terça-feira, 30 de setembro de 2008

Situação da água em Parauapebas (IV)

d) Construção de Estação Elevatória de Água Tratada
Para levar a água tratada da estação de tratamento de água para o reservatório do bairro Betânia, foi necessário a construção de uma estação elevatória de água tratada, com a finalidade de fazer o bombeamento da água até o reservatório e conter o desnível, já que o reservatório do Betânia se localiza atrás do morro das Torres, e bem acima da cota de adução de água tratada da ETA.

Nesta elevatória foram instalados dois conjuntos motor-bomba de 250 CV e capacidade de bombeamento de 760 m3/h (essa vazão é para cada um dos conjuntos, vistos que os mesmos operam alternadamente), e a mesma foi projetada para atender a uma população de 86.400 habitantes, isso quando do seu funcionamento por completo, porque hoje ela funciona com apenas 50% de sua capacidade operacional.


Elevatória de água tratada, localizada no Loteamento São José, na área da Estação

e) Construção de torre de carga
Para que fosse vencido o desnível do terreno e manter a pressão na rede de adução de água tratada (adutora que leva água para abastecimento do reservatório do bairro Betânia), foi construída uma torre da carga localizada num morro próximo ao bairro Nova Vida.

Essa torre de carga serve como câmara de contenção de desnível para a água que é bombeada da estação elevatória de água tratada para que possa seguir por gravidade até o reservatório do Betânia, diminuindo os custos operacionais do sistema com bombeamento.


Vista da torre de carga no morro do bairro Nova Vida

f) Instalação de rede adutora de ferro fundido
Para conduzir toda a água produzida na ETA, e que passa tanto pela elevatória quanto pela torre de carga, foram instaladas mais de 8.000 metros de adutoras de ferro fundido, que tem a função de abastecer o reservatório de água do bairro Betânia (RAP 02). O material que a adutora foi construída tem uma resistência e durabilidade maior (ferro fundido).

5. OBRAS EM ANDAMENTO (2008)
Com base no planejamento de expansão e melhorias operacionais no sistema de abastecimento de água, e também como forma de procurar resolver o problema da intermitência no fornecimento de água na cidade, foi contrata uma outra consultoria com uma equipe de projetistas especializados na construção e operação de estações de tratamento de água.

O sistema apresentado pelos projetistas para as novas estações foi baseado em uma nova tecnologia do tratamento de água denominada de dupla filtração, de fácil operação e muito utilizada hoje em dia no Brasil.

As estações serão todas automatizadas, desde a captação até o processo de desinfecção da água, facilitando a manutenção e operação do sistema e melhorando a eficiência operacional.

Foi proposta então em conjunto com o Saaep a construção de três novas estações de tratamento de água, com produção estimada na ordem de 360 L/s, dobrando assim a capacidade produtiva do atual sistema. Só que no ano de 2008 só se iniciou a construção das ETAs do bairro Liberdade II, que terão uma capacidade de vazão de 240 L/s, ficando a ETA do Caetanópolis para outra etapa. (continua)

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Nota de protesto

Raimundo Cabeludo, presidente do Diretório Municipal do Partido Verde (PV), vem, de público, protestar contra a truculência com que se apresentou a Polícia Militar do Pará, na tarde de sexta-feira passada em Parauapebas, quando interveio numa passeata do candidato a vereador e cidadão de bem Demerval Moreno, chegando ao cúmulo de algemar o nosso partidário, com o único intuito de exibir força e poder.


A PM do Pará, mal-afamada mundialmente pelo episódio que protagonizou na “Curva do S”, em Eldorado do Carajás, no dia 17 de abril de 1996, demonstra não ter tirado daquela desproporcional e sangrenta operação a lição de que ela existe, às custas do contribuinte, para proteger, e não para intimidar o cidadão.


No caso de sexta-feira última, a Polícia Militar do Pará se armou contra mais de 300 pessoas, que democrática e pacificamente propagavam idéias e propostas em favor do desenvolvimento da comunidade. Ninguém ali oferecia risco a ninguém e, de repente, todo mundo se viu sob o poder de fogo de uma tropa que, mais uma vez, se excedeu.


Parauapebas, 27 de setembro de 2008


Raimundo Cabeludo Nonato Vieira
Presidente do PV em Parauapebas

domingo, 28 de setembro de 2008

Águia se classifica para próxima fase da série C e Paysandu fica fora da competição

O Águia de Marabá empatou em 1 a 1 neste domingo (28), em Marabá, com o Luverdense (gols de Paulinho, aos 35 minutos do primeiro tempo, e de João Pedro, aos 41 minutos da etapa complementar) e se classificou para a fase seguinte do campeonato brasileiro da série C, enquanto o Paysandu perdeu de 2 a 1 para o Rio Branco e ficou fora do campeonato.

Os gols do Rio Branco foram marcados por Rodrigo, aos 12 minutos, e por Zé Marco, aos 45 do primeiro tempo. O gol do Paysandu foi marcado por Samuel, aos 44 minutos do segundo tempo.

O Águia se torna agora o único time representante do Pará na série C. O próximo jogo do time marabaense é contra o Guarany, no Mangueirão, em Belém.

Com a desclassificação do Papão, a situação do técnico Dário Lourenço fica complicada.

sábado, 27 de setembro de 2008

Calendário eleitoral3

30 de setembro (5 dias antes das eleições)
· Data a partir da qual, e até 48 horas depois do encerramento da eleição, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto (Código Eleitoral, art. 236, caput).

· Último dia para os partidos políticos e coligações indicarem aos juízes eleitorais representantes para o Comitê Interpartidário de Fiscalização, bem como os nomes das pessoas autorizadas a expedir as credenciais para fiscais e delegados (Lei nº 9.504/97, art. 65).

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Águia empata com Paysandu em 1 a 1

O time do Águia de Marabá acaba de empatar em 1 a 1 com o Paysandu, em Belém, partida válida pelo campeonato brasileiro da série C.

Os gols foram marcados por Paulo de Tássio (aos 18 minutos do primeiro tempo), pelo Paysandu, e Felipe Mamão (aos 40 minutos da etapa complementar).

Em Lucas do Rio Verde (MT), jogam neste momento Luverdense e Rio Branco (AC).

______________________
Atualizado às 23h28

Na partida agora há pouco no Mato Grosso, entre Luverdense e Rio Branco, o time acreano venceu o jogo pelo placar de 1 a 0, gol assinalado por Rossini, aos 16 minutos do segundo tempo.

Com os dois resultados desta quarta-feira (24), o Rio Branco figura com 10 pontos, Paysandu e Águia com 8, cada, e Luverdense, na lanterna, com apenas um ponto.

No próximo domingo (28), Águia de Marabá recebe no estádio Zinho Oliveira o Luverdense e Paysandu vai ao Acre enfrentar o Rio Branco.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Situação da água em Parauapebas (III)

Essa manobra também veio solucionar um outro problema, que é a falta de pressão nas pontas de rede (devido a intermitência) nos bairros periféricos, como parte do Guanabara e Liberdade I, Betânia e Casas Populares II.

Nesses bairros, por se localizarem mais distantes do reservatório, o tempo para a estabilização da pressão interna na rede de abastecimento tende a ser maior. Os mesmos só recebiam água no período noturno, quando a demanda em outras partes da cidade já havia diminuído. O mesmo problema também ocorre nas partes mais altas da cidade.

Com as manobras de registros, essa situação foi amenizada, pois a pressão na rede tende a se estabilizar entre duas e três horas depois da abertura dos registros. Com a produção da ETA, o nível do reservatório se mantém estável por um período maior, e esses bairros periféricos são abastecidos por um período maior.

4. OBRAS EXECUTADAS NO PERÍODO DE 2005 a 2007
No mês de fevereiro de 2005, a Prefeitura Municipal, através do Saaep, assumiu de fato a gestão do sistema de abastecimento de água da cidade, que até então estava a cargo da empresa Condominium, contratada apenas para operar o sistema de abastecimento de água, pois ficavam a cargo da prefeitura os investimentos quanto a parte de expansão e melhoria do sistema.

Em maio, quando foi diagnosticado o problema no sistema de abastecimento de água, a prefeitura contratou uma empresa de consultoria para dar suporte às ações que deveriam ser tomadas para solucionar o problema a curto, médio e longo prazo.

Foi então proposta a continuação do antigo projeto que se iniciou em 1994, onde seriam executadas as outras etapas que não foram construídas até então, como a instalação do 4º conjunto motor-bomba no sistema de captação de água no rio Parauapebas, construção da 3ª célula de tratamento na casa de química e reservação.

A nova concepção de ampliação do sistema de abastecimento de água teve algumas ressalvas e modificações do projeto anterior, tendo em vista o crescimento populacional da cidade, setorização hidráulica e ao atendimento a outras partes da cidade, onde foram propostas e executadas as seguintes obras:

a) Ampliação do sistema de captação de água no Rio Parauapebas
Esta obra se iniciou no mês de novembro de 2005. Foi instalado o 4º conjunto motor-bomba de 175 CV e capacidade de bombeamento de 440 m3/h, que foi interligado ao sistema de adução da água bruta da Estação de Tratamento de Água.

Também foram executadas obras de recuperação da balsa de sustentação do sistema de captação, pois muitos flutuantes, cabos e vigas da estrutura da balsa estavam deteriorados.



Sistema de captação de água no rio Parauapebas, após recuperação das estruturas da balsa e instalação do 4º motor-bomba

b) Construção da 3a célula na Estação de Tratamento de Água
Na ETA, onde ocorrem as etapas de tratamento da água, foi construída a 3º célula de tratamento, que viria a completar o projeto inicial do sistema de abastecimento de água de Parauapebas.

A obra se iniciou no ano de 2006, ficando um tempo parada por problemas contratuais com a empresa executora da obra, vindo a mesma a ser concluída em maio de 2007. A mesma seguiu os mesmos padrões das outras duas, sendo composta por câmaras de floculação, decantador, filtros e tanque de contato, o qual foi interligado ao tanque de contato antigo, para abastecer o reservatório do bairro Bela Vista, hoje denominado de RAP 01 (reservatório apoiado).



Terceira célula na Estação de Tratamento de Água

c) Construção de reservatório apoiado com capacidade para 4 milhões de litros
Como a nova concepção era fazer uma setorização no sistema de distribuição de água da cidade para melhorar a pressão na rede, foi proposto não mais construir um compartimento do reservatório antigo de 3 milhões de litros no bairro Bela Vista, e sim um novo reservatório no bairro Betânia, com capacidade para 4 milhões de litros, onde o mesmo atenderia somente aos bairros pertencentes ao Complexo Altamira. (continua)



Vista do reservatório do bairro Betânia (RAP 02)

Inversão de valores


Pesquisa revela: Darci tem 54% e Bel 33%

Nova pesquisa elaborada pelo Ibope Inteligência revela que se as eleições fossem agora o candidato Darci José Lermen (PT) seria reeleito prefeito de Parauapebas com 54% das intenções de votos, contra 33% de Bel Mesquita (PMDB), 2% de Rui Ildebrando (PTN), 1% de Alessandro Spinelli (PTdoB), 1% de Cláudio Almeida (PR) e 1% de Marden do Psol.

Candidatos
Darci Lermen: 54%
Bel Mesquita: 33%
Rui Ildebrando: 2%
Claudio Almeida: 1%
Marden do Psol: 1%
Alessandro Spinelli: 1%
Branco/nulo: 2%
Não sabe: 6%

Avaliação da administração do prefeito
Ótima: 27%
Boa: 33%
Regular: 24%
Ruim: 6%
Péssima: 8%
Não sabe: 1%
Não respondeu: 1%

Aprovação da administração petista
Aprova: 70%
Desaprova: 25%
Não sabe: 4%
Não respondeu: 1%

Entrevistados: 406 pessoas
Período: de 17 a 19 de setembro
Registro: 1.625/2008
Margem de erro: 5%

Nota de esclarecimento da Vale

Com relação ao empreendimento de níquel Mineração Onça Puma (MOP), a Vale informa que:

1. O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (Brasília) negou o recurso do Incra na ação ajuizada contra a Mineração Onça Puma (MOP), que pedia a suspensão das atividades da MOP e cuja liminar havia sido negada pela Justiça Federal de Marabá (PA);

2. Na decisão datada de 12 de setembro, publicada dia 17 de setembro, o desembargador afirma que, "com base na percepção de que há flagrante incompatibilidade entre a atividade minerária, que só pode se realizar no local onde está a jazida, frente aos interesses da reforma agrária, que pode ter os assentamentos deslocados para outro lugar, sem maiores prejuízos, foi que o ilustre presidente do Incra determinou a desafetação da área. Assim, pelo que se apresenta nos autos, o interesse do agravante em ver assegurados os anseios populacionais de reforma agrária na região não mais existe, ante a inequívoca decisão de seu presidente."

3. O Tribunal refere-se ainda à questão dos possíveis impactos ambientais mencionados pelo Incra na ação, que pedia "a retirada de todo e qualquer maquinário destinado à extração mineral que provoque qualquer poluição ambiental". Segundo a decisão do desembargador, "no que concerne à sua preocupação quanto aos possíveis impactos ambientais decorrentes da atividade minerária, parece-me que esses 'problemas' não existem ou, se existem, já estão sob a tutela da autoridade pública competente, no caso a Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente do Estado do Pará, que, após apresentado o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA), e verificado o cumprimento das exigências ambientais pertinentes, expediu as licenças de instalação e de operação."

4. A MOP é titular de direitos minerários devidamente concedidos pela União. O alvará de pesquisa, originalmente concedido em 1974, foi sucessivamente renovado, uma vez que a aprovação do relatório final de pesquisa e a concessão da lavra datam de 2006. Os direitos de mineração concedidos à MOP precedem em muitos anos a destinação da área, pelo Incra, para reforma agrária, o que ocorreu em 1991 e 1998, respectivamente;

5. A MOP reitera que sua atuação tem sido sempre no sentido de empreender uma atividade lícita, produzir desenvolvimento econômico para a região e gerar milhares de postos de trabalho.

O ciumento

CRÔNICAS DO PC

Vou contar a história do casal mineiro que há muito tempo reside no Pará. Não vou dizer a cidade onde mora, porque quero evitar especulações de um problema que é somente deles. Ninguém tem nada a ver com o caso, com exceção de quem escreve, e tem certa liberdade de esmiuçar a vida alheia, tomando cuidado de não expor ao ridículo as pessoas, evitando constrangimentos.

O casal é um exemplo de vida a dois. Faz mais de 25 que são casados. Filhos criados, independentes, nenhum morando perto deles. Os três rebentos residem em capitais do Sudeste brasileiro.

Para dar nome ao casal, vou lhes chamar de Beto e Tina. Ela, uma “quarentona” ainda vistosa, imaginemo-na quando era mais nova. Deveria ter sido um pedaço e tanto de mulher. Ele, aposentado de uma grande empresa de comércio exterior. Hoje, para não ficar ocioso, faz bico, lecionando direito internacional numa faculdade pertencente a uma fundação, aproveitando sua condição de bacharel em direito.

Os dois sempre foram felizes, não obstante as briguinhas permanentes entre eles, pelo ciúme doentio de Beto, que imagina coisas inconcebíveis, dentre as quais um rival cortejando Tina, o que lhe deixa irritado, procurando galhos na cabeça.

Dado as condições de marido ciumento que não pode perder Tina de vista, ou melhor, quer saber onde ela está e o que faz, fica telefonando de hora em hora. Aprendeu até a farejar o ar, aguçando o faro, dentro de casa, vendo se descobre cheiro diferente que se relacione com homem. Tina nem se importa, pois mulher honesta e fiel igual a ela não existe. Acha até interessante Beto ficar percorrendo os compartimentos da casa, andando de quatro, imitando o cachorro, cheirando assoalho, tapetes, maçanetas de portas, lençóis, colchão de camas e o vaso sanitário, querendo descobri cheiro diferente, desconhecido, de homem, em qualquer situação, e fica imaginando coisas inconcebíveis.

Não é para brincadeira o ciúme de Beto. Se Tina não fosse uma mulher compreensiva, educada, pacata, não suportaria tanta desconfiança partida do marido. Um psicólogo havia lhe dito um dia que o ciúme é uma emulação de um sentimento possessivo, que deixa o ciumento desconfiado, a maioria das vezes fora da realidade, como é o caso de Beto.

Certa vez, o incrível aconteceu: Tina entrou para o banheiro disposta a tomar um banho morno. Conduzia uma toalha enrolada na cintura, além de roupa íntima para trocar. Beto, sempre desconfiado, ficou pensando, fazendo conjecturas, o que poderia acontecer com sua mulher trancada no banheiro, tendo ao alto, pregado na parede!...

Não terminou o pensamento e deu um salto da cadeira, exclamando, chamando pelo nome de Tina e falando a toda altura:

- Abra a porta e deixa-me entrar. Quero tirar o safado desse cabide do banheiro. Tina apenas riu das loucuras ciumentas de seu marido.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Trabalhadores rurais ocupam área da Vale em Ourilândia

Cerca de 150 trabalhadores rurais ocupam desde a manhã desta segunda-feira (22) as intalações da mineradora Onça Puma, do grupo Vale, que explora níquel no município de Ourilândia do Norte.

Os trabalhadores são oriundos dos projetos de assentamentos Campos Altos e Tucumã, criados pelo Incra, nos municípios de Ourilândia do Norte, Tucumã e São Félix do Xingu.

As organizações de apoio aos trabalhadores rurais denunciam que 83 famílias tiveram os lotes comprados pela Vale e que muitos assentados pela reforma agrária estão sendo desrespeitados em seus direitos. Uma ação contra para investigar a situação já se encontra na justiça.

Os manifestantes alegam que tiveram lavouras de cacau e casas destrídas. A hipertrofia do poder da Vale foi registrada pela agilização em Brasília em favor da companhia, no mesmo período em que o presidente da República celebrava ampliação das fábricas de alumínio no município de Barcarena. (Rogério Almeida - http://rogerioalmeidafuro.blogspot.com/)

Projeto Esporte Participativo em Parauapebas

Autoridades e desportistas de Parauapebas recebem na próxima quarta-feira (24), a partir das 18 horas, no auditório da Câmara Municipal, o secretário adjunto de Esporte e Lazer do Estado, José Otávio de Vasconcelos Carepa, para cerimônia de lançamento do Projeto Esporte Participativo.

Na oportunidade, marcam presença na solenidade representantes dos municípios de Marabá, Piçarra, Xinguara, Conceição do Araguaia e Nova Ipixuna.

PAZ


domingo, 21 de setembro de 2008

Paysandu aplica 3 a 1 no Luverdense

O time do Paysandu acaba de fazer 3 a 1 na equipe do Luverdense (MT), partida válida pelo campeonato brasileiro na série C, em Belém.

Os gols foram marcados por Gauchinho (de pênalti, aos 39’2º), pelo Luverdense, e por Boiadeiro (aos 19 e 24’2º) e Torrô (aos 45’2º), pelo Paysandu.

Daqui a pouco, às 19 horas, Águia de Marabá e Rio Branco se enfrentam na cidade de Rio Branco, no Acre.

____________________________

Atualizado às 21h03

O time do Águia de Marabá acaba de ser derrotado pela equipe do Rio Branco, no Acre, pelo placar de 4 a 0, gols assinalados por Testinha (aos 14 e 23 minutos do primeiro tempo), Eleilson (aos 27’1º) e Lei (aos 41’1º).

Com este resultado, Rio Branco fica na primeira colocação (sete pontos), Paysandu em segundo (sete pontos), Águia de Marabá em terceiro (sete pontos) e Luverdense em último lugar (um ponto).

Na próxima quarta-feira (24), Águia joga com Paysandu, em Belém, e Rio Branco com Luverdense, em Lucas do Rio Verde (MT).

sábado, 20 de setembro de 2008

Nota de repúdio

A direção da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop) vem a público manifestar desagravo e irrestrita solidariedade ao repórter Ronaldo Modesto Pereira, popularmente conhecido por “Vela Preta”, do jornal Correio do Tocantins, de Marabá, que foi ameaçado pelo ex-vereador Devanir Martins, quando o repórter cobria matéria sobre lesão praticada por um filho do ex-parlamentar contra um jovem.

Segundo “Vela Preta”, ao procurar Devanir Martins para obter esclarecimentos sobre o episódio envolvendo o filho deste na Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap), o ex-vereador agiu agressivamente contra o profissional de imprensa, ameaçando-o verbalmente, com as seguintes palavras: “Se essa matéria sair no jornal tu vais se ver comigo”, entre outras ameaças.

A Aicop repudia com veemência o incidente, ao mesmo tempo em que solicita providências cabíveis por parte das autoridades competentes, inclusive com proteção ao repórter ameaçado.

Waldir Pereira Silva
Presidente da Aicop

Calendário eleitoral2

20 de setembro (15 dias antes das eleições)
· Data a partir da qual nenhum candidato poderá ser detido ou preso, salvo em flagrante delito (Código Eleitoral, art. 236, § 1º).
· Último dia para os partidos políticos e coligações impugnarem os programas de computador a serem utilizados nas eleições (Lei nº 9.504/97, art. 66, § 3º).
· Último dia para a requisição de funcionários e instalações destinados aos serviços de transporte e alimentação de eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação (Lei nº 6.091/74, art. 1º, § 2º).
· Data em que deve ser divulgado o quadro geral de percursos e horários programados para o transporte de eleitores para o primeiro e eventual segundo turnos de votação (Lei nº 6.091/74, art. 4º).

23 de setembro (12 dias antes)
·
Último dia para a reclamação contra o quadro geral de percursos e horários programados para o transporte de eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação (Lei nº 6.091/74, art. 4º, § 2º).

25 de setembro (10 dias antes)
·
Data em que todos os recursos sobre pedidos de registro de candidatos devem estar julgados pelo Tribunal Superior Eleitoral e publicadas as respectivas decisões (Lei Complementar nº 64/90, art. 3º e seguintes).
· Último dia para o eleitor requerer a segunda via do título eleitoral (Código Eleitoral, art. 52, caput).
· Último dia para o juiz eleitoral comunicar aos chefes das repartições públicas e aos proprietários, arrendatários ou administradores das propriedades particulares, a resolução de que serão os respectivos edifícios, ou parte deles, utilizados para o funcionamento das mesas receptoras no primeiro e eventual segundo turnos de votação (Código Eleitoral, art. 137).

26 de setembro (9 dias antes)
· Último dia para o juiz eleitoral decidir as reclamações contra o quadro geral de percursos e horários para o transporte de eleitores, devendo, em seguida, divulgar, pelos meios disponíveis, o quadro definitivo (Lei nº 6.091/74, art. 4º, § 3º e § 4º).

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Situação da água em Parauapebas (II)

A ETA até então só tinha capacidade para atender a uma população de 70.200 habitantes (computando as perdas no sistema). Na época, já estavam ligadas ao sistema 12.251 ligações, perfazendo uma população estimada na ordem de 61.255 habitantes, sem contar com as ligações clandestinas existentes no sistema e não computadas.

Em 2004, após a expansão da rede no Complexo Altamira, foram efetuadas cerca de 3 mil ligações de água ao sistema, ou seja, para atender aproximadamente 15 mil pessoas, totalizando uma população atendida com os serviços de abastecimento de água na ordem de 76.255, ou seja, 8% a mais da capacidade do sistema.

Além do mais, deve-se considerar as perdas físicas e não físicas no sistema de abastecimento de água (tratamento e distribuição), que chegam à ordem de 35% da capacidade de produção, ou seja, 315 m3/h, e que devem ter aumentado substancialmente com essas novas expansões, principalmente no Complexo Altamira, onde é difícil a fiscalização porparte do Saaep, devido ao forte crescimento populacional desses bairros.

Então, os bairros ora atendidos regularmente com água passaram a sofrer com a falta. Isso se deu mais especificamente a partir do mês de maio de 2005, com o aumento da demanda sem aumento da produção. Toda a população passou então a sofrer com o racionamento em todos os bairros.

Assim, de acordo com as estimativas do IBGE, Parauapebas teria um contingente populacional de aproximadamente 88.519 habitantes em 2004, mas nesse mesmo ano falava-se numa população na casa dos 110 mil habitantes, o que pode com certeza aumentar o número de atendimento de água pelo sistema, podendo chegar à casa dos quase 25% a mais da capacidade do sistema de abastecimento de água.

b) Rede de abastecimento de água
A rede principal de adução, que parte do reservatório do bairro Bela Vista e tem uma extensão de 476 metros e diâmetro de 600 mm, foi construída na época em fibra de vidro, material este que nesse período no Brasil estava em fase de teste, e que foi instalada aqui em Parauapebas se rompe constantemente.

Esse tipo de tubulação é resistente a pressões internas (de dentro para fora). Com o problema do desabastecimento de água na cidade, a rede de adução acaba se esvaziando muitas vezes ao dia, e a pressão externa (de fora para dentro) aumenta substancialmente, ocasionando a movimentação da tubulação, provocando tensões indesejadas e diminuindo a resistência mecânica da tubulação levando a ruptura.

Somente nesses últimos anos, a tubulação de fibra de vidro se rompeu 12 vezes. Numa das últimas vezes, quando a rede se rompeu na Rua Santa Helena com Dom Pedro I, a cidade ficou sem água por quatro dias, pela dificuldade de fazer os reparos e encontrar conexões, pois as outras adutoras que são interligadas à de fibra de vidro são de ferro fundido, dificultando a junção.

Uma maneira encontrada para tentar solucionar este problema em curto prazo, sem que precise fazer a substituição da adutora de imediato (ferro fundido), foi fazer manobras (abertura e fechamento em horários programados) nos registros das adutoras secundárias (500 mm a 300 mm), onde são fechados os quatro registros principais que alimentam os quatros núcleos da cidade, deixando assim a rede principal de adução (que é de fibra de vidro) sempre cheia, ou seja, com pressão positiva, minimizando os riscos de rompimento. (continua)

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Conama define sobre destinação correta de pilhas e baterias

O secretário municipal do Meio Ambiente, Luiz Barbosa Vieira, esteve em Brasília nos dias 10 e 11 de setembro, participando da 91ª reunião ordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Como membro do conselho, que é presidido pelo ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, o secretário parauapebense tem participado ativamente de todas as reuniões ordinárias que acontecem trimestralmente e ajudado a aprovar todas as resoluções pertinentes à política ambiental nacional.

Entre as várias resoluções aprovadas na 91ª reunião, destaca-se a resolução referente ao descarte e a destinação ambientalmente correta pelos estabelecimentos comerciais de pilhas e baterias.

O texto aprovado, com a participação de Luiz Vieira, reduziu o teor de metais pesados em comparação à Resolução 257/99, atualmente em vigor. Esses metais pesados e prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente, como mercúrio, cádmio e chumbo, terão redução de até 95% nas pilhas e baterias fabricadas no Brasil ou importadas legalmente.

Para o recebimento das pilhas e baterias inservíveis, os supermercados, farmácias e outros postos de venda terão até dois anos para se preparar para disponibilizarem pontos para o recolhimento. Todo resíduo recebido terá que ser destinado de forma ambientalmente adequada pelos fabricantes e importadores.

Nesse período de 24 meses, os setores público e privado promoverão campanhas educativas para o consumidor, bem como orientações para o comércio.

Imagem


Repórter é ameaçado por ex-vereador

O fato se deu na manhã da última quarta-feira (17), após denúncia de agressão e lesão corporal registrada na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, em Parauapebas, pela dona-de-casa Leila Resplandes, mãe da vítima, o adolescente de iniciais L.R.C, 17 anos de idade, que teria sido ferido na cabeça a golpe de garrafa, na noite de sábado (13), no interior da Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap), desferido pelo também adolescente de iniciais F.M, filho de Devanir Martins, ex-vereador, e da atual vereadora Percília Rosa Martins.

Na manhã de quarta-feira (17), a mãe do adolescente que teria sido ferido denunciou o caso ao Conselho Tutelar e também à imprensa.

Procurado pela reportagem, Devanir Martins agiu agressivamente com o profissional de imprensa Ronaldo Modesto, repórter do jornal Correio do Tocantins, de Marabá, e também lhe ameaçou verbalmente. “Se essa matéria sair no jornal tu vai ver. Tu queres é dinheiro, não é? Uns mil reais, né? Não vou te dar, não”, disse o ex-vereador, momento em que o repórter respondeu que não estava ali para se vender e sim para apurar os fatos e fazer a reportagem.

Vale ressaltar que meses atrás esse mesmo filho do ex-vereador foi pego pela polícia num posto de combustíveis da cidade repassando dinheiro falso. A matéria foi divulgada na imprensa.

Após deixar a casa do ameaçador, Ronaldo Modesto registrou boletim de ocorrência na 20ª Seccional de Polícia Civil. Devanir ficou de ser intimado para comparecer à delegacia nesta sexta-feira (19), às 16 horas. (Caetano Silva)

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Angélica e Marcela se classificam para final do Paraíba Pop Star


Angélica Souza Nunes (foto) e Marcela Marques, ambas de Parauapebas, são as duas finalistas do concurso Paraíba Pop Star. A final do festival de música vai acontecer dia 10 de outubro, em Marabá, com semifinalistas de outras cidades.


O evento tem como objetivo fazer intercâmbio e troca de experiências entre músicos, intérpretes, poetas e artistas que venham valorizar a produção musical e cultural das cidades onde o Armazém Paraíba atua.


Premiação
A premiação para os três primeiros classificados no concurso Paraíba Pop Star é a seguinte: 1º lugar: R$ 12 mil; 2º lugar: R$ 8 mil; e 3º lugar: 4 mil.

Águia e Paysandu empatam com Rio Branco e Luverdense

O Águia de Marabá empatou em 0 a 0 com o Rio Branco (AC) na noite desta quarta-feira (17), no estádio Zinho Oliveira, em Marabá. O Paysandu empatou também em 0 a 0 com o Luverdense, em Lucas do Rio Verde (MT).

Com esses resultados, o Águia lidera isolado na série C com 7 pontos, o Paysandu e Rio Branco com 4, e Luverdense com apenas um ponto.

No próximo domingo (21), o Águia joga com Rio Branco, em Rio Branco, e o Paysandu em Belém, com Luverdense.

Pesquisa em Canaã dos Carajás

Acompanhe pesquisa divulgada em Canaã dos Carajás esta semana pelo Ibope.

Anuar: 33%
Ribita: 26%
Jeová: 18%
Valdemar: 9%
Zé Carlos: 1%
Toninho: 0%
Júlio: 0%
Brancos/nulos: 3%
Não sabem: 10%

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Virgilina pisou na bola

CRÔNICAS DO PC

Dona Maria de Sousa foi em vida uma mulher lutadora e fiel aos seus princípios morais. Ensinaram-lhe os pais a necessidade de ser honesta e dedicada ao lar, obediente ao esposo e bem cuidadosa com os filhos. Nunca recebeu outra noção de liberdade, a não ser ao lado do marido.

Morava em uma fazenda no agreste pernambucano. Corria o ano de 1932 e uma seca avassaladora assolava a maioria dos estados nordestinos. A fome e a sede judiavam com o pobre sertanejo sem posses, obrigando-o a fugir, procurando novos rumos para a vida, uma maneira sofredora de evitar morrer à mingua no canto onde nasceu.

Levas de retirantes deixavam o Ceará e Piauí, e vagavam pelas estradas poeirentas montados em jumentos, mulas, cavalos ou a pé, sem “eira nem beira”, nem saber para onde ir. Grande parte morria enfraquecida pela falta de alimentos.

Mães desesperadas entregavam filhos por onde iam passando, na esperança de que, adotados, poderiam sobreviver. Foi o caso de Dimas, criança negra de quatro anos, que ficou sob os cuidados de dona Maria de Sousa, juntando aos seus quatros filhos, dois homens e duas mulheres, dentre os quais Virgilina, menina sapeca, diferente, a que deu mais trabalho para ser criada e tomar tendência de gente direita.

Quando Florêncio, o marido de dona Maria de Sousa, morreu de ataque cardíaco, a mulher ficou desesperada, temerosa de não conseguir criar os quatros filhos do casal e Dimas, o negro adotado.

De mãos nos recursos herdados do finado, dona Maria de Sousa, jovem viúva, procurou administrar o espólio com segurança, cuja finalidade era garantir a manutenção e educação dos filhos.

Teve capacidade de gerenciamento. Sustentou os recursos deixados, investindo na educação da prole. Sem sair de casa ficaram Virgilina e Dimas, ajudando nos afazeres da fazenda. Os dois sempre ouvindo conselhos de dona Maria de Sousa, orientados para o conservadorismo da época. Para Virgilina, não cansava de dizer, preocupada em ela afirmar não querer seguir regras ditadas pelos costumes: "Cuidado, minha filha. A honra da mulher é a virgindade. E tem de ser preservada, aguardando o casamento".

Virgilina seguiu as regras, a duras penas, se esforçando para não decepcionar. Foi dureza, mas conseguiu chegar aos 25 anos pura, embora sofresse com freqüência de pesadelos pela falta de homem. E casamento, nem se falava, o pretendido não aparecia.

Virgilina, um dia, perturbada por pensamentos confusos, determinou para si mesmo: "Velha eu ficarei. Moça velha? Jamais!". E deu... deu... e deu... Dentre as deitadas e estripulias, deu passadas erradas, sem se resguardar.

Naquele tempo não existia preservativos e aconteceu de Virgilina pegar barriga, depois de ter um caso às escondidas com um jovem viajante potiguar, descendente de suecos, vendedor ambulante de bugigangas. Foi um Deus nos acuda, depois que o caso ficou por conta dos linguarudos, comentado de boca em boca.

A salvação da honra da família deveu-se a Dimas, que não admitia mais comentários maldosos, e assumiu o débito dos outros, pondo a culpa em sua pessoa. Tudo combinado. Só foi o vigário aparecer em desobriga e casou-se com Virgilina. Viveran felizes por muitos anos. Tiveram oito filhos. Um branco e sete negros, e os dois não admitiam explicações a ninguém sobre a criança loura de olhos verdes, que os mais maldosos chamavam de Vi King.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Situação da água em Parauapebas (I)

Acompanhe a verdadeira situação da água em Parauapebas. Trata-se de um relatório técnico elaborado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep).
Por ser longo, o estudo será publicado neste blog em várias partes.
Vamos lá, então, à primeira delas.

1. HISTÓRICO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA
O sistema de abastecimento de água do município de Parauapebas foi inicialmente projetado para atender a uma população de cinco mil habitantes, através de um sistema de captação de água do rio Parauapebas. Entretanto, devido às falhas nas instalações, a captação e o tratamento de água não foram suficientes para encher o reservatório elevado, localizado no bairro Cidade Nova, mesmo funcionando em regime contínuo.

Em face a este problema, a então CVRD, em parceria com a Prefeitura de Parauapebas, apresentou ao Banco Mundial um projeto de saneamento básico para a cidade, projeto este que foi aceito e colocado em implantação.

É importante salientar que o presente projeto apresentou uma inovação tecnológica na implantação dos sistemas de abastecimento de água no Estado do Pará, no que se refere às redes de distribuição, com a implementação do sistema condominial de distribuição de água e coleta de esgoto sanitário.

Esse projeto foi implantado na década de 90, tendo seu início no ano de 1994, onde foi construída uma Estação de Tratamento de Água e quatro estações de tratamento de esgoto, que na época atendiam uma parcela significativa da população.

O projeto ainda previa a construção do aterro sanitário da cidade, que, devido à localização e posterior utilização da área de entorno para outros fins, nunca foi implantado.

A execução das obras durou aproximadamente três anos, e no ano de 1997 o sistema começou a operar parcialmente e em caráter de teste (pré-operação.

2. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA
a) Captação de água
Composto por um conjunto motor-bomba de três unidades (motor de 175 CV e bomba de sucção), sendo um reserva, que ficam apoiados em uma balsa de sustentação junto às margens do rio, presa por cabos de aço, com vazão de captação na ordem de 250 l/s ou 900 m3/h.
b) Tratamento (casa de química)
A ETA construída em Parauapebas é do tipo convencional, atualmente denominada de ciclo completo, por possuir cinco etapas no processo de tratamento (coagulação, floculação, decantação, filtração e desinfecção), toda em concreto armado, e possuíndo duas células de tratamento (nome dado para toda a unidade de tratamento).

A estação de tratamento funciona durante 24 horas ininterruptamente, e esta operava com sua capacidade máxima de tratamento, que correspondia a uma vazão máxima de 250 l/s, e mesmo assim existia uma interrupção no abastecimento de água por aproximadamente dez horas divididas em duas intermitências diárias (de 12 às 17 horas e da 0 hora às 5 horas).

c) Reservação
A reservação na época era composta por um reservatório apoiado com capacidades de armazenamento de seis milhões de litros, localizado no bairro Bela Vista.

3. O PROBLEMA DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA
a) Produção - Tratamento de água
O funcionamento por completo de todo o sistema de abastecimento de água só se iniciou no ano de 1998, quando a ETA começou a operar com sua produção máxima. Até então, a ETA estava em fase de pré-operação. Naquele ano, foram realizadas 3.977 ligações de água, atendendo a cerca de 20 mil habitantes. O auge do funcionamento do sistema de abastecimento de água se deu no ano seguinte (1999), quando o sistema passou a atender a uma população de 47.025 habitantes.

De acordo com a concepção do projeto inicial do sistema de tratamento de água, o mesmo teria capacidade para atender satisfatoriamente a uma população de 100.004 habitantes, ISSO DEPOIS DE CONCLUÍDO TODO O PROJETO, com a instalação da quarta bomba de captação, construção da terceira célula de tratamento e do terceiro compartimento de reservação no reservatório do Bela Vista de 3 milhões de litros.

Segundo informações e dados de produção e atendimento do Saaep, o problema do desabastecimento de água na cidade de Parauapebas surgiu em decorrência da interligação da nova rede de abastecimento de água, construída no final do ano de 2004, para atender os bairros que hoje fazem parte do Complexo Altamira: Novo Horizonte, Betânia, Altamira, Vila Rica e Casas Populares I. (Continua)

domingo, 14 de setembro de 2008

Águia aplica 3 a 2 no Paysandu em Marabá

O Águia de Marabá venceu a partida contra o Paysandu de 3 a 2, neste domingo (14), no estádio Zinho, Marabá, pela série C.

Com esse resultado, o time marabaense se destaca isolado na tabela com 6 pontos, Paysandu com 3 e Rio Branco (AC) e Luverdense (MT), que se enfrentam daqui a pouco, ainda sem nenhum ponto.

Na próxima quarta-feira (17), o Águia joga com Rio Branco, em Marabá, e Paysandu contra Luverdense, em Lucas de Rio Verde.

__________________________
Atualizado às 20h55

A equipe do Rio Branco vence Luverdense em 1 a 0.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Águia e Paysandu vencem na estréia da terceira fase da série C

O Paysandu venceu o Rio Branco (AC), por 2 a 1, na estréia da terceira fase da Série C do Campeonato Brasileiro. O jogo aconteceu na noite desta quinta-feira (11), na Curuzu, em Belém.

Na outra partida da noite, o Águia de Marabá aplicou 3 a 2 no Luverdense, na cidade de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso.

Os dois times paraenses se enfrentam no próximo domingo (14), no estádio Zinho Oliveira, em Marabá.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Nota de esclarecimento da Vale

A Vale vem a público esclarecer que:

1) O diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli, não concedeu entrevista ao SBT e sim ao jornal O Estado de S.Paulo.

2) Na entrevista, o diretor-presidente da Vale comentou que alguns prefeitos não aplicam corretamente os orçamentos dos quais dispõem.

3) O diretor-presidente da Vale não citou o nome de qualquer prefeito.

4) Portanto, não são verdadeiras as informações veiculadas pelo apresentador Markus Mutran, em seu programa Canal 7 Notícias, da TV Eldorado (SBT), de Marabá, ontem, dia 9 de setembro.

Parauapebas, 10 de setembro de 2008

Tenda cultural da prefeitura chama atenção de visitantes na Fap

José Piedade

Parte parcial externa da tenda

Rosiere Morais

Visitantes examinam bijuterias

Rosiere Morais

Banda Forró Pé de Serra

A Tenda Cultural da Prefeitura, instalada este ano na Feira de Agronegócios de Parauapebas (Fap), tem chamado a atenção de visitantes que todas as noites vão ao Parque de Exposições Agropecuárias do município.

A Fap, que teve início no último sábado (6) e vai até domingo (14), conta com atrações artísticas nacionais, regionais e locais; expositores dos mais variados produtos e serviços; praça de alimentação e boate dançante.

Até agora, o público visitante da tenda foi contemplado com apresentações artísticas da banda Forró Pé de Serra, na primeira noite da Fap, dia 6; grupo de hip hop Narjara, peça teatral “Cabaré Brasil” e o grupo de pagode Sambalança, dia 7; voz e violão com Wamberto e Cláudia, na segunda-feira (8); terça-feira (9), a dupla Wamberto e Cláudia, com voz e violão; e grupo com dança portuguesa.

Para esta quarta-feira (10), a Tenda Cultural da Prefeitura reapresenta voz e violão, grupo Raízes da Amazônia e outros artistas locais. Dia 11, quinta-feira, é a vez de Idelfonso e banda se apresentarem na tenda para o público visitante, além de peça teatral Reflexos e Artes, pela Cia. de Teatro Coxia.

Na sexta-feira (12), as atrações são dança folclórica do grupo Ioruba e artistas locais, enquanto que no sábado (13) os visitantes da tenda serão contemplados com voz e violão de artistas locais e Explosão Jovem.

Na última noite da Fap, domingo (14), haverá apresentações do Projeto Esperança, Bangalô do Samba e do grupo folclórico Ioruba.

Exposições
Além das atrações artísticas e culturais, a tenda conta ainda com exposições de produtos manufaturados, como artesanatos, jóias, confecções, bordados, bijuterias, pinturas, entre outros.

Mesmas promessas


Pesquisa em Marabá

Acompanhe pesquisa divulgada em Marabá esta semana pelo Perspectiva Pesquisa.

Maurino Magalhães (PFR): 44,3%
João Salame (PPS): 21,2%
Bernadete Caten (PT): 12,6%
Asdrúbal Bentes (PMDB): 5%
Tibirica (Psol): 0,6%

Parauapebas ganhará primeiro shopping center da região

A cidade de Parauapebas ganhará o primeiro shopping center do sudeste do Pará no próximo ano. A informação acaba de ser confirmada pela Urbia Commercial Properties, empresa atuante no mercado de estruturação de centros comerciais, tanto pequenos, com seis a 12 lojas, como shoppings de vizinhança e de comunidade, como é o caso local.

O projeto tem parceira com a Premium Engenharia S/A, que ficará responsável pela construção do novo centro de compras. O shopping se localizará no residencial "Viver Bem Parauapebas", empreendimento desenvolvido pela Guanandi, no km 3 da rodovia PA-275, saída para Curionópolis.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

PT é o partido mais influente do Congresso Nacional, segundo Diap

O PT (Partido dos Trabalhadores) é o partido com o maior número de parlamentares influentes no Congresso Nacional. É o que revela o levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), divulgado no último final de semana. A publicação Os "Cabeças" do Congresso Nacional está em sua 15ª edição e aponta a lista dos 100 parlamentares mais influentes do ano.

Segundo o Diap, o PT tem 27 parlamentares mais influentes, sendo 21 deputados e seis senadores. O PMDB aparece com 17 parlamentares, oito deputados e nove senadores. O PSDB aparece na lista com 14, sendo 11 deputados e três senadores considerados influentes. Já o DEM participa com oito deputados e quatro senadores. Os demais partidos aparecem com menor índice de influência, na avaliação do Diap.

Do PT, seis parlamentares que faziam parte do grupo em ascensão em 2007 passaram para o seleto grupo de parlamentares mais influentes do Congresso em 2008. São quatro deputados e dois senadores. Por partido, o PT foi quem mais se beneficiou com a ascensão de parlamentares para o grupo de "cabeças" do Congresso Nacional. São eles: os deputados Dr. Rosinha (PT-PR), que já compôs a lista nos anos de 2001 a 2004; e Pedro Eugênio (PT-PE) e Vignatti (PT-SC), que chegam pela primeira vez entre os "Cabeças".

Estímulo
Para o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Maurício Rands (PE), que integra a lista dos mais influentes, o resultado "é um reconhecimento" da qualidade de atuação da bancada. "Esse reconhecimento da qualidade da atuação da bancada, por um órgão insuspeito como o Diap, serve de estímulo ao conjunto de parlamentares para que continuemos nesta linha de atuação. E cada deputado do PT que chega ao Congresso Nacional passou antes por uma longa experiência de militância pelos movimentos sociais da sociedade civil organizada. Então, esta característica no histórico dos deputados do PT é um dos fatores pelos quais a bancada tem sido anualmente bem avaliada pelo Diap", ressaltou o líder do PT.

O deputado Dr. Rosinha, presidente do Parlamento do Mercosul, também afirma que o resultado do levantamento é um reconhecimento da atuação da bancada federal do Partido dos Trabalhadores. "Os dados do Diap mostram que os parlamentares do PT são os mais atuantes e que cumprimos nossos mandatos com responsabilidade", afirmou.

Para o deputado Vignatti, o reconhecimento é fruto das várias funções realizadas no Congresso Nacional. "Trabalhamos com muito empenho na relatoria do PPA no ano passado e pela primeira vez na história o aprovamos antes do Orçamento Anual. Além disso, assumimos frentes importantes dentro da Casa", disse. Vignatti assumiu a relatoria do Plano Plurianual (PPA 2008/2011), além de ser presidente da Frente Parlamentar em Apoio e Fortalecimento da Mídia Regional e da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa.

Segundo o Diap, são os seguintes deputados mais infulentes: Arlindo Chinaglia (PT-SP), Antônio Palocci (PT-SP), Carlito Merss (PT-SC), Cândido Vaccarezza (PT-SP), Dr. Rosinha (PT-PR), Fernando Ferro (PT-PE), Gilmar Machado (PT-MG), Henrique Fontana (PT-RS), Jorge Bittar (PT-RJ), José Eduardo Cardozo (PT-SP), Marco Maia (PT-RS), Magela (PT-DF), Maurício Rands (PT-PE), Pedro Eugênio (PT-PE), Ricardo Berzoini (PT-SP), Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), Tarcísio Zirmmermann (PT-RS), Vignatti (PT-SC), Vicentinho (PT-SP), Virgílio Guimarães (PT-MG) e Walter Pinheiro (PT-BA).

A lista traz ainda os seguintes senadores: Aloizio Mercadante (PT-SP), Delcídio Amaral (PT-MS), Eduardo Suplicy (PT-SP), Ideli Salvatti (PT-SC), Paulo Paim (PT-RS) e Tião Vianna (PT-AC).

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Inscrições ao Prêmio Chico Mendes vão até dia 30

O período de inscrição para a 7ª edição do Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente vai do dia 1º até dia 30 do corrente.

O evento é promovido anualmente pelo Ministério do Meio Ambiente e visa recompensar iniciativas que, na Amazônia, são modelo de harmoniosa convivência entre o homem e a natureza.

Os interessados têm até o dia 30 de setembro para se inscrever nas categorias Negócios Sustentáveis, Liderança Individual, Associação Comunitária, Organização Não-Governamental, Educação Ambiental e Município - as duas últimas uma novidade acrescentada nesta edição. A Comissão Julgadora avaliará as propostas recebidas na primeira semana de novembro.

Os resultados serão divulgados no dia 17 de novembro e a grande festa de entrega dos prêmios- de R$ 28 mil (menos impostos) para todas as categorias exceto a de município - ocorrerá em dezembro, no Rio de Janeiro.

Maiores informações no e-mail premiochicomendes@mma.gov.br ou no endereço eletrônico http://www.mma.gov.br/index.php?ido=conteudo.monta&idEstrutura=59&idMenu=2466.

Chuva de grampos


Reggae – Tribo de Jah grava DVD em Belém no próximo sábado





A banda ludovicense Tribo de Jah vai gravar um novo DVD no próximo sábado (13), no Parque dos Igarapés, em Belém. A noite vai contar com os maiores sucessos da banda e outras inéditas, numa atmosfera totalmente natural. Os ingressos para gravação já estão à venda.

Prestes a completar 20 anos de estrada com a mesma formação inicial, com 12 CDs e um DVD já lançados, Fauzi Beydoun (voz/guitarra), Zé Orlando (voz/percussão), Achiles Rabelo (voz/baixo), Alexsandro Enes (voz/guitarra), Francisco Guilherme (voz/teclados) e João Rodrigues (bateria), aproveitando a boa repercussão do trabalho no exterior, lançaram recentemente um CD em português, com o título de “The Babylon inside” (a faixa título é em inglês), e um em inglês “Love to the world, peace to the people”. Há grande expectativa de investir cada vez mais no mercado externo, apesar da já sólida carreira conquistada no Brasil.

Os CDs em diferentes idiomas contêm 3 ou 4 canções em comum dentre as 15 faixas relacionadas para cada álbum, mantendo, porém, o ineditismo das gravações das demais canções para cada obra separadamente.

Depois do último álbum “In version”, gravado na Suíça, visando basicamente o mercado nacional, a Tribo se impõe definitivamente como mais um nome de respeito no mercado internacional, fazendo um trabalho de nível invejável que certamente irá alçá-la a uma posição de destaque junto aos grandes nomes do reggae mundial.

Canções como “Love to the world, peace to the people” e “The dance of the insane” denotam toda a maturidade do grupo, com temas sempre atuais e incisivos.

No álbum “The Babylon inside”, a canção “Sampa a Pampa” muda um pouco o foco da banda, que em todos os seus álbuns anteriores cantou o Maranhão, berço do grupo, fazendo agora uma homenagem natural a São Paulo, onde a banda está radicada há aproximadamente oito anos.

A veia contestadora e politizada está presente em “Apartheid social” e “Guerra na Babilônia”, embora a contestação aqui seja muito mais uma crítica construtiva, na tentativa explicita do grupo de manter uma mensagem atual e conscientizadora para o público jovem.

Para um grupo que surgiu como resultado de um dos movimentos mais efervescentes do reggae fora da Jamaica, que é cena reggae do Maranhão, e começou a trilhar seus primeiros passos invadindo as regiões mais próximas da Amazônia e do Nordeste brasileiro, é realmente notável a trajetória da Tribo, que promete ainda desbravar novas fronteiras.

Inegável foi o papel desbravador do grupo, adentrando regiões onde antes nunca se tinha ouvido falar em reggae no Brasil, pavimentando o caminho para que surgisse um mercado dinâmico e realmente vibrante de reggae nacional.

O fato de ter cinco deficientes visuais entre os seis integrantes deixou de ser a grande curiosidade para quem até então não conhecia o grupo.

A capacidade de se reinventar e abrir novos caminhos continua latente no grupo, como sua grande qualidade, buscando atingir sempre um grau de excelência e aprimoramento no seu trabalho, o que se comprova facilmente com a audição desses novos CDs que a Tribo de Jah lança no mercado.

Para a gravação do DVD em Belém, os músicos prometem muitas surpresas e uma superprodução, com interpretação de antigos e novos sucessos, para coroar o sucesso da banda nesses quase 20 anos de carreira.

Serviço
Gravação de DVD da banda Tribo de Jah, dia 13, no Parque dos Igarapés, Belém, às 22 horas. Ingressos: pista - R$ 15,00 (meia) / R$ 30,00 (inteira). Informações: (91) 3242-7766

Gestação masculina

CRÔNICAS DO PC

Tem muita gente louca no mundo. Vem ser o caso do decorador Eder Meneghine, que, segundo li em um jornal, se apresentou voluntariamente para ser o primeiro brasileiro a se candidatar a uma tentativa de gravidez masculina. O convite partiu de uma equipe de médicos pesquisadores de São Paulo, dentre eles um famoso cientista nascido em uma cidade do interior do Pará.

O homem ficou muito feliz, porque sempre sonhou em ser transformado, em parte, numa mulher, ter um útero e aquela emoção especial de ser mãe.

O resultado de tão extravagante experiência parece que não deu resultado. Acredito mesmo que não, porque parir, pelos conceitos científicos e divinos, ficou exclusivamente para as fêmeas.

Sobre o assunto de gestação masculina, tem outro fato interessante, menos radical, e que acontece freqüentemente entre alguns homens que adquirem a síndrome de Couvade, ou gravidez masculina, e que são chamados de esquisitos, ou seja, homens que formam um grupo de grávidos sem-barriga.

Vou explicar. São pessoas normais do sexo masculino que exibem sintomas de gravidez e ficam possuídas de pseudociese, ou seja, inchaço de barriga sem causa aparente, isso porque, tendo a mulher engravidada, quem também sente os sintomas decorrentes do estado gestacional são eles, homens que vão desde as náuseas, vômitos fortes, ansiedade e desejos desenfreados de comer certas iguarias.

Foi o caso de João Pedro, que padeceu por demais na primeira gravidez da mulher. Andou em vários hospitais, sofrendo, tentando descobrir os estranhos sintomas que lhe incomodavam, tirando-lhe até a tranqüilidade do sono. Sentia ainda as pernas dormentes, dor nas veias e repugnância quando via pedaços de carne crua, além de rejeição à presença da mulher, e uma tontura que lhe dificultava ficar em pé.

Correu desesperado às clínicas cardiológicas, mas nada descobriram. O coração estava ótimo. Recorreu a um angiologista, um gástrico, um clínico geral e a um psicólogo. Tempo perdido. Nenhuma doença fora diagnosticada. No seu caso, nunca atinou que deveria ouvir um obstetra.

Quem solucionou o problema foi uma velhinha, secretária de um médico homeopata. Sabedora do caso, ela teve a curiosidade de indagar se a mulher dele estava grávida. A resposta foi positiva, o que fez a idosa sorrir e falar com segurança:

“Nos dias de hoje, a gravidez é compartilhada no máximo pelo casal. Não se fala mais em ‘mulher grávida’, e sim em “casal grávido”, existindo já muitos casos registrados de homens na sua mesma situação. O homem não é mais um mero coadjuvante no decorrer da gravidez da companheira. Não é raro alguns sentirem os sintomas comuns às gestações. Essa é uma forma que eles têm de vivenciar esse momento em sintonia com a mulher”.

E a velhinha garantiu: bastaria à companheira dar à luz, ele ficaria curado. Para falar a verdade, só faltou o ventre de João Pedro crescer, porque o resto aconteceu, até mesmo aqueles tradicionais chutes na barriga. Teve uma ocasião em que, se encontrando numa roda de amigos, inadvertidamente alertou: “Veja, ele chutou”. Foi uma gozação geral, mas João Pedro nem se importou. Tratava-se de seu filhinho.

Quando completou o período gestacional, os sintomas do parto apareceram na mulher, no meio de uma madrugada. Nas primeiras contrações, João Pedro entendeu que o mesmo problema era também dele, e espremiam-se involuntariamente. Não teve jeito. Os dois foram levados para uma maternidade. A mulher foi conduzida imediatamente para uma sala de parto e ele ficou sob os cuidados de uma equipe de médicos plantonistas. Tão agitado se encontrava que os doutores acharam melhor dopá-lo, e lhe aplicaram uma injeção para dormir. João Pedro acalmou-se, enquanto na sala de parto, uma criança que nascia soltava os primeiros vagidos.
O efeito da droga passou rápido. Menos de uma hora depois, João Pedro acordou, meio tonto. Foi quando uma amiga lhe comunicou o nascimento do primogênito, um lindo garoto, através de parto cesariano.

João Pedro arregalou os olhos, puxou o lençol branco que cobria seu corpo, olhou bem, passou a mão um pouco acima da região pubiana, mexeu as pernas, e disse, na maior tranqüilidade: “Acho que você se enganou. Foi parto normal mesmo, porque não vejo nenhum corte em minha barriga”.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC)
E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

Nota de esclarecimento

1) A Vale informa que o Trem de Passageiros não circulou no domingo, 07/09, e nem vai circular nesta segunda-feira, 08/09. As viagens serão programadas para a próxima terça-feira, dia 09/09. Os passageiros que compraram bilhetes para as viagens canceladas deverão procurar as estações e os pontos de vendas para remarcar ou ter o reembolso das passagens efetuadas.

2) O cancelamento das viagens ocorreu em razão do descarrilamento de três locomotivas e tombamento de 32 vagões, do trem de minério que fazia o percurso de São Luís a Carajás (M-13), no Km 777 da Estrada de Ferro Carajás (EFC), município de Marabá, próximo à comunidade de Itainópolis. As equipes de controle e segurança estão no local para liberar a linha e normalizar o fluxo na ferrovia.

3) A Vale lamenta a interrupção do Trem de Passageiros e está tomando as providências necessárias para solucionar o quanto antes a situação. Para mais informações sobre viagens, os passageiros podem ligar gratuitamente para o Alô Ferrovias - 0800 285 7000.

Marabá, 07/09/08

domingo, 7 de setembro de 2008

E viva o fumo

Remo é rebaixado da série C e torcedores invadem sede do clube

Ao ser derrotado neste sábado (6) para o Rio Branco, no Acre, por 3 a 0, e conseqüentemente desclassificado da Série C do Campeonato Brasileiro, o Remo revoltou torcedores azulinos que invadiram a sede do clube em Belém e promoveram um quebra-quebra no prédio.

Segundo a polícia, logo após o término da partida um grupo de mais de dez torcedores foi até a sede do clube e promoveu um grande protesto, seguido de invasão e depredação do prédio.

Uma guarnição da 2ª Zona de Policiamento Metropolitano foi até o local e conseguiu conter os manifestantes, mas o prédio chegou a ser depredado.

A polícia não informou o prejuízo do clube, nem se algum participante do protesto foi detido.

Com a derrota, o Clube do Remo será rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro 2009.

sábado, 6 de setembro de 2008

Série C – Águia de Marabá e Paysandu se classificam para fase seguinte

Os times do Águia de Marabá e Paysandu se classificaram neste sábado (6) para a fase seguinte da Série C. O Águia empatou em 1 a 1 com Sampaio Correia (MA) no estádio Zinho Oliveira, Marabá, enquanto que o Paysandu perdeu para o Picos, no estádio Estádio Helvídio Nunes, em Picos (PI), pelo placar de 3 a 0.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Vale e Inpe apresentam estudo inédito sobre aquecimento global na Amazônia

A Vale e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lançam na próxima terça-feira (9), em Belém, o primeiro de uma série de três relatórios sobre mudança do clima e seus impactos na vegetação, agricultura, biodiversidade e capacidade de geração de energia nos estados do Pará e Maranhão, onde a empresa possui importante presença.

Neste primeiro relatório, os pesquisadores do Inpe estudaram a variação do clima e da temperatura em três períodos: 2010-2040, 2041-2070 e 2071-2100.

A solenidade de lançamento do relatório será realizada no hotel Belém Hilton, no período das 10 às 13h30.

Dois comícios nesta sexta-feira

Dois grandes comícios prometem movimentar a cidade nesta sexta-feira (5) à noite, liderados por Bel Mesquita (PMDB) e Darci Lermen (PT).
O comício do petista será na praça Liberdade, bairro Liberdade, enquanto que da peemedebista ocorre na rua 14, bairro União.
Nestes dias que antecedem os dois grandes momentos políticos na cidade, tem sido agitada a mobilização de coordenadores de campanha dos dois principais concorrentes à Prefeitura de Parauapebas.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Parauapebas, cidade dos ipês4

Fotos: Rosiere Morais






Waldick Soriano morre aos 75 anos, vítima de câncer



SÃO PAULO (Reuters) – Morreu na madrugada desta quinta-feira, às 5h45, o cantor Waldick Soriano (foto). Ele tinha 75 anos e sofria de câncer de próstata desde 2006. O cantor estava internado no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria do Inca, Soriano deu entrada no hospital na noite de domingo, numa unidade destinada a pacientes "sem possibilidade de cura". Ele já vinha recebendo atendimento domiciliar desde maio e foi internado após o agravamento da doença.

Nascido em Caetité, na Bahia, Waldick Soriano ficou conhecido na década de 1960 por músicas românticas precursoras do estilo "brega". Seu maior sucesso é a canção "Eu não sou cachorro, não", gravada em 1974 e regravada em inglês incorreto por Falcão, outro ícone brega, em 1991, no disco "Bonito, Lindo e Joiado".

A canção "Tortura de amor", censurada em 1974, também teve uma releitura na voz de Fagner, em 1989.

O último lançamento do cantor foi o CD "Waldick Soriano ao vivo", gravado em Fortaleza. O disco chegou às lojas junto com o documentário "Waldick, sempre no meu coração", dirigido pela atriz Patrícia Pillar e lançado no festival "É tudo verdade" deste ano. (Marjorie Rodrigues)

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Servidores da Adepará entram em greve nesta quinta-feira

Servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) de todo o estado entram em greve a partir desta quinta-feira (4), sob a alegação de que o governo não cumpriu o acordo firmado durante a última greve dos servidores, em maio deste ano. A paralisação é por tempo indeterminado.

A decisão sobre o movimento grevista foi tomada em assembléia-geral da categoria. “Não agüentamos mais. A insatisfação aqui é total. Nossos projetos estão parados. Se uma praga atingir o estado não teremos condições de trabalhar para conter essa situação”, denuncia Luiz Carlos Moura, da coordenação de greve.

Segundo Moura, os principais pontos do acordo que não foram cumpridos são a aprovação do plano de carreira, cargos e salários, a fim de recuperar as perdas salariais acumuladas; adicional por insalubridade; e gratificação por dedicação exclusiva. “Essa pauta de reivindicações era pra ser cumprida em junho, mas até agora não recebemos nada”, disse Luiz Carlos.

“Além disso, queremos o pagamento do abono de interiorização, setor onde a maioria dos funcionários trabalha, cerca de 80% do quadro funcional', explica o coordenador, acrescentando que a agência possui 1.080 funcionários em todo o Pará.

Outra reivindicação é a mudança de cargo dos técnicos em defesa de inspeção. “Queremos a transformação para o cargo de fiscal estadual agropecuário”, exige Luiz Carlos.

Com a paralisação, ficam prejudicadas as emissões da Guia de Transporte Animal (GTA), documento obrigatório para que as cargas de transportes de animais possam ultrapassar a divisa para outros estados; fiscalização de cargas vegetais e de alimentos em geral; vacinação de animais; embarque de gado para a Venezuela, entre outros. (Fonte: Portal ORM)

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Leitura é tema do desfile de 7 de Setembro

A temática do desfile de 7 de Setembro deste ano é “Uma viagem fascinante pelo mundo da literatura”. De acordo com Vera Lúcia Fernandes, coordenadora de Eventos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o desfile vai ser extremamente pedagógico. “Queremos passar uma mensagem à população que estamos trabalhando nas escolas e plantando a sementinha da leitura em cada um de nossos pequeninos”, enfatiza.

Apoiada pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a proposta pedagógica do desfile levanta a bandeira de que ler é preciso, ressaltando a idéia de que os livros passem a fazer parte da rotina do aluno, não como obrigatoriedade, e sim como livre opção de ler por prazer.

A leitura, de fato, enriquece a alma e a vida na observação atenta a personagens, lugares, comportamentos, ações, cultura, linguagem, vocabulário. São tantas informações – tanta coisa a notar, experimentar, sentir, refletir, aprender – que levam a viagens, a devaneios, a análise da vida alheia e da própria vida.

Cerca de 2.300 alunos participarão da parada cívica, que será realizada na rua E, em frente à Praça de Eventos, a partir das 8 horas de domingo (7). Além das escolas públicas, escolas de ensino privado e entidades, como Apae e Sorri, se farão presentes às comemorações. Ao todo, 36 delegações (escolares, de movimentos sociais e da sociedade civil organizada) estão confirmadas para o desfile de 7 de Setembro.

Segundo Vera Lúcia, a organização do desfile teve início no mês de março. De lá para cá, inúmeras reuniões foram realizadas. “Vamos mostrar como estamos trabalhando a leitura nas escolas, os projetos oferecidos à comunidade escolar, a importância da inclusão social, a leitura oral, a história e o surgimento do livro, entre outros”.

Escritores também serão lembrados, como é o caso de Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade, Gonçalves Dias, Monteiro Lobato, Machado de Assis, resgatando ainda as lendas e mitos da Amazônia, escritores paraenses e a literatura de Parauapebas.

As escolas da zona rural que estarão presentes ao ato cívico são: Crescendo na Prática (Palmares II), Paulo Freire (Palmares I), Antonio Vilhena (Cedere I), Gonçalves Dias, 18 de Outubro e Monteiro Lobato.

O desfile na zona rural acontece na próxima quinta-feira (4), na Vila Sansão, com a apresentação da escola Alegria do Saber. (Fonte: Semed)

Dia do Repórter-Fotográfico

Nossa homenagem a todos os repórteres-fotográficos

Nesta terça-feira, 2 de setembro, comemora-se em todo o Brasil o Dia do Repórter-Fotográfico.

Todos nós gostamos de registrar nossos momentos em uma fotografia. É a mágica de congelar uma imagem pra sempre. O repórter-fotográfico é aquele que registra momentos e cenas importantes para que, junto com o texto, transmitam uma situação o mais próximo possível da realidade.

Muito se discute sobre a imparcialidade da fotografia. Alguns asseguram que a fotografia diz mais que mil palavras, portanto, não há que se discutir a veracidade dela. Outros dizem que atrás das câmeras tem o olhar do fotógrafo e esse olhar é direcionado para onde o fotógrafo quer. Portanto, no simples fato de escolher o que merece ou não ser fotografado já está explícito a subjetividade do profissional.

Independentemente disso, o repórter-fotográfico é aquele que nos permite ver algo mesmo sem estar presente no momento, desconectando espaço e tempo.

Parabéns a essa categoria por este dia.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Cortes


Mandamentos para um lar feliz

CRÔNICAS DO PC

Não sei se você conhece Célio de Sousa Camarço. Talvez sim, talvez não. Ele é muito conhecido na cidade de Goiânia, capital de Goiás, pelo trabalho que faz. Comanda uma empresa prestadora de serviços. O conheci após contratá-lo para fazer trabalho nas instalações de um escritório de nossa propriedade. Gostei da maneira como procede. É organizado, perfectivo, não abre mão das coisas bem feitas.

Por outro lado, Célio me revelou segredos a respeito de sua vida, espontaneamente, sem eu perguntar nada. Encontrou em mim um fiel confidente, capaz de orientá-lo na difícil situação em que vive. Não é nada assim tão grave, preocupante. Todavia, ele precisa de mais pessoas experientes que lhe dêem dicas para seguir em frente. Quero lhe fazer um pedido de amigo. Ajude o Célio. Será um ato misericordioso. Veja se você descobre que tipo de homem ele é, pelas dicas descritas por mim, e faça alguma coisa em seu favor.

Célio me disse que eu poderia escrever a seu respeito. Ele quer ficar para a historia, citado como exemplo de uma vida cheia de heroísmo. Já enfrentou muitos perigos, em terra, água e ar, lutando com onças, pegando tubarão às mãos e fotografando do alto (500 metros) uma protegida e reservada princesa de um pequeno país europeu, quando ainda era solteira, nua, sentada em uma cadeira, à vontade, tomando ar, posicionada de pernas abertas. A foto correu o mundo, mostrando uma verdade até então desconhecida: a princesa não era mais “cabaço”, conforme afirmava e badalava orgulhosamente a nobre corte do principado. Via-se pela foto.

Célio afirma que não foi feliz quando mais jovem, confessa, porque teve a desventura de fracassar em dois casamentos, estando agora aos 46 anos, vivendo sentimentalmente satisfeito com a terceira companheira, mulher valorosa, amável, tipo dominante, exigente, marcando seus passos desde ao levantar-se pela manhã, até o momento de recolher-se à noite, no máximo 2l horas, por imposição dela, sua querida esposa.

A mulher tem aquela característica diferente, de personalidade forte, não abrindo para ninguém de suas determinações que começam na cama, passam pela casa toda e terminam no ambiente de trabalho de Célio.

O homem vive debaixo de ordem, dia e noite. Reconhece ser um submisso, quase adaptado à vida que leva, pois, confessa, não quer perder a mulher valorosa que tem e a ama de todo o coração. Ela é dura no tratamento, mas, por outro lado, organizada na direção de seus negócios.

O que acontece com Célio é original dele mesmo. Tenta seguir à risca as determinações que recebe dentro de casa, que se encontram escritas e pregadas na cabeceira da cama, tudo aquilo que a mulher instituiu para ele cumprir, chamado de “Os dez mandamentos para um lar feliz”. Os itens fazem parte de sua movimentação no dia-a-dia. Não é para qualquer um aceitar. Só mesmo tipos de homens iguais a Célio, heróis conclamados de tantos feitos extraordinários.

Não é de se estranhar. Todo herói tem suas fraquezas. No mundo existe gente de todas as formas! Do meu jeito, do seu modo, e do jeito de Célio.

Reparem bem os itens dos dez mandamentos, que controlam a vida de Célio, instituídos drasticamente por sua mulher:

Primeiro – Entregar todo o dinheiro que recebe a ela mulher, que o administrará com mão fechada, gastando o estritamente necessário, quase não sobrando nada para ele, mesmo tomar uma cerveja, ou chupar um simples pirulito, mania que ele tem desde criança.

Segundo – Comer ovos de codorna, amendoim, beber chás de ervas de efeitos afrodisíacos, evitando o uso do Viagra, que é remédio caro.

Terceiro – Não andar sozinho em qualquer lugar; tem de ser acompanhado por ela, mulher, evitando, desta forma, o assédio de desocupadas, à procura de homem.

Quarto – Não beber, não fumar, não esbanjar em supérfluos; andar a pé, para não gastar gasolina e nem desperdiçar dinheiro com transporte coletivo, seguindo o lema: “economia é a base da prosperidade”.

Quinto – Não mijar na tampa do vaso sanitário.

Sexto – Não peidar dentro do quarto do casal, nem com a porta aberta nem fechada, principalmente se tiver comido alimentos pesados, a exemplo de feijoada, cozidão de ossada, ou panelada.

Sétimo – Lavar pratos, talheres, pisos da sala, cozinha e banheiros, antes de dormir às 2l horas, deixando tudo limpo e arrumado.

Oitavo – Não assistir na TV, nem no rádio, jogos do Goiás (time que ela odeia e ele é torcedor fanático). Luta de boxe, pode. Concurso de miss, não pode. Programa político, de qualquer partido, nem pensar! Programa do Leão Lobo, não pode, para não ficar igual a ele, cheio de frescura. Jornal da TV pode, ao lado dela. Novelas, pode, uma por dia.

Nono – Obediência cega às suas ordens, para evitar penalidades, tipo exame prostático, feita por ela, leiga no assunto, e dedão grande e grosso.

Décimo – Ser fiel, dedicado, reconhecendo na mulher um valor merecido, após o evento da Revolução Feminista.

Não sei, não! Acho difícil ter quem ajude Célio, embora seja ele reconhecido como um humilde cidadão e grande herói. Primeiro, porque foi dominado pela mulher, o que não representa nada demais nos dias de hoje; e, segundo, aprendi desde criança que mandamento é para se cumprir. Está na Bíblia.

Pedro Cláudio de Moura Reis (PC) / E-mail: pcmourareis@yahoo.com.br

Troca de operadora com manutenção de número de celular começa nesta segunda

Começa nesta segunda-feira (1º) a implantação da portabilidade nas telefonias móvel e fixa em vários estados. A mudança permitirá aos brasileiros trocar de operadora sem perder o número do telefone.

A portabilidade será implantada aos poucos e só valerá para todo o país a partir de março de 2009.

Pelo modelo adotado, o usuário deverá contatar a prestadora para qual quer migrar e solicitar a transferência. O usuário pode desistir da mudança em até dois dias úteis, a partir da solicitação. Se isso não acontecer, a operadora escolhida encaminha o pedido e os dados do usuário à empresa que administra o serviço de migração, a ABR Telecom. A migração acontece em até cinco dias úteis. A partir de março de 2010, esse prazo cairá para três dias. Segundo a Anatel, a troca custará R$ 4, que serão pagos à ABR Telecom. O presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, no entanto, disse que as empresas que estão "ganhando" o cliente poderão optar por pagar a tarifa.

O presidente da Anatel explicou, porém, que o custo de R$ 4 para a troca da empresa vale somente para os 16 milhões de consumidores que podem realizar a operação em um primeiro momento. Quando a portabilidade chegar aos grandes centros urbanos, disse o presidente da Anatel, esse valor poderá ser revisto.