domingo, 31 de maio de 2009

Belém fora da Copa 2014

A cidade de Belém foi desclassificada na escolha para ser uma das sedes da Copa 2014, juntamente com Florianópolis, Goiânia, Campo Grande e Rio Branco.

O resultado da escolha das 12 cidades-sede foi anunciado agora há pouco pelo presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, em reunião do comitê da entidade em Nassau (capital das Bahamas).

Veja abaixo as cidades classificadas, pela ordem alfabética:

Belo Horizonte (MG)
Brasília (DF)
Cuiabá (MT)
Curitiba (PR)
Fortaleza (CE)
Manaus (AM)
Natal (RN)
Porto Alegre (RS)
Recife (PE)
Rio de Janeiro (RJ)
Salvador (BA)
São Paulo (SP)

O próximo passo para as cidades escolhidas será num seminário de 8 a 10 de junho, no Rio de Janeiro. Os projetos serão analisados mais detalhadamente e, em função dos relatórios da Fifa realizados durante as inspeções, possíveis alertas serão feitos.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Na conta


Festival Internacional de Música terá primeira versão em Parauapebas

O município de Parauapebas terá, este ano, uma versão do Festival Internacional de Música. A ação pretende descentralizar o evento, que também traz o tema "Liberdade, igualdade e fraternidade", em homenagem à cultura francesa.

De acordo com Daniel Araújo, superintendente da Fundação Carlos Gomes, a iniciativa pretende descentralizar as ações de governo. "É a primeira vez que o estado levará a programação do festival para outro município e vem ao encontro da descentralização das ações do governo para o interior do Pará. Então, por meio de Paraupebas, o Festival Internacional de Música entra numa outra dimensão de atendimento e acesso ao cidadão", revelou.

Segundo Claúdio Feitosa, secretário de Cultura de Paraupebas, a ideia é incluir a programação no calendário cultural da cidade, "pois nunca foi feito algo parecido na cidade. A ideia é que esse tipo de espetáculo vire uma programação usual".

Claúdio declarou ainda que a parceria com a Fundação Carlos Gomes, na realização da primeira versão do festival, se deu a partir da intenção de implantar uma escola de música na região.

"Nossa intenção é implantar uma escola de música da Fundação Carlos Gomes, em parceria com a prefeitura. A partir daí, veio a ideia de fazermos uma extensão do festival internacional. E é o que irá ocorrer nos dias 5, 6 e 7 de junho, tendo como atrações o Trio Manari, Quinteto Persch e Quarteto Maestoso", afirmou o secretário. (Rosa Borges)

JANTAR DA IMPRENSA

C O N V I T E
A Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop) e a Agência de Publicidade e Marketing Brasil estão convidando profissionais de imprensa associados à Aicop (e aqueles que ainda não se filiaram à entidade, mas que prestam serviços em veículos de comunicação) e suas respectivas famílias para um jantar de confraternização entre a categoria, em comemoração ao Dia da Imprensa, que transcorre dia 1º de junho.

O encontro está marcado para iniciar às 17 horas deste domingo (31), no restaurante Sabor & Cia, localizado na Rodovia PA-160, bairro Vila Rica, nesta cidade.

Na oportunidade, haverá também atividades desportivas (futebol), música ao vivo (voz e violão), inscrição de novos associados à Aicop, breves pronunciamentos de diretores da entidade e muita descontração.

Contamos com sua presença e de sua família.

Comissão organizadora

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Agentes da PF prendem hackers em Canaã dos Carajás

Agentes da Polícia Federal prenderam na manhã desta quinta-feira (28), em Canaã dos Carajás, dois homens acusados de integrar uma quadrilha especializada em clonagem de cheques, de cartões de crédito e desvio de dinheiro de contas bancárias por meio da internet.

Um dos acusados, de prenome Rosenaldo, seria supervisor de uma empresa mineradora que opera no Projeto Sossego. Os presos serão indiciados pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado, mediante fraude; tentativa de furto e estelionato.

Na operação, batizada de "Trilha", ficaram de ser cumpridos 120 mandados de prisão preventiva, 19 mandados de prisão temporária e 136 mandados de busca e apreensão em 12 estados e no Distrito Federal, envolvendo 691 policiais em todas as ações.

No Pará, apenas os municípios de Redenção e Canaã dos Carajás foram incluídos na operação "Trilha".

quarta-feira, 27 de maio de 2009

11ª Regional de Proteção Social sob suspeita

Abaixo, comentário de um anônimo que, “por mais do que justificados”, não quis se identificar. Acompanhe:

O problema merece a atenção de todos vocês da blogosfera, porque é sério e envolve a saúde pública.

Ontem (terça-feira) à tarde, tão logo começou a sair na imprensa que a Dra. Silvia Cumaru havia sido nomeada secretária estadual de Saúde, começamos a receber telefonemas de pessoas de Marabá dizendo que o Sr. Demerval Bento da Silva, da Divisão Técnica da 11ª Regional de Proteção Social, com sede nesse município, já estava se movimentando com seus padrinhos políticos para tentar ser nomeado diretor da 11ª RPS.

No início desta manhã, aqui na secretaria, em Belém, ouvimos rumores de que o Sr. Demerval já está mesmo se movimentando para assumir esse cargo.

Só que ele está sob investigação aqui na Secretaria de Saúde, desde quando o último diretor da 11ª Regional, o médico Luiz Sérgio, encaminhou documentos indicando que Demerval prescrevia receitas médicas em papel memorando da própria 11ª RPS, com carimbo e tudo de diretor técnico. O crime por exercício de profissão de medicina ilegal ficou configurado em algumas receitas “prescritas” por esse rapaz.

A documentação, pedindo instauração de processo administrativo, encontra-se na Secretaria de Saúde, aqui em Belém, só que ninguém sabe se engavetado ou em tramitação. A denúncia, à época, foi encaminhada também ao Conselho Regional de Medicina.

A nossa preocupação aqui na secretaria é de que o governo, por pressões políticas, coloque o Sr. Demerval na direção geral da 11ª Regional. Não temos nada contra ele, até porque nem o conhecemos, apenas de vista, nas oportunidades em que esteve aqui tratando de assuntos da regional.

A estima dos servidores da Saúde está em baixa, diante de tantos contratempos na gestão da secretaria. Queremos evitar é um novo escândalo, envolvendo mais denúncias, que somente trará desgastes ao governo e à área de Saúde.

Não posso me identificar, por motivos mais do que justificados, mas se quiserem saber se tudo o que digo é verdade ou não, procurem o ex-diretor da 11ª Regional de Marabá, que assinou a denúncia aqui mesmo na secretaria, onde se encontra a documentação contra o Sr. Demerval.

Atletas de Tucumã participam de competição nacional

Sete atletas da Estação Conhecimento de Tucumã, sul do estado, vinculados ao programa Brasil Vale Ouro, da Fundação Vale, vão representar o Pará no Troféu Norte/Nordeste Caixa de Atletismo de Menores, integrando a delegação paraense. A competição será realizada em Feira de Santana, na Bahia, no período de 29 a 31 deste mês.

Os jovens de Tucumã levam no currículo vitórias recentes, como o título de campeões estaduais na categoria (15 a 17 anos), conquistado no último Campeonato Estadual Caixa de Atletismo (16/05).

Na Bahia, eles pretendem repetir a façanha e trazer novas medalhas ao Pará.

O programa Brasil Vale Ouro tem como desafio descobrir novos atletas nas cidades onde a mineradora Vale S/A. atua.

Dólar cai abaixo de R$ 2,00 pela primeira vez desde outubro

São Paulo (Reuters) - O dólar rompeu na abertura desta quarta-feira o piso de 2,00 reais pela primeira vez desde outubro, refletindo a percepção de melhora do cenário econômico global.

A proximidade do fim do mês também pesava sobre o mercado de câmbio, segundo operadores. Nesta época, aumentam as disputas pela definição da Ptax (taxa média ponderada do dólar).

Às 11h30, a moeda norte-americana era cotada a 2,013 reais, em queda de 0,40 por cento, após ter iniciado o dia a 1,999 real menor nível alcançado durante os negócios desde 3 de outubro do ano passado.

"A queda (abaixo de 2,00 reais) já era esperada, até pelo que a gente vinha vendo acontecer nos últimos dias no mercado de câmbio", avaliou Mario Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora.

Desde o início de março, quando a moeda norte-americana atingiu as máximas do ano ao redor de 2,4 reais, o dólar já caiu quase 18 por cento. Apenas em maio, a divisa acumula baixa superior a 7,5 por cento.

A tendência de queda do dólar no mercado doméstico era fortalecida pela percepção global de que o pior da crise ficou para trás.

"Já esperávamos uma apreciação do real tão logo as coisas se clareassem lá fora. Esperávamos que, passado o momento de apocalipse, os investidores voltariam os olhos para países com boas condições, como é o caso do Brasil", comentou Jankiel Santos, economista-chefe do BES investimento.

Na véspera, o Banco Central divulgou que o fluxo de recursos externos para o país está positivo em 3,086 bilhões de dólares em maio até o dia 22. Caso o mês já estivesse fechado, esta seria a maior entrada de recursos desde abril de 2008.

No front externo, as bolsas de valores globais reduziam o fôlego depois de uma terça-feira animada pela melhora da confiança do consumidor norte-americano. Os mercados de Wall Street operavam sem tendência definida, após ganhos de mais de 2 por cento na véspera. Na Europa, a alta era moderada.

O principal índice da Bovespa, por sua vez, subia pela quarta sessão consecutiva. Desde o início do ano, o Ibovespa acumula valorização de quase 40 por cento. (Jenifer Corrêa)

Maluco beleza

Raul Seixas



Composição: Cláudio Roberto / Raul Seixas

Enquanto você
Se esforça pra ser
Um sujeito normal
E fazer tudo igual...

Eu do meu lado
Aprendendo a ser louco
Maluco total
Na loucura real...

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez...

Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza...

E esse caminho
Que eu mesmo escolhi
É tão fácil seguir
Por não ter onde ir...

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez
Eeeeeeeeuu!...
Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez

Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com toda certeza
Maluco, maluco beleza...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Violência


Decretada prisão do ex-deputado Luiz Sefer

O juiz da Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente, Eric Aguiar Peixoto, acaba de decretar a prisão do ex-deputado estadual Luiz Afonso Sefer (sem partido).

Mesmo se encontrando atualmente no Rio de Janeiro, a prisão do ex-parlamentar, acusado de crimes de pedofilia, deverá ocorrer a qualquer momento. (Fonte: Blog do Hiroshi Bogéa)

_________________

Atualizado às 17h09

O Comando de Operações Especiais da Polícia Civil do Rio de Janeiro (COE) prendeu por volta das 15h20 o ex-deputado estadual Luiz Sefer. Ele estava em seu apartamento, na Zona Sul, Rio de Janeiro, quando recebeu a ordem de prisão.

'Raposa ruralista vai tomar conta do galinheiro florestal', alerta Greenpeace

Pagando dívida de sua campanha para a presidência do Senado, José Sarney indicou a senadora Kátia Abreu (DEM/TO), da tropa de choque ruralista, como relatora da Medida Provisória 458, que legaliza a ocupação de áreas invadidas por posseiros na Amazônia, assinada pelo presidente Lula no dia 10 de fevereiro. A nota é do sítio do Greenpeace (22/05).

A MP da Grilagem, como ficou conhecida, avaliza a invasão de mais de 60 milhões de hectares de terra na Amazônia, sem qualquer tipo de controle ambiental. E a senadora Kátia Abreu vem defendendo que esses invasores não tenham sequer que pagar pela terra invadida. Uma anistia às invasões significa na prática um grande estímulo a novas invasões.

Segundo ainda o Greenpeace, a indicação da senadora Kátia Abreu à relatoria da MP da Grilagem é o pagamento de uma dívida de campanha por parte de José Sarney, que se elegeu presidente do Senado com o voto da líder da bancada ruralista na Casa.

Durante a vigília pela Amazônia, realizada semana passada no plenário do Senado, José Sarney afirmou querer se alistar "entre aqueles que querem defender a Amazônia para sempre". Na prática, no entanto, demonstra não se importar com o futuro da floresta.

Desabafo de Alexandro

CRÔNICAS DO PC
Do leitor que se identifica apenas por Alexandro, recebi um e-mail, cujo conteúdo é um desabafo de quem está apaixonado. Ele pede que o encaixe nesse blog, procurando dessa maneira dizer indiretamente o que realmente ele sente por uma mulher. Para não se expor, os nomes são supostos. Espera que sua querida entenda a mensagem. Apenas melhorei o conteúdo da carta, ao meu estilo.

“Conheci uma mulher extraordinária, que à primeira vista achei-a bela, cativante, olhos lindos, transmitindo no olhar aquela certeza de tratar-se de pessoa segura. Vou chamá-la de ‘Segunda-Feira’, dia anterior ao domingo, que me faz lembrar alguém no tempo de adolescente de nome Dominga. Não sei o que aconteceu comigo. Foi vê-la e pronto! Fiquei cativado pela pessoa.

Vou confessar: sua atração diante de mim foi tão forte que quase não suportei em querer abraçá-la de imediato e beijá-la, naqueles lábios carnudos e cheios de sensualidade. Se assim não procedi, é porque não gosto de avançar o sinal, temendo ser atropelado ou sofrer decepção. No entanto, fiquei encantado em tudo que vi em Segunda-Feira. Não vou descrevê-la para não fazer inveja. Tem muito marmanjo por aí, de coração vazio igual a mim, querendo encosto.

Vou falar a verdade. Mulher igual a Segunda-Feira poucas existem no mundo. E digo, dirigindo-me a ela: quero ocupar seu coração, se já não estiver ocupado. Essa hipótese, quase descarto. Quando a vi, notei existir certa tristeza em seu olhar, demonstrando uma situação de nostalgia. Por isso, minha esperança é que um dia nos encontremos, e eu possa lhe revelar meus sentimentos.

Minha intenção neste e-mail dirigido a você, PC, é levar até Segunda-Feira meu desabafo. Tenho certeza que ela entenderá minha mensagem. Basta ler, neste espaço de coluna, da qual é leitora assídua, e saberá minhas intenções, entendendo de minhas intenções, lembrando-se do pouco tempo que estivemos juntos um do outro, e pelas palavras que lhes disse.
Beijos para Segunda-Feira: Alexandro”

A história de Alexandro fez-me lembrar de um amigo que tive no meu tempo de estudante, chamado Pedro Velho. Morávamos em uma pensão muito humilde, frequentada por jovens estudantes com recursos financeiros, mas esforçados, sem muita condição de gastar além do limite, pois nossa mesada era diminuta. Nossos pais mandavam dinheiro pouco, mal dando para as necessidades mais urgentes.

Pedro Velho, andando um dia pelo centro da cidade, encontrou uma linda mulher, que lhe deu certa atenção, conversando com ele demoradamente. Foi o bastante. Meu colega ficou apaixonado, afirmando ser amor à primeira vista. Como nunca mais a viu, colocou numa rádio local, num programa chamado Correio do Coração, um anúncio, nesses termos: “Jovem desesperado, apaixonado, procura mulher, baixa, loura, residente no bairro Vermelha, para continuarem conversa séria iniciada em frente ao Cine Rex, sobre futuro casamento. Resposta para PV”.

Quatro dias depois, no mesmo programa veio a resposta:

“Meu caro PV, estou satisfeita em você me querer. Graças a Deus vou ter alguém ao meu lado, ajudando-me a criar meus dois filhos de três e dois anos, cujos pais covardemente me abandonaram, e assumir minha terceira gravidez, de apenas dois meses. Estou à sua espera, aflita e desamparada”.
Beijos: Segunda-Feira”.

Pedro Cláudio M.Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Prefeitura de Parauapebas e Fundação Vale formalizam Protocolo de Intenções

Está marcada para as 18 horas desta terça-feira (26), no auditório do TWA Brasil, bairro Cidade Nova, a cerimônia de assinatura de procolo de intenções, entre Prefeitura de Parauapebas e Fundação Vale.

O objetivo do protocolo é desenvolver iniciativas no município que visem melhoria da eficiência e da eficácia dos processos da administração pública; redução dos déficits de infraestrutura urbana e de habitação; criação de mecanismos que contribuam para a regularização fundiária e o desenvolvimento humano e econômico por meio da Estação Conhecimento – Núcleo de Desenvolvimento Humano e Econômico.

A prefeitura e a fundação atuarão no planejamento e desenvolvimento das ações conjuntamente, visto que a empresa Vale S/A. promete investir recursos para cumprir os objetivos econômicos e sociais do protocolo e o governo municipal irá direcionar estes recursos.

A união desses esforços beneficiará a comunidade local, na forma de redução do déficit habitacional, melhoria de infraestrutura, da qualidade ambiental, da saúde, educação e geração de renda. (Fonte: Cristiane Cardoso)

domingo, 24 de maio de 2009

Águia vence Rio Branco no Rosenão

O time do Águia de Marabá acaba de vencer a primeira partida no campeonato brasileiro da série C, aplicando 1 a 0 na equipe do Rio Branco (AC), no estádio Rosenão, em Parauapebas.

O único gol foi marcado pelo jogador Bruno Rangel (de cabeça), aos 10 minutos do primeiro tempo.

Os próximos jogos do Águia de Marabá fora de casa estão marcados para o dia 31 de maio, em São Luís (MA), contra a equipe do Sampaio Corrêa (MA), e dia 14 de junho, em Lucas de Rio Verde (MT), com o time de Luverdense (MT).

O time marabaense volta a jogar em Parauapebas no dia 21 de junho, contra a equipe do Paysandu Sport Club.

____________________________
Atualizado às 07h46 do dia 25/05

No início da noite, o Paysandu venceu a equipe de Sampaio Corrêa, pelo placar de 1 a 0, gol de Zé Carlos (de cabeça), a um minuto da etapa inicial.

‘Deus perdoa SEMPRE, o homem ÀS VEZES, a natureza NUNCA’

Por ainda vivermos em um sistema desigual, que divide as pessoas em classes, temos uma tendência de “naturalizar” essas diferenças impostas pelos sistemas econômicos, políticos e culturais, enxergando as pessoas não como seres humanos em primeiro lugar, mas como ricos ou pobres, mulheres ou homens e assim por diante.

Desde os primórdios, a humanidade insiste em reproduzir o retrógrado modelo de dominantes versus dominados, tantas vezes falido e tantas vezes reerguido. Um modelo que mede o valor das pessoas por seus bens materiais. Esse tipo de sistema trouxe consequências terríveis, como por exemplo, a fome e a violência.

Mas devemos também perceber que esse sistema começou a ser seriamente questionado, principalmente nas últimas décadas. Novas propostas de uma sociedade mais justa e equalitária começaram a surgir e a serem colocadas em prática, mas ainda caminhamos a passos lentos. Evoluímos aqui, mas retrocedemos ali.

Quando pensamos em tudo que nós, como seres humanos, fomos e somos capazes de fazer com nossos iguais, não fica difícil entender o que fomos e somos capazes de fazer com o nosso planeta. Como vamos enxergar a Terra como um ser vivo passível de cuidado e atenção se não temos essa percepção com nossos irmãos e irmãs?

As catástrofes naturais que vêm nos aterrorizando a cada dia trazem também uma mensagem sábia. Elas não escolhem as pessoas que serão afetadas por enchentes, tsunamis, secas, etc. Elas vêm nos mostrar que isso é um problema de todos e que temos de combatê-lo juntos. O CO2 emitido no Brasil pode se converter em uma alteração climática no Japão porque, diferente de nós, para a natureza não existem fronteiras.

Tentamos de todos os modos negar que somos “todos” peças fundamentais de um único organismo e que se uma falhar, outras serão comprometidas. Agora estamos tendo uma oportunidade ímpar de reconhecer e vivenciar nossa tão lógica e temida unidade. Se não entendermos esse momento, talvez esses possam ser os últimos avisos da mãe natureza.

Vale lembrar o tão sábio dito: “Deus perdoa SEMPRE, o homem ÀS VEZES, a natureza NUNCA”. (Fernanda Winter)

sábado, 23 de maio de 2009

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Mineradora muda nome para Vale S.A.

A mineradora Vale mudou nesta sexta-feira (22), em assembleia geral extraordinária, no Rio de Janeiro, seu nome legal de Companhia Vale do Rio Doce para Vale S.A.

Vale ajuda a preservar a Flor de Carajás



Em meio às áreas de canga ‑ vegetação típica de solos que contém minério de ferro ‑ surge, com exclusividade, uma pequena flor vermelha: a ipomoea cavalcantei, que embeleza ainda mais a região de Carajás, município de Parauapebas.

Mais conhecida como Flor de Carajás, até o momento a espécie foi identificada apenas nesta região, cuja floração acontece no período chuvoso, entre os meses de janeiro a junho.

Mas a espécie rara corre o risco de desaparecer do planeta, pois está na lista do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como um dos exemplares da flora brasileira ameaçado de extinção.

Para contribuir na conservação da ipomoea cavalcantei e de outras espécies, a empresa Vale desenvolve um projeto de Estudo Fenológico de Espécies Vegetais da Província Mineral de Carajás.

Incluindo a Flor de Carajás, o projeto engloba 39 espécies, que recebem acompanhamento especial a partir de visitas quinzenais, observação, documentação fotográfica e registros em fichas de campo em um monitoramento contínuo do ciclo e desenvolvimento das espécies.

"Com a coleta destas informações, aumentamos nosso conhecimento sobre a vegetação endêmica de Carajás e analisamos a melhor forma de preservá-la", explica Jeus Silva, técnico ambiental do Instituto Ambiental Vale.

Hoje a ipomoea cavalcantei já é utilizada na recuperação de áreas mineradas como mais uma alternativa de preservar a espécie. "É muito importante manter programas de conservação do ecossistema regional, principalmente se tratando de uma espécie que só existe em Carajás", reforça Paulo Bueno, gerente de Meio Ambiente da Vale.

Exemplares no Parque Zoobotânico Vale
Como nem todos têm a oportunidade de apreciar a Flor de Carajás em seu habitat natural, já que se trata de uma espécie exclusiva de área de canga e aflora em áreas de difícil acesso, o Parque Zoobotânico Vale, localizado em Carajás, mantém um jardim de canga, onde os visitantes podem apreciar a beleza desta flor.

No Parque, na área de botânica, também são mantidos exemplares desidratados da espécie, bem como seus frutos e sementes, para facilitar a observação e compreensão dos visitantes sobre a vida e a reprodução da espécie.

"Além de contribuir para sua conservação, essa é uma forma de aproximar a comunidade da flora amazônica e estimular as pessoas a refletirem sobre a preservação ambiental", ressalta Tarcísio Rodrigues, biólogo do Instituto Ambiental Vale.

Saiba mais sobre a Ipomoea
Podendo chegar a medir mais de três metros, a ipomoea é uma planta vulgarmente conhecida como trepadeira e pertence à família botânica convolvulaceae.

Em Carajás, existe uma variedade de espécies de plantas que pertencem a esta família, porém três se destacam por sua beleza: a ipomoea cavalcantei, de coloração vermelha (a Flor de Carajás); ipomoea carajasensis, de cor lilás; e a ipomoea marabaensis, de coloração lilás claro. Dessas três, apenas a ipomoea carajasensis não é exclusiva da região sudeste do Pará, havendo registro de sua existência no Tocantins e na Bolívia. (Fonte: Assessoria de Imprensa da Vale)

Câmara dos Deputados cria Procuradoria Especial da Mulher

Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (21) a criação de uma Procuradoria Especial da Mulher, que, dentro da estrutura da Casa, será responsável por promover maior participação das deputadas nas decisões do Legislativo.

A deputada federal Nilmar Ruiz (DEM-TO) ocupará o cargo, enquanto três procurador-adjuntas deverão colaborar na atuação do novo órgão.

A escolha deveria ser feita pelo presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), como ocorre com os cargos de procurador e ouvidor, mas ele delegou a decisão à bancada feminina.

Foram eleitas, além de Nilmar Ruiz, as deputadas Maria Helena (PSB-RR), Bel Mesquita (PMDB-PA) e Emília Fernandes (PT-RS), que serão 1ª, 2ª e 3ª procurador-adjuntas, respectivamente.

Para a deputada Emília Fernandes, a criação da Procuradoria é um passo significativo dado pela Câmara dos Deputados no sentido de demonstrar publicamente seu compromisso com a luta pela igualdade.

“Quando a Câmara adota iniciativas como esta, de criação da Procuradoria, além de colocar as mulheres no colégio de líderes e aprovar projetos ligados ao dia-a-dia das mulheres, aponta para a reconciliação do Congresso Nacional com a sociedade brasileira. Então, é uma medida positiva, afirmativa e um grande avanço”, opinou a parlamentar.

A Procuradoria será responsável por receber e encaminhar denúncias de discriminação ou violência contra a mulher, e deve atuar junto a entidades públicas e privadas da promoção de políticas femininas, além de fiscalizar a implementação de políticas e campanhas para a mulher por parte do Executivo.

O órgão será ainda responsável por estudos que subsidiem as comissões técnicas da Câmara dos deputados quanto às questões de gênero, principalmente à violência e déficit de representação política.

Refrão de bolero

Engenheiros do Hawaii (acústico ao vivo)



Composição: Humberto Gessinger

Eu que falei: nem pensar
Agora eu me arrependo
Roendo as unhas
Frágeis testemunhas
De um crime sem perdão...

Mas eu falei
nem pensar
Coração na mão
Como o refrão de bolero
Eu fui sincero
Como não se pode ser...

E um erro assim, tão vulgar
Nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira
Ele consegue nos achar...
Num bar!

Com um vinho barato
Um cigarro no cinzeiro
E uma cara embriagada
No espelho do banheiro...

Teus lábios são labirintos
Que atraem os meus
Instintos mais sacanas
o teu olhar sempre distante
sempre me engana
Eu entro sempre na tua dança de cigana ....

Eu que falei
Nem pensar
Agora me arrependo
Roendo as unhas
Frágeis testemunhas de um crime sem perdão

Mas eu falei sem pensar
Coração na mão
Como o refãro de um bolero
Eu fui sincero como não se pode ser

Teus lábios são labirintos
Que atraem os meus
Instintos mais sacanas
o teu olhar sempre me engana
É o fim do mundo todo dia da semana. (2x)

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Ampliado seguro-desemprego para 216,5 mil trabalhadores

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, anunciou nesta quinta-feira (21) a ampliação das parcelas de seguro-desemprego - de cinco para sete - para 216.500 trabalhadores demitidos sem justa causa em dezembro e janeiro.

O impacto será de R$ 263,7 milhões nas contas do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Entre as pessoas dispensadas em janeiro, o ministério identificou 73.360 trabalhadores demitidos sem justa causa, que devem receber as duas parcelas a mais, o que vai representar R$ 89,374 milhões.

Em dezembro, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) já havia autorizado um acréscimo de duas parcelas para 103.707 trabalhadores de alguns setores, como o automotivo e a metalurgia.

Agora foram autorizadas mais duas parcelas para outros setores. Com isso, serão beneficiados mais 143.140 mil trabalhadores, o que vai representar um desembolso de R$ 174,38 milhões.

Essas novas autorizações ainda serão aprovadas pelo Codefat, que deverá se reunir nos próximos dias para deliberar sobre o assunto.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Águia x Rio Branco neste domingo no Rosenão

O Departamento de Competições da Confederação Brasileira de Futebol confirmou para o próximo domingo (24) a partida entre Águia de Marabá e Rio Branco (AC), no estádio José Raimundo Roseno, Rosenão, em Parauapebas, às 16 horas.

A direção do Águia ainda tentou levar o joga para o estádio Zinho Oliveira, em Marabá, alegando dificuldade no transporte dos jogadores, em virtudes de cortes na rodovia PA-275, entre Curionópolis e Parauapebas.

Suspensão
O técnico do Águia de Marabá, João Galvão, foi punido pela 2ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, com 80 dias de suspensão, por ter criticado os juízes do STJD no caso Duque de Caxias, no ano passado.

Com a suspensão, João Galvão fica de fora do comando do time aguiano contra o time acriano, no próximo domingo, no estádio Rosenão, em Parauapebas.

Lula vence Prêmio Pela Paz 2008, da Unesco

Ricardo Stuckert/PR
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (foto) foi o grande vencedor do Prêmio Pela Paz 2008, da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Segundo afirmou o ex-presidente de Portugal Mario Soares, durante o anúncio feito em Paris, o júri escolheu Lula “por suas ações em busca da paz, do diálogo, da democracia, da justiça social e da igualdade de direitos, assim como por sua valiosa contribuição para a erradicação da pobreza e a proteção dos direitos das minorias”.

A entrega do prêmio será feita numa cerimônia marcada para julho. O Prêmio pela Paz é concedido anualmente pela Unesco desde 1989.

Poupança


terça-feira, 19 de maio de 2009

Belém abre vantagem e apresenta estudo para revitalizar Mangueirão

Fotos: Agência Pará




A governadora Ana Júlia Carepa recebe nesta terça-feira (19), às 15h30, no Palácio dos Despachos, o estudo de pré-viabilidade do Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, e o relatório final da consultoria da candidatura de Belém à subsede da Copa do Mundo de 2014.
A apresentação do trabalho será feita pela coordenadora do Grupo de Trabalho (GT) Copa-2014, Lúcia Penedo, e equipe da empresa Price Waterhouse Coopers (Price).
O estudo de pré-viabilidade é uma das exigências da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e deve ser entregue até o final de junho. A maioria das cidades candidatas ainda não iniciou a elaboração do documento. A capital do Pará saiu na frente.
Segundo Fábio Loyola, consultor da Price, o estudo de pré-viabilidade indica as oportunidades de negócios e investimentos no estádio e as alternativas de modelos de gestão, após os jogos do campeonato mundial. "Tomamos como base as informações presentes no projeto de modernização do Mangueirão, feito pelo arquiteto de Belém, Alcir Meira. Analisamos estas informações e fizemos as sugestões para operacionalização do estádio", explicou.
Diferencial
Ele enfatizou que Belém tem um diferencial em relação às outras 11 candidatas, que é ter esse estudo de pré-viabilidade quase concluído. "As demais cidades aguardarão o anúncio das subsedes pela Fifa, agora no mês de maio. A governadora, portanto, nos solicitou este trabalho com antecedência, ainda em fevereiro passado", ressaltou Loyola.
Na audiência com a governadora, a equipe da Price também mostrará a trajetória da assessoria prestada ao Governo do Estado, de junho de 2008 a abril deste ano, que contribuiu com a elaboração os documentos já repassados à Fifa, para ratificar a candidatura de Belém.
Lúcia Penedo, o estudo de pré-viabilidade é mais um ponto positivo para Belém, que disputa a subsede da Amazônia com Manaus (AM) e Rio Branco (AC). "Esta foi uma decisão acertada da governadora. No momento em que nossa capital for confirmada como subsede, teremos elementos suficientes e substanciais para atrair os investidores ao Pará. O estudo é importante para a gestão do estádio e seu entorno. Nele teremos efetivamente o que poderemos construir e o que demandará de contrapartida do estado. É uma segurança aos empresários", frisou. (Fabíola Batista - Secom)

Bradesco se une à Vale em programa de estímulo a pequenos e médios fornecedores

A Vale firmou convênio com o banco Bradesco para possibilitar o acesso a linhas de crédito mais ágeis e com taxas mais competitivas aos pequenos e médios fornecedores da mineradora.

A parceria é parte do Inove, programa de estímulo à economia local da Vale que já conta com a parceria de outras instituições, como o Banco do Brasil. A meta é disponibilizar a seus fornecedores pelo menos R$ 120 milhões este ano.

O Inove conta com várias frentes de incentivo aos fornecedores. Além de linhas de financiamento, há também ações de capacitação e qualificação. Quase 30 empresas já se candidataram às linhas de financiamento do Inove, o que totaliza cerca de R$ 23 milhões.
O acesso facilitado aos recursos dos bancos está movimentando a economia das pequenas e médias empresas fornecedoras da Vale em plena crise global de crédito.

"Embora o Inove não tenha sido concebido para este momento por que passa a economia mundial, os fornecedores estão percebendo que podem continuar focando no longo prazo investindo agora", avalia Daniel Saldanha, gerente geral de Suprimentos da Vale.

Os destinos dos financiamentos liberados ou em análise comprovam a avaliação do executivo da Vale. A maioria dos candidatos às linhas de crédito do Inove está investindo em mão-de-obra, novas instalações e equipamentos. (Fonte: Sala de Imprensa)

Cada um com seus problemas

CRÔNICAS DO PC

Não gosto de casa alheia. É de mim mesmo, orientação que vem de berço. Meus pais assim me educaram. Evita-se, dessa maneira, certos constrangimentos e aborrecimentos. No entanto, temos de levar em consideração a normalidade da vida social, obrigando-nos a nos relacionar da melhor maneira possível, para não sermos mal educados. Pode ser no bairro com os vizinhos, no trabalho com os colegas, ou em qualquer ambiente de grupo. Só assim poderemos viver como gente civilizada, integrados e solidários. É quase impossível se viver isolado. Não é próprio do ser humano, a não ser de quem sofre de misantropia.

Em um fim de semana, fui convidado para almoçar na casa de um casal amigo, Bento e Elvira. Ele é um cara legal, sempre alegre e ativo. Discreto, não se queixa de nada, nem disso, nem daquilo, não se importando com a vida de ninguém. Ela, de educação fina, culta, tratável com as pessoas, principalmente aquelas ligadas ao marido, demonstrando ser esposa de extrema dedicação ao companheiro.

Falo a verdade. Tanto de um como do outro; nada tenho de que me queixar. Bento e Elvira para mim são excelentes pessoas. O que me deixou reparando, meio sem jeito, foi o bate-boca dos dois, discutindo por besteira, disfarçando, falando baixo para eu não observar.

Postei-me na sala entretido, vendo um filme épico no DVD. O casal não se entendia e discutia, entrava no quarto, ficava na sala, na cozinha, reclamando um do outro, não ligando para minha presença. Não tenho culpa. Meus ouvidos são muitos aguçados, memória excelente, capaz de gravar tudo na cachola para lembrar-me depois. Foi o que fiz para escrever essa crônica. Sempre Elvira falando:

“Seu idiota! Temos visita e você esquece de comprar cheiro verde. Explique-se!”

Bento apenas abriu os braços, dizendo: “Deixa pra lá, mulher, inventa outra”. Observação de minha parte, só pra mim: “Nem de tal verdura eu gosto”.

Elvira continuou tagarelando: “A conta do telefone está vencida, não tem crédito no celular, falta Coca-cola na geladeira, a pia do lavatório continua entupida. Para completar, minha mãe não apareceu. Você foi grosseiro com ela!”

“Eu, tratar mal minha sogra? Nem pensar! Uma santa mulher não se maltrata!”

Elvira notou a falsidade do marido e retrucou: “Pura ironia de sua parte!”

“Não seja injusta, mulher. A senhora sua mãe é conhecida por ser de uma ‘finura’ sem igual. Pergunte ao açougueiro, ao verdureiro, ao padeiro, aos vizinhos da frente, até mesmo ao padre Leopoldo, vigário da cidade. Todos serão unânimes em fazer o sinal da cruz, quando a encaram. E “filho de peixe peixinho é”.

Alteração entre os dois. Elvira sentiu-se ofendida e partiu para o revide.

“Sua mãe também não é boa bisca. Pisa o velho seu pai, machucando-o. De mim, fala para os outros que sou almofada, só porque tenho essa barriguinha. Chega ao cúmulo, segundo termo usado por ela, de mandar observar o tamanho volumoso dos meus dois úberes, comparando-me com uma vaca. Pode?”

De saco cheio, não suportei o bate-boca e pedi paz. O casal me atendeu, pedindo desculpa, ficando sentado pertinho de mim. Não discutiram mais. Ao contrário, deram-se as mãos.

Elvira aproveitou para fazer um pedido: “Quero trocar de carro e fazer uma plástica em meus seios. Você concorda?”

“Claro, meu amor. Não posso lhe faltar. Quero lhe ver feliz e corpo moldado, tudo nem feitinho e nos conforme”.

Abraçaram-se e trocaram beijos, e eu ficando contente pela paz reinante no ambiente. O afago entre os dois continuou até eu me despedir ao cair da tarde.

Já dizia meu experiente pai há muitos anos atrás: “Suporte o instinto selvagem da mulher, que vem desde a idade da Pedra Lascada. Para tudo ficar bem, basta o homem ter a capacidade de explorar seu desejo de consumo e a vaidade de ser mulher perfeita!”

Pedro Cláudio M.Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

Prefeito convoca população para se cadastrar em programa habitacional

Waldyr Silva

Prefeito Darci Lermen

Numa parceria com os governos federal e estadual, o prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen (PT), convoca famílias com renda até três salários mínimos (R$ 1.394,00) para se cadastrar ao programa habitacional “Minha casa, minha vida”.

Para se habilitar ao programa, a prefeitura vai entregar senhas às famílias interessadas nos dias 21 e 22 (quinta e sexta-feira), no estádio Rosenão, bairro Liberdade, no horário das 8 às 18 horas.

Depois da entrega das senhas, os interessados vão se cadastrar ao programa, no período de 25 do corrente a 25 de junho próximo, também no estádio Rosenão.

No momento do cadastramento, a família tem que apresentar documentos (originais e cópias) pessoais como RG, CPF, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista (para homens), Certidão de Casamento (ou declaração de convivência), Certidão de não Convivência (para casais separados, mas que não completaram o processo de separação) e Certidão de Nascimento (dos filhos), além de comprovante de residência (conta de luz, água ou telefone) e comprovação de renda (formal ou informal).

Para ter direito ao programa “Minha casa, minha vida”, o interessado não pode ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social do governo e nem possuir casa própria ou financiada em qualquer estado brasileiro.

As famílias cadastradas passarão por triagem, sujeita a consulta de CPF. Depois, receberão em suas residências a visita de fiscais, a fim de comprovar o que foi declarado no cadastro.

Ao ser aprovado no cadastro, o beneficiado se compromete a destinar, no mínimo, 10% de sua renda mensal (e no máximo, 20%), durante 10 anos, para pagamento do imóvel, com prestação mínima de R$ 50,00, corrigida pela Taxa Referencial (TR).

O prefeito Darci Lermen lembra que, diferentemente do Habitar Feliz (Casas Populares), o programa “Minha casa, minha vida” não vai doar casas, mas facilitar a compra do imóvel, cobrando valor simbólico.

De acordo com o gestor municipal, a prefeitura pretende construir cerca de duas mil unidades residenciais dentro do programa habitacional, cuja área já está sendo reservada para o empreendimento.

Darci Lermen orienta as pessoas interessadas no programa “Minha casa, minha vida” que não há necessidade de correria rumo ao estádio Rosenão, ou até mesmo passar a noite no local, uma vez que o sistema de entrega das senhas é rápido, com servidores públicos organizando as filas e orientando quanto ao período de cadastramento.

Desde esta segunda-feira (18), muitas famílias já formam imensas filas em redor do estádio, dia e noite, embora estejam cientes que as senhas só serão distribuídas na quinta e sexta-feira. Justificam que não podem correr o risco de perder a oportunidade de ter a casa própria.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

domingo, 17 de maio de 2009

Caso Novelino

Nova versão de Chico Ferreira envolve dois deputados

Matéria completa publicada na edição deste domingo (17) no Diário do Pará

Diário do Pará
Dois anos depois do assassinato dos irmãos Novelino, Chico Ferreira (João Batista Ferreira Bastos) resolveu romper o silêncio. "Não falei antes porque estava em depressão, com pânico, tomando remédios", diz ele. "Mas as escrituras sagradas nos ensinam que não há nada que esteja encoberto que um dia não venha a ser revelado".

O empresário dono da Service Brasil, palco do assassinato dos irmãos Uraquitã e Ubiraci Novelino, condenado a 80 anos de prisão, diz que foi vítima de um complô entre os verdadeiros culpados, para que fosse incriminado como mandante do crime.

Segundo Chico Ferreira, a origem de tudo foi um empréstimo pedido pelo atual deputado federal Paulo Rocha e o então deputado estadual Valdir Ganzer, a ele e aos irmãos Novelino, para ajudar na campanha municipal de 2004.

"Existia um débito com o deputado federal Paulo Rocha e o deputado estadual Valdir Ganzer para a campanha de 2004 para a prefeitura. Luís Araújo nos apresentou aos dois. Fiz um empréstimo no Banco BMG para a Service Brasil, de 600 mil reais, e os irmãos Novelino emprestaram 900 mil reais. Os deputados pediram esse dinheiro emprestado e assinaram três promissórias como garantia de pagamento. Eles iriam pagar o empréstimo a juros de 4%".

Naquele ano, o PT ganhou 19 prefeituras. Mas, segundo Ferreira, a dívida não foi paga. O responsável pela negociação seria Luís Araújo. Após a eleição, foi feita uma festa no apartamento de Chico Ferreira, na avenida Alcindo Cacela. Presentes, Rocha e Ganzer teriam dito que Ferreira e os Novelino haviam sido os únicos empresários paraenses que acreditaram no PT.

"Ocorre que eles não esperavam que ocorresse o famoso mensalão. E aí o bicho desandou para o lado deles. Desde aí, deixaram de pagar os juros da dívida. Rocha tinha condições de pagar. Mas parou. E nos pediram que aguardássemos. Estive lá várias vezes com o deputado Rocha. Estive lá cobrando. Pediram para ter paciência. Ia correndo juros e nós aguardando".

Em janeiro de 2007, foi feita uma proposta, que era de pagar a dívida de 30 de abril de 2007 a 30 de dezembro de 2008. "Aceitamos a proposta. Demos cheques da Service Brasil para os Novelino e fiquei com as promissórias em meu poder. Nós íamos receber o dinheiro para investir em criação de peixes em Tucuruí".

No início de abril de 2007, Luís Araújo teria procurado Ferreira dizendo que havia se reunido com Rocha e Ganzer, e que eles iam pagar a dívida em quatro parcelas de 750 mil reais. Diziam também que os juros estavam muito altos e queriam um desconto de um milhão de reais.

"Aceitamos a proposta. Em troca, pedimos que indicassem o deputado Alessandro Novelino como presidente da Assembleia Legislativa a partir de 2009". Essa proposta não teria sido aceita. "Araújo disse para eu pegar o cheque de volta com os irmãos e fazer quatro cheques de 750 mil do Banco Itaú. Os Novelino pediram para marcar a reunião na Service Brasil e que fôssemos o mais discreto possível, devido ao processo da Operação Rêmora da Polícia Federal. Deveríamos ter o mínimo de cuidado com essa situação. Na segunda-feira, 23 de abril, reunimos no Posto Texas. E nisso marcamos uma reunião para o dia 25, à tarde, no auditório da Service Brasil. Nesse momento, pedi a Uraquitã Novelino que emprestasse 60 mil reais para pagar as despesas da Service. Ele deu um cheque do Bradesco. Pedi para eles irem num carro que não chamassem atenção, porque os carros deles estavam sendo monitorados pela Polícia Federal. Neste dia 25, era o aniversário da minha irmã. Iríamos reunir lá e de lá iríamos para o aniversário dela e na quinta-feira, 26, eu e Ubiraci Novelino iríamos pescar e mergulhar em Salinas até domingo".

Reunião acaba em morte
Na versão de Ferreira, Luís Araújo estava na sala. Ele chegou à empresa às 17 horas, atrás da Fiorino. "Eu disse que não tinha carro na empresa. Eu perguntei sobre a Fiorino e ele respondeu que tinha emprestado para o Sebastião Cardias para fazer levantamento de câmeras de filmagem, já que íamos fazer a troca delas, porque elas não gravavam som, só filmavam. Aí, pedi para ele ficar aguardando na recepção, com o porteiro Emanoel. Nesse momento, o apresentei para o Emanoel e disse que quando a Fiorino chegasse era para avisar Luís Araújo, que estaria na portaria aguardando. E disse que quando os irmãos Novelino chegassem era para avisar pelo interfone na minha sala".

No auge da reunião, entraram Sebastião Cardias e José Augusto Marroquim, dizendo ser um assalto. "Cardias colocou algemas em mim, tirou todos os meus pertences, tudo que era nosso, e colocou capuz na gente e me jogou fora do auditório. Me deixou lá no estacionamento, deitado de bruços, com capuz. Uns vinte minutos depois, Cardias me retira a algema e o capuz e manda eu ir na portaria dizer a Emanoel para fechar a porta e seguir sua orientação, senão meus amigos seriam mortos", relata.

Segundo Ferreira, a Fiorino estava estacionada em frente ao auditório. O porteiro abriu o portão, estando Luís Araújo ao lado dele. "Fui na portaria e pedi para Emanoel fechar o portão. Ele fechou, eu retornei. Cardias novamente me encapuzou, algemou e depois voltou para dentro do auditório. Posteriormente, saiu novamente, tirou meu capuz, me levou na cozinha da empresa e pediu dois sacos plásticos pretos e material de limpeza, pano e detergente. Retornou e me deixou novamente no estacionamento".

"Contei depois para Luís Araújo o que tinha ocorrido. Ele me respondeu: ‘Fica tranquilo, que vou resolver essa parada. Pensei que Cardias tinha tomado jeito, já que ultimamente tinha trabalhado com o deputado Pio Neto e não tinha dado problema na campanha de 2006. Agora ele apronta essa comigo. Vou te deixar na tua casa. Deixa o telefone ligado. Entro em contato contigo e tu levas a polícia para nós pegarmos ele".

Porto solidão

Jessé



Composição: Zeca Bahia e Gincko

Se um veleiro
Repousasse
Na palma da minha mão
Sopraria com sentimento
E deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração...

Meu coração
A calma de um mar
Que guarda tamanhos segredos
Diversos naufragados
E sem tempo...

Rimas, de ventos e velas
Vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando
Contra o cais...(2x)

Se um veleiro
Repousasse
Na palma da minha mão
Sopraria com sentimento
E deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração...

Meu coração
A calma de um mar
Que guarda tamanhos segredos
Diversos naufragados
E sem tempo...

Rimas, de ventos e velas
Vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando
Contra o cais...(4x)

Rimaaaaaas!
A solidão que fica e entra
Me arremessando
Contra o cais...

sábado, 16 de maio de 2009

Repórter continua sob observação médica

Marabá - O repórter televisivo Edivan Xavier (foto) continua se recuperando em casa, cercado por familiares, em Marabá, após ter recebido alta médica do Hospital Regional do Sudeste do Pará esta semana - no dia 11, data do seu aniversário natalício. Edivan inicia agora uma nova fase após ter sobrevivido a acidente com motocicleta no dia 19 de abril, o que lhe rendeu estado de coma na UTI do hospital.

Xavier está sob os cuidados da mãe Teresinha, da irmã Isabel e cercado pelos filhos Deleon, Taísa, Talia, Liz, Suzane e Isa. “A família está toda reunida aqui em torno dele e vamos continuar o tempo que for necessário. Não vai lhe faltar atenção”, garante a irmã, deixando de lado o tom de melancolia e falando com entusiasmo.

A família esteve angustiada esta semana devido a necessidade de submeter Xavier a um exame de eletroneuromiografia do cérebro, que só é feito por uma clínica particular de Marabá, no Medical Center, e não é coberto pelo SUS. O valor do exame particular é R$ 500. Nesta sexta-feira mesmo Isabel Oliveira comemorava ter conseguido a garantia do secretário de Saúde Nagilson Amoury de que o município assumiria a despesa. O exame está marcado para daqui a uma semana.

A mãe de Xavier explica que ele tem orientação médica de repouso absoluto, está se movimentando com dificuldades e apresenta paralisia parcial do lado direito do corpo, mas está com ótimo raciocínio, apesar da dificuldade para falar, advinda do longo tempo que passou com tubos pela traquéia. A dieta dele também é controlada.

A situação de Edivan Xavier ainda é acompanhada pelos médicos, especialmente neurologista. A mãe dele afirma que ele reclama de fortes dores de cabeça. A família está com Xavier em uma casa alugada na Folha 16, Nova Marabá. (Fonte: Patrick Roberto)

IR


sexta-feira, 15 de maio de 2009

Você moraria nesta casa?





O arquiteto americano Mickey Muennig criou uma casa ecológica que se torna invisível de alguns ângulos. Isso foi possível graças ao declive do terreno, em Big Sur, na Califórnia.
A casa de três dormitórios foi pensada para influenciar pouco na paisagem natural da área. Por isso, algumas paredes são de vidro, e o telhado da casa é coberto de grama.

Além de ter uma função estética, a grama torna a casa mais fresca e protegida dos fortes ventos da região. O dono do imóvel ainda instalou placas de energia solar em sua casa ecológica quase invisível. (Fonte: Planeta)

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAUAPEBAS
GABINETE DO PREFEITO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

A Prefeitura Municipal de Parauapebas, neste ato representada pelo prefeito municipal Darci José Lermen, ao final assinado, em cumprimento aos critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades, torna público a todas as pessoas interessadas que nos dias 21 e 22 de maio de 2009, no horário das 8 às 18 horas, no Estádio Rosenão, serão distribuídas senhas para cadastramento no Programa Habitacional “Minha casa, minha vida”, devendo os interessados preencher os seguintes requisitos: a) Documentos pessoais: Identidade, CPF, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho, Carteira Reservista (para sexo masculino), comprovante de residência (conta de água ou luz), Certidão de Nascimento (dos filhos), Certidão de Casamento (ou declaração de convivência) e Certidão de não Convivência (para casais separados, mas que não completaram o processo de separação); b) Comprovação de renda (formal ou informal), somente para enquadramento no programa, que será de até três salários mínimos; c) Não ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social do governo; d) Não possuir casa própria ou financiamento em qualquer UF (Unidade Federativa); e) Estar enquadrado na faixa de renda familiar do programa; f) Pagamento de 10% da renda durante 10 anos, com prestação mínima de R$ 50,00, corrida pela TR (Taxa Referencial). Os cadastros serão realizados no período de 25 de maio a 25 de junho de 2009, no horário das 8 às 18 horas, no Estádio Rosenão. O presente edital será publicado nos jornais de circulação local e no site oficial do município. E, para que todos os interessados possam tomar conhecimento, mandou-se expedir o presente edital. Dado e passado neste município, aos quinze (15) dias do mês de maio de 2009. Publique-se.
Prefeitura Municipal de Parauapebas, 15 de maio de 2009

DARCI JOSÉ LERMEN
Prefeito Municipal

Novas regras protegem caderneta e pequeno poupador, dizem petistas

Brasília - As novas regras para a caderneta de poupança, que estabelecem cobrança de Imposto de Renda a partir de 2010 para os depósitos acima R$ 50 mil, são medidas necessárias e protegem o pequeno poupador, avaliaram deputados petistas nesta quinta-feira (14), em Brasília.

A proposta do governo federal é de promover maior tributação sobre a poupança na mesma proporção da queda da Selic. Ou seja, quanto menor os juros, maior a incidência do Imposto de Renda.

As novas regras para a poupança e os fundos de investimento, que terão desconto, vinham sendo estudadas pela equipe econômica desde janeiro, quando o Banco Central deu início a um processo de corte nos juros básicos da economia, a Taxa Selic, hoje a 10,25% ao ano.

Segundo o governo, com juros cada vez mais baixos, os fundos de investimento perderiam clientes, provocando migração em massa para a poupança. O resultado seria um "desequilíbrio" no sistema econômico.

Juros - Com o agravamento da crise, o Banco Central vem reduzindo a taxa básica de juros no Brasil, a Selic. Desde janeiro, o corte chega a 3,5 pontos percentuais. A redução afetou o rendimento dos fundos de investimento, muitas vezes baseado na Selic. Nesse cenário, a caderneta de poupança (isenta de imposto de renda) passa a ser mais atraente.

Segundo a equipe econômica, uma possível migração (dos fundos para a poupança) causaria desequilíbrio ao sistema, porque os recursos da poupança são direcionados a créditos específicos, como, por exemplo, o habitacional.

ERRATA

Com relação aos valores de uma área medindo 250 mil m2 doada nesta semana pela prefeitura à empresa Vale no Distrito Industrial de Parauapebas (Dip), orçada em 26 milhões de dólares, a prefeitura informa que ouve um equívoco com relação a este valor.

Os valores não se referem aos custos da área, como foi divulgado em alguns veículos de comunicação, mas sim, aos investimentos que a prefeitura e empresas pretendem aplicar no Dip, com a implantação de infraestrutura como energia elétrica, estradas, telefonia, água tratada, fábricas e outros serviços, além da instalação do Centro de Recuperação de Componentes (CRC) da Vale, que objetiva atender os segmentos de indústria, mecânica, engenharia e outros setores agregados.

CONVITE

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) convida filiados, simpatizantes e a população em geral para um encontro com lideranças locais e regionais, a ser realizado neste sábado (16), na Câmara Municipal de Parauapebas, a partir das 17 horas. Na oportunidade, será apresentado o novo presidente com propostas de reestruturação para o fortalecimento do partido em Parauapebas.

Faça-se presente neste ato democrático!

Francisco das Chagas Mesquita Dutra
Secretário geral do PMDB

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Sinhá Pureza

Nazaré Pereira

Diretores da Acip se reúnem com prefeito e debatem problemas de Parauapebas

Fotos: Bariloche Silva




Membros da diretoria da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip) foram recebidos pelo prefeito Darci José Lermen, nesta quinta-feira (14), no gabinete, quando foram discutidos alguns problemas do município que já vinham sendo debatidos pela entidade no decorrer do ano.

Na oportunidade, os diretores da Acip, encabeçados por José Rinaldo Alves de Carvalho, presidente da entidade, apresentaram reivindicações importantes que visam melhorar as condições de vida dos moradores de Parauapebas.

Comércio ilegal
A direção da Acip solicitou da prefeitura que fiscalize o comércio ilegal, tendo em vista que diariamente diversos caminhões carregados de tijolos fogem da fiscalização da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefa) e vendem produtos sem notas fiscais por toda a cidade, prejudicando as empresas locais legalizadas.

Além de tijolos, outras mercadorias como frutas, roupas e materiais de construção são vendidas sem nenhuma qualidade no município. Por esse motivo, diretores da entidade pediram ao prefeito que criasse uma força tarefa para fiscalizar essas irregularidades, em conjunto com a Sefa.

Darci Lermen determinou que o Departamento de Arrecadação Municipal (Dam), em parceria com Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz) e Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), fiscalize mais de perto essas irregularidades.

Alvará
Os diretores da Acip solicitaram que o prefeito Darci Lermen determinasse o mais rápido possível que a Sefaz não emita mais alvarás para empresas por mais de seis meses, sob pena de ser cassado o documento da empresa que não se regularizar no período determinado.

Matadouros
Foi sugerida também fiscalização nos matadouros de Parauapebas que abatem carnes bovinas e suínas, sendo que os açougueiros estão reclamando das condições precárias desses locais e do preço abusivo que está sendo repassado a eles e respectivamente para os consumidores de carnes. José Rinaldo sugeriu que a prefeitura crie matadouro público municipal para acabar com os problemas denunciados.

O prefeito se mostrou preocupado com a situação e prometeu se esforçar para regularizar os matadouros, ou, se possível, criar um matadouro municipal.

Plano Diretor Participativo
A direção da Acip cobrou de Darci Lermen mais agilidade na questão das obras do Plano Diretor Participativo (PDP). Lermen afirmou que o plano apresentou algumas irregularidades e que nos próximos dias a equipe de governo irá aos bairros elaborar mais metas de obras, e bem próximo deve ser aprovado o orçamento de obras para o próximo ano.

Loteamentos
Os diretores se mostraram preocupados com diversos loteamentos em Parauapebas e sugeriram que a prefeitura exija, nos próximos loteamentos, que acrescentem nos projetos ruas mais largas, para evitar que no futuro a cidade não vire um verdadeiro caos. Para José Rinaldo, os atuais loteamentos futuramente podem trazer um ônus enorme ao município.

Darci sugeriu ainda que nos próximos loteamentos seja feita também audiência pública para estabelecer metas aos empreendedores.

Força tarefa
José Rinaldo garantiu ao prefeito que a Acip apóia a operação “Força Tarefa”, que tirou dezenas de cadeiras de bares das calçadas e autuou estabelecimentos que estavam trabalhando irregularmente. Porém, pediu que a prefeitura proibisse a venda de bebidas alcoólicas em quiosques doados pelo poder público a comerciantes em várias partes da cidade.

Transporte
Na área de transporte, a diretoria da Acip solicitou ao prefeito que inicie imediatamente o processo de regularização do transporte coletivo em Parauapebas, tendo em vista que a empresa que vende vale transporte estaria agindo ilegalmente.

Os serviços de mototáxi e táxi também foram inclusos nas conversas, tendo em vista que os serviços prestados estão sendo bastante criticados e os preços são considerados abusivos. (Fonte: Bariloche Silva)

Juiz da Vara do Trabalho de Belém é aposentado por irregularidades

O juiz Suenon Ferreira de Souza Júnior, titular da 2ª Vara do Trabalho de Belém, do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, será aposentado compulsoriamente com proventos proporcionais ao tempo de serviço. A decisão foi tomada por unanimidade pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na sessão plenária realizada na última terça-feira (12), em Brasília.

O magistrado está afastado do cargo desde setembro de 2008, por improbidade administrativa, tráfico de influência e vinculação de processos exclusivos ao requerido, abuso de autoridade, excessivos atrasos nas decisões de sentenças e despachos, solicitação de empréstimo a advogados e indevida retenção de guias de retiradas de honorários.

O caso do juiz Suenon Ferreira de Souza chegou ao Conselho depois de passar pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região por quatro anos e, por duas vezes, no Tribunal Superior do Trabalho e uma no Supremo Tribunal Federal. No TRT da 8ª Região, 14 dos 22 juízes se declararam suspeitos de julgarem o processo, requisitado pela Corregedoria Nacional de Justiça.

Defesa - O conselheiro Rui Stoco, relator do Processo Administrativo Disciplinar (PAD 200810000012822) foi a Belém para ouvir testemunhas e, inclusive o acusado, que teve direito à ampla defesa. Segundo ele, a autoridade sindicante teria verificado irregularidades que se denominaram casos “Belauto”, “Sagri”, “Promar” e “Rosane Baglioli Dammski”, com a comprovada participação do juiz.

No caso Belauto, o juiz Suenon Júnior beneficiou Maria da Graça Dantas Ribeiro, em razão da relação de amizade que mantinha com o advogado da mesma. O juiz beneficiou Maria da Graça, com a liberação de pagamento no valor de R$ 278.702,50 em razão da relação de amizade que mantinha com o advogado dela, já que é compadre do juiz, o que deveria torná-lo impedido de atuar no processo.

Em outro caso, denominado “Sagri”, o juiz Suenon pediu, a título de empréstimo, R$ 12 mil ao advogado Haroldo Souza Silva e, diante da negativa, o juiz agiu de forma arbitrária e tendenciosa, retendo guias de retirada relativas aos honorários advocatícios do procurador no mesmo valor dos “empréstimos”.

De acordo com o processo, no caso “Promar”, o magistrado agiu de forma tendenciosa e suspeita ao favorecer indevidamente o licitante Celso Sabino de Oliveira, durante leilão para arrematar a embarcação denominada Promar XVII, penhorada em processo.

No relatório, o relator Rui Stoco cita ainda o caso “Rosane Baglioli Dammski”, onde o juiz beneficiou indevidamente a reclamante e advogada Rosane Baglioli, após ter transferido dinheiro a 8ª Vara do Trabalho de Belém referente à venda de bem da empresa Indústria Cerâmica Amazônia S/A (INCA) com vistas a liquidar inteiramente processo patrocinado pela advogada.

Para o conselheiro João Oreste Dalazen, ministro e vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, é preciso considerar o aspecto pedagógico desta decisão “de que o CNJ está exercendo seu papel constitucional de apurar a responsabilidade funcional do magistrado”. (EF/SR Agência CNJ de Notícias)

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Sul e sudeste do Pará recebem 30 ônibus escolares

Belém ‑ A governadora Ana Júlia Carepa formalizou, na última terça-feira (12), a entrega de 30 ônibus escolares, 15 de 31 lugares e o restante de 44 lugares, para atender os municípios da área de influência dos projetos de mineração da Vale.

O ato de entrega das viaturas aos prefeitos ocorreu no Hangar Centro de Convenções, em Belém, e atende pleito da deputada estadual Bernadete ten Caten (PT).

Os municípios atendidos são Abel Figueiredo (1 ônibus de 31 lugares), Água Azul do Norte (3 de 31 lugares), Bom Jesus do Tocantins (1 de 31 lugares e 2 de 44 lugares), Brejo Grande do Araguaia (1 de 31 lugares e 2 de 44 lugares), Curionópolis (1 de 31 lugares e 2 de 44 lugares), Eldorado do Carajás (1 de 31 lugares e 1 de 44 lugares), Itupiranga (2 de 44 lugares), Marabá (2 de 44 lugares), Nova Ipixuna (1 de 31 lugares e 2 de 44 lugares), Parauapebas (1 de 31 lugares), Rondon do Pará (1 de 31 lugares e 2 de 44 lugares), São Domingos do Araguaia (2 de 31 lugares) e São João do Araguaia (2 de 31 lugares).

Por enquanto, somente os veículos de 31 lugares foram entregues. O restante chega ao Pará em 60 dias, segundo a Secretaria de Estado de Educação. (Fonte: Enize Vidigal)

Estado quer federalizar trecho da PA-150


Ana Júlia e José Sarney

Brasília - A solicitação de apoio para diversos projetos de interesse do Pará esteve na pauta da audiência da governadora Ana Júlia Carepa com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nesta terça-feira (12). Um dos assuntos mais importantes é o projeto de lei que federaliza a rodovia PA-150, no trecho entre os municípios de Marabá e Redenção.

Desde o ano passado, a proposição aguarda para ser incluída na ordem do dia do Senado. De acordo com a governadora, esse trecho da rodovia, de 310 quilômetros, é estratégico para o desenvolvimento da região sul do Pará.

O projeto de federalização, de autoria do deputado federal Zequinha Marinho (PMDB-PA), inclui a PA-150 no Sistema Rodoviário Federal. O trecho da rodovia especificado no projeto começa no entroncamento com a BR-158, a 17 quilômetros da cidade de Redenção, e inclui as cidades de Rio Maria, Xinguara, Eldorado do Carajás e Marabá, onde cruza a BR-222.

"Essa é uma rodovia que precisa se tornar federal. Pelos investimentos, pelo volume de tráfego, por se interligar com outras rodovias federais, a PA-150 não cabe mais como rodovia estadual", explicou a governadora. O presidente do Senado prometeu empenhar-se para por o projeto em votação.

Copa do Mundo
Ana Júlia Carepa pediu a José Sarney apoio político para o Estado do Pará, que concorre a uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Ela entregou ao senador documentos sobre as ações de infraestrutura adotadas pelo governo paraense, visando preparar o estado para o torneio mundial de futebol.

Segundo a governadora, o Pará precisa de apenas US$ 90 milhões para adequar o estádio Edgar Proença, o Mangueirão, enquanto a construção de outros estádios na região Norte precisam de aproximadamente US$ 400 milhões.

Ana Júlia Carepa explicou que o Pará tem forte tradição no futebol e elaborou um dos melhores e mais completos projetos de infraestrutura para a Copa de 2014. (Sônia Zaghetto - Secom)

Capital Inicial em Parauapebas

Fotos: José Piedade






Imagens do show da banda Capital Inicial, dia 10/05, em Parauapebas

Galera da comunicação

Waldyr Silva

Amarildo, Piedade, Dodora, Rosiere, Bariloche e Elidiane, profissionais de imprensa à espera de coletiva (que não saiu) com os integrantes da banda Capital Inicial, no Atrium Hotel, Parauapebas.

Prefeito de Parauapebas doa área para Vale no distrito industrial

Fotos: Waldyr Silva




Com as presenças de representantes da mineradora e de secretários municipais, o prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen (PT), oficializou na tarde desta terça-feira (12), no Gabinete, a entrega de uma área medindo 250 mil m2 no Distrito Industrial de Parauapebas (Dip) para a empresa Vale.
Durante a cerimônia, o prefeito destacou a importância da cessão da área no Distrito Industrial para a Vale, uma vez que a empresa irá instalar indústria no local e com isso oferecer mão-de-obra para trabalhadores da região.
Conforme enfatizou Darci Lermen, a parceria com a Vale visa, também, atrair outras indústrias para o Dip, que, segundo ele, já conta com infraestutura como energia elétrica para atender as fábricas. A área doada está orçada em 26 milhões de dólares.
De acordo com Alexandre Leibel, coordenador executivo de projetos da Vale, a mineradora vai instalar na área adquirida o Centro de Recuperação de Componentes (CRC), com o objetivo de atender os segmentos de indústria, mecânica, engenharia e outros setores agregados, com oferta de mil empregos diretos.
Segundo José Rogério de Paula Silva, gerente operacional de minas da Vale, tão logo cessem as chuvas na região a empresa vai iniciar as obras de instalação do CRC, que tem previsão para ser inaugurado no final do primeiro semestre de 2010.
José Rogério revela que após a construção de ramal ferroviário de Parauapebas ao projeto Sossego, em Canaã dos Carajás, haverá também um ramal férreo para o Distrito Industrial, para transporte da produção da área.
Marcaram presença ainda na solenidade Luiz Veloso, relações institucionais da Vale; chefe-de-gabinete do prefeito, José Coutinho; secretários municipais de Finanças, Milton Zimmer Schneider; de Desenvolvimento, Abraão Pimentel; de Obras, João Eduardo Fontana; de Planejamento e Gestão, Delmar Steffen; de Comunicação, Alexandre Magno; e o vereador José Alves, líder do governo na Câmara Municipal.

Surpresa


terça-feira, 12 de maio de 2009

O avarento

CRÔNICAS DO PC

Existe uma cidadezinha chamada Pequizeiro, anteriormente pertencente ao Estado de Goiás, hoje Tocantins, daquelas que toda população é conhecida, parente ou compadre.

Há tempos atrás, moraram na localidade alguns estrangeiros, de nacionalidade judia. Dentre eles, o típico cidadão, característica do seu povo, bigodudo, usava barbicha, chapéu preto e calça folgada, o mais sagaz e famoso “mão de vaca” existente no lugar. Seu nome verdadeiro era Theodor Herzl, em homenagem ao criador do sionismo em l897.

Mais tarde ficou conhecido apenas por Benjamim, dado a dificuldade da pronuncia do seu nome. Emigrou para o Brasil em pleno auge da Segunda Grande Guerra, fugindo da perseguição nazista, o Terceiro Reich alemão, comandado por Adolfo Hitler, a todo custo querendo exterminar o povo de origem judia em campos de concentração.

Numa viagem de sacrifício, em 1943 chegou ao Brasil e escolheu residir em definitivo, no interior de Goiás, pondo-se a trabalhar incansavelmente até formar economia suficiente para instalar seu próprio negocio. Foi bem sucedido, e logo ficou conhecido como o mais sólido comerciante da cidade. E também, um grande avarento. Era esperto em fazer negócios, nunca deixava de lucrar em qualquer transação comercial que realizava, não dispensando um centavo sequer.

Benjamin era seguro ao extremo. Não abria a mão pra nada. Economizava desde a sola do sapato, andando de chinelo feito de solado de pneu, a um palito de fósforo, que repartia no meio para acender duas vezes. Dizem que respirava aos poucos, cuja finalidade seria poupar o ar dos pulmões. Não recebia visitas em casa, a fim de evitar prejuízos, a exemplo de oferecer uma xícara de café. Nunca se casou ou teve mulher dependente, afirmando que mal podia se sustentar.

Mesmo assim, um dia arranjou um “quebra-galho”, numa situação perigosa. Tratava-se de mulher casada, tanto ela como o marido, patrícios hierosolimitanos, nascidos em Jerusalém, duas décadas antes da fundação do estado Judeu em 1948.

Quando emigrou para o Brasil, para sobreviver, escondeu-se nos guetos de Varsóvia, capital da Polônia, fugindo da Gestapo (polícia de segurança do Reich nazista).

Senhora Levi era o nome da judia “quebra-galho”. Vivia concedendo seus favores, muito às escondidas, ao patrício Benjamim que, para não fugir às regras, foi um dos melhores amigos de seu marido Abraão. A situação requeria muita discrição, por se tratar de infidelidade conjugal, e Benjamim, sagaz, cuidadoso, jamais subia ao andar onde residia a mulher, sem antes verificar o perigo de ser notado, e sempre aproveitando a ausência demorada do marido, que vivia mascateando pelas redondezas, ou em preces na sinagoga existente em outra cidade próxima.

Para que tudo corresse bem, a própria senhora Levi convencionou um sinal: ela atiraria ao amante uma moeda, níquel de dois tostões, e que tinha muito guardado em cofrezinho de cerâmica. A queda da moeda no calçamento seria o sinal de que ele poderia subir.

Assim, sucedeu, uma vez, duas, três, quatro noites, não seguidas. Na quinta, noite escura, com ameaças de cair um toró (o tempo estava bastante nublado), porém, a senhora Levi muito necessitada, atirou a moeda, e debalde esperou Benjamim aparecer. Aguardou bastante, tempo de o homem dar de si, mais de trinta minutos e nada. Ansiosa, ardente, a judia chegou à janela e falou sussurrando: “Benjamin! Tu estás aí?”

Uma voz da sombra respondeu: “Estou, sim!”

“Por que não sobes? Não ouviste o tilintar da moeda de dois tostões cair?”

“Ouvi, sim”,
confirma o homem, falando bem baixinho.

De rastro pelo chão, passando às mãos de um lado a outro, disse um pouco mais alto: “Mas ainda não achei a moeda. Estou procurando-a...”

A mulher apenas murmurou rangendo os dentes: “Judeu miserável, de uma figa!”

Pedro Cláudio M.Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

Casa do Maranhão fará festa para ajudar desabrigados de enchente

A Associação Casa do Maranhão, que funciona em Brasília, realizará uma festa no próximo dia 23 para ajudar os desabrigados e desalojados pelas enchentes naquele estado. As bandas de reggae Tribo de Jah e Alínea Onze já confirmaram presença, assim como bandas de rock, música sertaneja, rap e pagode.

Serão doze horas ininterruptas de música, dos mais variados estilos.

Os donativos serão encaminhados aos municípios mais atingidos pelas enchentes no Maranhão. Mais informações sobre o evento, nos telefones (61) 3227-8730, 3082-4666 e 9907-8877.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Estrada de Ferro Carajás volta a funcionar

Fotos: Agência Vale




Os trens da Estrada de Ferro Carajás (EFC) voltaram a circular nesta segunda-feira (11). Um trabalho inédito de engenharia possibilitou a liberação da via, interditada desde o dia 4 de maio, devido às fortes chuvas que castigam o Norte e Nordeste do Brasil.

Com isso, a partir desta terça-feira (12) o trem de passageiros parte de Parauapebas, às 6 horas, em direção a São Luís (MA). A previsão de chegada na capital maranhense é às 22 horas.

A liberação do trecho alagado teve início às 19 horas, deste domingo (10), quando o nivel da água sobre o trilho baixou para 9 cm, possibilitando a passagem dos trens de carga. O tráfego foi feito em regime especial, com os trens circulando com velocidade de 5 km/h e acompanhamento das equipes de operação e manutenção durante todo o tempo.

A liberação do trecho só foi possível depois que uma equipe de engenharia da Vale construiu dois diques de 850 metros cada um, ao lado dos trilhos, formando um muro. Em seguida, bombas de sucção começaram a retirar a água que cobria os linha férrea.

O trabalho envolveu cerca de 500 homens, trabalhando ininterruptamente. Para a construção dos diques, foram usados 56 mil sacos de areia.

Em compensação...


domingo, 10 de maio de 2009

Celetiva com banda Novo Som

Fotos: José Piedade e Waldyr Silva
Horas antes de se apresentar em show para o público evangélico de Parauapebas, na Praça de Eventos, na noite deste sábado (9), os músicos Alex Gonzaga (vocalista) e Mito (tecladista), integrantes da banda gospel Novo Som, concederam coletiva à imprensa local, no Hotel Leonardo's.

Durante a coletiva, os músicos revelaram que a banda foi criada no Rio de Janeiro em 1983 para se apresentar apenas nas igrejas, mas com pouco tempo foi crescendo e hoje é considerada uma das principais bandas de estilo gospel do país, tendo já gravado 18 álbuns e dois DVDs. O primeiro CD do grupo só foi gravado em 1988.

De acordo com Alex Gonzaga, 42% dos fãs e admiradores da banda Novo Som são formados por público não evangélico.

Mito e Alex Gonzaga

O vocalista informou que há quatro anos a banda não grava CD, mas dentro de poucos meses deverá lançar o álbum denominado "Estação de luz", com músicas inéditas do grupo.

Durante o show, a banda Novo Som atraiu milhares de fãs na Praça de Eventos, interpretando canções como "Escrevi", "Meu universo", "Segredo", "Nossa história", "Autor da verdade" e outros sucessos.

Bancada feminina elege nova coordenação na Câmara dos Deputados



A bancada feminina da Câmara dos Deputados já tem nova coordenação, eleita nesta semana. A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) coordenará os trabalhos da bancada, enquanto Janete Rocha Pietá (SP) e Cida Diogo (RJ) são as representantes do PT na coordenação.

Alice Portugal coordenará os trabalhos com o apoio da Executiva, formada pelas deputadas Fátima Pelaes (PMDB-AP), Janete Rocha Pietá, Sandra Rosado (PSB-RN), Aline Corrêa (PP-SP), Lídice da Mata (PSB-BA), Gorete Pereira (PR-CE) e Sueli Vidigal (PDT-ES).

As procuradoras-adjuntas são as deputadas federais Bel Mesquita (PMDB-PA), Maria Helena (PSB-RR) e Emília Fernandes (PT-RS).

Visita da governadora a Parauapebas e Curionópolis

Durante visita à região na última sexta-feira (8), a governadora Ana Júlia Carepa foi recebida no aeroporto de Carajás pelo prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen, inaugurou agência do Banpará no centro da cidade, prometeu recursos para as áreas de educação e habitação, e visitou a reconstrução da escola Irmã Dulce, no bairro da Paz, que deve ser inaugurada no próximo mês de agosto.

À tarde, acompanhada do secretário estadual de Transportes, Valdir Ganzer, a governadora foi a Curionópolis e viu in loco a situação precária em que se encontram trechos da rodovia PA-275, entre Parauapebas e Curionópolis, com quatro cortes na estrada.

Ana Júlia aproveitou para informar ao prefeito daquele município, Wanderson Chamonzinho, que no dia anterior ela havia reunido com o presidente Lula e este prometera a liberação de R$ 7 milhões para a recuperação dos trechos danificados da PA-275.

Abaixo, algumas imagens da visita da governadora à região.

Fotos: Waldyr Silva e Maria Oliveira






10 de maio - 21 anos de Parauapebas (III)

Mais imagens de Parauapebas