quinta-feira (5), em Ourilândia do Norte, o 3º Encontro de Negócios do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF).

No evento, a Vale e suas contratadas apresentam para pequenos e médios empresários da região as oportunidades de negócios oferecidas a partir dos projetos da mineradora na região.

O Encontro acontece das 8 às 18 horas, no auditório do Colégio Pitágoras.

Música
Quem disse que o Pará não tem talento no samba? Clayton Nilo da Silva, morador de Canaã dos Carajás, é o representante do estado no concurso Cante Dona Ivone Lara, do 21° Prêmio da Música Brasileira.

Ele, juntamente com Alessandra Cardoso de Freitas (ES) e Cláudia Coutinho de Lima (RJ), foi escolhido pelo público entre 183 empregados da Vale em todo o Brasil que postaram vídeos na internet interpretando músicas da sambista de 89 anos, considerada a primeira-dama do samba.

Os três finalistas serão julgados por um júri técnico e o resultado final será conhecido na noite de 11 de agosto durante o evento de premiação, no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, ao lado de grandes nomes da MPB. Na categoria Vale, o ganhador receberá um troféu e uma viagem a Nova York com acompanhante e tudo pago, além de ingressos para assistir um musical na Broadway.

O concurso tem duas categorias independentes, uma exclusiva para empregados Vale, patrocinadora exclusiva da edição 2010, e outra para o público em geral.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Palestras, debates, cinema


Alvo do Ficha Limpa, Jader e Rocha têm candidaturas confirmadas

Pelo placar de 4 a 2, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) aprovou o registro de candidatura ao Senado do deputado federal Jader Barbalho (PMDB). Pelo mesmo placar, foi aceita a candidatura do deputado federal Paulo Rocha (PT), que também disputa uma vaga ao Senado.

O pedido de impugnação das duas candidaturas foi feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), sob a alegação de que Jader e Rocha são ‘ficha sujas’.

No caso de Jader, por ele ter renunciado ao mandato de senador em 2001, após abertura de processo no Conselho de Ética em que era acusado de envolvimento nos desvios de recursos do Banpará. Já Paulo Rocha renunciou ao cargo de deputado federal em 2005, depois que foi citado no caso do mensalão.

De acordo com a Lei da Ficha Limpa, caso o parlamentar renuncie para escapar da cassação do mandato, o mesmo deve ficar inelegível por oito anos.

Para a maioria dos juízes do TRE paraense, a Lei, no entanto, não pode ser aplicada para condenações ocorrida antes da sua vigência.

Essa decisão se choca com julgamento realizado pelo TSE que, em meados de junho deste ano, entendeu que a Lei da Ficha Limpa torna inelegível o político condenado antes do dia 7 de junho, data em que a norma foi publicada no Diário Oficial da União.

A polêmica entre o entendimento do TSE e dos TREs também atinge outros estados. Até o momento, assim como o TRE do Pará, os TREs de Tocantins, Maranhão e Rio Grande do Sul também entenderam que a lei não deve retroagir.

Em contrapartida, os TREs de Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará, Santa Catarina e Rondônia seguiram a orientação do TSE.

terça-feira, 3 de agosto de 2010