sábado, 28 de fevereiro de 2015

Motim

by J.Bosco

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Bancada do SDD diverge sobre convocação do partido para romper com governo municipal

https://ci6.googleusercontent.com/proxy/RnNZfQn2o2xpggJQqefCOervMbPIci5mujDPJnvl43kv6Rtxjyh5gHN_JKVzeU-aaGz3pePFgxfoAAtZJZNx8mveVTc-11j98EfuAJVcumUenA=s0-d-e1-ft#https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gifFotos: Anderson Souza e Orion Lima
Não houve consenso entre os vereadores do Solidariedade (SDD) quanto à carta convocatória da executiva estadual do partido, que exigiu dos parlamentares a renúncia de seus apoios políticos ao prefeito de Parauapebas, Valmir Mariano.
No documento, datado de 20 de fevereiro, o presidente da sigla no Pará, James Frederico Medeiros, determina que os edis devolvam imediatamente os eventuais cargos políticos que possuam vínculos com o prefeito e instaurem uma comissão, com a finalidade de processar e cassar o mandato do prefeito, por suposta infração político-administrativa. Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada na última terça-feira (24), os integrantes do SDD comentaram o assunto.
A bancada do Solidariedade em Parauapebas é composta pelos vereadores Devanir Martins, Charles Borges, Francisco Pavão, João do Feijão, Josineto Feitosa, Odilon Rocha e o presidente da Câmara, Ivanaldo Braz. Entre estes, Charles e Pavão já haviam declarado oposição à gestão do prefeito.
Durante a sessão, ao fazer uso da tribuna, Charles Borges leu a carta convocatória na íntegra. O documento prevê ainda que, em caso de desobediência, o Conselho de Ética do partido instituirá uma comissão especial para “identificar e conduzir o rito para a expulsão do controle interno partidário os vereadores filiados considerados infiéis”.
Ao se pronunciar, Pavão relatou que ajudou a eleger Valmir Mariano por acreditar no projeto de governo, mas, ao ver os “desmandos do prefeito”, percebeu que estava errado. “Nos meus últimos dois anos de mandato, meu objetivo será trabalhar para melhorar este município. Mas, no meu ponto de vista, só tem um jeito de fazer isso: afastando nosso prefeito. Infelizmente, tenho que dar a mão à palmatória e admitir que errei, ao trabalhar para elegê-lo, e quero consertar este erro. Vou discursar, fiscalizar e denunciar sempre que puder. Hoje estou na campanha “Fora Valmir” pelo bem de todos”, destacou.
Para Devanir Martins, presidente do diretório municipal do SDD, essa convocação foi feita atendendo a interesses individuais e não partidários. “Até que me prove o contrário, não vou fazer nada em função ou por desejo de alguém. Acho que o prefeito até vem trabalhando de forma satisfatória. Sabemos que Parauapebas é a cidade mais difícil de governar no Estado do Pará”.
Devanir ressaltou ainda que suas ações são feitas por convicção e que até pode ser expulso do partido, mas quer saber em que a medida será baseada. “Vou fazer uma consulta jurídica, porque entendo que um partido não é para atender aos interesses de algumas pessoas; tem que ser mais amplo, pois partido não tem dono”.
Por sua vez, Odilon Rocha, secretário municipal do SDD, classificou a medida como absurda. “Não é possível que onde tenham sete vereadores, cinco estejam errados. No mínimo, tínhamos que receber uma notificação orientativa do partido de como a bancada poderia se comportar. No entanto, veio aqui uma ameaça. Achei totalmente irresponsável e errada. Esse partido não nos respeitou”, disparou.
Ivanaldo Braz também classificou como errada a maneira como a carta convocatória foi emitida, pois, segundo ele, a medida deveria ter sido intermediada pelo presidente municipal. Braz destacou ainda que caso seja expulso não haverá problemas. “Não fui eleito por presidente de partido. Fui eleito com os votos da população de Parauapebas. Se me tirarem, tenho certeza que acharei outra agremiação”. O parlamentar acrescentou ainda que, independentemente de continuar no SDD ou não, manterá seu apoio a Valmir. “Quero ajudar o prefeito neste momento mais difícil pelo qual ele está passando. Não sou companheiro só nos momentos bons, mas nos ruins também”.
João do Feijão não comentou o assunto. Josineto Feitosa também não falou sobre a carta convocatória do partido, mas ao usar a tribuna fez críticas ao governo Valmir e ressaltou que nos dois primeiros anos de administração “o prefeito demonstrou que não gosta de vereador”. (Nayara Cristina / Ascom CMP)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Simineral divulga balanço do setor mineral em 2014

Dos US$ 14,259 bilhões em exportações totais do Estado do Pará em 2014, as indústrias de mineração e transformação mineral responderam por 85% deste valor, segundo o Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral). Juntas, exportaram US$ 12,147 bilhões, fazendo do setor mineral o grande vetor de crescimento do comércio exterior paraense. A indústria de mineração contribuiu com US$ 9,909 bilhões (participação de 69,5%) e a indústria de transformação com US$ 2,237 bilhões (participação de 15,7%).
Os principais produtos exportados pela indústria de mineração do Pará foram ferro, gerando um lucro de US$ 7,466 bilhões, seguido de cobre (US$ 1,366 bilhão), níquel (US$ 328 milhões), bauxita (US$ 224 milhões), caulim (US$ 206 milhões), manganês (US$ 176 milhões), silício (US$ 98 milhões) e ouro (US$ 37 milhões).
No ano passado, o minério de ferro foi o carro chefe da produção e exportação mineral paraense. O Pará também se destacou na produção de cobre, níquel, bauxita, caulim, manganês, silício e ouro. “O Pará é hoje o segundo estado minerador do país. Acredito que, até 2016, estaremos empatados com Minas Gerais e com condições de ultrapassá-lo. O Pará tem um potencial enorme para se tornar um dos maiores centros mineradores do mundo. Então, temos que mostrar para esse mesmo mundo que aqui na Amazônia se faz a mineração mais moderna do planeta, em termos de equipamentos e processos ambientais, com respeito ao meio ambiente e às comunidades. É esse o legado que pretendemos deixar para as gerações futuras”, avalia o presidente do Simineral, José Fernando Gomes Júnior.
Já a indústria de transformação mineral exportou, principalmente, alumina, com US$ 1, 343 bilhão em negócios; alumínio, com US$ 636 milhões; e ferro gusa, com US$ 180 milhões.
Os principais destinos da exportação mineral em 2014 foram China, Japão e Alemanha, representando os maiores mercados compradores de bens minerais produzidos no Pará. As exportações para a China representaram 38% das exportações totais de bens minerais do estado, com 66 milhões de toneladas comercializados. Japão vem em seguida, com 10 milhões, e Alemanha com 8,1 milhões de toneladas. Outros países com representação no segmento foram Canadá, República da Coreia do Sul, Estados Unidos e Noruega.
Arrecadação
A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), em 2014, foi de R$ 504 milhões. Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá foram os municípios que mais receberam royalties provenientes da indústria de mineração. Parauapebas recebeu 73,2% de royalties, representando R$ 369 milhões. Os outros municípios ficaram bem abaixo, entre 6,4 e 2%, entrando neste rol Oriximiná, Paragominas, Juruti e Terra Santa.
Até 2020, a indústria mineral pretende investir US$ 31,171 bilhões. Segundo o presidente, “destes, US$ 10,679 bilhões serão investidos em infraestrutura, transporte, transformação mineral e outros negócios, como a produção de biodiesel. E US$ 20,491 bilhões na indústria extrativa mineral. Dentre os projetos, podemos destacar o S11D, que quando estiver em pleno funcionamento, previsto para 2016, irá gerar mais de três mil empregos diretos e produzirá 90 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, quase o equivalente à produção total das cinco minas a céu aberto que a Vale possui na Serra Norte”.
Já com relação à geração de empregos, a cadeia produtiva mineral, de acordo com as projeções do Simineral, respondeu por 281 mil empregos diretos e indiretos no Pará em 2014. Para cada emprego direto criado na indústria de mineração, outros 13 postos de trabalho são criados ao longo da cadeia produtiva. O crescimento correspondeu a 5%, comparado com 2013. (Rosana Pinto)

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Vereadores propõem construção de passarelas e redutores de velocidade

Fotos Orion Lima
Durante a primeira sessão ordinária de 2015 da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira (24), três proposições foram apresentadas pelos vereadores, pedindo mudanças no trânsito da cidade, com o objetivo de melhorar o tráfego e garantir a segurança de motoristas e pedestres.
Por meio do requerimento nº 002/2015, Charles Borges (SDD) pediu a construção de duas passarelas para a travessia de pedestres e cadeirantes na Rodovia PA 160, sendo uma em frente à Rua Domingos Cardoso, na região do Conjunto Alto Bonito, e a outra onde for necessário. 
Com a duplicação da rodovia, foram colocadas barreiras rígidas de concreto entre as duas pistas, o que inviabiliza a travessia de pedestres, principalmente cadeirantes. De acordo com Charles, as pessoas que precisam atravessar têm que passar por cima de cabos elétricos e pular as divisórias, colocando em risco suas vidas. “Com a construção das passarelas serão amenizados todos os problemas de travessias dos pedestres e cadeirantes, bem como eliminados os riscos de acidentes”, ressaltou.
A proposição foi direcionada ao prefeito Valmir Mariano e aos secretários de Obras, Raimundo Queiroga, e de Segurança Institucional, Hipólito Gomes.
A construção de outra passarela também foi objeto de uma indicação, nº 003/2015, apresentada por Odilon Rocha (SDD). Na proposição, o vereador pede ao prefeito a implantação de uma passarela sobre a Estrada Faruk Salmen, em frente ao Centro de Abastecimento de Parauapebas (CAP), e também de uma parada para atendimento aos usuários do transporte coletivo.
Na justificava de Odilon, as obras vão melhorar o acesso de clientes e funcionários ao CAP. “As pessoas que pretendem fazer compras correm sérios riscos de serem atropeladas ao atravessarem a pista, principalmente crianças e idosos. Além disso, a maioria dos clientes não tem transporte próprio e depende do transporte coletivo para se dirigir até lá, além de ficar expostos ao sol ou chuva ao esperar vans e ônibus, visto que não existe parada no local para protegê-los”, relatou.
Por sua vez, João do Feijão (SDD) solicitou a construção de redutores de velocidade no Bairro Casas Populares II. De acordo com o vereador, é grande o número de acidentes que ocorrem nessa região e ele acredita que os redutores vão contribuir com a diminuição dos índices de acidentes, garantindo uma maior segurança para a população.
O pedido foi feito ao prefeito, ao diretor do DMTT (Departamento Municipal de Trânsito e Transporte), Gleidson Souza, e ao secretário municipal de Obras, Raimundo Queiroga. (Nayara Cristina / Ascom CMP)

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Presidente estadual do PRB empossa diretoria do partido em Parauapebas


Acompanhado do deputado estadual Divino Santos, o presidente estadual do Partido Republicano Brasileiro (PRB), Fábio Freitas, empossou nesta segunda-feira (23) em Parauapebas a nova diretoria do PRB no município.
A diretoria local do PRB tem como presidente Jorge Guerreiro e como vice-presidente Josivaldo Antonio. O evento foi denominado "Renascimento PRB em Parauapebas".
No dia 19 de março, ocorrerá o encontro estadual do partido em Belém, com a presença de autoridades e militantes do PRB da capital e do interior do estado.
Na visita a Parauapebas, a comitiva do Partido Republicano Brasileiro foi recebida pelo prefeito Valmir Mariano, em seu gabinete, e pelo adjunto da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), Gilvan Moraes, ambos do PSD.

Concorrência Pública 3/2015-0001CMP

AVISO DE LICITAÇÃO
A Câmara Municipal de Parauapebas, por intermédio do presidente da Comissão Permanente de Licitação, torna público que às 9 horas do dia 6 de abril de 2015 fará realizar licitação na modalidade concorrência, tipo técnica e preço, para contratação de empresa para prestação de serviços de publicidade, compreendendo o conjunto de atividades realizadas integradamente que tenham por objetivo o estudo, o planejamento, a conceituação, a concepção, a criação, a execução interna, a intermediação e a supervisão da execução externa; a compra de mídia e a distribuição de publicidade, com o intuito de atender ao princípio da publicidade e ao direito à informação, de promover os serviços, de difundir ideias, princípios, iniciativas e de informar o público em geral da Câmara Municipal dos Vereadores de Parauapebas, Estado do Pará, de acordo com o que determina a legislação vigente, a realizar-se na sala da Comissão de Licitação da Câmara Municipal de Parauapebas.
O procedimento licitatório obedecerá ao disposto na Lei Federal nº 12.232/2010 e subsidiariamente pela Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, com as alterações posteriores que lhe foram introduzidas.
O edital e seus anexos se encontram à disposição dos interessados na sala da Comissão de Licitação, na Av. F, qd 33, lt especial, Bairro Beira Rio II, a partir da publicação deste aviso, no horário de expediente das 8 às 14 horas.
Parauapebas (PA), 16 de fevereiro de 2015
José de Ribamar Souza da Silva
Presidente da Comissão de Licitação
Edital foi publicado na edição desta terça-feira (23) no Diário Oficial do Estado

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Jornal Mercado Imobiliário é lançado na região

Está circulando na região o jornal Mercado Imobiliário que, além de classificados, traz também reportagens sobre o mercado imobiliário, emprego e negócios.
Nesta primeira edição, o jornal apresenta reportagem de capa sobre os empreendimentos imobiliários que estão transformando Canaã dos Carajás, impulsionados, sobretudo, pelo projeto de ferro S11D, da mineradora Vale.
De acordo com o jornalista Domingos Cardoso, que trabalhou nos principais jornais impressos de Parauapebas e é sócio proprietário do jornal O Pioneiro, com circulação em Canaã e região, o Mercado Imobiliário veio para atender uma demanda cada vez mais crescente no segmento imobiliário.
“Nossos leitores ficarão sabendo de lançamentos imobiliários, terão acesso a um completo classificado e será um suporte para os corretores de imóveis e empreendedores do segmento”, afirmou Cardoso, entusiasmado com a repercussão da primeira edição.
A proposta é que o jornal circule a cada dez dias, sempre com diversas reportagens. “Estamos numa região onde o mercado imobiliário cresce de forma grandiosa, principalmente em Parauapebas e Canaã dos Carajás, mas faltava um veículo para atender esse público interessado no segmento, então lancei o jornal Mercado Imobiliário para ajudar nossos leitores a ficarem bem informados e fazerem negócios, que é a proposta principal”, ressaltou o jornalista.
Outro tema que ganhará destaque constante no jornal Mercado Imobiliário é emprego. “Anúncio de emprego no Mercado Imobiliário é gratuito, sem contar que estaremos sempre dando dicas sobre profissões e como progredir no mercado de trabalho”, informou Domingos Cardoso, acrescentando que o jornal Mercado Imobiliário será um verdadeiro balcão de negócios e em breve estará na internet através de um portal.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

PFC se classifica para as semifinais do Parazão 2015

O time do Parauapebas Futebol Clube (PFC) está classificado para a próxima fase da Taça Cidade de Belém no Campeonato Paraense deste ano. Os outros três clubes classificados são Independente, Tapajós e Cametá.
Pela primeira vez na história do futebol paraense, Paysandu e Clube do Remo estão fora do primeiro turno do Parazão.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Odilon Rocha ameaça entregar liderança de governo na Câmara

O vereador Odilon Rocha de Sanção (SD) reclamou na sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos de Parauapebas, na última segunda-feira (16), que está insatisfeito com a função de líder do governo municipal na Câmara Municipal.

Em sua justificativa, o parlamentar disse que vem encontrando dificuldade de acesso ao prefeito para discutir as reivindicações dos munícipes.
“Na primeira sessão ordinária desta casa possivelmente não ocuparei mais esta posição. Não tenho a intenção de estar contrário ao governo, mas, se preciso for, farei oposição. Quando uma ou duas pessoas reclamam de determinada situação, há que se analisar. Mas se todos questionam o mesmo ponto, é sinal que realmente tem algo de errado. Se o povo está clamando é porque a gestão não está indo bem”, justificou Odilon Rocha.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Brasil é 99º em ranking de liberdade de imprensa

O Brasil ficou na 99ª posição no ranking de liberdade de imprensa, divulgado pela organização Repórteres Sem Fronteira (RSF) com a análise das condições de trabalho para a imprensa em 180 países, o que representa um ganho de 12 posições em relação à 111ª posição, conquistada pelo país em 2013.
No relatório apresentado nesta segunda-feira (16), a RSF comenta que o Brasil perdeu o título de país mais mortífero do Ocidente para jornalistas, assumido atualmente pelo México, que ocupa a 148ª posição no ranking geral de liberdade de imprensa.
No ano passado, dois jornalistas foram assassinados no Brasil por motivos diretamente relacionados ao seu trabalho, enquanto três foram mortos no território mexicano.
A organização afirma que o Brasil se tornou um pioneiro na proteção dos direitos civis on-line por meio da adoção da lei do “Marco Civil da Internet". A RFS ressalta ainda que a segurança dos jornalistas e a concentração da propriedade da mídia nas mãos de poucos, no entanto, continuam sendo os principais problemas.
O relatório também lembra que muitos atos de violência contra jornalistas foram cometidos durante a onda de protestos que tomou as ruas do país. “Um relatório do secretariado de direitos humanos em março de 2014 sobre a violência contra jornalistas enfatizou a participação das autoridades locais e condenou o papel da impunidade na sua repetição constante”.
Na América do Sul, o país mais bem localizado no ranking da liberdade de imprensa é o Uruguai, na 23ª posição. Depois, antes do Brasil, aparecem Suriname (29ª), Chile (43ª), Argentina (57ª), Guiana (62ª), Peru (92ª) e Bolívia (94ª). Depois aparecem Equador (108ª), Paraguai (109ª), Colômbia (128ª) e Venezuela (137ª). (Fonte: Agência Brasil)

domingo, 15 de fevereiro de 2015

NOTA DE PESAR

A Câmara Municipal de Parauapebas vem por meio desta nota lamentar profundamente o falecimento do empresário Manoel Evaldo Benevides Alves, 52 anos, vítima de acidente de trânsito rodoviário ocorrido na madrugada deste sábado (14), no Estado do Maranhão.
Faleceu também junto com Evaldo o também empresário Lucas Resplandes.
Conhecido popularmente como Evaldo da Opção, Evaldo Benevides é um dos pioneiros do município que muito tem contribuído para o crescimento de Parauapebas.
O Poder Legislativo se solidariza com as famílias, amigos e admiradores dos empresários, neste momento de tristeza e dor, e pede que Deus lhes dê forças para superar essa grande perda dos entes queridos.
Câmara Municipal de Parauapebas

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Estado do Pará concentra 38% dos assassinatos por conflito de terra

O Estado do Pará registrou 645 mortes por conflitos no campo entre 1985 e 2013, segundo dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT). O número é quase cinco vezes maior que o registrado pelo segundo estado no ranking de assassinatos por questões fundiárias, o Maranhão, com 138 casos no mesmo período.
De acordo com a coordenadora nacional da CPT, Isolete Wichinieski, os números de morte por disputa por terra no Pará também são superiores aos registrados em toda a Região Nordeste, composta por nove estados e que contabiliza 424 vítimas no período.
“De 2005 até 2013, o Pará teve 118 casos de assassinatos. Há também um grande número de ameaças de morte”, conta a coordenadora, antes de confirmar que a missionária Dorothy Stang, assassinada no dia 12 de fevereiro de 2005, estava na lista de pessoas ameaçadas do ano anterior. O documento é divulgado anualmente pela CPT.
Para o procurador do Ministério Público Federal no Pará, Felício Pontes, houve uma diminuição, nos últimos anos, do número de mortes por conflitos agrários. A situação no estado, entretanto, ainda inspira cuidados.
“Não tenho dúvida de que na região houve uma diminuição dos conflitos. Mas continuo achando que se a gente levar em consideração o Pará, em termos gerais, o índice ainda é alto, muito alto”, frisa Felício Pontes.
Segundo ele, o estado “precisaria de três andares de terra” para dar conta de abrigar todas as pessoas que têm títulos concedidos por cartórios – muitos deles irregulares por causa de fraudes e grilagem de terra – e dizem ser proprietários de terrenos. (Fonte: Agência Brasil)

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Paredão

by J.Bosco

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

PFC aplica 3 a 0 no Castanhal

Em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Paraense de Futebol, a equipe do Parauapebas Futebol Clube (PFC) aplicou na noite desta quarta-feira (11) 3 a 0 no time de Castanhal, em Castanhal.
Os gols foram assinalados por Régis (42'/1º), Magno (8'/2º) e Juninho, de falta (29'/2º).
Com o resultado, Independente (um jogo a menos) e Parauapebas (um gol a menos) seguem no grupo A1 com seis pontos, São Francisco com quatro pontos, Castanhal (um jogo a menos) com um e Remo (um jogo a menos) na lanterna, com 0 ponto.
No grupo A2, Cametá lidera com sete pontos, Paysandu e Tapajós (dois jogos a menos e um gol a menos) com três, Gavião (um jogo a menos) com um ponto e Paragominas (dois jogos a menos) com 0 ponto.
No próximo dia 26, às 20h30, PFC joga em casa (Estádio Rosenão) com o Independente e Castanhal vai a Belém enfrentar o Clube do Remo (Estádio Mangueirão), no mesmo horário.

Novo presidente da Câmara de Parauapebas reúne imprensa durante café da manhã

Ocorreu na manhã desta quarta-feira (11), no Plenarinho da Câmara Municipal de Parauapebas, um café da manhã que serviu para apresentar aos profissionais de imprensa da cidade, a nova mesa diretora da Casa de Leis e também a nova equipe de assessoria de comunicação que estará à disposição da imprensa em geral de Parauapebas e região nos próximos dois anos.
Vereador Ivanaldo Braz, novo presidente da Câmara, eleito para o biênio 2015/2016, abriu o evento e fez a apresentação dos novos assessores de comunicação da Câmara de Parauapebas, o competente e renomado jornalista Waldyr Silva e o comunicador Fábio Sacramento, que serão auxiliados pelas jornalistas Nayara Cristina e Joziane Quintino, servidoras efetivas do Legislativo local.
Além de Ivanaldo Braz (SDD), os vereadores João do Feijão (SDD), Odilon Rocha (SDD), Francisco Amaral Pavão (SDD) e Bruno Soares (PP), estiveram no evento e em suas palavras falaram sobre a importância da parceria da imprensa com a Câmara Municipal, para que os trabalhos da Casa de Leis sejam divulgados.
“Sabemos da importância da imprensa para a sociedade e queremos fortalecer uma parceria para que os trabalhos de nosso Legislativo sejam divulgados de forma responsável aos munícipes de Parauapebas”, destacou Ivanaldo Braz, afirmando ainda que na próxima quarta-feira (18) será publicado edital para licitação de uma agência de publicidade que trabalhará com a Câmara de Parauapebas.
Presidência anterior não agradou
A direção anterior da Câmara Municipal de Parauapebas (CMP), que nos dois anos anteriores foi presidida pelo vereador Josineto Feitosa de Oliveira (SDD), não agradou à grande maioria dos profissionais de imprensa que estiveram presentes no café da manhã.
Quase todos os profissionais de comunicação que fizeram uso da palavra fizeram várias críticas a Josineto, inclusive questionamentos sobre os mais de R$ 1 milhão que foram licitados para serem gastos com veículos de comunicação, e que, segundo os jornalistas, não foram investidos na imprensa.
Em dado momento, o atual presidente Ivanaldo Braz até pediu que os jornalistas evitassem tocar no nome de Josineto, porém, os jornalistas afirmaram que era muito difícil não tocar neste assunto.
Outro lado
Nossa equipe de reportagem tentou falar com o vereador Josineto Feitosa, para que ele pudesse comentar sobre a insatisfação dos jornalistas, mas ele não pôde falar, pois se encontra fora do município, participando do sepultamento de um sobrinho dele. (Bariloche Silva)

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Fadesp adia prova de concurso público da Prefeitura de Parauapebas

A Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do concurso público da Prefeitura Municipal de Parauapebas, que atualmente oferta centenas de vagas, cancelou nesta terça-feira (10) as provas de nível superior para o cargo de administrador.
Nota da Fadesp
A Fadesp, ao longo dos anos, adquiriu respeito e reconhecimento por atender os princípios constitucionais primando pela forma igualitária de tratamento, priorizando a ética, transparência e imparcialidade.
Considerando reunião do setor de concursos com aprovação da Diretora Executiva e a comissão do concurso público da Prefeitura Municipal de Parauapebas, realizada em 10/02/2015, a Fadesp decidiu pela realização de uma nova prova para os candidatos ao cargo de Administrador do concurso público da Prefeitura Municipal de Parauapebas – Nível Superior regido pelo de edital nº 001/2014 de abertura do concurso acima citado.
Comunica também, que a prova será realizada no dia 15/03/2015, no horário das 8h às 12h (horário local), na unidade de ensino a ser divulgado no site da fadesp/concursos, no período de 03 a 05/03/2015, para impressão do novo cartão de inscrição.
Quanto aos demais cargos, o processo transcorreu sem nenhuma anormalidade,bestando em fase de processamento para divulgação do resultado da prova objetiva.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Cai pela metade número de mortes por aids em Parauapebas

O número de óbitos causados pelo vírus da aids caiu mais da metade em Parauapebas, em 2014, comparado ao ano anterior. O coordenador do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Allan Miranda, explica que essa é a maior preocupação da Prefeitura e do Ministério da Saúde, que buscam um tratamento com maior eficiência para os portadores do vírus.
“Em 2013, tivemos 12 óbitos derivados da aids no município. Ano passado, registramos cinco mortes. O diagnóstico precoce é importante, pois as pessoas que estão com o vírus iniciam de imediato o tratamento, controlando a doença e não evoluindo para o óbito”, esclarece o coordenador.
Atualmente, 750 pacientes estão cadastrados no CTA. Dentre esses, cerca de 300 recebem tratamento. Em 2014, foram registrados 134 novos casos da doença, um aumento de apenas seis casos comparando com 2013, que registrou 128 (o número maior foi entre homens).
Ano passado, o CTA ampliou o número de testes rápidos, realizando 8.806 testes envolvendo HIV, hepatites e sífilis. Foram feitos mais 5.700 atendimentos especializados e mais de três mil medicamentos foram distribuídos.
“Ter o vírus HIV é diferente de ter aids. Muitas pessoas quando fazem o teste possuem o vírus, mas, por meio do tratamento adequado, não manifestam a doença. Quando a pessoa é portadora do vírus significa que ele está em seu organismo, mas não que, necessariamente, vai desenvolver a doença”, explica Allan Miranda. 
O coordenador do CTA conta que em 2014 os testes foram expandidos, saindo de dentro do centro e sendo disponibilizados em unidades de saúde, empresas e durante campanhas, mas o fluxo no atendimento ainda precisa ser ampliado. “Avançamos, mas queremos muito mais. Disponibilizar o teste em todas as unidades de saúde, para que a população possa fazer a qualquer hora, é um anseio da equipe de saúde”, conclui. 
No próximo sábado (14), a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do CTA, estará iniciando a campanha de carnaval, com a distribuição de preservativos no corredor da folia durante os quatro dias de festa.  
Ação para servidores municipais
Quer ajudar uma criança? Aproveite esse período de carnaval para doar duas latas de leite em pó ao programa do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que atende a mais de 30 crianças filhas de mães com HIV. Em troca desse ato de solidariedade, você ganhará um lindo abadá.
Os postos de troca são no CTA, na Rua P nº 38, Bairro União, contato 3346-8538; Departamento de Vigilância Sanitária, Rua B nº 360, Bairro Cidade Nova, contato 3346-1020, ramal 260; e Ascom, 1º andar do Centro Administrativo, telefone 3356-0531. O leite doado deve ser em pó e acondicionado em lata, por uma questão de segurança alimentar.
Os 300 primeiros servidores garantem o abadá. A ação será realizada até o dia 13 de fevereiro com a troca de abadá, mas o CTA continua o programa durante todo ano. (Liliane Diniz / Ascom PMP)

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Parauapebas Futebol Clube perde de 2 a 0 para São Francisco

Depois de uma surpreendente vitória de 2 a 1 sobre o Clube do Remo, em pleno Mangueirão, na abertura do Parazão 2015, o time de Parauapebas Futebol Clube (PFC) foi derrotado neste domingo (8), no Estádio Rosenão, pelo São Francisco por 2 a 0.
Com a vitória, o time de Santarém termina a segunda rodada como líder da chave A1 do Campeonato Paraense de Futebol, com quatro pontos. Os dois gols foram assinalados por Cadu, aos 22 minutos do primeiro tempo e aos 21 minutos do segundo tempo.
Na próxima quarta-feira (11), o São Francisco enfrenta o Independente, em Tucuruí, e o Parauapebas joga com Castanhal, em Castanhal.
Renda: R$ 11.610,00; pagantes: 405; credenciados: 180. Total: 585 torcedores.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Anatel quer 90% dos orelhões da Oi funcionando até o fim de março

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que pelo menos 90% dos 650 mil orelhões operados pelas concessionárias do Grupo Oi deverão funcionar plenamente até 31 de março deste ano.
A empresa opera no Distrito Federal e em todos os estados do país, com exceção de São Paulo.
Nas localidades atendidas apenas por orelhões, o percentual sobe para 95%. A instalação e manutenção dos orelhões são uma obrigação das concessionárias de telefonia fixa.
Nos estados nos quais não forem atingidos os patamares mínimos de disponibilidade, as concessionárias deverão pagar multa diária de R$ 50 mil ou fornecer gratuitamente chamadas a partir de seus orelhões.
A Oi tem cinco dias para informar o interesse em conceder gratuidade nas chamadas originadas de utilização gratuita de seus orelhões nos estados afetados. A concessionária informou que não comentará a decisão da Anatel. (Fonte: Agência Brasil)

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O que é ensinado na secreta e exclusiva universidade Apple

Gênios não nascem, são feitos. Essa é a premissa por trás da escola de formação interna da Apple, a impenetrável Apple University, uma escola de negócios que reúne tantos executivos de elite quanto Harvard ou Yale. Seu reitor, Joel Podolny, tem trabalhado também para essas tradicionais universidades americanas.
Não há nenhuma menção à Apple University no site da Apple. Sua missão é ensinar os gestores sobre a cultura corporativa da empresa fundada por Steve Jobs. Os cursos são apenas por convite e destinados a gestores da empresa com cargo de diretor ou acima. A maioria dos participantes é formada por vice-presidentes ou vice-presidentes sêniores. Um gerente relativamente júnior pode até ser convidado, mas só participará de uma ou outra aula de uma classe. À medida que sobe na hierarquia, é possível ser convidado para duas ou três sessões.
Mas como os executivos são escolhidos para os cursos? Ninguém sabe ao certo, mas um participante que prefere não se identificar contou ao site Business Insider que os vice-presidentes sêniores da Apple escolhem os funcionários promissores e enviam um e-mail ao reitor com a sugestão. Os convites para os cursos vêm diretamente de Joel Podolny.
As aulas duram geralmente algumas horas por dia, durante dois ou três dias, e são sempre presenciais. Elas acontecem no campus da Apple, na Califórnia, mas não na principal área do quartel general da empresa. As classes têm em média 15 ou 20 pessoas.
O que se aprende
A história da Apple. A empresa parece entender que estudar sua história pode ajudar os funcionários a ter sucesso, mesmo sem ser um gênio, como era Steve Jobs. "A razão de Steve para a criação da universidade era a de manter a cultura após a sua morte", disse um participante.
Algumas perguntas ajudam a entender melhor a empresa: "Como estamos organizados?" e "como evoluímos para ser o que somos hoje?" Há um grupo dedicado cujo trabalho é estudar a Apple em detalhes.
A importância da especialização. A Apple University ensina aos funcionários que eles estão na empresa para serem os melhores em uma tarefa específica. Um participante descreve a diretriz usando uma analogia com a tradicional cultura da relojoaria suíça: "Havia um cara cujo trabalho era fazer uma roda dentada, e ele fazia isso perfeitamente".
Lições de fora da empresa. A Apple também estuda outras empresas para saber como elas tiveram sucesso ou fracasso. Um participante contou que uma aula inteira foi dedicada à ascensão e queda da A&P, uma cadeia americana de supermercados que tinha 5 bilhões de dólares em vendas e 4.252 lojas em 1958. Em 2012, a rede escapou da falência e encolheu para 320 lojas.
A Apple University é uma escola de negócios com o modo Apple de ser: de alta qualidade e com atenção impecável aos detalhes. (Fonte: Exame.com)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Semed recebe certificado de ‘Qualidade Total’ em educação

Há apenas um ano e meio à frente da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Juliana de Souza recebeu mais uma importante menção honrosa: o Certificado de Qualidade Total Brasil-Suíça, comenda destinada aos 100 melhores gestores da área de educação que tocaram, durante 2014, trabalhos de notória utilidade pública.
Conferidas pela União Brasileira de Divulgação (UBD), entidade que realiza consulta popular sobre o trabalho dos gestores municipais, as ações da Semed se destacam entre os 28 municípios paraenses e 3.950 municípios brasileiros. A pesquisa da entidade foi feita entre os meses de junho e agosto de 2014 em ministérios, portais de governo e projetos incluídos em leis de responsabilidade fiscal.
De acordo a UBD, foram realizadas ações que atendem aos requisitos de excelência em gestão pública “no tocante aos critérios de avaliação referentes a transparência, responsabilidade fiscal e comprometimento com a sociedade”.
A entrega da premiação aconteceu no último dia 12 de dezembro de 2014, em Recife, capital pernambucana. A secretária de Educação não pôde comparecer ao evento de recebimento do prêmio, pois a agenda no mês de dezembro estava comprometida com o fechamento do ano letivo no município. Dessa forma, a UBD teve o cuidado de mandar para Parauapebas o certificado, que chegou na última sexta-feira (30).
Como forma de agradecimento, a secretária compartilhou o certificado com a equipe da Semed na manhã de segunda-feira (2), no auditório I do Centro Administrativo da Prefeitura de Parauapebas.
De acordo com Juliana de Souza, menções honrosas como essa, que colocam Parauapebas mais uma vez no ápice do cenário nacional em nível de educação, são possíveis, graças à determinação do prefeito Valmir Mariano, em considerar educação de qualidade como prioridade absoluta na sua gestão.
“Essa certificação representa a união de esforços da equipe que compõe a Semed. São técnicos, pedagógicos, diretores, coordenadores, professores, pessoal de apoio, enfim, todos envolvidos em trabalhar em prol da qualidade da educação municipal, a fim de que esse importante serviço, para além de prêmios, alcance excelência e esta se reflita no aprendizado da razão de nosso existir, os alunos”, destaca a secretária.
Mais prêmios
Além do Certificado Qualidade Total Brasil-Suíça, a equipe da Semed já arrematou dois prêmios: Gestor Nota 10 (em 2013 e 2014) e Palma de Ouro (2014), que elevaram a educação do município ao posto de cinco estrelas, mostrando ações para melhoria da qualidade do ensino na última edição do “Anuário MultiCidades”, publicação de circulação nacional; e sobre infraestrutura escolar no mais recente levantamento realizado pelo portal especializado QEdu.
Qualidade Total
Em 2014, Parauapebas atingiu o segundo lugar geral no Pará no quesito qualidade da educação, medida pelo Ministério da Educação (MEC) por meio de seu Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com nota 5 no Ideb, Parauapebas ficou apenas um décimo atrás de Ulianópolis, que tirou nota 5,1. O município praticamente adiantou a nota que era esperada para entre 2016 e 2017.
Uma conquista desse nível só é possível graças a uma série de ações transparentes, responsáveis e socialmente eficientes, que têm impacto positivo sobre a vida de mais de 50 mil estudantes da educação infantil e do ensino fundamental. Decorre disso o fato de o município ser constantemente lembrado nas titulações nacionais que celebrem qualidade da educação.
Transparência
Parauapebas entrou 2014 desfilando na ala da educação por ter investido R$ 216.512.671,04 ao longo dos 365 dias de 2013. O balanço está no Portal da Transparência, nos relatórios da Secretaria do Tesouro Nacional e foi mencionado com destaque na edição 2014 do Anuário MultiCidades.
Aliados aos investimentos financeiros, a contratação de professores por meio de concurso público e a capacitação dos docentes já contratados por meio de cursos e formações constantes, que enaltecem habilidades e competências dos educadores locais para promoção de uma educação cada vez melhor. Tudo isso feito de maneira clara para os cidadãos e profissionais da educação.
Responsabilidade fiscal
Os repasses à conta do Fundo Municipal de Educação de Parauapebas (Fumep), administrada pela Semed, bem como os investimentos feitos com esses recursos, estão disponíveis à consulta pública por meio do Portal da Transparência, para que todos tenham acesso ao que a secretaria vem fazendo em benefício da comunidade escolar.
Secretaria com contabilidade enxuta, a Semed faz investimentos em educação de nível superior até mesmo ao que é preconizado em lei. A titular da pasta da Educação lembra que os municípios são obrigados a investir, no mínimo, 25% de seu orçamento em educação. Em Parauapebas, a Lei Orgânica do Município estabelece, no mínimo, 27%. “Ainda assim, em 2013 investimos 33% de nossa receita em educação”, informa Juliana de Souza.
Responsabilidade social
O prefeito Valmir Mariano fechou seus dois primeiros anos de gestão entregando 12 escolas à comunidade, beneficiando 11.500 estudantes e eliminando 11 anexos. Nunca na história do município, em tão pouco tempo, viu-se um trabalho tão ágil e eficiente, apesar de árduo e contínuo.
Todas essas ações colocam Parauapebas no topo dos indicadores de educação, com índice de analfabetismo menor que o do Brasil; com mais crianças na escola em relação à média nacional; e com uma taxa de distorção idade-série caindo anualmente, para felicidade dos gestores. (Texto e foto: Luzandra Vilhena | Semed)

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Uepa abre seleção para doutorado em convênio com a USP

No período de 25 de fevereiro até o dia 4 de março de 2015, estarão abertas as inscrições para seleção ao Programa de Doutorado Interinstitucional (Dinter) entre a Universidade do Estado do Pará (Uepa) e a Universidade de São Paulo (USP). São ofertadas 18 vagas para o Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa. O Dinter é regido pelo convênio acadêmico entre as duas instituições, aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em 25 de novembro de 2014.
Para se inscrever, o candidato deve preencher o formulário eletrônico na página do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da USP na internet e enviar comprovante da graduação: cópia do diploma (frente e verso) ou certificado de conclusão do curso superior; histórico escolar em que conste a data da colação de grau; currículo lattes, sem comprovantes; RG (não serão aceitos outros documentos de identidade) e CPF; RNE ou passaporte, para estrangeiros; diploma de mestrado (frente e verso); projeto de pesquisa; comprovante de anuência da Uepa, expedido pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp); e declaração informando qual a língua estrangeira escolhida para a prova de proficiência ou certificado de proficiência em língua estrangeira válido.
A seleção é composta por três etapas: prova de proficiência em língua estrangeira (inglês, francês, espanhol, italiano ou alemão – a opção pela língua estrangeira deve ser feita no ato da inscrição); prova dissertativa e entrevista sobre o currículo e o projeto de pesquisa.
A prova de proficiência em língua estrangeira será aplicada no dia 10 de março deste ano, das 16 às 18 horas. Os candidatos aprovados na primeira etapa passarão a fazer a prova escrita, no dia 11 de março, das 9 às 13 horas. Para a terceira etapa passarão aqueles que atingirem a nota mínima 7. Eles serão entrevistados no dia 12 de março, a partir das 9 horas.
O resultado final do processo seletivo será divulgado na página do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa e na página da pós-graduação do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Mais informações no site da Uepa. (Janine Bargas / Uepa)

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Raios

by J.Bosco

domingo, 1 de fevereiro de 2015