sábado, 30 de janeiro de 2010

Afinal, qual é o Dia do Jornalista?

Dia 29 de janeiro e dia 7 de abril, vários colegas se parabenizavam pelo dia do jornalista. Afinal, que dia é o nosso dia?

Bem, considerando o desemprego e os baixos salários, poderíamos até ter mais motivos para comemorar, mas datas não faltam. Veja isso:

24 de janeiro
MUNDO – Dia de São Francisco de Sales, padroeiro da nossa profissão. Alguns calendários também chamam essa data como Dia do Jornalista Católico.

29 de janeiro
BRASIL – Esse é o Dia do Jornalista mais popular e presente na maioria dos calendários. Há muitas versões, mas também muitas controvérsias, por isso não há uma boa explicação para essa data. Se souber de alguma, comente e nos conte.

16 de fevereiro
BRASIL – Dia do Repórter. Ao contrário do que o senso comum, repórter não é sinônimo de jornalista. A função de repórter é apenas mais uma das mais de dez que todos os jornalistas podem exercer.

28 de março
BRASIL – Dia do Revisor e do Diagramador.

7 de abril
BRASIL – Não é o mais popular, mas é o dia oficial. Foi instituído pela Associação Brasileira de Imprensa em homenagem a Giovanni Battista Libero Badaró, médico e jornalista, que morreu assassinado por inimigos políticos em São Paulo no dia 22 de novembro de 1830. O movimento popular gerado por sua morte levou à abdicação de D. Pedro I, no dia 7 de abril de 1831. Um século depois, em 1931, em homenagem a esse acontecimento, o dia 7 de abril foi instituído como o “Dia do Jornalista”.

3 de maio
MUNDO – Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, decretado pela ONU em 1993.

5 de maio
BRASIL – Dia Nacional das Comunicações.
Dia da Ascenção de Jesus
MUNDO – Nessa data a Igreja Católica celebra o Dia Mundial das Comunicações Sociais. A data varia de acordo com o calendário litúrgico e é sempre 40 dias após a Páscoa do Senhor.

1º de junho
BRASIL – Dia da Imprensa. Lembra a data de início de publicação, em 1808, do Correio Braziliense, primeiro jornal brasileiro, apesar de impresso em Londres.

2 de setembro
BRASIL – Dia do Repórter-Fotográfico.

8 de setembro
MUNDO – Dia Internacional do Jornalista. Nesse dia, em 1943, faleceu Julius Fučík, jornalista tcheco que foi preso, torturado e executado por nazistas. Julius era membro do Partido Comunista da Tchecoslováquia.

10 de setembro
BRASIL – Já comemoraram o Dia da Imprensa nesta data, por causa da fundação, em 1808, da Gazeta da Imprensa, primeiro jornal impresso no Brasil. Quando descobriram que o Correio Braziliense começou primeiro, trocaram a data para o dia 1º de junho. (Fonte: Aqui)

Homem aplica golpe, tumultua a cidade e vai parar no xadrez

Fotos: Bariloche Silva




Francisco Sousa, 20 anos, cearense, chegou a Parauapebas há cerca de duas semanas, segundo ele, para morar com a irmã. A vida de Francisco começou a desandar, pois a irmã dele vendeu a casa onde morava e se mudou para Fortaleza. Francisco, sem lugar para ficar, dormiu na rua, onde foi assaltado. Bateram no Francisco. Ele, então, liso financeiramente, começou a procurar ajuda. Primeiro, para se alimentar, depois, para retornar ao Ceará.
Francisco procurou um vereador para que o mesmo lhe arrumasse uma passagem de volta ao Ceará e recebeu como resposta um sonoro não, sob a alegação de que o mesmo não era eleitor do município.
Francisco, perambulando pela cidade com fome, bateu na porta de um cidadão no bairro Rio Verde. Pediu um prato de comida, contou sua história. O dono da casa, depois de ouvi-lo, disse que ele estava enrolado, mas que não lhe ajudaria. Propôs a Francisco que, como solução para todos os seus problemas, subisse na torre da operadora de telefonia celular TIM, indicando-a com a mão.
Francisco olhou para a torre e decidiu que iria escalá-la e de lá se jogar. Seria, na ocasião, a melhor atitude a ser tomada. De pronto, o cearense subia na torre de oitenta metros. Já lá em cima, decidido a se jogar e a acabar de vez com sua miserável vida, Francisco foi interpelado por centenas de populares que ali foram se aglutinando, esperançosos para ver o sofrido homem se jogar. Com os gritos de “pula, pula, pula”, Francisco se assusta e ameaça pular. A população continua incentivando.
Chegam o Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, PM, Defesa Civil e psicóloga experiente na área de suicídio. Estava formada a operação que tentaria fazer com que o agora relutante Francisco mudasse de ideia.
Francisco explica que quer dinheiro para voltar ao Ceará. A rádio Arara Azul transmite o evento ao vivo. O sempre antenado Laércio de Castro confere tudo in loco. Tensão. Francisco começa a descer. Muda de ideia. O dinheiro lhe é mostrado por agentes da operação. Curiosos aumentam em número rapidamente.
Um agente sobe até onde Francisco está e lá lhe repassa a verba. Francisco desce. Um suculento marmitex espera por ele, que o devora rapidamente. Bebe água, dá entrevista e em seguida é encaminhado à Depol, onde é autuado por perturbação da ordem pública e estelionato. É, estelionato. O infeliz Francisco já havia cometido esse “golpe” diversas vezes no Maranhão. Confessou tudo assim que chegou à delegacia e tomou umas duras.
Esse golpe é comum. Confira aqui, e nos leva a pensar aonde chegaremos. O homem, lamentavelmente, faz qualquer tipo de coisa para arrumar uns trocados. Francisco, se é que esse é mesmo o nome do cara, vai passar uma temporada vendo o sol nascer quadrado. Merecidamente. Caboclo bom de uma taca daquelas de ir parar na água de sal pra curar! (Fonte: Blog do Zé Dudu)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

IN-Revista


Edição 23 de IN-Revista, já nas bancas

Governo federal anuncia em fevereiro regras sobre banda larga

Brasília – O ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou na última quinta-feira (27) que a decisão sobre o formato do Plano Nacional de Banda Larga será tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 10 de fevereiro.

A expectativa é de que uma empresa estatal administre uma rede de cabos de transmissão que se estenda por todo o país. A estatal ofereceria infraestrutura de fibra óptica a empresas privadas ou instituições de ensino, por exemplo, que prestariam o serviço de internet banda larga ao usuário final.

O presidente Lula quer que a estatal da banda larga, cuja criação está sendo estudada no governo, também chegue ao cliente final, oferecendo, no varejo, conexão à internet em alta velocidade.

Segundo assessores do presidente, Lula acha que o governo tem de estar preparado para prover o serviço ao cidadão brasileiro no caso de empresas privadas não terem interesse. Estima-se que a banda larga estatal exigirá, numa primeira etapa, investimento de R$ 1,3 bilhão.

A decisão de instituir uma estatal que assegure a democratização do acesso à internet foi comemorada por parlamentares do PT. O deputado federal Luiz Alberto (PT-BA) atribui importância estratégica à iniciativa, já que vai atingir a falta de concorrência entre as empresas privadas de telecomunicações, surgidas na esteira das privatizações feitas pelo governo FHC.

Para ele, é importante a participação do estado na área de telecomunicações para romper com o monopólio praticado pelas operadoras. “Nossas tarifas estão entre as mais altas do mundo, prejudicando toda a população, em especial as camadas pobres. A tendência mundial é de se garantir, por exemplo, conexão sem fio à internet gratuitamente, mas no Brasil, empresas se unem contra essa tendência, pois só pensam em maximizar seus lucros”, declarou Luiz Alberto.

O deputado federal Nilson Mourão (PT-AC) apontou a criação da estatal como uma conquista da sociedade brasileira. Ele lembrou que o governo do PT, no Acre, vai garantir acesso gratuito à internet em todos os 22 municípios do estado.

Para quem acha fácil uma coletiva de imprensa, vamos à prática

O executivo (da capital) acaba de firmar uma parceria milionária com investidores estrangeiros para internacionalização de sua marca, projetando crescimento superior a 50% nos negócios. Empolgado, imediatamente ele aciona sua assessoria e pede uma coletiva de imprensa para daqui a 48 horas.

E não adianta o assessor indicar um chá de camomila ao seu cliente ou convencê-lo a entrar naquele carro novo (Fox) e esquecer de tudo, como no comercial da TV. A decisão de fazer uma coletiva é definitiva. Então, vamos trabalhar? Primeiramente, não se decide uma coletiva na véspera. Com orientação de sua assessoria, avalie a possibilidade de estender o prazo para o evento e avalie se o tema tem mesmo relevância para uma coletiva.

Não é fácil tirar o jornalista da redação por algumas horas (em grandes cidades), logo o assunto tem que valer muito a pena. É importante também abastecê-lo com números, dados e indicativos do setor, além de definir os porta-vozes oficiais para atender os convidados.

O próximo passo é definir o local. Geralmente, a sede da empresa pode ser interessante e rica em imagens. Caso não seja possível por questões logísticas, hotéis em regiões centrais também são boas escolhas.

As datas mais recomendadas são as terças-feiras, por volta de 11 horas, quando se consegue atingir revistas semanais, jornais e ainda os telejornais da hora do almoço. As segundas nunca são recomendadas, pois dificultam os contatos para confirmações por conta do fim de semana. Na quarta e quinta-feiras, as revistas começam a entrar em processo de fechamento da edição e jamais iriam participar da coletiva. Dependendo da relevância e urgência do tema, sexta-feira pode ser aceitável, mas não prioritária.

Definido tudo isso, é hora de escolher a mídia target, preparar os convites e pegar no telefone em busca das confirmações. Muitas vezes, grandes jornais e revistas de negócios não participam da coletiva e exigem exclusividade na divulgação. Então, a dica é programar uma grande matéria para sair no mesmo dia ou no dia seguinte e priorizar, em sua lista de presença, jornais de economia e negócios de médio porte e a imprensa setorial.

Com local escolhido, posições determinadas, press kits prontos, meio caminho andado. Nem precisa tomar chá para acalmar. (Fonte: Scritta – Serviço de Imprensa)

29 de janeiro, Dia do Jornalista

De tão comum e cotidiano, fica difícil prestar devida atenção em como somos bombardeados por informação. São noticiários no rádio, telejornais, revistas, jornais diários e até, claro, os atuais web sites, sempre abarrotados de novidades, conhecimentos, cultura, fatos e fotos.

É... nem sempre paramos para pensar no profissional que está por trás daquele texto bem escrito, que sintetiza várias horas ou dias em alguns parágrafos, que nos dão a perfeita localização no tempo e no espaço, nos transferindo conhecimento suficiente para podermos compreender, opinar e debater os assuntos de nosso interesse.

Poetas do cotidiano. Ah, sim!

Assim deviam ser chamados esses profissionais que nos poupam nosso precioso tempo, ofertando seus textos bem redigidos em forma de boa literatura para nossa degustação. Impressionante como conseguem resumir num título ou num 'olho' de matéria tudo aquilo que vamos digerir dali pra frente.

É bonito quando terminamos a leitura de uma notícia, artigo, press-release, ou entrevista, e pensamos por um instante que estávamos mesmo ao lado desse 'contador de estórias', ouvindo até suas pausas para respiração, suas expressões faciais e corporais.

Às vezes, me pego literalmente aplaudindo quando um comentarista como Arnaldo Jabor conclui seu raciocínio, utilizando-se tão somente de nossas usuais e corriqueiras palavras.

Arquiteto da ortografia, o bom jornalista é aquele que, assim como se faz na construção civil, emprega, da língua Portuguesa, os materiais básicos que 99% das pessoas comuns podem compreender, não fazendo disso um trabalho medíocre, mas, sim, emprestando sua arte para fazer com que tijolos, vergalhões, areia, pedra e cimento lingüísticos, nas medidas e proporções corretas, tomem a forma elegante e edificada que encontramos nas informações jornalísticas.

Como em todo ramo de atividade, nossa língua também é regida por leis. Hildebrando, Aurélio e Bechara são os juristas que me vêm à mente, quando penso nas leis gramaticais e ortográficas de nosso bom Português.

Mas, como toda norma perde seu valor onde há impunidade, não haveria de ser diferente quando do descumprimento das regras de comunicação em nossa língua.

Não há multas, prisão, pontos na carteira, nada. Quem quiser sair por aí, redigindo numa língua que inventou, esqueceu ou não aprendeu, dizendo que sabe ler e escrever em Português, nada de ruim vai lhe acontecer.

Até mesmo pelo fato que outros tão ou mais ignorantes estarão lá para ler e aceitar a distorção linguística sem nem perceber a mácula que esta displicência causa ao nosso idioma.

Fiquei muito satisfeito ao saber que, apesar da grande maioria das universidades particulares ter abolido o exame vestibular para o ingresso de seu corpo discente, as faculdades ainda mantém uma prova de redação básica, onde, supõe-se, o candidato será avaliado pela sua capacidade de traduzir em textos seus pensamentos, sentimentos e ideias.

Das últimas décadas para cá, o homem veio deixando de buscar informações e conhecimentos através da língua escrita, para se nutrir de sons e imagens hipnóticas através da televisão. É a geração MTV, que, num compreensível círculo vicioso, se tornou cada vez mais ignorante.

Nos últimos anos, empresários, funcionários, estudantes e até donas-de-casa voltaram compulsoriamente ao hábito da leitura e da escrita. A popularização da comunicação por e-mail fez com que executivos, que usavam suas secretárias para redigir uma simples minuta de reunião ou um comunicado interno, passassem a fazê-lo com suas próprias capacidades.

O resultado é um misto de sadismo ortográfico com exposição pública das suas particulares deficiências. E o pior: na maioria dos casos, o "redator" nem sabe que é motivo de escárnio.
Isto, sem falar dos famigerados blogs que revelam grandes talentos na arte de crucificar nossa gramática.

Jovens que não aprenderam para quê servem os acentos, símbolos gráficos, vírgulas, pontos, parêntesis, letras maiúsculas em nomes próprios e no início das sentenças, publicam suas experiências e se expõem publicamente.

Puxa! Fiquei um pouco amargo nestes últimos parágrafos, mas minha intenção é fazer lembrar do valor que tem um profissional que faz do seu dia-a-dia uma jornada de resgate e reanimação do sistema de comunicação verbal, mesmo enfrentando a crescente depauperação de sua plateia.
Lembre-se sempre que, se não puder vencê-los, jamais junte-se a eles.

Senhor jornalista, meus parabéns pelo dia 29 de janeiro. (Jornalista Marcello Pepe)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Fórum de discussão no Ceup

Marcado para as 19 horas desta sexta-feira (29), na sala de videoconferência do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), um fórum de discussão com o tema “EAD – Origens e evolução no contexto educacional brasileiro”.

O evento é uma iniciativa dos acadêmicos do programa UAB da Universidade Federal do Pará (UFPA), destinado a professores, diretores, coordenadores e comunidade em geral.

O fórum de discussão tem como palestrante o tutor Carlos Alberto Trindade.

Pré-carnaval cancelado

Os foliões de Parauapebas terão que aguardar o carnaval para cair na avenida. O pré-carnaval, que seria realizado nesta sexta-feira (29), na Praça de Eventos, foi cancelado.

Segundo o secretário municipal de Cultura, Cláudio Feitosa, a questão orçamentária foi um dos motivos para que o evento não fosse realizado. "Analisamos a situação e entendemos que era mais interessante concentrar os gastos apenas no carnaval", justificou.

Além disso, segundo Jean Carlos Alencar, presidente da Liga das Agremiações de Blocos e Escolas de Samba de Parauapebas (Liabesp), das quatro escolas de samba da liga, duas não estão com seus sambas-enredos prontos e fantasias das rainhas terminadas.

A eleição das rainhas e princesas será inserida na programação do carnaval 2010, que ocorrerá no período de 13 a 16 de fevereiro, na Praça de Eventos, em frente à Câmara Municipal. (Fonte: Secult)

Fórum de discussão sobre educação à distância

Os acadêmicos do Curso de Biologia (UAB/UFPA) promovem nesta sexta-feira (29), na sala de videoconferência do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), o I Fórum de Discussão sobre Educação à Distância.

O evento está marcado para iniciar às 19 horas, com o tema “EAD: Origens e evolução no contexto educacional brasileiro”. O Fórum contará com a presença do professor Carlos Alberto Trindade (graduado em Pedagogia, pós-graduado em Psicopedagogia, mestrando em Psicanálise e tutor do curso de Ciências Biologias da UFPA).

O fórum visa enfatizar a qualidade do ensino à distância, explicitando vantagens e desvantagens.

De acordo com Luciana Mendes, estudante do curso de Biologia da UAB, torna-se necessária uma discussão sobre o assunto devido ao grande número de cursos à distância em nossa cidade.

“Discutir de forma profunda esse tema é uma forma de sanar nos graduandos dúvidas a respeito de seus cursos, informando aos futuros universitários as vantagens e desvantagens de uma faculdade à distância”, destaca Luciana Mendes.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Jovem deficiente mental desaparece de Marabá

O jovem Sérgio Rodrigues Teixeira (foto), 19 anos, desapareceu no último domingo (24) pela manhã da casa onde mora, localizada no bairro Novo Horizonte, atrás da Obra Kolping, em Marabá.

Sérgio é deficiente mental e teria saido em direção a Parauapebas.

Qualquer informação sobre a localização do rapaz pode ser comunicada para o celular (94) 9134-5280, falar com dona Inês, tia de Sérgio. A família agradece.

Secretário de Esportes receberá diploma benemérito em Belém


Carlos Campos, Anderson Moratório e Miguel Sampaio

Quem trabalha Deus ajuda, já diz o ditado popular. E é com esse bom ditado e um espírito de trabalho, luta e dedicação ao esporte, em especial ao handebol paraense, que neste final de semana o secretário municipal de Esportes e Lazer, Anderson Marcos Moratório, estará em Belém, por um motivo bem especial.

Anderson Moratório será agraciado com diploma de sócio benemérito pela Federação de Handebol do Estado do Pará (Fhepa), na próxima sexta-feira (29).

A homenagem foi concedida ao secretário pelos seus serviços prestados ao handebol do Pará e do Brasil. Segundo o atual presidente da Federação, Miguel Sampaio, Anderson tem sido um grande parceiro, sempre muito esforçado e disposto a elevar o handebol paraense a ser um esporte popular, assim como o futebol.

Em setembro do ano passado, quando o município de Parauapebas sediou a Terceira Etapa do Campeonato Paraense de Handebol, no ginásio poliesportivo do bairro Beira Rio, o presidente Miguel Sampaio esteve presente ao evento e revelou ter ficado muito contente com o que viu.

Naquela oportunidade, Miguel pôde ver de perto o desempenho dos atletas do município, a organização da prefeitura e a equipe de trabalho do secretário de Esportes, atitude que motivou mais ainda o presidente.

Ainda em Belém, Anderson será empossado como vice-presidente da Fhepa. “Sinto-me honrado pelo convite e por fazer parte da família handebol. Com isso, espero corresponder às expectativas e contribuir ainda mais para o crescimento do esporte no estado”, declarou o secretário municipal, adicionando que vai dividir as honras com todos os atletas de Parauapebas.Anderson Moratório comentou que poderá marcar presença, também, na grande festa dos 30 anos do PT na capital paraense, no próximo sábado (30), na Aldeia Amazônica, bairro da Pedreira.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Parauapebas sedia pré-conferências setoriais de cultura



Produtores, militantes e interessados em audiovisual, design e artesanato se reúnem em Parauapebas, no próximo sábado (30), para discutir as pré-conferências setoriais de cultura do Pará nessas três linguagens artísticas.

Cada pré-conferência irá promover o debate sobre seu campo e eleger delegados para a II Conferência Nacional de Cultura, que ocorrerá em Brasília. Além disso, serão encaminhadas propostas para as políticas públicas de cultura e as políticas setoriais específicas de cada um dos segmentos envolvidos.

Os encontros ocorrerão no prédio da Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos (CTRH), localizada na avenida Tocantins nº 36, bairro Rio Verde, a partir das 9 horas da manhã. Todas as pessoas interessadas por qualquer uma das áreas (audiovisual, artesanato e design) podem participar do evento.

Para se candidatar a delegado, o participante deverá fazer uma pré-inscrição no site do Ministério da Cultura (www.cultura.gov.br), até o dia do evento, e verificar a documentação exigida. Mais informações podem ser adquiridas na Secretaria Municipal de Cultura, localizada na rua D nº 330, bairro Cidade Nova, ou pelo fone (94) 3346-8186. (Diego Pajeú)

CONVITE ASCOM

A Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas convida todo segmento de imprensa da cidade para participar da solenidade de assinatura de convênio entre a prefeitura e a Caixa Econômica Federal (CEF) referente ao programa “Minha casa, minha vida” e entrevista coletiva, às 15 horas desta quarta-feira (27), na sala de videoconferência do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), com as presenças do prefeito Darci José Lermen, representantes da CEF e outras autoridades e convidados.

Bicudos


C O N V I T E

O Instituto Brasileiro de Combate ao Crime (IBCC), em parceria com o Governo do Estado do Pará, convida a imprensa para a cerimônia de lançamento da Central Disque-Denúncia em Parauapebas, às 19 horas desta quarta-feira (27), no auditório do hotel Atrium (av. Liberdade nº 192, bairro da Paz), com a presença de autoridades e empresários.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Águia muda jogo amistoso para estádio Zinho Oliveira

Marabá – Visando dar mais repouso aos atletas do elenco, que passaram por viagens longas neste início de temporada, a diretoria do Águia de Marabá optou por mudar para o estádio Zinho Oliveira o jogo amistoso contra o JV Lideral, atual campeão maranhense, cuja partida estava programada para esta terça-feira (26), às 16 horas, no Centro de Treinamentos da equipe maranhense, em Imperatriz (MA), mas que foi confirmada para Marabá, nesta terça, às 19 horas, na reinauguração do estádio marabaense, que acaba de passar por reformas.

Nesse jogo, o treinador João Galvão deve manter o time titular aguiano, que enfrentará o São Raimundo, no dia 30/01, às 19 horas, no Zinho Oliveira, na terceira partida das duas equipes pelo primeiro turno do Parazão 2010.

Segundo Sebastião Ferreirinha, presidente do Águia, o ingresso para o amistoso terá preço simbólico, visando encher a praça esportiva, no jogo que marca a reinauguração do Zinho Oliveira, a primeira apresentação do time aguiano diante de sua torcida este ano.

Para a partida, o técnico já poderá contar com o atacante Garrinchinha, que cumpriu suspensão de dois jogos e já está livre para atuar pelo time marabaense, e que deve fazer dupla de ataque com Jales.

Visando este jogo contra a “Pantera Mocoronga”, o time realizou treino físico no sábado em dois períodos, no estádio Zinho Oliveira; enquanto no domingo (24) foi a vez dos jogadores encararem a caixa de areia da “Arena do Pica Pau”, onde o trabalho foi realizado ao comando do preparador físico Roberto Ramalho.

Nesta segunda-feira (25), pela manhã, a equipe realizou novo trabalho físico no campo do Sesi, enquanto à tarde João Galvão assumiu o elenco para realização de trabalho técnico e coletivo, quando definiria o time titular para o jogo frente ao JV Lideral, no sistema 4-4-2, preferido de Galvão para jogos dentro de casa, em função do tamanho reduzido do gramado do Zinho Oliveira.




Vistoria – A comissão de vistoria da Federação Paraense de Futebol (FPF), composta por Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde e a própria entidade, chegou nesta segunda-feira a Marabá, para realizar vistoria técnica e confirmar a liberação do estádio Zinho Oliveira (foto) para a disputa do Campeonato Paraense de 2010.

Contratação – O meia-esquerda Rodrigo Broa, que pertence ao Flamengo (RJ) e foi revelado pelo Paysandu, e que também atuou pelo Remo e Sport Recife (PE), foi anunciado como novo contratado pelo Águia de Marabá. O jogador de 28 anos será o novo reforço do time, que não teve bom desempenho nos dois jogos iniciais, entretanto, busca a recuperação. Rodrigo ficou de treinar nesta segunda-feira à tarde com o elenco aguiano, no estádio Zinho Oliveira.

Ainda não foi descartada a contratação do atacante Wando, ex-Paraná Clube (PR), que ainda está de férias em Marabá, e que ainda esta semana define sua situação e pode assinar contrato com o Azulão do Norte para a disputa do Campeonato Paraense deste ano. (Bira Ramos)

Leonardo Prudente renuncia à presidência da Câmara do DF

Brasília - O presidente afastado da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Leonardo Prudente, renunciou nesta segunda-feira (25) ao cargo em carta encaminhada à Mesa Diretora da Casa.

"Agora, o presidente interino Cabo Patrício (PT) tem até sete dias para convocar eleição para o novo presidente", afirmou uma assessora de imprensa da Câmara Legislativa. O deputado Patrício comanda a Casa desde o afastamento de Prudente, determinado pela Justiça.

Prudente, eleito pelo DEM, foi flagrado em um vídeo colocando cédulas de dinheiro embaixo de sua meia. A divulgação das imagens, em que também aparece o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, recebendo um maço de dinheiro, trouxe constrangimento ao partido e revelou um esquema de corrupção que ficou conhecido como o Mensalão do DF. (Fonte: Reuters)

Deu no blog da Ana Júlia Carepa

20 projetos para garantir o futuro do povo do Pará. É o PAC 2
De passagem para Macapá, ontem (sábado), o ministro Alexandre Padilha me fez uma visita, quando apresentei a ele os 20 projetos para o desenvolvimento do povo do Pará e que serão incluídos no PAC 2, o vigoroso Programa de Aceleração do Crescimento coordenado pela ministra Dilma Rousseff, Governo Lula.

O PAC é o responsável pelo Brasil ter segurado o vendaval da crise financeira mundial e também do país ter hoje um planejamento de longo prazo que traz casa própria, luz, água tratada, portos, hidrovias, hidrelétricas, ferrovias, progresso com inclusão social.

Conversamos muito, eu e Padilha, companheiros e amigos que somos. Ele, um apaixonado por Santarém e pelo Pará. Ou seja, junta a identidade da política e do amor do nosso Pará.

Estamos construindo o presente e garantindo desde agora um futuro para as próximas gerações.

Projetos - Água para 400 mil famílias; aeroporto de Marabá e Santarém; mais casas em municípios com mais de 50 mil habitantes; o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Xingu; a 2a e 3a. etapas do Ação Metrópole, com bilhete único e terminais; mais infocentros e pontos públicos com sinal livre de internet; gasoduto Belém-Marabá.

Estes são os 20 projetos
01 - Ferrovia Norte Sul até Barcarena
02 - Terminal II em Barcarena, com 8 (oito) berços
03 - Terminal de regaseificação em Barcarena
04 - Gasoduto Belém-Marabá
05 - Porto de Espadarte
06 - Porto de Marabá
07 - Porto de Vitória do Xingu
08 - Cinco hidrelétricas no Tapajós
09 - Hidrelétrica de Marabá
10 - Federalização da PA-150
11 - Aeroporto de Santarém
12 - Aeroporto de Marabá
13 - Terminal multimodal no Porto de Santarém
14 - PDRS do Xingu
15 - Ampliação do Programa Navega Pará, garantindo maior abrangência e velocidade
16 - Projeto de urbanização integrada, com habitação, saneamento, pavimentação, atendimento básico de saúde (UPA), infocentro, creche, posto de segurança, Praça da Juventude
17 - Projetos Habitacionais para o Programa Minha Casa Minha Vida, para cidades com mais de 50 mil habitantes
18 - Quatrocentos mil novas ligações de água.
19 - Segunda Etapa do Projeto Ação Metrópole: prolongar a avenida João Paulo II até Marituba, duplicação da Perimetral e construção do Túnel sob a avenida Dr. Freitas.
20 - Terceira Etapa do Projeto Ação Metrópole: Intervenção nas avenidas Almte. Barroso e Augusto Montenegro, criando um Sistema de Transporte e Trânsito integrado na Região Metropolitana de Belém que inclui a construção de terminais de integração de transporte coletivo.
(Fonte: Aqui)

CPI do Arruda


sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Coletiva de imprensa

Clique na imagem para ler o convite


Corrida de São Sebastião movimenta feriado municipal

Fotos: Waldyr Silva

Disputa entre os quatro primeiros colocados


Categoria especial de deficientes visuais


Categoria principal masculino


Secretário Anderson Moratório

A tradicional Corrida de São Sebastião, alusiva ao santo padroeiro da cidade, marcou o feriado municipal em Parauapebas, na última quarta-feira (20), com mais de 100 atletas de vários municípios do Pará e de outros estados competindo a maratona, nas categorias de 16 a 39 anos (masculino e feminino), acima de 40 anos (masculino e feminino) e portadores de necessidades especiais (masculino e feminino).

Na categoria principal masculino, sagrou-se campeão da corrida o atleta Sebastião Silva (Capanema-PA), seguido de Carlos Nascimento (Imperatriz-MA) e Ismael Martins (João Lisboa-MA).

O corredor Humberto Silva (Parauapebas), classificado em 8º lugar, foi contemplado com prêmio de consolação, por se destacar como atleta da cidade que conseguiu melhor posição na corrida.

Já na categoria principal feminino, a corredora Adriana Duarte (Belém-PA) subiu na parte mais alta do pódio, tendo ao lado direito Daiane Barros (2º lugar) e esquerdo Daiana Fernandes (3º lugar).

Na categoria especial de deficientes visuais, os três primeiros colocados foram Raifran Mesquita (1º), Leandro Henrique (2º) e Antonio José (3º).

As atletas campeãs da categoria acima de 40 anos foram Eney Santos (Imperatriz), 1º lugar; Maria Antonia (Filadélfia-TO), 2º lugar; e Maria Benedita Coelho (Belém), 3º lugar.

A corredora Maria de Jesus Miranda (Parauapebas), classificada em 4º lugar, foi contemplada com prêmio de consolação, por se destacar como atleta da cidade que conseguiu melhor posição na corrida, na categoria acima de 40 anos.

Os três primeiros classificados na categoria acima de 40 anos masculino foram, respectivamente, Pedro Figueiredo (Açailândia-MA), Ailton Lopes (Paraíso-TO) e João Batista (Bandeirante-TO).

Os atletas classificados em primeiro lugar, em todas as categorias, receberam, cada um, o prêmio de R$ 700,00; em segundo lugar, R$ 500,00; e na terceira colocação, R$ 300,00. Corredores classificados até a 10ª posição receberam medalhas.

A Corrida de São Sebastião faz parte dos festejos alusivos ao santo padroeiro da cidade e é organizada pela Paróquia de São Sebastião, com apoio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Antes da entrega da premiação, padre Luizão Weber e o secretário municipal de Esporte e Lazer, Anderson Moratório, agradeceram a presença dos atletas que participaram da maratona.

O corredor Sebastião Silva, por sua vez, declarou que este ano é a terceira vez que ele participa e a primeira que chega em primeiro lugar na Corrida de São Sebastião.

Pré-carnaval na sexta-feira

Arquivo Bariloche Silva


Parauapebas já começa a entrar no clima do carnaval 2010. Na próxima sexta-feira (29), o pré-carnaval dará uma mostra de como promete ser a animação nos cinco dias de reinado do Momo.

Os organizadores do evento garantem que a festa tem início às 7 da noite, na Praça de Eventos, em frente ao prédio da Câmara Municipal.

Na oportunidade, a direção da Liga das Agremiações de Blocos e Escolas de Samba de Parauapebas (Liabesp) irá eleger a princesa e a rainha do carnaval 2010. Além disso, as escolas vão apresentar seus sambas-enredos e a harmonia de suas baterias.

No palco, montado pela prefeitura, além dos desfiles e apresentações, um grande show promete animar os foliões até a madrugada de sábado (30).

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Lula receberá prêmio inédito de Estadista Global em Davos



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (foto) receberá o prêmio de Estadista Global do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), no dia 29. Esta é a primeira edição da homenagem, criada para marcar o aniversário de 40 anos do Fórum.

Conforme a organização do evento, o prêmio tem o objetivo de destacar um líder político que tenha usado o mandato para melhorar a situação do mundo. "O presidente do Brasil tem demonstrado verdadeiro compromisso com todas as áreas da sociedade", declarou o fundador e presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, em nota à Agência Estado.

Segundo ele, esse compromisso tem seguido de mãos dadas com o objetivo de integrar crescimento econômico e justiça social. "O presidente Lula é um exemplo a ser seguido para a liderança global".

A entrega do prêmio será feita pelo ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e está prevista para às 11h30 (horário local; 8h30 de Brasília) do dia 29, quando o presidente brasileiro fará um discurso. Em seguida, terá início um painel de discussão sobre o Brasil. O objetivo é debater os atuais condutores do crescimento do país e os desafios à frente.

Entre os participantes do painel estarão o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o copresidente do conselho de administração da Brasil Foods, Luiz Fernando Furlan, o presidente do Instituto Ethos, Ricardo Young, e o vice-presidente do argentino Banco Hipotecario, Mario Blejer. Lula também fará o encerramento do painel sobre o Brasil. (Agência Estado)

Reforma do estádio Zinho Oliveira está quase pronta

Marabá - Faltam apenas detalhes para que o estádio Zinho Oliveira fique totalmente pronto para as disputas dos jogos do Águia de Marabá pelo Campeonato Paraense de 2009.

A Secretaria Municipal de Obras, responsável pela reforma estrutural da praça esportiva, retirou os postes que ostentavam os refletores dentro do estádio e prejudicavam a visão do torcedor. Os potes foram colocados fora do estádio, assim como foram trocados todos refletores, que agora são de vapor metálico, o que proporcionará maior claridade durante os jogos noturnos.

Os muros que ficavam no fundo do gramado foram trocados por tela que faculta melhor visão ao torcedor, que agora poderá se acomodar melhor com as novas arquibancadas que ficam no fundo das metas, além de outra na lateral que fica em frente à arquibancada coberta.

Durante a reforma, foram implantadas novas cabines de rádio e televisão, que agora serão climatizadas acompanhando a evolução dos grandes estádios.

Além disso, foram construídas tribunas de honra que serão destinadas às autoridades, políticos e dirigentes de clubes visitantes, todas climatizadas.

Com vistas a melhorar ainda mais a movimentação dos torcedores em frente ao estádio, a equipe de reforma retirou de frente do estádio um canteiro que prejudicava a circulação dos torcedores. (Bira Ramos)

Documentário registra saga de camponesas no Pará

O filme é o derradeiro registro em vídeo de Geraldina Canuto.

Geraldina Canuto era a matriarca da família Canuto, no sul do Pará. Faleceu em outubro do ano passado. Antes da finalização do documentário "Mulheres, mães e viúvas da terra".

Além de Geraldina, Maria Joel e Marina Silva protagonizam o registro da luta das mulheres que perderam seus companheiros no sul e sudeste do Pará, por conta da militância pela reforma agrária.

Todos foram executados.

Geraldina era viúva de João Canuto, que foi executado em 1985. Na década de 1990 dona Geraldina perdeu os filhos José e Paulo, no município de Rio Maria. Maria Joel é viúva de José Dutra da Costa (Dezinho), dirigente sindical assassinado em 2000 no município de Rondon do Pará. Marina Silva é esposa de Zé Pretinho, executado na Chacina Ubá, ocorrida em São João do Araguaia, em 1985.

LEIA MAIS AQUI

Vale Alfabetizar em Parauapebas

A Fundação Vale e a Prefeitura de Parauapebas entregam 538 óculos para estudantes do Programa Vale Alfabetizar, nesta quinta-feira (21), às 17 horas, no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup).

Esta ação do "Projeto Ver", que integra o Vale Alfabetizar, tem como objetivo - a partir de doações de óculos para jovens e adultos que participam do curso de alfabetização - diminuir um dos principais motivos de evasão de alunos das salas de aula: o problema de visão.

O Vale Alfabetizar é uma iniciativa da Fundação Vale em parceria com a Alfabetização Solidária (Alfasol), instituições de ensino superior e secretarias municipais de Educação.

Desde o início do programa, foram atendidas mais de 52 mil pessoas em todo o Pará, enquanto outras 3.600 pessoas iniciaram o curso em 2009.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Festival de marchinhas prorroga período de inscrições

Os músicos de Parauapebas terão mais alguns dias para preparar suas marchinhas de carnaval e concorrer ao prêmio de R$ 3 mil.

A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) prorrogou, até o dia 5 de fevereiro, as inscrições para o concurso que irá eleger as três melhores marchinhas de carnaval em 2010.

Segundo Cláudia Ivo, coordenadora de música da Secult, o festival irá resgatar um pouco da história do carnaval e reviver os bons momentos de quando ele surgiu. “Além disso, é nosso objetivo valorizar os intérpretes, compositores e as próprias escolas de samba que já desenvolvem trabalho nessa área e fortalecer a tradição do nosso carnaval”, afirma a coordenadora.

O regulamento e a ficha de inscrição podem ser retirados na Secretaria Municipal de Cultura, na rua D nº 330, bairro Cidade Nova. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (94) 3346-8186.

PT - 30 anos


Afinal, quantas divisões tem a imprensa?

Reinaldo Azevedo
Já é um clichê citar a indagação retórica que o ditador soviético Stálin teria feito a Roosevelt e Churchill quando os três decidiam que cara teria o mundo no pós-guerra, e alguém lembrou de restrições que Pio 12 fazia a isso ou àquilo. O bigodudo homicida não teve dúvida: “Mas quantas divisões [militares] tem o papa?” Era a sua maneira de ser prático, entenderam? Para Stálin, a regra do humanitismo de Quincas Borba, personagem de Machado de Assis, deveria ser levada ao pé da letra: “Ao vencedor, as batatas” — no caso, os países. Mas quase me desvio. Volto ao ponto. A exemplo de Stálin, Lula também acredita que quem tem divisões pode negociar; quem não tem deve suportar o que vier. E é isso o que me leva a indagar: “Mas quantas divisões tem a imprensa?” Vamos com calma.

Lula aceita mudar o texto do famigerado Programa Nacional de Direitos Humanos III. Como viram, leitores, interceptamos o urubu em pleno vôo, não é mesmo? Topa, segundo se apurou, duas alterações: amenizar a referência ao aborto e substituir a palavra “repressão” por “conflitos”. Assim, a tal Comissão da Verdade teria de investigar “conflitos” havidos durante o regime militar — o que abriria a possibilidade de apurar também os crimes cometidos por terroristas de esquerda. Como entender essa coisa?

A crise com os militares, que muita gente tentou negar, é, como escrevi aqui no dia 31, muito séria. O conteúdo obviamente persecutório e revisionista do documento conta. Mas conta também a trapaça. O texto tinha sido negociado, e o acordo não foi cumprido. Daí que, a ficar o texto como está, os comandantes militares não têm como permanecer no cargo. É claro que seriam substituídos por outros, mas a unidade militar estaria inexoravelmente abalada, e Lula não precisa de uma crise nas Forças Armadas — um dos entes de maior prestígio junto aos brasileiros — no último ano de mandato.

A questão do aborto nada tem a ver com a posição da Igreja Católica, como querem alguns tontos. Há até delirantes senis que resolveram acusar uma grande conspiração do Opus Dei — essa gente deve andar lendo o Código Da Vinci… — para mudar essa parte do programa. Embora Lula tenha sido avisado, evidentemente, dos aspectos mais problemáticos do documento, é quase certo que não o tenha lido inteiro. Ele já afirmou que fica com sono quando tem de encarar esse negócio de uma palavrinha na frente da outra. Dá pau no seu cérebro. A fama de “governo aborteiro” em ano eleitoral não é conveniente. A maioria da população brasileira é contrária à descriminação do aborto. E só! Lula não quer mudar mais nada.

Se estivesse atendendo aos “conservadores católicos”, como querem alguns trouxas, aceitaria suprimir também o trecho que defende o banimento dos símbolos religiosos (leia-se: crucifixo) das repartições federais. É claro que se trata de uma medida autoritária e que afronta a história do Brasil. Mas, com isso, Lula concorda. Quer que a Igreja se dane: “Quantas divisões tem o papa?” Ele só teme as divisões militares e as divisões eleitorais.

Agora a imprensa
No que diz respeito à imprensa, Lula não quer mudar nada. Foi convencido por Franklin Martins e sua turma de que o setor não tem mais a menor importância. Não tem divisões. Às vezes, a gente é tentado a achar que eles estão certos, não é mesmo? Mas é preciso lembrar que nem todos estão rendidos. Uns têm armas, outros têm votos. O que tem a imprensa além de uma penca de adesistas infiltrados, empenhados em vender as verdades eternas do petismo? É o que vamos ver.

Aqui e ali já se nota a obra dos áulicos, empenhados, calculem, em atribuir ao governo FHC aspectos nefastos do programa. Já desmoralizei essa tolice no domingo. Quem é capaz de ler o que está escrito sabe que se trata de uma mentira grotesca. Essa porosidade do jornalismo à versão oficial faz com que Lula, Franklin e caterva considerem que a imprensa está no papo: não tem divisões!!!

O presidente também não quer mudar o trecho que trata das invasões de terras — rurais e urbanas, diga-se. Embora o país dependa vitalmente do agronegócio, sabe que a rede de difamação dos “ruralistas” é poderosa. É bem provável que um projeto de lei que buscasse dar dimensão prática ao que está no programa fosse considerado inconstitucional. De todo modo, busca-se preservar no texto aqueles absurdos para contemplar a reivindicação das esquerdas.

A Confederação Nacional da Agricultura não tem armas — ou tem uma só, que é política: a valente senadora Kátia Abreu (DEM-TO). Que a entidade não esmoreça e deixe claro à opinião pública que, entre a comida barata que chega à mesa dos brasileiros e a baderna, o Planalto escolheu a baderna. Se Lula teme que seu governo fique com a fama de aborteiro, é preciso que tema também a reputação, justificada, de aliado do MST e de seus crimes continuados. A luta está apenas no começo.

No fim das contas, a área de fato mais frágil é mesmo a imprensa. Não que o governo tenha tanto poder assim. É que em nenhum outro setor a infiltração do partido foi tão eficaz e tão devastadora. A liberdade de expressão dorme com o inimigo. Em alguns casos, até lhe entrega a edição. (Fonte: Blog do Reinaldo Azevedo)

Brasil terá segunda desapropriação por danos ambientais

O Incra vai desapropriar a fazenda Escalada do Norte, localizada no município de Rio Maria, sudeste do Pará, em razão de graves danos ambientais.

Decreto publicado no Diário Oficial da União do dia 8 de dezembro torna a propriedade de interesse social para fins de reforma agrária e autoriza o Instituto a promover a desapropriação do imóvel, que tem área total de 14,8 mil hectares e capacidade para assentamento de 290 famílias.

Esta é a segunda vez no Brasil que uma área é declarada para fins de reforma agrária levando-se em consideração o descumprimento da função social no aspecto da preservação ambiental. O outro caso se refere à fazenda Nova Alegria, em Felisburgo (MG), que acabou resultando no assentamento de 37 famílias.

A expectativa da Superintendência Regional do Incra em Marabá é finalizar os procedimentos administrativos de desapropriação até o mês de março deste ano.

O laudo técnico sobre a fazenda Escalada do Norte produzido por peritos federais do Incra demonstra que mais de 174 hectares de pastagens foram plantados em área de preservação permanente próxima a nascente de rios e cabeceiras de cursos d'água.

Ainda de acordo com o laudo, a destruição das margens dos rios vai exigir a total recomposição vegetal da área para que seja retomado o equilíbrio do ecossistema. (Fonte: Incra / CPT Nacional)

ProJovem chega a 10 municípios do sul e do sudeste do Pará

Quase 6 mil jovens das regiões sul e sudeste do Pará terão a oportunidade de fazer o ProJovem Urbano no ano de 2010. A deputada estadual Bernadete ten Caten (PT) conseguiu, junto ao Governo do Estado, que sejam contemplados 10 municípios das regiões do Lago de Tucuruí, Araguaia e Carajás.

O programa garante uma bolsa de R$ 100 mensais a jovens de 17 a 29 anos que têm o nível fundamental incompleto para que eles retomem os estudos e recebam capacitação profissional e preparação em trabalho cidadão.

Os municípios beneficiados são Breu Branco (com 350 vagas), Curionópolis (com 350 vagas), Dom Eliseu (350 vagas), Eldorado do Carajás (700 vagas), Goianésia do Pará (350 vagas), Itupiranga (350 vagas), Jacundá (700 vagas), Parauapebas (1.050 vagas), Tucuruí (1.050 vagas) e Xinguara (700 vagas).

Segundo a deputada, a bolsa serve de estímulo para a juventude voltar a estudar. O ProJovem é um programa social que abre os horizontes aos jovens, trazendo novas oportunidades de formação e de futura inserção no mercado de trabalho. “É fundamental trabalhar a inserção dos jovens, evitando que muitos entrem para a drogadição e a violência", justifica Bernadete Caten.

Esses municípios estão contemplados dentre os 17 anunciados na última sexta-feira (15), pelo coordenador executivo do ProJovem Urbano no Pará, Ary Loureiro, no Palácio dos Despachos, em Belém.

Ensino fundamental
Os jovens interessados em aderir ao programa devem procurar a prefeitura para fazer a matrícula e, posteriormente, serão submetidos a sorteio pelo sistema do ProJovem. Para receber a bolsa, o beneficiário terá que ter frequência mínima de 75% das aulas, além de realização do curso de capacitação profissional e de trabalhos sobre o aprendizado e a atuação dos cidadãos na sociedade. O curso tem duração de 18 meses. As aulas iniciam em abril próximo.

Estão sendo oferecidos cursos de capacitação nas áreas de vestuário, administração, gráfica e construção e reparos. A escolha dos cursos foi baseada na análise das potencialidades econômicas, demandas de mercado e arranjos produtivos locais, explicou Ary Loureiro.

Para a realização das aulas, as prefeituras entram com o espaço físico e os governos estadual e federal com os professores - das Universidades Federal e Estadual do Pará (UFPA e Uepa) - e demais profissionais necessários para a realização dos cursos, além do fornecimento de merenda, material escolar e didático e eventos de capacitação dos professores.

Os interessados poderão se matricular no ProJovem, com a seleção realizada por sorteio. Para que os candidatos obtenham a carteira de identidade e efetivem a matrícula, Ary Loureiro pediu apoio à Secretaria de Estado de Integração Regional (Seir), representada no evento pelo coordenador da Sala das Prefeituras, Valciney Gomes. (Enize Vidigal)

domingo, 17 de janeiro de 2010

Cirurgia de tórax complexa já é realizada em Parauapebas

Fotos: Waldyr Silva

Cirurgião cardiotorácico Adilson Santana


Dona-de-casa Maria Sandra

O Hospital Santa Terezinha, dentro do projeto para dotar o município e a região de atendimento médico de primeira linha, não só por melhorias físicas (prédio e equipamentos modernos), mas, principalmente, de forma compulsiva, comprometendo-se com a realização de procedimentos de alta complexidade, inaugurou cirurgia de tórax de alto porte, no último dia 6 janeiro, com a realização da primeira timectomia, através da abertura anterior da caixa torácica (esternotomia mediana) para tratamento de miastenia grave (Myasthenia Gravis).

O ato operatório foi realizado por uma equipe coordenada pelo cirurgião cardiotorácico Adilson Santana em uma paciente de 40 anos de idade, com duração de três horas, boa evolução pós-operatória e recebendo alta hospitalar no quinto dia de pós-operatório.

De acordo com o médico Adilson Santana, a miastenia grave é uma doença da junção neuromuscular que causa diminuição do número de receptores pós-sinápticos da acetilcolina na placa motora.

Noutras palavras, a miastenia grave é um distúrbio neuromuscular que se deve, possivelmente, à presença de anticorpos contra a ação de receptores de acetilcolina que exercem funções neuromusculares. O doente apresenta fadiga e exaustão do sistema muscular, de intensidade variável, não se observando, no entanto, atrofia muscular ou distúrbio sensorial.

O cirurgião acrescenta que a prevalência na população geral é de 1/20.000, sendo mais comum no sexo feminino entre 20 e 40 anos de idade. É considerada uma doença auto-imune, pois 70% a 90% dos pacientes miastênicos possuem na circulação anticorpos contra receptores da acetilcolina, que destroem e diminuem o número de receptores colinérgicos.

Segundo ainda Adilson Santana, a doença só atinge os músculos esqueléticos e voluntários e, entre estes, com mais frequência os que apresentam atividade muscular mais contínua, como músculos palpebrais e oculomotores, músculos respiratórios (musculatura intercostal e diafragma), músculos que tomam parte nas expressões fisionômicas, músculos da mastigação e da deglutição. O diagnóstico é baseado fundamentalmente na história clínica e no exame físico.
“Não existe dúvida que o tratamento operatório influencia o curso clínico da miastenia. Devido à boa resposta com a cirurgia, a timectomia (retirada do timo) precoce tem sido reconhecida como procedimento terapêutico de escolha”, explica o cardiologista.

Convém ressaltar que cirurgia desse tipo nunca havia sido realizada em centro fora da capital do estado ou mesmo nas cidades dos estados circunvizinhos, para onde são encaminhados pacientes de Parauapebas.

Dez anos de sofrimento
Procurada pela reportagem ainda no hospital, na última segunda-feira (11), poucas horas antes de receber alta, a dona-de-casa Maria Sandra Guimarães (40 anos, casada, residente na rua 14 nº 341, bairro União) revelou que vinha sofrendo com a doença há cerca de 10 anos, em busca de tratamento em várias cidades, mas sem encontrar solução.

“Mas, graças a Deus, encontrei em Parauapebas, na minha cidade, o dr. Adilson Santana, que fez o diagnóstico e sugeriu a operação, que deu certo, e agora estou na esperança de ficar boa, definitivamente”, declarou Maria Sandra Guimarães, mostrando-se bastante animada para voltar para casa.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Prefeito Darci Lermen divulga resultado do concurso público

Waldyr Silva


Durante coletiva concedida à imprensa local, o prefeito Darci José Lermen revelou, ao meio dia desta quarta-feira (14), no Gabinete, o resultado do concurso público da Prefeitura de Parauapebas, lendo o nome dos três primeiros classificados nos cargos em que o candidato concorreu.
Para os candidatos de nível superior, o prefeito Darci Lermen leu o nome dos três primeiros classificados nas provas objetivas, devendo sair ainda o resultado das provas subjetivas.
Na oportunidade, o prefeito garantiu que os candidatos classificados serão todos chamados para assumir os cargos ainda neste primeiro semestre de 2010.
Acompanhe aqui a lista dos candidatos classificados no concurso público.

Coletiva com prefeito

Ao meio-dia desta quinta-feira (14), no gabinete da antiga prefeitura, o prefeito Darci José Lermen concede entrevista coletiva à imprensa para anunciar o resultado do concurso público da Prefeitura de Parauapebas.

Como Veja está depredando o jornalismo

NOTA DO MST-PA SOBRE REPORTAGEM DA REVISTA

1-O MST do Pará esclarece que não tem nenhuma fazenda ocupada no município de Tailândia, como afirma a reportagem da Revista Veja “Predadores da floresta” nesta semana. Não temos nenhuma relação com as atividades nessa área. A Veja continua usando seus tradicionais métodos de mentir e repetir mentiras contra os movimentos sociais para desmoralizá-los, como lhes ensinou seu mestre Joseph Goebbels. A reportagem optou por atacar mais uma vez o MST e abriu mão de informar que o nosso movimento não tem base social nesse município, dando mais um exemplo de falta de respeito aos seus leitores.

2-A área mencionada pela reportagem está em uma das regiões onde mais se desmata no Pará, com um índice elevado de destruição de floresta por causa da expansão do latifúndio e de madeireiras. Em 2007, a região de Tailândia sofreu uma intervenção da Operação Arco de Fogo, da Polícia Federal, e latifundiários e donos de serrarias foram multados pelo desmatamento. Os madeireiros e as empresas guseiras estimulam o desmatamento para produzir o carvão vegetal para as siderúrgicas, que exportam a sua produção. Por que a Veja não denuncia essas empresas?

3-Na nossa proposta e prática de Reforma Agrária e de organização das famílias assentadas, defendemos a recuperação das áreas degradas e a suspensão dos projetos de colonização na Amazônia. Defendemos o “Desmatamento zero” e a desapropriação de latifúndios desmatados para transformá-los em áreas de produção de alimentos para as populações das cidades próximas. Também defendemos a proibição da venda de áreas na Amazônia para bancos e empresas transnacionais, que ameaçam a floresta com a sua expansão predatória (como fazem o Banco Opportunity, a Cargill e a Alcoa, entre outras empresas.

4-A Veja tem a única missão de atacar sistematicamente o MST e a organização dos camponeses da Amazônia, para esconder e defender os privilégios dos verdadeiros saqueadores das riquezas naturais. Os que desmatam as florestas para o plantio de soja, eucalipto e para a pecuária extensiva no Pará não são os sem-terra. Esse tipo de exploração é uma necessidade do modelo econômico agroexportador implementado no Estado, a partir da espoliação e apropriação dos recursos naturais, baseado no latifúndio, nas madeireiras, no projeto de exportação mineral e no agronegócio.

5-Por último, gostaríamos de comunicar à sociedade brasileira que estamos construindo o primeiro assentamento Agroflorestal, com 120 famílias nos municípios de Pacajá, Breu Branco e Tucuruí, no sudeste do Estado, em uma área de 5.200 hectares de floresta. Nessa área, extraímos de forma auto-sustentável e garantimos renda da floresta para os trabalhadores rurais, que estão organizados de maneira a conservar a floresta e o desenvolvimento do assentamento.

DIREÇÃO ESTADUAL DO MST DO PARÁ

Marabá, 12 de janeiro de 2010

Igor Felippe Santos (Assessoria de Comunicação do MST)

Secretaria Nacional - SP / Tel/fax: (11) 3361-3866

Correio - imprensa@mst.org.br / Página - http://www.mst.org.br/

Retificação nos gabaritos do concurso da Prefeitura de Parauapebas

A Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), após avaliação de todos os recursos dos candidatos que solicitaram revisão de gabarito das questões das provas objetivas do concurso da Prefeitura de Parauapebas, torna público retificações nos gabaritos publicados, como segue:

CARGO: TÉCNICO ADMINISTRATIVO
Questão 17 (Noções de Informática) – Nula

CARGO: TÉCNICO EM RADIOLOGIA
Questão 31 – Nula
Questão 39 – Nula

CARGO: JORNALISMO
Questão 37 – Nula
Questão 40 – Retificação para a alternativa “D”

CARGO: FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICO
Questão 41 – Retificação para a alternativa “A”

CARGO: ENGENHEIRO CIVIL
Questão 33 – Nula
Questão 42 – Nula

CARGO: PROCURADOR DO MUNICÍPIO
Questão 42 – Nula

CARGO: MÉDICO-CLÍNICO GERAL
Questão 47 – Retificação para a alternativa “D”

CARGO: BIOMÉDICO
Questão 27 – Nula
Questão 34 – Nula
Questão 46 – Nula

CARGO: ENFERMEIRO
Questão 32 – Nula
Questão 43 – Retificação para a alternativa “C”

CARGO: ZOOTECNISTA
Questão 50 – Nula
Questão 33 – Nula
Questão 42 – Nula

NOÇÕES DE INFORMÁTICA / NÍVEL MÉDIO (CONHECIMENTOS BÁSICOS – COMUM PARA TODOS OS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO, EXCETO PARA OS CARGOS DE TÉCNICO ADMINISTRATIVO E AUXILIAR ADMINISTRATIVO)
Questão 14 – Nula

LÍNGUA PORTUGUESA / NÍVEL SUPERIOR (CONHECIMENTOS BÁSICOS – COMUM PARA TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR)
Questão 03 – Nula
Questão 05 – Nula

Permanecem inalteradas as demais respostas dos gabaritos das provas do concurso.

Leila F.Lamarão da Silva
Coordenadora Setor Cursos e Concursos da Fadesp

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Parauapebas na diretoria da Federação de Handebol



O secretário municipal de Esporte e Lazer, Anderson Marcos Moratório (foto), de Parauapebas, foi convidado pelo atual presidente da Federação de Handebol do Estado do Pará (Fhepa), Miguel Sampaio, para assumir o cargo de vice-presidente da entidade, no próximo dia 29, em Belém, e receber o diploma de sócio benemérito da Fhepa.

Corredores se preparam para VI Corrida de São Sebastião

Arquivo Waldyr Silva


Teve início nesta semana o período de inscrição para a VI Corrida de São Sebastião, a ser realizada na manhã do dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião, padroeiro da cidade de Parauapebas.

As inscrições para concorrer à tradicional maratona estão sendo feitas na Secretaria da Paróquia de São Sebastião, na Praça Mahatma Gandhi, bairro Cidade Nova, mediante a contribuição de quatro quilos de alimentos não-perecíveis, por atleta.

A organização do evento oferece 115 vagas para a categoria masculino (16 a 39 anos), 43 para o feminino (16 a 39 anos), 35 vagas para a categoria masculino (acima de 40 anos) e sete vagas para feminino (acima de 40 anos), num total de duzentas vagas.

A premiação em dinheiro este ano será de R$ 700,00 mais medalha (para primeiro lugar nas categorias masculino e feminino), R$ 500,00 e medalha (para segundo lugar nas duas categorias) e R$ 300,00 mais medalha (para terceiro lugar nas categorias masculino e feminino). Os atletas classificados de 4º a 10º lugares receberão apenas medalhas.

Caso o atleta classificado em primeiro lugar nas duas categorias seja de outro município, o corredor de Parauapebas que chegar em primeiro lugar será agraciado, também, com o prêmio de 700 reais.

Num percurso aproximado de 10 quilômetros, a largada da corrida terá início pontualmente às 8h30 da manhã de quarta-feira (20) na rodovia PA-275, da frente do pátio da Sefa, nas proximidades do viaduto, entra à esquerda na rua do Comércio, pega a rua Sol Poente à direita e vai até a rua 16; segue até a PA-275 e vai até a rua 3; dobra à direita até a rua A, segue até a rua 10 e quebra à esquerda até o local de chegada, ao lado da Igreja de São Sebastião, na Praça Mahatma Gandhi. A largada das mulheres será no início da rua do Comércio, bairro Rio Verde.

A coordenação do evento orienta que os participantes da maratona devem chegar ao local da largada uma hora de antecedência, devidamente preparados, trajando calção e camiseta com o número de inscrição e conduzindo senha para ser apresentada nos postos de controle localizados ao longo do percurso.

Um kit contendo camiseta, número e senha será entregue a cada um dos corredores inscritos na corrida, durante o Congresso Técnico a ser realizado no dia 19, às 19 horas, no salão paroquial Padre Sergio, ao lado da Igreja de São Sebastião.

A acorrida de São Sebastião é organizada pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, em parceria com a Paróquia de São Sebastião.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Sema convoca população para audiência pública

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) convoca autoridades, órgãos públicos e privados, organizações não-governamentais e a população de Parauapebas para participar de audiência pública a ser realizada às 14 horas do próximo dia 2 de fevereiro, no auditório da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), bairro Rio Verde.

O evento tem como objetivo informar à comunidade sobre o loteamento Viver Bem Parauapebas, de responsabilidade da empresa WTorre Parauapebas Empreendimentos Residenciais, e seus eventuais impactos ambientais.

Na ocasião, será apresentado e debatido junto aos presentes o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) que visa subsidiar o parecer técnico a ser emitido pelo órgão estadual.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Vasectomia


Governo do Pará promete construir 100 mil casas populares em 2011



O Pará vai contratar e entregar até o ano que vem 100 mil casas populares, garantiu a governadora Ana Júlia, na última sexta-feira (8), ao receber em audiência, no Palácio dos Despachos, o superintendente da Caixa Econômica Federal no Pará, Evandro Narciso de Lima, e o gerente Regional da Área de Governos, João Hugo Barral, que apresentaram um relatório com os resultados das operações feitas entre o banco e o Governo do Estado, com destaque para a área da habitação.

"Considerando as obras habitacionais que envolvem o programa Minha casa, minha vida, Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Operações Coletivas e do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), contrataremos e entregaremos, até 2011, 100 mil novas unidades habitacionais", garantiu a governadora. Os dados confirmam o que já está sendo visto em vários pontos do estado: mais casas para os paraenses.

No ano passado foram entregues 17 mil novas habitações, 7 mil delas do programa Minha casa, minha vida, e 10 mil de Operações Coletivas, a maioria delas com a participação do Governo do Estado.

Para este ano, a previsão é de que sejam contratadas 3.038 novas casas em Abaetetuba, Belém, Itaituba, Marituba, Redenção e Parauapebas, totalizando, nos dois anos, um investimento de R$ 163,940 milhões, o que viabilizará a construção de 20 mil novas unidades habitacionais no Pará.

O programa Minha casa, minha vida, lançado pelo governo federal em março de 2009, fechou o ano com 229,9 mil moradias contratadas em todo país. No Pará, a meta é construir 50 mil unidades habitacionais e, destas, o Governo Popular fará através da Cohab 20 mil moradias para quem ganha até 3 salários mínimos. As 30 mil restantes serão feitas pela iniciativa privada, que também tem parceria com o Governo do Estado.

A maioria dos projetos tem sala de estar, quartos, cozinha e banheiro interno. As ações do governo incluem também infraestrutura, como pavimentação de vias, sistemas de abastecimento de água, tratamento de esgoto, energia elétrica, construção de áreas de lazer e apoio técnico da área social, que acompanha os empreendimentos, promovendo desde palestras educacionais até cursos profissionalizantes para geração de emprego e renda para as famílias. (Renata Biondi)

domingo, 10 de janeiro de 2010

Lula, filho do Brasil industrial?

Avaliação crítica do dramaturgo Jair Alves sobre o filme “Lula, o filho do Brasil”

A primeira questão que se coloca ao término da sessão de “Lula, o filho do Brasil”, é se o filme vai se transformar num clássico nacional e, portanto, referência para futuros estudos sobre a vida do personagem principal, ou se vai cair no esquecimento como a maioria dos filmes que tiveram como pano de fundo um acontecimento ou um personagem histórico.

Diante do impasse, pensamos logo em raríssimas experiências do cinema nacional que, no gênero, deram certo. O exemplo mais contundente nos fez lembrar de "O assalto ao trem pagador (1962), com direção e roteiro de Roberto Farias e protagonizado por Reginaldo Faria; e o recente "Carandiru", de Hector Babenco.

Em linhas gerais, os cineastas brasileiros não sabem (ou ainda não dominam) a técnica de mesclar fatos e interpretação histórica. O tema pode gerar outras interpretações, contrárias, inclusive, a essa que defendemos agora.

Como não há espaço e tempo no imediato, vamos nos restringir a indagar se a obra de Fábio Barreto contou bem a história de Luiz Inácio da Silva (nome de batismo, sem o Lula e sem o g). Nesse particular, a resposta (ao nosso ver) é inteiramente satisfatória, mesmo não sendo uma radiografia de todos os acontecimentos históricos. Verdade, também, que não se propôs a isso e não mente, o que é altamente positivo.

Para desespero dos opositores ou de militantes “mais à esquerda”, a obra da família Barreto não é um filme com pretensão político-partidária, mas uma fita para eternizar a história humana de Luiz Inácio e a sua relação com os acontecimentos históricos do período tratado (45 a 80, ano da morte de sua mãe Eurídice (conhecida como Lindu), e a sua prisão no Dops paulista).

A grande questão que se coloca é por que um inegável personagem, e líder político, com destaque internacional, não chegou às telas pelas mãos de um cineasta com militância na esquerda tradicional. Paradoxalmente, veio a público pelas mãos de uma família de cineastas e produtores de cinema (a família Barreto), com largo currículo no cinema comercial. Até aí nada de errado, com os Barreto, é claro. A não ser que tivéssemos no quadro de cineastas nacionais, algum gênio, capaz de convencer o mais conservador de que a história de Lula pertence a todos nós, e não somente aos seus partidários.

Tratar de questões políticas reais de nosso tempo significaria rachar o Brasil ao meio. "Lula, o filho Brasil" pretendeu uma outra coisa, que o filme não passe desapercebido e, se possível, que se transforme na maior bilheteria de todos os tempos. Se não superar os impressionantes números alcançados por produções de gosto duvidoso, com toda a certeza será visto por mais da metade da população brasileira, para desespero dos opositores do presidente. E a maioria vai se apaixonar! Qual a razão?

A família Barreto, com sua experiência em centenas de filmes produzidos, apropriando-se (no bom sentido, é claro) dos melhores equipamentos e recursos cinematográficos da atualidade, realizou um filme competente, sem deixar “barriga”. Os melhores momentos se concentram numa personagem, até há pouco desconhecida da maioria da população brasileira - o ventre que gerou e as mãos que criaram o protagonista de maior prestígio de nosso tempo.

Falamos de dona Lindu, a mãe de Lula, numa interpretação soberba de Glória Pires. O ator Rui Ricardo Dias, interpretando o protagonista, na sua fase adulta, também surpreende, conseguindo compor uma semelhança de gestos impressionante para quem conheceu Lula, na intimidade. Como trunfo maior, o filme revela várias parábolas, que surpreendem até ao mais ferrenho ateu. Dentre elas, as circunstâncias desumanas em que nasceu e sobreviveu Luiz Inácio, como já dissemos, protegido por Lindu em contraposição à morte prematura de sua primeira mulher, interpretada justamente pela filha de Glória, a atriz Cléo Pires.

A vida de Lula, em verdade, é cercada de muita tragédia, não apenas social, mas também humana. Ele perdeu vários amigos e companheiros de luta política, ao longo do caminho. Esse viés não está presente na narrativa, até porque ela ficaria muito diversificada e poderia atrapalhar o fio condutor na sua jornada até o Palácio do Planalto. Outros filmes sobre Lula virão, é verdade, embora não saibamos se com a mesma projeção desse que teve sua estreia no ano de 2010.

A narrativa nos conduz a um Brasil que se industrializou, transformando a miséria humana e revelando a riqueza material do país. Revela um Brasil católico, generoso, em busca de justiça, ao mesmo tempo demonstrando traços de crueldade social, já em 1980, quando se encerra.

De qualquer forma, lança uma luz sobre o presente e nos faz sonhar (ou ter pesadelos, dependendo do ângulo que se vê a realidade) o futuro. Incompreensível que, mesmo na lista de personagens que acompanham a ficha técnica do elenco não apareça nomes de amigos tão significativos da época da luta sindical. Até colocaram um personagem, mulato, ao seu lado nas lutas sindicais, no entanto, se negaram a chamá-lo Djalma (Bom). Em contrapartida, ganhou destaque um obscuro personagem, pai de dona Marisa, além de outros menos importantes, sob o ponto de vista histórico.

Como dissemos, esse é um filme sobre a vida e parte da obra de Lula, e não a um filme sobre o Lula, filho do Brasil industrial.

Quanto aos cineastas de esquerda, que não ousaram realizar um projeto com essa magnitude, faz parte de nossa tragédia cultural, nada mais. É um filme para ser visto ou comprado (DVD) pelos amigos e inimigos. Não temos dúvida!

Campanha


sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Scritta seleciona profissionais de comunicação

A Scritta - Serviço de Notícia - inicia 2010 com novas oportunidades profissionais. A assessoria de imprensa procura trainees e estagiários de Jornalismo ou Relações Públicas para auxílio ao atendimento de contas.

A empresa também seleciona estudantes ou recém-formados em Publicidade e/ou Marketing para atuar na área de novos negócios, com ênfase na prospecção de clientes. Os interessados devem enviar currículo para o e-mail scritta@scritta.com.br.

Visite o site www.scritta.com.br.

Lula é porta-voz do terceiro mundo, diz TV Al Jazeera

A rede de TV árabe Al Jazeera, em sua versão em inglês, veiculou uma reportagem com elogios ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na qual diz que o chefe de estado brasileiro se tornou "porta-voz do terceiro mundo".

A matéria, feita pela repórter Lucia Newman, do Rio de Janeiro, começa com imagens do filme "Lula, o filho do Brasil" e depois afirma: "Pela primeira vez em 500 anos, o crescimento econômico (no Brasil) vem acompanhado de redução na desigualdade social".

Lucia Newman foi ao Morro Santa Marta, no Rio, e afirmou que, há um ano, seria impossível ir ao local por causa dos traficantes. "Hoje, eles foram substituídos por médicos, dentistas, músicos. Mais importante, há inclusão social, como parte do projeto social de Lula", disse a jornalista.

A reportagem mostra ainda as plataformas da Petrobras, como um exemplo de que a economia brasileira cresceu, apesar da crise econômica mundial, e os laboratórios do governo brasileiro, que produzem remédios contra a Aids.

A repórter também afirma que o Brasil, com o presidente Lula, tem se tornado uma voz importante nas questões globais.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Time de Marabá deve estrear fora de casa no Parazão

Marabá – Apesar de a tabela do Campeonato Paraense deste ano apontar a estreia do time do Águia de Marabá em seus domínios, o presidente do clube, Sebastião Ferreira Neto, o Ferreirinha, enviou ofício nesta quarta-feira (6) ao departamento técnico da Federação Paraense de Futebol (FPF), solicitando a inversão do mando de campo.

Sendo assim, o jogo entre Águia e Vila Rica/Cametá, que aconteceria no sábado (16), às 19 horas, no estádio Zinho Oliveira, em Marabá, passará para o domingo (17), às 17 horas, no Parque do Bacurau, campo do adversário, enquanto no segundo turno da competição a partida entre os dois times, que aconteceria em Cametá, passaria para Marabá.

“Tomamos esta atitude visando dar mais tempo para que a prefeitura possa concluir a reforma do estádio Zinho Oliveira, e assim receber jogos em nosso estádio, proporcionando mais comodidade e conforto aos nossos torcedores”, explicou Ferreirinha.

Com essa mudança, a equipe aguiana, que retornaria para Marabá no dia 14, deve seguir direto para Cametá, onde enfrenta o Vila Rica, no jogo de estreia das duas agremiações no Parazão deste ano.

Ritmo acelerado – A reforma do estádio Zinho Oliveira corre em ritmo acelerado, e é bem provável que até o dia da estreia do time marabaense no estadual o campo ofereça condições de receber partidas válidas pelo certame de profissionais do Estado do Pará.

Após a conclusão das obras, o estádio, que hoje tem capacidade de 2.500 espectadores, passará a comportar 5 mil torcedores.

Por outro lado, o aumento no número de cabines de imprensa no estádio vai proporcionar melhor comodidade aos repórteres de rádio, televisão e jornal que cobrem os jogos do time aguiano.

Reforço A diretoria do Águia acaba de anunciar a contratação do volante Cleuber Pereira, que estava atuando no futebol de Brasília (DF) e foi contratado para reforçar a equipe azulina. Ele se apresentará nesta sexta-feira (8) em Marabá. (Bira Ramos)

Senado gasta R$ 87,6 mi com horas extras em 2009

Além de liberar "passagens extras" a parlamentares em ano eleitoral, o Senado registrou aumento de R$ 3,7 milhões nos gastos com horas extras ao longo de 2009, apesar das medidas anunciadas para controlar a frequencia dos servidores.

Segundo nota da Secretaria de Comunicação Social da Casa, o valor passou de R$ 83,9 milhões, em 2008, para R$ 87,6 milhões no último ano, um aumento de 4,4%.

A nota explica que o Senado reduziu em 35% o número de servidores autorizados a fazer hora extra, que passou de 4.227 para 2.763.

Mas, ao mesmo tempo, aumentou o valor máximo que pode ser pago aos servidores a título de hora extra, que teve alta de 99,42% em outubro de 2008, subindo de R$ 1.324,80 para R$ 2.641,93. (O Globo)

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Águia de Marabá recebe reforços

Bira Ramos


Na manhã do último sábado (2), o elenco do Águia de Marabá realizou trabalhos físicos na academia Gol de Placa, ocasião em que o fisicultor Roberto Ramalho aplicou exercícios para todo o grupo de atleta que já dispõe, exceto o zagueiro Ari, que sentiu fortes dores no quadril, mas que está sendo submetido a tratamento médico.

Na tarde do mesmo dia, o grupo se reuniu na praia do Tucunaré para realização de treino físico (foto), que teve início às 16 horas e encerrou duas horas mais tarde.

Na ocasião, o goleiro Alan, que veio do Vila Nova (GO), e o lateral Gustavo, oriundo do Campinense (PB), se integraram ao elenco.

Domingo (3), foi a vez dos últimos contratados se integrarem ao elenco aguiano. Os jogadores Soares, Analdo e Gleydson, remanescentes do plantel do ano passado, se reapresentaram ao técnico Galvão.

Por outro lado, os atacantes Garrinchinha e Diego Biro, este filho do ex-jogador Biro Biro; além do lateral esquerdo Aldivan, se apresentaram ao clube ao qual ficarão integrados até o final do ano.

Na segunda-feira (4), o time treinou fisicamente no Sesi pela manhã, enquanto à tarde o grupo fez novo trabalho de musculação na academia Gol de Placa, sob olhar atento do treinador João Galvão, que tem acompanhado todos os treinos do grupo.

“Estou satisfeito porque o grupo está completo, mas ciente de que temos que trabalhar muito para que os resultados apareçam”, declarou Galvão.

A viagem do grupo para pré-temporada aconteceu na noite de segunda-feira (4), quando o elenco seguiu para Curionópolis, onde, no estádio Wilson de Souza, realizará a pré-temporada que vai até o dia 15, véspera do jogo contra o Vila Rica Cametá, que acontece no estádio Zinho Oliveira, às 19 horas. (Bira Ramos)

Fifa vai definir isenções de impostos federais na Copa de 2014

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) vai decidir que empresas e serviços terão direito às isenções de impostos federais que o governo concederá para a organização da Copa do Mundo de 2014.

As empresas devem prestar serviços ou venda de produtos relacionados à competição ou à Copa das Confederações de 2013, que também será realizada no Brasil.

A informação é do assessor especial de futebol do ministério do Esporte, Alcino Rocha, após participar de reunião no Ministério do Esporte em que foi aprovado o projeto sobre isenção tributária para a Fifa.

O governo enviará o projeto ao Congresso Nacional no mês que vem. “Isso acontece a partir de um contrato entre a Fifa e a empresa que vai vender o produto ou prestar o serviço”, acrescentou Rocha.

A indicação das empresas, segundo o assessor, parte da Fifa, como organizadora do evento e contratante dos produtos e serviços. As empresas podem ser brasileiras ou estrangeiras. É o caso da recepção dos participantes, importação de material para treinamento das seleções e outras situações para as quais a Fifa encaminhará previamente à Receita Federal as listas de produtos e de empresas a serem beneficiadas com imposto federal zero. (Agência Brasil)

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Do Blog do Anselmo Raposo

A ascensão econômica do Brasil é o tema da capa de um editorial e de um especial de 14 páginas da edição da revista britânica The Economist, divulgada na última quinta-feira (31/12).

Intitulado Brazil Takes Off ("O Brasil decola", em tradução literal), o editorial afirma que o país parece ter feito sua entrada no cenário mundial, marcada simbolicamente pela escolha do Rio de Janeiro como sede olímpica em 2016.

A revista diz que, se em 2003 a inclusão do Brasil no grupo de emergentes Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) surpreendeu muitos, hoje ela se mostrou acertada, já que o país vem apresentando um desempenho econômico invejável.

A The Economist afirma também que o Brasil chega a superar outros Bric. "Ao contrário da China, é uma democracia, ao contrário da Índia, não possui insurgentes, conflitos étnicos, religiosos ou vizinhos hostis. Ao contrário da Rússia, exporta mais que petróleo e armas e trata investidores estrangeiros com respeito".

Segundo a revista The Economist, situação do Brasil nos tempos de FCH e Lula
Risco Brasil: 2.700 pontos (FHC) e 200 pontos (Lula)
Salário mínimo: 78 dólares (FHC) e 210 dólares (Lula)
Dólar: R$ 3,00 (FHC) e R$ 1,78 (Lula)
Dívida FMI: FHC não mexeu; Lula pagou
Indústria naval: FHC não mexeu; Lula reconstruiu
Universidades federais novas: FHC não construiu nenhuma; Lula, 10
Extensões universitárias: FHC, nenhuma; Lula, 45
Escolas técnicas: FHC, nenhuma; Lula, 214
Valores e reservas do Tesouro Nacional: FHC, 185 bilhões de dólares negativos; Lula, 160 bilhões de dólares positivos
Créditos para o povo/PIB: FHC, 14%; Lula, 34%
Estradas de ferro: FHC, nenhuma; Lula, 3 em andamento
Estradas rodoviárias: FHC, 90% danificadas; Lula, 70% recuperadas
Indústria automobilística: FHC, em baixa, 20%; Lula, em alta, 30%
Crises internacionais: FHC, 4, arrasando o país; Lula, nenhuma, pelas reservas acumuladas
Câmbio: FHC, fixo, estourando o Tesouro Nacional; Lula, flutuante, com ligeiras intervenções do Banco Central
Taxas de juros Selic: FHC, 27%; Lula, 11%
Mobilidade social: FHC, 2 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza; Lula, 23 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza
Empregos: FHC, 780 mil; Lula, 11 milhões
Investimentos em infraestrutura: FHC, nenhum; Lula, 504 bilhões de reais previstos até 2010
Mercado internacional: FHC, Brasil sem crédito; Lula, Brasil reconhecido como investment grade

domingo, 3 de janeiro de 2010

Cineasta promete filmar vida de José Sarney

O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), 79 anos, deu sinal verde para o início da produção de um documentário sobre a vida dele.

O filme será dirigido pelo cineasta Silvio Tendler, que já levou às telas as biografias dos presidentes Juscelino Kubitschek (1956-1961) e João Goulart (1961-1964). Para Tendler, será "inevitável" abordar temas espinhosos da biografia do senador, mas não há intenção de acuar o entrevistado.

"Não vou fazer perguntas inconvenientes. O cinema não é obrigado a tocar nessas questões conjunturais, porque são passageiras", afirmou Tendler, que, ao mesmo tempo, promete não ser "chapa-branca" no filme. "Não é para encobrir, é para revelar", disse ele.

A Folha apurou que Sarney pediu ao cineasta, há cerca de um mês, que levasse sua história aos cinemas. (Folha de S.Paulo)

sábado, 2 de janeiro de 2010

Ganhadores da Mega-Sena gastaram apenas 2 reais

Nem bolões, nem apostas altas. Os dois ganhadores da Mega-Sena da Virada , que vão repartir R$ 144,9 milhões, o maior prêmio já pago por uma loteria na América Latina, fizeram apostas simples e gastaram apenas R$ 2 cada um. As dezenas sorteadas foram 10, 27, 40, 46, 49 e 58.

Um dos bilhetes premiados teve aposta registrada na lotérica Fila da Sorte, na rodoviária de Brasília. O outro ganhador fez a aposta na lotérica Avenida, em Santa Rita do Passaquatro, uma pequena cidade do interior de São Paulo.

Segundo o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, Wellington Moreira Franco, tudo indica que os novos milionários do país, principalmente o de Brasília, são de famílias de baixa renda. (O Globo)

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

As diferenças

CRÔNICAS DO PC
Entrada de ano-novo, todo mundo esperançoso de um 2010 melhor. É próprio do ser humano ter esperança, querer mais, para assim conduzir a vida, usufruindo-se do resultado do seu esforço, que tanto fez para adquirir o suficiente e viver bem.

Todos nós somos assim, inclusive o senhor Messias, um trabalhador da construção civil, que sobrevive de empreitadas, trabalhando de obras em obras. Ele é vizinho do doutor Serra, médico endocrinologista, muito respeitado no meio onde vive. Conheço os dois cidadãos, e fiquei a observá-los dos dias 24 a 3l, para saber as diferenças entre um e outro nas comemorações natalinas e de ano-novo.

Doutor Serra, na quinta-feira, véspera do Natal, foi ao supermercado, acompanhado da esposa, fazer compras. Em pouco tempo encheu dois carrinhos de tudo que necessitava. Tinha peru, vinhos, nozes, uísque, champanhe francesa, chocolates, queijos, tudo de bom e do melhor, preparando-se para um Natal e ano-novo fartos, rodeados de familiares e amigos convidados.

Já o operário Messias, amanheceu o dia 24 coçando a cabeça. No bolso pouco dinheiro, embora tenha recebido o salário da quinzena e o 13° ganhava diária de 50 reais. Quase “duro”, não podia pensar em presentes para a mulher e filhos. É isso mesmo! Entendia a situação e guardava tudo amargurado, sem nada poder fazer.

Um trabalhador de seu nível vivia espremido, nunca o dinheiro sobrando para outras novidades. Passar já era um desafio. Com o pouquinho que tinha, sem outro jeito, foi fazer compras numa feira livre, pegar dois quilos de pernil, um frango, verduras e ingredientes de rabanadas. Em lugar do vinho, preferiu um litro de pinga para preparar “caipirinha”. De sobra, três litros de tapioca fresca e ovos. A mulher sabia fazer roscas gostosas.

Doutor Serra estava feliz. Em sua bela casa, realizou um Natal organizado, regado de tudo bom, e teve ainda um ano-novo muito festejado, em companhia de pessoas ligadas a ele. Só esperava 2010 ser mais promissor.

O operário Messias e a esposa Rosalinda, vestidos de brancos, abraçados, aos quatro filhos, após passarem um Natal característico de pessoas pobres, viam o movimento da casa em frente, pertencente a doutor Serra, com muitos carrões estacionados de convidados ilustres, fazendo a maior farra, mostrando as diferenças entre quem tem dinheiro e de quem é liso.

Sem outra opção, ficaram de olhos fixos na TV, assistindo o réveillon do Faustão, as crianças comendo pipoca com refresco à base de Q-Suco de morango. A sua caipirinha estava gostosa, de gole em gole bebia prazerosamente, ajudado pela esposa, que de vez em quando colocava em sua boca um pedacinho de franco assado em espetinhos e matava cafuné em sua cabeça, no maior carinho do mundo. Os dois pareciam dois pombinhos, e isso era verdade. Amavam-se com devoção.

À meia-noite, aconteceu aquela vibração em toda a cidade, a população comemorando a entrada do ano-novo. Fogos estouravam em todas as partes. Doutor Serra soltou uma sequência de girândolas multicoloridas, dando um ar de graça às imediações, o que o operário Messias achou espetacular. Sua caixa de foguete, tiro canhão, só foi usada ao raiar do dia, ocasião em que se encontrou com o doutor Serra e trocaram abraços cordiais de felicitações.

Começava 2010, e a esperança de dias melhores. Cansados e com sono, o operário Messias e o médico doutor Serra recolheram-se para dormir. O primeiro, em seu quartinho apertado, muito quente, cujo ventilador ligado, embora zoando muito, amenizava o calor. Já o aposento do médico era espaçoso, com ar condicionado contribuindo para um sono tranquilo.

Ao fechar os olhos, antes de agarrar no sono, o operário Messias fez preces a Deus, pedindo melhora para sua vida e da família, sem nunca ter a inveja e ambição de querer chegar perto, se igualando ao doutor Serra, porque não estudou. Sabia que as diferenças sempre existiriam, dividindo as classes sociais, de operários e doutores bem sucedidos.

Salve 2010

Já estamos em 2010. Que este início de ano chegue a cada um de nós trazendo fluídos positivos e contribuindo para realizações alvissareiras em nossas vidas.

Feliz 2010! Salve 2010!