sábado, 31 de janeiro de 2009

Virgilina pisou na bola

CRÔNICAS DO PC

Dona Maria de Sousa foi uma mulher lutadora e fiel aos seus princípios morais. Ensinaram-lhe os pais a necessidade de ser honesta e dedicada ao lar, obediente ao esposo e bem cuidadosa com os filhos. Nunca recebeu outra noção de liberdade, a não ser ao lado do marido.

Morava em uma fazenda no agreste pernambucano. Corria o ano de 1932, e uma seca avassaladora assolava a maioria dos estados nordestinos. A fome e a sede judiavam com o pobre sertanejo sem posses, obrigando-o a fugir, procurando novos rumos para a vida, uma maneira sofredora de evitar morrer à míngua no canto onde nasceu.

Levas de retirantes deixavam o Ceará e o Piauí, e vagavam pelas estradas poeirentas montados em jumentos, mulas, cavalos ou a pé, sem “eira nem beira”, nem saber para onde ir. Grande parte morria enfraquecida pela falta de alimentos. Mães desesperadas entregavam filhos por onde iam passando, na esperança de que, adotados, pudessem sobreviver.

Foi o caso de Dimas, criança negra de quatro anos, que ficou sob os cuidados de dona Maria de Sousa, juntando aos seus quatros filhos, dois homens e duas mulheres, dentre os quais Virgilina, menina sapeca, diferente, a que deu mais trabalho para ser criada e tomar tendência de gente direita.

Quando Florêncio, o marido de dona Maria de Sousa, morreu de ataque cardíaco, a mulher ficou desesperada, temerosa de não conseguir criar os quatros filhos do casal e Dimas, o negro adotado.

De mãos nos recursos herdados do finado, dona Maria de Sousa, jovem viúva, procurou administrar o espólio com segurança, cuja finalidade era garantir a manutenção e educação dos filhos.

Ela teve capacidade de gerenciamento. Sustentou os recursos deixados, investindo na educação da prole. Sem sair de casa, ficaram Virgilina e Dimas, ajudando nos afazeres da fazenda. Os dois, sempre ouvindo de dona Maria de Sousa conselhos, foram orientados para o conservadorismo da época. Para Virgilina, não cansava de dizer, preocupada em ela afirmar não querer seguir regras ditadas pelos costumes:

Cuidado, minha filha. A honra da mulher é a virgindade. E tem de ser preservada, aguardando o casamento.

Virgilina seguiu as regras a duras penas, se esforçando para não decepcionar. Foi dureza, mas conseguiu chegar aos 25 anos pura, embora sofresse com freqüência de pesadelos pela falta de homem.

E casamento, nem se falava, pois o pretendido não aparecia. Virgilina, um dia, perturbada por pensamentos confusos, determinou para si mesmo: “Velha eu ficarei, mas moça velha, jamais! E deu... deu... e deu... Dentre as deitadas e estripulias, deu passadas erradas, sem se resguardar.

Naquele tempo não existia preservativos, e aconteceu Virgilina pegar barriga, depois de ter um caso às escondidas com um jovem viajante potiguar, descendente de suecos, vendedor ambulante de bugigangas. Foi um deus-nos-acuda, depois que o caso ficou por conta dos linguarudos, comentado de boca em boca.

A salvação da honra da família deveu-se a Dimas, que não admitia mais comentários maldosos e assumiu o débito do outro, pondo a culpa em sua pessoa. Tudo combinado. Só foi o vigário aparecer em desobriga e casou-se com Virgilina. Viveram felizes por muitos anos. Tiveram oito filhos. Um branco e sete negros, e os dois não admitiam explicações a ninguém sobre a criança loura de olhos verdes, que os mais maldosos chamavam de Viking.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Fórum Social Mundial em Belém

Fotos: Waldyr Silva

Mundo do Trabalho


50 anos de vitória da...


...Revolução Cubana em debate

Frei Beto palestrando


Prefeito Darci Lermen

Debate Fórum Parlamentar Mundial


Mesa do Fórum Parlamentar Mundial

Algumas imagens das atividades do Fórum Social Mundial, iniciado no último dia 27 e encerramento marcado para o próximo domingo (1º), em Belém.

Polícia ainda não prendeu matador do oficial da PM em Canaã dos Carajás


Capitão PM Farias

Ainda repercute na região a execução do comandante da Polícia Militar em Canaã dos Carajás, capitão Farias, assassinado a tiros no início da madrugada desta sexta-feira (30).

Segundo relato de testemunhas, tudo aconteceu por causa de uma discussão na localidade de Vila Planalto, a 15 km da sede do município, com um motorista da empresa Maguari, que transporta minério de cobre para a Vale.

Policiais da região continuam tentando capturar o assassino, montando barreira em vários pontos das rodovias PA-160, 275 e 150.

_______________________________
Atualizado às 12h46, de 31/01/2009


Gilson dos Santos

Motivos – De acordo com a polícia, capitão Robson Farias França, 35 anos de idade, estava no seu último dia de folga do comando do destacamento de Canaã dos Carajás, à paisana, acompanhado do tenente Mário, quando numa ladeira o caminhoneiro, posteriormente identificado como Gilson Pereira dos Santos, 35 anos, fez uma manobra brusca, e o capitão, que seguia de automóvel logo atrás dele, achou errado. Ao buzinar para o caminheiro para adverti-lo, este não deu atenção, e os dois ficaram por alguns quilômetros trafegando com atrito na rodovia PA-160, sentido Parauapebas-Projeto Sossego.

Ainda segundo a polícia, mais adiante, numa rotatória, na Vila Planalto, Gilson fechou o carro particular do policial militar, um Fiat, desceu do caminhão e passou a discutir com o condutor do carro pequeno, no caso o capitão, sem saber que ele era oficial da PM, vindo os ânimos de ambos se alterarem, o que levou o caminhoneiro a disparar dois tiros contra Farias, que estava desarmado.

De volta

Depois 3 dias sem atualizar o blog, estamos de volta.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Programação do Fórum Social Carajás encerra na Curva do ‘S’

Fotos: Waldyr Silva

Público no auditório do TWA


Aleida Guevara, filha de Che Guevara
Ariovaldo, Batista, Darci e Trocate, na coletiva
Lançamento das pedras fundamentais, em Palmares II


Atividades na Curva do 'S', em Eldorado do Carajás
Iniciada em Parauapebas na manhã do último domingo (25) com a realização de peça teatral mística e discussão dos painéis “Impactos e contradições na Amazônia” e “Exposição dos projetos em andamento na Amazônia”, no auditório do TWA, e visita à tarde às minas de ferro e ao Parque Zoobotânico de Carajás, prosseguiu nesta terça-feira (26) a programação do Fórum Social Carajás (FSC) na vila Palmares II, com mística, discursos e lançamento das pedras fundamentais da construção do Instituto Agroecologia Latinoamericano* (Iala) e do estádio Che Guevara; e à tarde encerrou com ato político e lançamento da pedra fundamental Bosque Internacional de Solidariedade, na Curva do ‘S’, em Eldorado do Carajás.

A comitiva internacional que veio participar do Fórum regional era integrada por representantes de mais de 20 países, como Aleida Guevara (filha do revolucionário cubano Che Guevara, Cuba), Mônica Baltodano (Rescate del Sandinismo, Nicarágua), Hery Gomez (Iala, Venezuela),
Dana Ávila (Iala, Venezuela), entre outros.

Pelo Brasil, a figura mais destacada foi de João Pedro Stedile, coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

Em Parauapebas, durante os debates dos painéis, a mesa foi composta pelo prefeito Darci José Lermen, integrantes do MST, professor Raimundo Cruz (UFPA), Frederico Drummond (chefe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), Monica Mônica Baltodano (Nicarágua) e outros.

Dentre as propostas sugeridas durante os debates, a deputada estadual Bernadete ten Caten (PT) sugeriu que os integrantes do FSC levassem ao Fórum Social Mundial (FSM), que inicia em Belém nesta terça-feira (27) e encerra dia 1º de fevereiro, propostas para que fosse aumentada a Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem) dos atuais 2% sobre a produção líquida para 4% da bruta.

Após as discussões dos painéis propostos, o prefeito Darci Lermen, Charles Trocate (MST), Ariovaldo Umbelino (USP) e José Batista (CPT) concederam entrevista coletiva à imprensa, os quais foram questionados sobre os temas violência no campo, ocupação da terra, reforma agrária, chacina de Eldorado do Carajás, meio ambiente, capitalismo, mineração, justiça e impunidade.

Na visita às minas de Carajás, João Pedro Stedile se disse “indignado” com o aparato de policiais, e “até helicóptero”, da Guarda Nacional, no momento em que a comitiva chegou nas instalações da mineradora Vale. “Eles (funcionários da Vale) levam a gente no buraco de onde tiram minério e depois nos mostram algumas onças em cativeiro”, ironizou o coordenador nacional do MST.
* Acordo ortográfico

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

domingo, 25 de janeiro de 2009

Tayane Leão vence Ford Supermodel of the World 2009 na Europa


Depois de faturar o primeiro lugar no concurso promovido pela agência Ford Models Brasil, a new-face Tayane Leão Melo, de Parauapebas (PA), também faturou o primeiro lugar na etapa internacional do concurso, na última sexta-feira (23), na Europa.

Tayane Leão (fotos), que tem apenas 14 anos de idade, assinou um contrato com a Ford no valor de US$ 250 mil a ser cumprido em 4 anos.

Em 2004, Camila Finn foi a primeira brasileira a faturar o primeiro lugar na etapa internacional do concurso.

Classificação
1° - Tayane Leão - BRASIL
2° - Alisa Gourari - Israel
3° - Rachelle Garzon - Venezuela
4° - Shelby Farber - Canadá
5° - Julia Pyankova - Rússia

MST: 25 anos de resistência

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) comemora 25 anos de lutas e conquistas neste mês de janeiro. Neste quarto de século de resistência, um dos maiores e mais notórios movimentos sociais do Brasil, nascido no fim do regime militar, ganhou centenas de prêmios e conta com prestígio internacional.

O MST não tem um dia de fundação, mas o 1º Encontro Nacional dos Sem-Terra, realizado em Cascavel, no Paraná, em janeiro de 1984, marca o ponto de partida do movimento. A partir desse encontro, realizado numa época em que o Brasil vivia uma conjuntura de duras lutas pela abertura política, pelo fim da ditadura e de mobilizações operárias nas cidades, os trabalhadores rurais saíram às ruas com objetivos definidos: a luta pela terra, pela reforma agrária e por um novo modelo agrícola. E ainda: a luta por transformações na estrutura da sociedade brasileira e um projeto de desenvolvimento nacional com justiça social.

Em 1985, em meio ao clima da campanha "Diretas já!", o MST realizou seu 1º Congresso Nacional, em Curitiba, no Paraná, cuja palavra de ordem era "Ocupação é a única solução". Nesse mesmo ano, o governo de José Sarney aprovou o Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA), que tinha por objetivo dar aplicação rápida ao Estatuto da Terra e viabilizar a reforma agrária até o fim do mandato do presidente, assentando 1,4 milhão de famílias.

Mas a proposta de reforma agrária ficou apenas no papel. O governo Sarney, ao final de um mandato de cinco anos, assentou menos de 90 mil famílias sem-terra, ou seja, apenas 6% das metas estabelecidas no PNRA.

A eleição de Fernando Collor de Mello para a presidência da República, em 1989, representou um retrocesso na luta pela terra. Em 1990, ocorreu o II Congresso do MST, em Brasília, que continuou debatendo a organização interna, as ocupações e, principalmente, a expansão do Movimento em nível nacional.

Em 1994, Fernando Henrique Cardoso vence as eleições com um projeto de governo neoliberal, principalmente para o campo. É o momento em que se prioriza novamente a agroexportação. O MST realizou seu 3º Congresso Nacional, em Brasília, em 1995, quando reafirmou que a luta no campo pela reforma agrária é fundamental, mas nunca terá uma vitória efetiva se não for disputada na cidade. Por isso, a palavra de ordem foi "Reforma agrária, uma luta de todos".

Já em 1997, o Movimento organizou a histórica "Marcha nacional por emprego, justiça e reforma agrária" com destino a Brasília, com data de chegada em 17 abril, um ano após o massacre de Eldorado do Carajás, quando 19 sem-terra foram assassinados pela polícia no Pará. Em agosto de 2000, o MST realiza seu 4º Congresso Nacional em Brasília, cuja palavra de ordem foi "Por um Brasil sem latifúndio".

A eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, representou um momento de expectativa, com o avanço do povo brasileiro e uma derrota da classe dominante.

Os integrantes do MST acreditam que as mudanças sociais e econômicas dependem, antes de qualquer coisa, das lutas sociais e da organização dos trabalhadores.

Balanço - Nestes 25 anos de existência, o MST conseguiu assentar 370 mil famílias por meio das ocupações de terras e está organizado em 24 estados, onde há 130 mil famílias acampadas e 370 mil famílias assentadas.

O MST também conquistou 2.000 escolas públicas em acampamentos e assentamentos, que garantem o acesso à educação a mais de 160 mil crianças e adolescentes, alfabetizou 50 mil adultos e jovens e formou mais de 4.000 professores.

Além disso, criou mais de 400 associações e cooperativas em assentamentos, que trabalham de forma coletiva para produzir alimentos sem transgênicos e sem agrotóxicos. Há ainda 96 agroindústrias, que melhoram a renda e as condições do trabalho no campo e oferecem alimentos de qualidade e baixo preço na cidade. (Fonte: Informes do PT)

sábado, 24 de janeiro de 2009

Estudo sobre financiamento da educação no governo Lula será lançado durante o FSM

Produzido a partir da análise dos investimentos em educação feitos pelo governo federal desde 2003, o primeiro número da revista “Insumos para o Debate” aborda o “Financiamento da Educação no Governo Lula”. A publicação será lançada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação no próximo dia 29, às 12 horas, na Universidade Federal do Pará (UFPA), durante seminário no Fórum Social Mundial (FSM), em Belém.

O estudo mostra, por exemplo, que tendo o Produto Interno Bruto (PIB) como referência, o Brasil investiu, em média, o equivalente a 4% de seu PIB em educação entre 1995 e 2005, sendo que no mesmo período o repasse anual destinado para o pagamento de juros da dívida pública variou de 4% a 7% do PIB.

A revista é composta por três textos escritos por Salomão Ximenes, coordenador do Programa Ação na Justiça da Ong Ação Educativa, pelo consultor educacional Luiz Araújo, e pelo professor da USP de Ribeirão Preto, José Marcelino Rezende Pinto. Uma das constatações dos autores é que as aplicações da União no setor estão aquém do necessário para um governo que diz priorizar a educação do país.

Outras atividades
A campanha realizará ainda outras três atividades durante o FSM. Na sexta-feira (30), às 8h30, um seminário discutirá o acesso, a qualidade e a obrigatoriedade do ensino médio. No mesmo dia, às 12 horas, acontece uma oficina sobre a Semana de Ação Mundial 2009, que este ano trabalhará com o tema “Educação de jovens e adultos a aprendizagem ao longo da vida”.

Para encerrar, no sábado (31), às 8h30, a campanha fará celebração sobre a importância da educação de qualidade como direito para a vida das pessoas. Os três eventos acontecem também na UFPA.

O economista e ativista palestino Imad Sabi (Oxfam Internacional) participará de todas as atividades como comentarista, representando a direção da Campanha Global pela Educação. (Diones Soares)

Acredite...


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Prefeitura vai liberar R$ 147,2 mil para escolas de samba e blocos carnavalescos

Durante reunião realizada nesta quinta-feira (22), entre Coordenadoria Municipal de Cultura e representantes da liga das agremiações carnavalescas de Parauapebas, ficou acertado que este ano a prefeitura vai liberar R$ 75 mil (R$ 25 mil para cada) para as três escolas de samba e R$ 72,2 mil (R$ 3,8 mil para cada) para os 19 blocos carnavalescos, totalizando R$ 147,2 mil.
O carnaval de rua vai ser realizado no período de 21 a 24 de fevereiro, na Praça de Eventos, a exemplo de anos anteriores.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

FSM 2009 – Objetivos do Milênio


Como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) podem orientar a construção do Plano Plurianual (PPA) municipal?

FSM 2009 – Portal ODM


Participe do lançamento do Portal ODM Brasil. Informações dos 5.564 municípios brasileiros de forma fácil e interativa.

FSM 2009 – Atuação dos conselhos



Qual o resultado da atuação dos conselhos para a institucionalização da participação popular no processo decisório?

Pensa que o que pensa vai acontecer

CRÔNICAS DO PC

Até hoje em minha vida, nunca encontrei pessoa igual à senhora Isaura Vias Monte, uma mineira casada com um paraense residente em uma cidade localizada à beira do rio Tocantins. Ele é advogado, conhecido causídico criminalista e religioso atuante do Grupo Carismático, da Igreja Católica. Ela é artista de artes plásticas, acostumada a participar de exposições, destacando-se com sucesso, expondo quadros surrealistas e de natureza morta.

Só tem um problema com Isaura, que nenhum psicólogo ou mesmo psiquiátrico conseguiu explicar: sua mania de achar que tudo que pensa, impreterivelmente vai acontecer. Por esse descontrole, digamos assim, psicoemocional*, tem causado muitos problemas para ela e o marido, dr. Monte.

Levada pelo ciúme doentio, fica pensando besteiras, a exemplo de uma recente quarta-feira, quando pensou e achou ser real o marido enlaçando uma bela mulher, trocando carícias amorosas. Só foi ele chegar em casa e pediu explicações, braba, sem se conter:

- E agora, seu safado, me diga quem é a “quenga” dos abraços e beijos.

Dr. Monte, sem nada entender, arregalou os olhos, sem saber o que responder.

- Que história é essa? Eu sou incapaz de lhe trair.

- Mentira! Mentira! Quero saber!

- Por que você afirma?

- Tem cheiro diferente em você!

- Não está vendo? Cortei o cabelo e me barbeei em um salão. O cheiro diferente é de uma loção de barba.

Isaura baixou a cabeça, sem nada dizer. Mesmo assim, cheirou bem cheirada a face de dr. Monte, o que após falou sem mais alteração:

- É que pensei...!

Apenas pensou. Nada mais que mostrasse alguma verdade.

Foi necessária a presença do vigário, muito amigo da família, para explicar de que nem tudo que se pensa pode ter acontecido e ser verdade. E definiu para a mulher confusa: “Pensamento é um ato particular da mente envolta em meditações, criando idéias”.

Pouco adiantou. Não passou um mês e Isaura, que muito pensava, criou outro problema com o marido, que numa noite ao chegar em casa cansado, depois de trabalho árduo no foro, foi rispidamente encostado na parede para ser interrogado:

- Desta vez é verdade. Diga-me, seu estróina, em que você gastou aquele dinheirão todo pago pelo constituinte da briga de faca?

- O velhinho de 81 anos, marido da velha gorda de 79?

- Sim! Isso mesmo. Quero saber.

- “Sê” besta, sua desinformada. A briga não foi de faca, foi de bastão, acompanhada de unhadas e cusparadas. O que ganhei deles para elaborar um documento de paz e promessa de convivência pacífica, passado em juízo, depositei em sua conta poupança. Aqui está o recibo.

Isaura olhou aquele papel amarelo com o número de sua conta bancária. Sorriu, agradeceu, baixou a cabeça e falou arrependida:

- É que pensei!...

É uma despreparada, pensou o marido advogado, só para ele, sem, contudo, se alterar.

De outra feita, dr. Monte teve de viajar a fim de participar de algumas audiências em uma cidade distante, onde poderia demorar dois dias. Demorou quatro e não avisou. Isaura desesperada telefonou para os parentes, amigos, vizinhos, confirmando a morte de dr. Monte, vítima do acidente aéreo acontecido fazia poucas horas, conforme noticiário de rádio e televisão, quando a aeronave em que viajava caiu no mar, não escampando ninguém que estava a bordo.

Foi um deus-nos-acuda, com choro e velas acesas antes do corpo chegar, conforme orientação de uma funerária, já preparando o velório.

Lá pelas tantas da noite, dr. Monte apareceu de repente, bem vestido, de paletó e gravata, vivinho da silva.

Ao vê-lo, Isaura deu um gritinho de alegria, abraçou-se com ele, beijou-o sucessivamente, rindo, saltitando de alegria, limpou as lágrimas dos olhos intumescidos de tanto chorar e exclamou como de costume:

- É que pensei!...

Dr. Monte pensou, irritado. Se não fosse religioso carismático!

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

* Acordo ortográfico

Parauapebas supera RJ na balança comercial e fica em oitavo lugar no ranking nacional

Alavancada pela forte demanda mundial por minério de ferro, Parauapebas apareceu pela primeira vez entre as dez cidades que mais contribuíram para a balança comercial brasileira em 2008, conforme relatório divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com exportações de US$ 3,8 bilhões, o município alcançou o oitavo lugar no ranking nacional, superando grandes capitais como o Rio de Janeiro e Vitória.

No saldo da balança – o valor das exportações menos as importações –, Parauapebas ficou com US$ 3,7 bilhões e conquistou o 2º lugar no ranking nacional, perdendo apenas para Macaé, no Rio de Janeiro. O resultado mostra a importância da cidade do sudeste do Pará para a economia brasileira.

Desde 2005, Parauapebas já subiu quatro posições no ranking nacional e teve um aumento no volume de exportações de 166%. Naquele ano, a cidade paraense contribuiu com US$ 1,4 bilhão e saldo de US$ 1,3 bilhão.

De acordo com o Ministério, apesar de a crise financeira internacional ter afetado todos os países em 2008, o Brasil ainda assim conseguiu bater novo recorde histórico em negociações e teve um superávit de US$ 27,4 bilhões no ano. As empresas brasileiras exportaram US$ 197,9 bilhões em 2008. Já as importações ficaram em US$ 173,1 bilhões. Isso mostra que as vendas de produtos brasileiros para outros países cresceram 21,8% em 2008.

O país só não conseguiu superar a meta de 2% nas exportações estabelecida em setembro do ano passado pelo governo federal. Isso se deve, em parte, pela queda nas vendas para mercados internacionais observada no fim do ano, especialmente em dezembro.

No mês passado, as vendas para o mercado internacional caíram 11,7%, comparado a igual período de 2007, de acordo com o Ministério. Os dados completos sobre a balança comercial podem ser acessados no site do Ministério: www.desenvolvimento.gov.br.

Águia empata em 2 a 2 e árbitros saem de campo protegidos pela polícia

Depois de estrear no Campeonato Paraense de Futebol (Parazão 2009) no último domingo (18), no estádio Rosenão, goleando a equipe do Time Negra pelo placar de 5 a 2, o Águia de Marabá voltou a campo na noite desta quarta-feira (21) e empata com o São Raimundo, de Santarém, por 2 a 2.

Os gols do Águia foram marcados por Aleilson, aos 28 minutos do primeiro tempo, e por Flamel, aos 3 minutos da etapa complementar, enquanto os tentos do São Raimundo foram assinalados por Michel (5’2º) e Hugo (6’/2º).

Considerado melhor em campo, o time do Águia criou boas oportunidades de gol durante toda a partida, mas os gols não chegavam a ser convertidos, pois o árbitro, segundo a maioria dos torcedores, impedia a investida dos atacantes.

Por isso, o quadro de árbitros saiu do gramado do estádio Rosenão sob vaias da torcida azulina e protegido por homens da Polícia Militar.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Garota parauapebense disputa final do Supermodel of the Word na Europa

A garota Tayane Leão (foto), 14 anos, 1,77 metros, de Parauapebas, é uma das concorrentes na fase final do Supermodel of the World, patrocinado pela Ford Models Internacional, que está sendo realizado em Budva, Montenegro, uma pequena e montanhosa República, situada nos Balcãs, no sudeste da Europa.

A final consiste em uma maratona de sessões de fotos, desfiles, entrevistas com especialistas de todo o mundo da moda de vários países. Cada sessão de foto, entrevista e desfile vale nota. Nesta sexta-feira (23), serão computadas todas as notas recebidas pelas representantes de 44 países. Somente uma será declarada vencedora.

O prêmio para a grande vencedora será um contrato de quatro anos com a Ford Internacional no valor de US$ 250.000,00.

Para levar o prêmio, Tayane se preparou bastante desde o início de dezembro, recebeu várias informações do pessoal da Ford Brasil e teve que aprimorar o inglês, passar por sessões de massagem, tratamento de pele e capilar, além de alimentação balanceada e ser acompanhada de um personal trainer e nutricionista.

Dona Leudicy Leão, que acompanha a filha em Montenegro, faz questão de agradecer o apoio da Prefeitura Municipal de Parauapebas, pois não seria possível concorrer sem esse apoio, uma vez que os tratamentos, cosméticos, roupas de frio e passagens são caríssimos.

Mesmo que o resultado não seja o esperado, Tayane já tem uma carreira a ser trabalhada no Brasil, pra onde pretende voltar no próximo sábado (24).

Papão vence Castanhal por 2 a 0

A equipe do Paysandu (Papão) venceu nesta terça-feira (20), à noite, o time de Castanhal, em Castanhal, pelo placar de 2 a 0 e fica na ponta da tabela do Campeonato Paraense. Os gols foram feitos por Zé Augusto e Zeziel.

Nesta quarta-feira (21), Remo enfrenta o Time Negra, em Belém, às 20h30, e Águia de Marabá joga contra o São Raimundo, em Parauapebas, no mesmo horário.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Priscila Tavares no BBB






Gatíssima Priscila Tavares, de Campo Grande (MS), a alegria dos marmanjos do Big Brother Brasil (BBB) 9.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Fórum Social traz a Parauapebas representantes de 37 países

Convênio entre movimentos sociais e Prefeitura de Parauapebas possibilitou a realização do Fórum Social Carajás, um evento que tem como objetivo apresentar a microrregião de Carajás ao mundo e debater assuntos que são comuns à região, como a preservação da biodiversidade, responsabilidade social e desenvolvimento sustentável.

Durante seus três dias (24, 25 e 26 de janeiro), a cidade deve receber a presença da comitiva de 37 países, com personalidades governamentais como Aleida Guevara (foto), Edis Vielma Sosa e Mônica Baltodano; intelectuais (Vandana Shiva, Ernest Wamba), grande imprensa (BBC, Al Jazeera, El Pais, Le Monde), movimentos sociais e Ongs (Green Peace, Vive, Movimento Floresta), e até mesmo cineastas e fotógrafos (Walter Salles, Douglas Mansur).

A programação do evento inclui seminário com debates, visita à região e noite típica paraense.

Além de informar aos cidadãos os problemas vividos na região, o fórum também vai levantar questões para que sejam debatidas no Fórum Social Mundial, a ser realizado posteriormente em Belém.

Microrregião
Carajás é uma microrregião propícia para debates, pois vive sérios problemas sociais e ambientais. Seu território abriga uma área de proteção ambiental e, ao mesmo tempo, possui a maior reserva de ferro do mundo, assim como reserva de outros minerais como cobre, manganês e ouro, explorada por grandes mineradoras nacionais e multinacionais.

A mineração é a principal geradora de empregos e, com isso, traz um giro monetário grande à região, fazendo com que o custo de vida seja um dos mais altos do país.

Atraídos pela imensa absorção de corpo de trabalho, centenas de pessoas vindas de todas as partes do Brasil chegam diariamente à região com a esperança de conseguir emprego. Sem nenhuma qualificação profissional, esses migrantes vivem um quadro de alto índice desemprego, ocupação irregular de espaço, comércio informal e violência crescente.

Em um paralelo, a zona rural tem três principais características: a do grande latifúndio, dos assentamentos e agricultura de subsistência, enquadrando-se no desenvolvimento sustentável, e dos movimentos sociais pela reforma agrária.

Programação

Dia 24
Manhã – chegada da comitiva a Marabá
15 horas – visita ao Distrito Industrial de Marabá
17 horas – parada no Assentamento 26 de Março
17h30 – saída de Marabá rumo a Parauapebas
Noite – chegada a Parauapebas

Dia 25
8 horas – mística e abertura do Fórum Social Carajás (auditório TWA)
9 horas – Painel I: Impactos e contradições na Amazônia
10 horas – Painel II: Exposição dos projetos em andamento na Amazônia
12h30 – almoço
13h30 – coletiva com imprensa
14h30 – Visita a Serra e Floresta Nacional do Carajás (Mina da Vale)
Noite: noite cultural paraense (auditório TWA)

Dia 26
9 horas – lançamento da pedra fundamental do IALA Amazônico, no Assentamento Palmares II
11h30 – inauguração do estádio Che Guevara e lançamento da campanha de solidariedade a Cuba
12 horas – almoço no assentamento
13h30 – saída para a Curva do S, em Eldorado do Carajás
15 horas – ato político na Curva do S – Bosque Internacional de Solidariedade
16h30 – visita ao Assentamento 17 de Abril
18h30 – jantar no assentamento
20 horas – retorno para Marabá

Dia 27
07h30 – viagem para Tucuruí
12h30 – almoço em Tucuruí
14 horas – visita à Usina Hidrelétrica de Tucuruí
17 horas – viagem para Belém, via Arapari (travessia de balsa)
Noite – jantar em Belém

Fonte: Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas

domingo, 18 de janeiro de 2009

Águia de Marabá e São Raimundo goleiam Time Negra e Clube do Remo

Fotos: Bariloche Silva

Momentos antes do segundo gol do Águia


Prefeito Darci recebe placa do Cel. Antonio Carlos


Equipe do Águia de Marabá saiu vitoriosa


Cinco mil ingressos foram vendidos aos torcedores

Na estréia do Parazão 2009, no estádio Rosenão, em Parauapebas, a equipe do Águia de Marabá goleou neste domingo (18) o Time Negra pelo placar de 5 a 2, de virada, enquanto o time de São Raimundo aplicou 5 a 1 no Clube do Remo, no estádio Baenão, em Belém.
Os gols do Águia foram assinalados pelos jogadores Marabá (15'1º), Léo (29'1º), Flamel (39'1º) e Felipe (42'1º e 11'2º) e do Time Negra por Japonês (4'1º) e Rodinelli (17'2º).
Já os tentos do São Raimundo foram feitos por Hélcio (4'1º e 45'1º), Michel (17'1º) e João Pedro (9'2º e 28'2º) e o do Remo por Filho (contra, 13'2º).
Nas próximas partidas, o Águia enfrenta o São Raimundo e o Remo joga contra o Time Negra, na quarta-feira (21).

sábado, 17 de janeiro de 2009

Paysandu vence e Ananindeua empata na primeira partida do Parazão 2009

Na abertura da 2ª fase do Campeonato Paraense de Futebol, neste sábado (17), o Paysandu saiu-se vitorioso, derrotando o Vila Rica pelo placar de 4 a 3, e o Ananindeua empatou com a equipe do Castanhal, por 3 a 3.

Os gols do Paysandu, cuja partida ocorreu no estádio Curuzu, em Belém, foram assinalados por Rossini (pênalti), aos 4'2º; Rafael Oliveira (11'2º) e Zé Carlos (de cabeça), aos 24'2º e 30'2º; enquanto o Vila Rica descontou por Biro-Biro (cabeça), aos 15'2º; Pituta (42'2º) e Mocajuba (falta), aos 46'2º.

Na partida entre Ananindeua e Castanhal, no estádio do Souza, em Belém, os tentos foram feitos por Déo Curuçá (9'1º), Soares (39'1º) e Dudu (8'2º), pelo Ananindeua; e por Claudinei (36'1º), Jean Macapá (18'2º) e Ceará (28'2º), pelo Castanhal.

Neste domingo (18), enfrentam-se Águia de Marabá x Time Negra, às 16 horas, no estádio Rosenão, em Parauapebas; e Remo x São Raimundo, no estádio Baenão, em Belém, no mesmo horário.

Rosenão – Credenciamento foi adiado para domingo

Fotos: Waldyr Silva






Marcado pela Federação Paraense de Futebol (FPF) para ocorrer às 10 horas deste sábado, no estádio Rosenão, o credenciamento da imprensa para cobrir o jogo entre Águia de Marabá e Time Negra foi adiado para as 13 horas deste domingo (18), no estádio.
Guilherme Salzer, diretor financeiro da Federação, acompanhado de membros da Liga Esportiva de Parauapebas, reuniu com a imprensa por volta das 11 horas e orientou que os veículos de comunicação encaminhassem documento à FPF relacionando a equipe de profissionais escalados para fazer a cobertura do jogo, que ocorre neste domingo, às 16 horas.
Na conversa com os comunicadores, Guilherme Salzer explicou que deve constar na relação dos repórteres o RG do profissional, que na hora da entrada ao estádio deve apresentar credencial comprovando que é vinculado ao veículo de comunicação.

Acordo ortográfico


sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Prefeito inspeciona final de obra no estádio

Fotos: Waldyr Silva

Prefeito, secretários e assessores discutem e...


...inspecionam finalização das obras no estádio


Pracinha construída na frente do estádio de futebol


Portões de entrada recebem obras de acabamento

O prefeito Darci José Lermen, acompanhado de secretários e assessores, visitou no início da tarde desta sexta-feira (16) as obras de adequação das instalações do estádio Rosenão, no bairro Liberdade, e pediu mais agilidade na conclusão e entrega dos serviços.
A comitiva verificou a pracinha construída na frente da casa de esporte, as borboletas (catracas) instaladas na entrada do estádio, as bilheterias, arquibancadas, camarotes, portões de saída do público e demais instalações.
Credenciamento da imprensa - Às 10 horas da manhã deste sábádo (17), funcionários da Federação Paraense de Futebol estarão fazendo o credenciamento, no estádio Rosenão, dos profissionais de imprensa (TV, rádio, jornal etc) que vão cobrir a partida de futebol de domingo (18), entre Águia de Marabá e Time Negra, com início previsto para as 16 horas.

Canaã – Secretário de Obras denuncia que recebeu frota sucatada

Fotos: Waldyr Silva

Esta área era depósito de lixo doméstico


Ruas estão recebendo melhorias de tráfego


Manoel Filho acompanha mutirão de limpeza

O novo secretário de Obras de Canaã dos Carajás, Manoel Barroso Valadares, popular “Manoel Filho”, denuncia que recebeu o órgão com a maioria dos equipamentos e máquinas sucatada, sem nenhuma informação nos HDs, apenas duas caçambas basculantes funcionando, ainda precariamente; duas patrois* e duas pás carregadeiras paradas, e tratores de esteira quebrados.

“Mesmo assim, com o apoio importante da população e de empresários locais, que cederam gratuitamente caminhões e máquinas para ajudar na limpeza da cidade, a secretaria vem fazendo um grande mutirão, recolhendo toneladas de lixo e entulhos das principais ruas dos bairros Novo Horizonte, Novo Paraíso, Shalon, Pintinho e outros”, explica o secretário, acrescentando que só vai parar com o mutirão quando deixar toda a cidade limpa.

“Manoel Filho” revela que só no sábado (dia 3), segundo dia do mutirão, para se ter uma ideia*, foram recolhidas 293 carradas de entulhos e lixo em caminhões trucados e transportadas para o lixão.

No bairro Novo Horizonte, existia uma grande área desabitada, nas proximidades da Escola Itakira, que estava sendo usada como depósito de todo tipo de lixo doméstico, mas já foi totalmente limpa pela prefeitura.

De acordo com Valdivino Eterno de Freitas, residente na rua Cumaru nº 86, próximo da área, o fedor do lixo vinha perturbando a vizinhança e até deixando algumas crianças doentes. Ele aproveitou a presença da reportagem para agradecer a iniciativa do prefeito Anuar Alves da Silva, que mandou limpar a área e colocar placa proibindo a população de jogar lixo e entulho no terreno.

Questionado sobre a quantidade de servidores encontrada na secretaria, o secretário de Obras informou que encontrou 8 servidores concursados e está contratando mais de 60 funcionários para serviços diversos.

Sobre a frota de máquinas encontrada, o secretário disse que está fazendo levantamento da situação, para então o prefeito decidir se manda consertar as defeituosas ou se faz leilão das mesmas e adquire nova frota.

* Acordo ortográfico

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Equipe técnica do estado vistoria estádio Rosenão, mas ainda não liberou laudo

Fotos: Bariloche Silva

Ten-cel. Osmar Nascimento e secretário João Fontana


Obras estão concluídas, mas falta retirar resto de material


Arquibancadas apresentam melhor visual


Comitiva posa para imprensa

Acompanhado do secretário municipal de Obras, João Eduardo Fontana; do técnico do Águia de Marabá, João Galvão; e do presidente da Liga Esportiva de Parauapebas (Lep), Roque Dutra, o tenente-coronel da Polícia Militar, Osmar Nascimento, responsável pela liberação dos estádios no Pará, vistoriou na manhã desta quinta-feira (15) as obras de adequações solicitadas pelas autoridades de segurança para a liberação do estádio Rosenão para receber os jogos do time marabaense pelo Campeonato Paraense de Futebol.
A comitiva acompanhou de perto os andamentos das obras, que ainda não estão todas concluídas, porém o andamento é favorável para a liberação do Rosenão, tendo em vista que na parte interna do estádio praticamente todas as adequações foram feitas, restando apenas alguns pequenos detalhes, como, por exemplo, a retirada de restos de materiais de construção.

Laudo – Depois que a comissão percorreu todas as dependências do estádio, Osmar Nascimento conversou com os profissionais da imprensa de Parauapebas e afirmou que ainda não poderia liberar o estádio para os jogos, porque as obras não estavam totalmente concluídas.
“Infelizmente, vamos ter que aguardar mais um pouco, pois o documento que determina a liberação do estádio para os jogos só poderá ser emitido e assinado quando a obra estiver toda pronta", declarou o oficial da Polícia Militar.
O tenente-coronel disse entender que as obras estão praticamente concluídas, restando apenas a limpeza final para que o estádio possa ser 100% liberado para os jogos do Campeonato Paraense, que começa neste domingo (18), às 16 horas, entre Águia e Time Negra.
"Nossa confiança é que tudo possa dar certo, e por isso iremos permanecer no município para emitir o laudo final da vistoria”, garantiu o ten-cel. Osmar Nascimento. (Bariloche Silva)

Situação dos estádios paraenses

Não é por um caso fortuito ou imprevisto que o futebol paraense está como está. Não é. O futebol paraense está como está por incúria, má gestão, má administração, amadorismo e falta de compromisso com o torcedor.

Veja agora. A menos de 4 dias do início do Campeonato Paraense, nenhum dos estádios paraenses foi aprovado integralmente na vistoria feita por membros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária. O estádio Rosenão, em Parauapebas, passa neste momento pela vistoria final.

Nem mesmo o Mangueirão, quinto estádio mais moderno do país, que será – se for – palco dos jogos da Copa do Mundo, foi aprovado pela vistoria técnica. Os clubes, ao contrário do que se pensa, não são apanhados de surpresa por essas vistorias. Os clubes, isso sim, são destinatários de recomendações dos órgãos habilitados para que promovam correções e deficiências a serem sanadas, com vistas a garantir a segurança e o conforto dos torcedores. Mas não fazem isso. É por isso que no Baenão há problemas em banheiros e na Curuzu a área dos camarotes está rachando.

Não erra quem está convicto de que o torcedor paraense é um forte, parodiando a assertiva de Euclides da Cunha sobre o sertanejo. Não pede demais quem pede para se erigir uma estátua em homenagem ao torcedor paraense. Porque os clubes do Pará, sem dúvida, não dão a menor trela para seu patrimônio maior: suas torcidas. Os clubes do Pará não dão bola para o torcedor. Os clubes do Pará querem ganhar dinheiro à custa dos torcedores, mas não lhes oferecem a segurança e o conforto que merecem.

Pobre futebol do Pará! (Fonte: Blog Espaço Aberto)

Desemprego x nepotismo


Secretária de Educação diz que recebeu órgão em Canaã com irregularidades

A nova secretária municipal de Educação, Patrícia Aparecida de Carvalho (foto), sustenta que vem encontrando muitas dificuldades para fazer a repartição funcionar, por absoluta falta de informações a respeito de contratos de servidores, pagamentos, programas educacionais e outros dados relativos à educação no município, que deveriam ser deixadas na secretaria pelo ex-prefeito Joseilton Ribita Nascimento.

Nos levantamentos preliminares feitos por ela, a secretária revela ter chegado à informação que a secretaria possui hoje em seus quadros exatos 205 servidores concursados e pouco mais de 300 contratados, dentre estes, professores, diretores, coordenadores e serviços gerais. “Chegamos a esses números por meio da lotação dos servidores nas respectivas escolas”, explica Patrícia Aparecida.
Questionada sobre a quantidade de alunos e escolas existentes no município, a secretária informou ter chegado ao número de pouco mais de sete mil alunos na rede pública de ensino nas 15 escolas municipais, nas zonas urbana (7) e rural (8).
Sobre o período de matrícula dos alunos, para os três turnos (manhã, tarde e noite), Patrícia Aparecida explicou que teve início na última segunda-feira (12), quando tomaram posse os diretores de escolas nomeados pelo prefeito Anuar Alves da Silva (PDT).
Com relação ao início das aulas, a secretária respondeu que está previsto para 9 de fevereiro, quando ela espera ter concluído o levantamento da situação física das 15 escolas municipais.
Carregando uma grande experiência na educação, Patrícia enfatiza que uma das orientações do prefeito Anuar Alves é que a secretaria invista na formação de professores e da comunidade em geral, pois o município encontra muita dificuldade na contratação de mão-de-obra de pessoas formadas, mesmo Canaã contando com as presenças de algumas universidades oferecendo cursos superiores à comunidade.

Os períodos da vida que nunca se esquece

CRÔNICAS DO PC

Em cada fase da vida que o indivíduo vai passando, trilhando seu caminho, nunca esquece o passado. Quem não se lembra da infância, adolescência, adulto jovem, homem maduro e início da terceira idade? Quem chegou à última fase, contando os setenta ou oitenta anos, é um felizardo. Se não ficou senil, apelidado de velho “gagá”, é mais motivado e com razão de fazer reminiscência de um longo tempo que já se foi.

Com esse perfil de um passado totalmente relembrado, encontrei um cidadão que merece todas as atenções, pois tem brilhante história para contar, das fases transitórias de sua vida.

Seu nome é Doutor Marreca, em referência à sua cidade natal, e sua profissão de veterinário e ornitólogo, que tratava muito bem os pássaros palmípedes.

E qual foi a melhor época de sua vida? Quis eu saber, naquela curiosidade própria de quem quer arrancar informações. Doutor Marreca disse que toda. Não esquece da infância, brincando de esconde-esconde, jogando pião, empinando pipa e batendo bola. Na adolescência, nem se fala: foi a melhor fase da vida, onde tudo se nos apresenta fantasiado, esperançoso.

Nunca esqueceu da normalista Amália Campos, sua professora de história no curso ginasial. Uma tentação de mulher, corpo perfeito, morena de lábios carnudos, “boazuda” toda, dos pés à cabeça, pra ninguém botar defeito. Apaixonou-se por ela. Um amor proibido, individual, secreto, louco, só ele sabia. Portanto, não tinha razão de ser correspondido. Mesmo assim, valeu. Uma paixão que vigorou ardente, fazendo pulsar mais forte o seu coração jovem de 14 anos.

Nunca esqueceu das centenas de vezes que se masturbou ardentemente com volúpia, pensando na professora, só nela, fielmente, dois anos seguidos, porque não queria traí-la, nem mesmo tentado pela sensacional Brenda, a coleguinha que tinha o hábito de sentar-se sem compostura, mostrando para ele, propositalmente, as partes acima do joelho até a calcinha, tudo tentador, pela alvura das cochas ajustadas.

A primeira namorada apareceu juntamente com o primeiro fio de barba, já falando grosso. Ficou orgulhoso de sua aparência máscula, de tipo cobiçado de homem. A garota Chamava-se Nilza Lima, menina estudiosa, inteligente, cujos pais lhe educaram nos rígidos conceitos de moral da época. A primeira vez que se beijaram na boca foi escondido, num canto de parede. Beijo rápido, casto demais. Não pôde enlaçá-la, apertando-a contra seu corpo, porque foi empurrado para traz, numa reprimenda autoritária de que dessa maneira não podia.

Mulher mesmo, conforme o termo da época, só conheceu aos 22 anos. Uma negra filha da lavadeira de seus pais. Como era a primeira vez, desconfortável, sobre uma esteira de fibra de bananeira, e ao relento, acha que não decepcionou. Ela lhe achou o máximo, improvisador, porque usou como travesseiro uma mão de pilão. Só não foi melhor porque praticou o coito interrompido, para evitar gravidez, pela falta de camisinha, que naquela época quase não existia.

Em outras seqüências sexuais, aproveitou melhor, com Isaura, em Teresina; Antonia, em Maceió; Marta, em Recife; Silvia, em Aracajú; Gertrude, São Luís; e Sofia, em Belém. Ele mesmo confeccionou alguns preservativos à base de câmara de ar de bicicleta, lavável, dando certo, podendo usá-los na maior das tranqüilidades, depois de esterilizada em água fervente, sem medo, sem receio de emprenhar a parceira. Naquele tempo, desonrar e embuchar moça, embora experiente, corria o risco de se casar na marra.

Chegou o período de entrar na universidade. Bom demais, quando começa a se vê a necessidade de se ter profissão definida e enfrentar o mercado de trabalho para garantir a segurança do futuro.

Casou-se depois de formado com uma colega bióloga. Trabalharam juntos, procurando garantir uma vida equilibrada. Tiveram dois filhos, inteligentes, estudiosos, que estudaram, se formaram e são médicos cardiologistas.

Nasceram os netos, uma alegria a mais para vovós aposentados. E o tempo foi passando, sempre acompanhado de bons momentos. Viveu feliz por quarenta anos, até que ficou viúvo. Foi um golpe violento.

Sozinho, amargurado, procurou novos rumos para a vida. Como não tinha mais nada para fazer, estava tranqüilo, garantido por uma gorda aposentadoria. Não quer ficar ocioso, sem obrigação, portanto, passa o dia escrevendo suas memórias, estando nos últimos capítulos dedicado à normalista Amália Campos, sua sensual professora de história, que ainda lhe causa reações da libido, e ele solitário tenta repetir os feitos de l5 e l6 anos, sem, contudo, conseguir, dado o tremelique das mãos atacadas de Mal de Parkson. Nessa situação, fica esperando a morte chegar, afirmando ele, que vai demorar, porque é osso duro de roer.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Nova diretoria do Sebrae-Pará toma posse nesta quinta-feira

Toma posse nesta quinta-feira (15), às 18 horas, no auditório do Centro de Educação Profissional de Empreendedores da Amazônia (Cepam), em Belém, a nova diretoria do Sebrae no Pará.

Na ocasião, tomam posse o empresário Ítalo Ipojucan, eleito para a presidência do Conselho Deliberativo, e a diretoria executiva, composta por Sebastião Miranda, diretor-superintendente; Cleide Tavares, diretora técnica; e Vando Vidal, eleito para a diretoria Administrativa Financeira da instituição. A nova diretoria comandará o Sebrae no Pará no biênio 2009/2010.

Atuar integrado aos governos federal, estadual e municipais, como forma de potencializar as verbas e as ações, é uma das diretrizes da nova diretoria do Sebrae, que pretende implementar uma estratégia articulada que envolva, por exemplo, instituições financeiras como o Banpará, o Banco da Amazônia e o BNDES, para estimular o microcrédito.

Ítalo Ipojucam adianta que a cooperação com os governos deve ser maior no caso das prefeituras, pois o grande universo das empresas beneficiadas pelo Sebrae está na ponta do processo, ou seja, nos municípios.

Outra prioridade é investir na estrutura de logística, para que os empresários de pequenos negócios possam exportar além da necessidade de investimento no acesso à inovação tecnológica.

Outra prioridade da nova gestão à frente do Sebrae será a agricultura familiar, uma vez que a atividade envolve milhares de produtores e possui um grande mercado que pode dinamizar de forma substancial os pequenos negócios no estado.

No Pará, o Sebrae atua em duas grandes frentes: atendimento individual (empresarial) no balcão e através de projetos. Além da capital, o Sebrae tem sedes nos pólos econômicos de Abaetetuba, Castanhal, Altamira, Paragominas, Marabá, Santarém, Redenção, Capanema e Itaituba.

Além dos escritórios, tem posto avançado de atendimento e os postos de atendimento, que funcionam graças a parcerias com prefeitura e entidades de classe, como associações comerciais. (Silvaneide Guedes, assessora de Comunicação e Marketing do Sebrae/Pará)

ABL lança dicionário com acordo ortográfico

"Re-editar" ou "reeditar"? "Coabitar" ou "co-habitar"?

As principais dúvidas que o texto do Acordo Ortográfico, em vigor desde o dia 1º, havia deixado foram esclarecidas pela publicação da segunda edição do dicionário da Academia Brasileira de Letras (ABL), que começou a ser distribuído nesta terça-feira (13) nas livrarias do país.

O "Dicionário Escolar da Língua Portuguesa", editado pela Companhia Editora Nacional, tem 1.311 páginas e cerca de 33 mil verbetes.

"O que está no dicionário vai ser adotado pelo Volp (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa), explica Evanildo Bechara, membro da ABL e da comissão de língua portuguesa do Ministério da Educação que trata do Acordo. Volp é o documento que registra a grafia oficial das palavras. A nova versão, com cerca de 370 mil palavras da língua portuguesa, será publicada até o início de março.

Hífen As principais dúvidas que o dicionário esclarece são em relação ao uso do hífen. De acordo com Bechara, o Acordo não tratava dos prefixos "re", "pre" e "pro" por "esquecimento". Palavras com esses prefixos, segundo o novo dicionário, devem ser grafadas sem hífen, como "reeditar" e "preencher", e não "re-editar" e "pre-encher", como interpretaram alguns estudiosos no Acordo.

Embora o Acordo tenha sido assinado por todos os países lusófonos – menos Timor Leste, que deve assiná-lo brevemente –, a ABL afirma que as palavras que geraram dúvidas não foram discutidas com as outras nações. Mas estão valendo no Brasil assim mesmo.

"O Acordo diz que duas vogais têm que estar separadas por hífen, mas se esqueceu do [prefixo] "re". Teria que estar separado, mas isso se choca com a tradição lexicográfica, tanto em dicionários brasileiros como em portugueses", diz Bechara.

Outra dúvida que o dicionário esclarece é a grafia da palavra "abrupto". O dicionário diz: "Ab-rupto" é preferível a "abrupto", ou seja, as duas formas são consideradas corretas, mas o ideal é usar a hifenizada. Para Bechara, "ab-rupto" não deve causar estranhamento. "As escolas devem priorizar a forma com hífen", orienta.

Outro ponto questionável do Acordo que o dicionário esclarece é o caso da acentuação em palavras como "destróier". O Acordo diz que paroxítonas com ditongos abertos, como "ei" e "oi", perdem o acento. É uma regra específica, mas esqueceu que tem paroxítonas com esses ditongos que terminam em "r", que são obrigatoriamente acentuadas. Como "destróier". Essa regra se choca com a regra específica, mas, entre a regra específica e a geral, ficamos com a geral. Então, o acento continua nessas palavras.

Segunda edição – Os interessados em consultar o dicionário devem ficar bastante atentos: os verbetes considerados corretos e esclarecedores aparecem apenas na segunda edição da obra. A primeira, com 15 mil exemplares já vendidos, foi publicada com verbetes errados. O problema é que não há na capa selo ou identificação que diferencie as edições – isso ocorre apenas na primeira página, onde está escrito "2ª edição".

Quem comprou a primeira edição deve encontrar os verbetes que saíram incorretos corrigidos no site da empresa (http://www.editoranacional.com.br/). Caso não esteja no ar, o consumidor pode entrar em contato pelo telefone (11) 2799-7799 ou pelo e-mail (atendimento@editoranacional.com.br).

Prefeito de Tucuruí é indiciado por crime eleitoral

O prefeito de Tucuruí, Sancler Ferreira Wanderley Ferreira, foi indiciado por crime eleitoral em inquérito policial da 15ª Seccional Urbana da Polícia Civil de Tucuruí.

Ficou comprovado no inquérito que Sancler e mais duas pessoas promoveram um cadastro para "garantir" aos eleitores "a casa dos seus sonhos". A comprovação se deu através de testemunhos e um vídeo em que o candidato oferece as casas e mostra o cadastro sendo feito em sua residência.

Já a vice-prefeita Henilda não foi indiciada, porque não ficou comprovada sua participação na compra de votos.

Apesar das tentativas de defesa dos representantes da CNBB e CJP no Pará, com o objetivo de inocentar o prefeito e arquivar o processo, o mesmo continua em andamento e espera-se para breve uma decisão judicial. (Fonte: Blog Nos Corredores do Planalto)

NOTA OFICIAL DO PT- PARÁ

Setores da imprensa local dão conta que teria existido uma rodada de reuniões no PT para solicitar da governadora que faça mudanças no secretariado, em especial a Segurança Pública.

Sobre o assunto, o PT/Pará tem a informar que são inexistentes tais reuniões. Reafirma, ainda que, cabe ao Governo decidir como montar ou rearrumar o secretariado. É competência exclusiva do Governo a indicação de pessoas para os cargos.

O PT não determina quem deve, ou não, ocupar cargos no governo. O Partido trata, sim, de políticas públicas de interesse do povo do Pará. E defende e estimula essas políticas públicas de forma transparente e democrática.

Esperando ter contribuído com informações, coloco-me à disposição de toda a imprensa.

Atenciosamente,

João Batista Barbosa - Presidente do PT/Pará

Canaã - Secretário de Administração denuncia situação em que recebeu repartição

O secretário municipal de Administração, Lourivaldo
Alves Batista (foto), reclama que vem encontrando enorme dificuldade para administrar o órgão, porque não houve transição de governo do ex-prefeito Joseilton Ribita Nascimento (PMDB) para o atual Anuar Alves da Silva (PDT).

“Encontramos a secretaria sem o mínimo de informações, sem ninguém que pudesse nos orientar a respeito de localização dos andamentos da administração da prefeitura”, informa o secretário, admitindo que foram encontradas algumas pastas com documentos em papel, mas não foi localizado nenhum dado eletronicamente, ou seja, na rede de computadores.

Lourivaldo Batista revela que está fazendo mutirão para digitar e passar as informações encontradas em papel para os computadores da prefeitura, refazendo um trabalho que ele considera que deveria estar pronto nos arquivos da secretaria.

Segundo o secretário, a prefeitura contratou uma empresa para fazer levantamento da situação contábil e patrimonial encontrada pela atual administração, uma espécie de auditoria jurídica, para ser concluído até o final do mês e entregue ao prefeito municipal.

Indagado sobre a quantidade de servidores públicos encontrada nos quadros da prefeitura, Lourivaldo Batista respondeu que, com a falta de informação, ainda não sabe exatamente quantos servidores existem na prefeitura, uma vez que os funcionários prestadores de serviço na gestão anterior tiveram seus contratos automaticamente rescindidos em 31 de dezembro último.

“Pelo levantamento preliminar que fizemos, chegamos à conclusão que a Prefeitura de Canaã possui 296 servidores públicos concursados e cerca de mil contratados. Mas a secretaria ainda está cadastrando esse pessoal e outros eventualmente contratados para levantar o número exato de servidores”, frisa.

De acordo ainda com o secretário, ele tomou conhecimento, extraoficialmente, que a prefeitura, na gestão do ex-prefeito, encaminhou aos bancos a folha de pagamento relativa ao mês de dezembro e do 13º salário dos servidores, mas as instituições bancárias não teriam efetuado o pagamento, por absoluta falta de dinheiro na conta da prefeitura.

Quanto à dificuldade para contratar funcionários para preencher o quadro de servidores do Executivo, diz que foi formada uma comissão para avaliar a veracidade da realização do concurso público realizado no mês de junho do ano passado, para então haver a convocação dos candidatos aprovados para serem contratados, de acordo com as vagas propostas no edital do concurso, que foi em torno de 600 servidores, em todas as áreas.

“Caso a comissão identifique alguma irregularidade na realização do concurso, a prefeitura deve cancelar o mesmo e providenciar a realização de outro concurso, imediatamente”, enfatiza Lourivaldo Batista.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Bolsa-Atleta abre inscrições para 2009

Atletas com alto rendimento e que não possuem patrocínio já podem pleitear, desde esta segunda-feira (12), vaga no programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte.

Criado em 2005 para garantir verba mensal a esportistas que se dediquem exclusivamente aos treinos e às participações em competições, o programa é dividido nas categorias Estudantil (R$ 300), Nacional (R$ 750), Internacional (R$ 1.500), Olímpica e Paraolímpica (R$ 2.500). As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de março.

Os atletas que vão pleitear a bolsa deverão entrar no site do Ministério do Esporte (http://www.esporte.gov.br/) e acessar o ícone do Bolsa-Atleta. Cada categoria possui um prerrequisito* específico. A prioridade do programa está na renovação das bolsas.

Para a inscrição na Categoria Estudantil, é exigido ter 12 anos completos, estar matriculado em instituição de ensino pública ou privada, ter alcançado o 1º, 2º ou 3º lugar nas olimpíadas escolares ou nas universitárias (jogos organizados pelo Ministério do Esporte, com a parceria do COB) em esportes individuais ou estar entre os 24 melhores atletas selecionados nos esportes coletivos durante o ano de 2008. O mesmo se aplica aos três primeiros classificados nos campeonatos Paraolímpico Escolar e Universitário brasileiros.

Para concorrer ao benefício na Categoria Nacional, é necessário ter 14 anos completos, estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), ter filiação à entidade de administração de sua modalidade, tanto estadual (federação) como nacional (confederação), ter participado de competição em 2008, tendo obtido a seguinte classificação: de 1º a 3º lugar no evento máximo nacional organizado pela entidade nacional de administração de sua modalidade, ou de 1º a 3º lugar no ranking nacional por ela organizado.

A inscrição na Categoria Internacional é permitida para quem tem 14 anos completos, está vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), tem filiação à entidade de administração de sua modalidade, tanto estadual (federação) como nacional (confederação), tenha participado de competição em 2008 tendo obtido a seguinte classificação: de 1º a 3º lugar em campeonatos mundiais de sua modalidade; jogos ou campeonatos pan-americanos e parapan-americanos, ou jogos ou campeonatos sul-americanos.

Já para a inscrição na Categoria Olímpica e Paraolímpica, é necessário ter 14 anos completos, estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), ter filiação à entidade de administração de sua modalidade, tanto em nível estadual (federação) como nacional (confederação), ter integrado na qualidade de atleta a delegação brasileira na última edição dos Jogos Olímpicos ou Paraolímpicos.

* Acordo ortográfico

Mídia


segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Tarado fere vítima e escapa de perseguição no bairro Liberdade

Informações ainda não oficializadas acabam de chegar ao titular deste blog dando conta que no início da noite um bandido tentou estuprar uma mulher nas proximidades da ponte esquerda que dá acesso ao bairro Liberdade, mas a vítima reagiu e pediu socorro, quando foi atingida com golpe de faca em um dos braços e conseguiu escapar.

Dezenas de populares teriam saído em perseguição ao tarado pela rua Perimetral Norte, por trás do Camon Drink's, ainda de acordo com as informações, mas ele conseguiu entrar num condomínio e tomar como refém uma criança. A polícia foi acionada e a vítima atingida com golpe de faca foi conduzida ao Hospital Municipal de Parauapebas.

________________________

Atualizado às 21h58

Não procede a informação de que o bandido teria mantido uma criança como refém. Após ferir a moça com golpe de faca, o tarado conseguiu se evadir do local, depois de perseguição de populares.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Inscrição para Processo Seletivo Especial

A partir da próxima terça-feira (13), no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), estarão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Especial (PSE) da Universidade Federal do Pará, núcleo de Parauapebas, para o curso de Licenciatura Plena em Matemática.

As inscrições serão efetuadas pela internet, no site www.ceps.ufpa.br, no período do dia 13 a 22 de janeiro. O curso será ofertado na modalidade à distância e oferecerá 50 vagas. O valor da taxa de inscrição é R$ 75,00, que deverá ser paga até o dia 23 de janeiro.

A prova do PSE 2009 constará de uma redação, valendo dez pontos e de 40 questões de múltipla escolha, valendo 40 pontos, com cinco alternativas cada. O conteúdo programático para o Processo Seletivo Especial 2009 é o mesmo do PSS 2009.

Maiores informações podem ser obtidas no Ceup, pelo telefone (94) 3346-8191. (Fonte: Semed/Parauapebas)

sábado, 10 de janeiro de 2009

Filme pornô na cidade

Corre solto em Parauapebas que uma boate da cidade estaria selecionando rapazes bem dotados e mulheres desinibidas para a primeira produção de filme pornô no município.

Cenas ao vivo de sexo explícito já estariam rolando na alta madrugada em posto de combustível de Parauapebas.

Os "atores" e "atrizes" estariam sendo selecionados na boate, que começa a preparar o cenário para as filmagens.

Quem se habilita?

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Reforma ortográfica: ministro afirma que novas regras afetam pouco o brasileiro

O ministro da Educação, Fernando Haddad, avaliou nesta quinta-feira (8) que as mudanças previstas no novo acordo ortográfico afetam "muito pouco" o cotidiano dos brasileiros. Ele ressaltou que apenas 0,5% das palavras escritas no país vão sofrer alterações, mas admitiu que 2009 será um período de adaptações, inclusive para professores e alunos da rede pública de ensino.

"O acordo ortográfico simplifica a língua e é bem-vindo. É óbvio que vamos ter uma fase de transição, mas as mudanças fortalecem a língua no mundo. O português era a única língua que tinha mais de uma ortografia e enfrentávamos resistência de organismos internacionais. O acordo ortográfico vem reforçar a presença da língua portuguesa no cenário internacional", justificou o ministro.

Haddad lembrou que as editoras de livros já estavam com as publicações escolares prontas antes mesmo de o acordo ortográfico ser aprovado, e que as escolas públicas de todo o país receberão, em 2009, livros desatualizados.

De acordo com o ministro, o Ministério de Educação e Cultura aguarda posicionamento da Academia Brasileira de Letras sobre questões de ortografia da língua portuguesa que ficaram pendentes, para que haja orientação aos professores da rede pública de ensino.

"Não temos por que temer esse processo, pois ele vai ser bastante singelo. Temos toda a condição de fazer isso em um curto espaço de tempo, mas as duas ortografias convivem em 2009. Não se pode punir um estudante por um erro de ortografia pelo fato de ele não ter assimilado ainda a nova regra", defendeu. (Fonte: Agência Brasil)

Fórum Social Mundial defenderá paz, justiça e ética

De 27 de janeiro a 1° de fevereiro, a cidade de Belém vai sediar o 9º Fórum Social Mundial (FSM), que acontece este ano com o tema "Um novo mundo é possível". Durante seis dias, Belém assume o posto de centro de toda a região para abrigar o evento, que reúne ativistas de mais 150 países.

Algumas atividades serão realizadas nas tendas temáticas da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). A escolha pelas tendas foi feita para contemplar a demanda de público. Os locais podem receber de 300 a 750 pessoas. Serão 14 tendas divididas entre as universidades federais do Pará, que também serão espaços de debates, seminários, conferências, assembleias* e atividades culturais.

As diversas atividades do FSM serão realizadas em torno de alguns objetivos, definidos após a realização de uma ampla consulta pública a diversas organizações e entidades participantes do processo do Fórum.

Entre esses objetivos, estão a construção de um mundo de paz, justiça, ética e respeito pelas espiritualidades diversas; livre de armas, especialmente as nucleares; pela democratização e descolonização do conhecimento, da cultura e da comunicação; pela criação de um sistema compartilhado de conhecimento e saberes; pela construção de uma economia democratizada, emancipatória, sustentável e solidária, com comércio ético e justo, centrada em todos os povos; e pela defesa da natureza como fonte de vida para o planeta Terra.

Definição
O FSM é um espaço de debate democrático de ideias*, aprofundamento da reflexão, formulação de propostas, troca de experiências e articulação de movimentos sociais, redes, Ongs e outras organizações da sociedade civil que se opõem ao neoliberalismo.

Após o primeiro encontro mundial, realizado em 2001, configurou-se como um processo mundial permanente de busca e construção de alternativas às políticas neoliberais. Essa definição está na Carta de Princípios, principal documento do FSM.

O Fórum caracteriza-se também pela pluralidade e pela diversidade, de caráter não-confessional, não-governamental e não-partidário. Ele se propõe a facilitar a articulação, de forma descentralizada e em rede, de entidades e movimentos engajados em ações concretas, do nível local ao internacional, pela construção de um outro mundo, mas não pretende ser uma instância representativa da sociedade civil mundial.

* Acordo ortográfico

Alvo


quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Acordo ortográfico na língua portuguesa

Em obediência ao acordo ortográfico de unificação da língua portuguesa, doravante este blogger atentará para adequar as palavras, eliminando o trema (¨) e tomando cuidado no uso da acentuação (´e ^) e do hífen (-) nos prefixos.

A 'invenção' de Cristo

«Cristo nunca existiu» é uma daquelas teses que ciclicamente os setores antirreligiosos gostam de agitar. Argumenta-se que Ele foi inventado pelos primeiros cristãos, que tudo não passa de uma figura mitológica preservada pela Igreja, uma espécie de conspiração que atravessou os séculos etc.

Para os bahá’ís, Cristo existiu. As Escrituras Bahá’ís afirmam que Ele existiu, e que Ele pertence à sequência de manifestantes de Deus que têm sido enviados por Deus à humanidade. No entanto, nem estas Escrituras, nem nenhum autor bahá’í se envolve no debate sobre a existência de Cristo, procurando argumentos que provem a sua existência e rebatam a sua pretensa mitologia.

A este propósito, o livro «Cristo Filósofo» (Caleidoscópio, 2008), de Frédéric Lenoir (diretor da revista Le Monde des Religions), apresenta um interessante argumento que rebate a ideia de que Jesus Cristo pode não ter existido:

Se se tivesse querido inventar uma fábula, ter-se-ia feito as coisas de modo que ela fosse coerente! Não se teria «inventado» contradições entre os quatro Evangelhos! E não apenas contradições, mas também palavras incómodas, incompreensíveis, perturbadoras para qualquer instituição religiosa... Além disso, que ideia a de inventar uma religião fundada num fracasso tão flagrante quanto foi o de Jesus: morrer crucificado e abandonado pelos seus próprios discípulos. Hoje isto pode parecer-nos admirável, ou comovente, porque as nossas consciências se encontram impregnadas de Cristianismo; porém, naquela época, podia-se qualificar propriamente como «inacreditável» e, até mesmo, escandaloso que um pretenso enviado de Deus pudesse ter um tal destino.

O facto de a Igreja não ter ousado tocar nestes textos que remontam, por via da tradição oral, às testemunhas oculares de Cristo, mostra que ela os considera verídicos. As contradições das fontes acerca da vida de Jesus – que em nada mudam o essencial da sua vida e da sua mensagem – atestam, afinal, muito mais a favor da sua existência histórica e da relativa fiabilidade das fontes (podem ter tido lugar falhas de memória das testemunhas, interpretações divergentes dos acontecimentos, acrescentos com objectivos apologéticos) do que em benefício de uma maquinação da Igreja.

Em suma: a tese da invenção de Cristo é muito mais irracional do que a tese da realidade da existência histórica de Cristo. (p.25-26)