quarta-feira, 30 de abril de 2008

Conferência Nacional definirá políticas para comunidade GLBT

O governo federal realiza em Brasília, no período de 6 a 8 de junho, a 1ª Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (GLBT). A primeira conferência nacional com essa abordagem no mundo terá como tema “Direitos humanos e políticas públicas: O caminho para garantir a cidadania de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais (GLBT).

O objetivo do encontro é propor políticas públicas e a elaboração do Plano Nacional de Promoção da Cidadania e de Direitos Humanos GLBT, ao mesmo tempo em que pretende avaliar e propor estratégias para fortalecer o programa Brasil sem Homofobia - Programa de combate à violência e à discriminação contra GLBT e de promoção da cidadania homossexual.

A deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN), que milita nas causas GLBTs desde o início de seu mandado parlamentar, ressaltou a importância do evento e explicou que ele é fruto de muito trabalho. "Esta conferência é resultado da ação dos movimentos sociais organizados e da sensibilidade do governo federal, que tem demonstrado o compromisso em combater qualquer tipo de discriminação. Sabemos que a população de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais tem seus direitos humanos constantemente violados e é uma das que sofre todo tipo de discriminação, violência, agressão e estigmatização", afirmou.

Os preparativos para a conferência nacional incluem, entre outras ações, a realização de conferências regionais preparatórias para o evento nacional.

Na semana passada ocorreu a 1ª Conferência de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (GLBTT) do Rio Grande do Norte. A Conferência definiu propostas de políticas públicas de promoção da cidadania GLBTT que serão levadas à Conferência Nacional. Eventos semelhantes ocorrem em vários outros estados até o dia da conferência nacional.

Bebida nas estradas


terça-feira, 29 de abril de 2008

Eleições no Sinjor-PA marcadas para 11 de junho

“Nós, Jornalistas - Avançar nas Conquistas” é nome da única chapa inscrita no processo eleitoral do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA). As eleições acontecem no dia 11 de junho deste ano.

A chapa é encabeçada pela jornalista Sheila Faro, atualmente tesoureira da entidade, que se propõe presidi-la no período 2008/2011. Além de Sheila, integram a chapa representantes dos diversos segmentos da categoria.

Para a atual presidente do sindicato, Carmen Silva, as eleições deste ano marcam a consolidação da democracia frente ao Sinjor-PA e do trabalho iniciado em 2002. Leia mais aqui.

Vacina


segunda-feira, 28 de abril de 2008

Band e Liberal classificados para semifinal da Copa da Aicop de Futsal

Os times da TV Band e da TV Liberal, cada um com 13 pontos, já estão classificados para a final da I Copa Aicop de Futsal. As outras duas vagas para a semifinal vão ser disputadas no próximo domingo (4) entre Correio do Pará (10 pontos), Rádio Cidade (9 pontos), O Regional (9 pontos) e Rádio Tribu's (7 pontos).

Na penúltima rodada deste domingo (27), a TV Band goleou O Regional pelo placar de 7 a 0, a TV Liberal despachou o Jornal Hoje pela goleada de 7 a 2, a Rádio Cidade fez 9 a 4 na Rádio Tribus e o Correio do Pará ganhou por WO do Jornal Impacto.

No próximo domingo, pela última rodada do certame na quadra esportiva da escola Marluce Massariol, defrontam-se Correio do Pará x TV Band (às 14 horas), Rádio Tribu’s x TV Liberal (15 horas), Jornal Hoje x Rádio Cidade (16 horas) e O Regional x Jornal Impacto (17 horas).

CLASSIFICAÇÃO
Posição Times PG J V E D GP GC SG
1º - TV Band 13 6 4 1 1 46 22 24
2º - TV Liberal 13 6 4 1 1 31 30 1
3º - Correio do Pará 10 6 3 1 2 14 13 1
4º - Rádio Cidade 9 6 3 - 3 41 21 20
5º - O Regional 9 6 3 - 3 25 23 2
6º - Rádio Tribus 7 6 2 1 3 15 27 -12
7º - Jornal Hoje 6 6 2 - 4 13 22 -9
8º - Jornal Impacto 0 3 - - 3 9 36 -27

domingo, 27 de abril de 2008

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Banda Titãs fecha programação de aniversário de Parauapebas

A Coordenação de Cultura de Parauapebas já concluiu a programação cultural de aniversário da cidade, que ocorre nos dias 9 e 10 de maio, em comemoração aos 20 anos de emancipação político-administrativa do município.

A banda Titãs é a atração principal da programação oficial, com sua apresentação marcada para a noite de 10 de maio. O público espera que o grupo paulista traga todos os seus músicos, compostos por Paulo Miklos (Paulo Roberto de Souza Miklos), Branco Mello (Joaquim Cláudio Corrêa de Mello Júnior), Tonny Bellotto (Antonio Carlos Liberalli Bellotto), Charles Gavin (Charles de Souza Gavin), Sérgio Brito (Sérgio de Britto Álvares Affonso) e Marcelo Fromer.

A população vai contar também com outras atrações artísticas, esportivas e culturais, como, por exemplo, abertura dos Jogos Interescolares de Parauapebas (JIPs), futebol com a seleção de Parauapebas, DJs Cleito e Lobato, apresentação dos cantores e bandas Manelão, Padre Joãozinho, Rafael Nascimento, Trilogia, Lucinha Bastos, Nilson Chaves, Marco Monteiro, Lailson, Wamberto e grupos folclóricos Raízes da Amazônia e Yawara.

Todos os eventos musicais e culturais estão marcados para ocorrer na Praça de Eventos, bairro Cidade Nova, enquanto os esportivos vão ser realizados na quadra coberta da escola Chico Mendes (JIPs) e no complexo esportivo Rio Verde (futebol).

A programação conta ainda com alvorada (simultaneamente em vários bairros da cidade), show pirotécnico (Praça de Eventos) e pronunciamento de autoridades (Praça de Eventos).

quinta-feira, 24 de abril de 2008

PP no rádio e na TV

O Partido Progressista (PP) entra no ar nesta quinta-feira (24), no horário das 20 às 20h08 e das 20h30 às 20h38 (RP 1375 cassou 2 minutos), respectivamente em rede nacional de rádio e de TV, com inserções do partido. Na próxima semana é a vez do Psol.

Saúde


quarta-feira, 23 de abril de 2008

Em liberdade, assessor explica detenção na ferrovia

Fotos: Waldyr Silva

Altamiro é recebido por Antonio Neto


Esposa abraça Altamiro na residência da mãe dele


Emocionado, Altamiro recebe telefonema de amigos

Detido pela polícia no último dia 17/04 por ocasião do cumprimento de mandado judicial de desbloqueio da Estrada de Ferro Carajás, o assessor da Prefeitura de Parauapebas, Altamiro Borba Soares, 33 anos, foi libertado por volta de meio-dia de sábado (19), conforme termo de liberdade provisória, sem fiança, assinado pelo delegado da Polícia Federal Carlos Henrique Borlido Haddad.

Ao deixar a delegacia de polícia, Altamiro Soares explicou à imprensa que uma emissora de rádio da cidade dava conta que um grupo de garimpeiros liderado pelo Movimento de Trabalhadores em Mineração (MTM) havia interditado um trem da Vale na ferrovia e na ocasião várias pessoas tinham sido acidentadas.

O assessor acrescenta que, diante da notícia sobre a suposta tragédia, o gabinete da prefeitura mobilizou médicos e enfermeiros no Hospital Municipal e enviou duas ambulâncias ao local do acidente, acompanhadas por uma comissão formada pelo vereador Euzébio Rodrigues, o secretário municipal de Obras, João Fontana, e o próprio Altamiro Soares.

Na ferrovia, a comissão verificou que não houve nenhuma vítima no momento do bloqueio da passagem do trem e quando tomava ciência do que acontecera o assessor Altamiro foi detido pela Polícia Federal e conduzido ao quartel da Polícia Militar para prestar depoimento, acusado de ser uma das lideranças do MTM.

Segundo Altamiro, no momento em que fora detido e conduzido pelos policiais ele estava acompanhado da esposa, mas não teve a oportunidade de avisá-la sobre o incidente, e por isso ela ficou no acampamento dos garimpeiros sem poder voltar à cidade, porque não sabia dirigir o veículo do casal.

Ele diz que se surpreendeu com a prisão, pois não estava cometendo nenhum crime. Aproveitou para agradecer o apoio recebido da família, do governo municipal, de amigos, lideranças comunitárias e políticas, que se colocaram à disposição do assessor, disponibilizando inclusive advogado para acompanhá-lo nos depoimentos e elaboração de hábeas corpus.

Ao ser libertado, acompanhado do chefe de Gabinete Antonio Neto e de alguns parentes e amigos, Altamiro Soares se dirigiu à residência da mãe dele, dona Salvina Inácio Soares, no bairro Cidade Nova, onde foi solidarizado pela família e lideranças políticas.

Espaço da Poesia12

Cifra

Autor: Jorge Andrade

Antevejo teu céu
Reviro cicatrizes
Os nomes que damos às dores
O, nome é: some!

Pastamos nos pântanos
Já sabíamos, somos hipócritas
Mas sonhamos faróis, luzes
Nos túneis.

Eis nossa cifra, desdita
A voz que ecoa inaudível.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Assembléia extraordinária da Aicop define valor de mensalidade

Fotos: Gilson Mesquita e Waldyr Silva






Assembléia geral extraordinária da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop), realizada na última sexta-feira (18) no auditório da Câmara Municipal, definiu, entre outras pautas, que o valor da mensalidade a ser cobrado dos associados será de R$ 20,00.

A taxa deverá ser paga à tesouraria da entidade a partir do mês de maio, sempre até o quinto dia do mês subseqüente.

Na assembléia ficou decidido também que o pagamento da confecção da carteirinha de identificação da Aicop deverá ser de responsabilidade do associado, conforme modelo a ser apresentado pela diretoria da entidade.

Uma nova reunião com a categoria ficou marcada para o próximo dia 13 de maio, em local ainda a ser definido. A reunião servirá para recebimento de propostas para elaboração do plano de ações da atual diretoria para 2008 e 2009.

A assembléia da Aicop foi presidida por Eliésio Costa, da Ascom/PMP, e secretariada por Amparo Borges, da TV Liberal Parauapebas.

Fazenda São Marcos prestes a ser reintegrada

Depois de um ano ocupada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), a fazenda São Marcos, a 15 quilômetros do centro de Parauapebas, está na expectativa da reintegração de posse que foi determinada pela justiça estadual, por meio da Vara Agrária de Marabá, desde a última sexta-feira (18).

De acordo com o tenente-coronel Mário Solano, do Comando de Missões Especiais da Polícia Militar, o caso está sendo estudado com cautela e prudência para que se cumpra o processo determinado pela justiça.

“Não há prazo estabelecido para o cumprimento efetivo da liminar, por se tratar de uma atividade de grande risco. São várias vidas envolvidas e nossa função é preservá-las, mas também cumprir a lei. A operação é delicada e sigilosa, até porque nossa intenção não é causar pânico na sociedade local e sim manter a ordem pública e a paz na região. Falar detalhes de uma operação como essa seria de imprudência e até de irresponsabilidade da minha parte”, explicou o comandante.

Por recomendação da PM, como forma de se evitar um provável conflito, os proprietários da São Marcos deixaram a sede da fazenda, até que todo o processo de reintegração seja feito. Após a saída da família, a cavalaria da PM ocupou a sede da fazenda, a fim de preservar o patrimônio da propriedade. A polícia também montou barreiras policiais ao longo da PA-275, para assegurar a paz na localidade.

Cássio Marques, um dos proprietários da São Marcos, está confiante na justiça. “Depois de um ano com a nossa fazenda ocupada, sendo que há seis meses estávamos com a liminar de reintegração nas mãos, graças a Deus fomos ouvidos e a justiça autorizou o cumprimento da sentença. O que queremos é voltar a produzir com tranqüilidade, paz e segurança”.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz) e a Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa) estão apoiando intensamente os proprietários da fazenda, prestando solidariedade e acompanhando o caso de perto.

“A classe toda está mobilizada para prestar auxílio, até porque somos parceiros dos produtores rurais e o que mais queremos é continuar contribuindo para o desenvolvimento econômico e social da nossa região”, afirmou Pedro Arlan Oliveira, presidente interino do Siproduz. (Fabiana Gomes, assessora de Imprensa do Siproduz)

MST pede ao MPF que cale a imprensa

Lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foram ao Ministério Público Federal (MPF) pedir providência contra os meios de comunicação que publicam "reportagens procurando impingir caráter terrorista às lideranças e à luta dos movimentos sociais".

Acompanhados de integrantes da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) e do Fórum em Defesa das Rádios Comunitárias, os integrantes do MST entregaram um relatório que pede atenção especial do MPF a denúncias de que setores da mídia promovem a difamação de defensores dos direitos humanos.

Para o MST, as reportagens negativas tem o objetivo de "descaracterizar a luta dos movimentos sociais pelos direitos humanos". O MPF do Pará divulgou a informação através da sua assessoria de imprensa.

O procurador-chefe substituto, Rafael Ribeiro Rayol, levou o pedido do MST a sério. Ele se comprometeu a informar, já no início da semana que vem, quais procuradores ficarão encarregados de avaliar cada uma das solicitações feitas na reunião.

De acordo com Rayol, a informação estaria disponível para os interessados a partir desta terça-feira (22). "O encaminhamento das solicitações a vários procuradores diferentes, ficando cada um responsável por uma demanda específica, com certeza vai agilizar o atendimento aos movimentos sociais", ressaltou.

O procurador da República Felício Pontes Jr., que tem ligação com os movimentos sociais do Pará, endossou as reivindicações. Segundo ele, a reunião foi importante principalmente porque ocorreu em um momento em que o MPF está sendo acusado de agir contra a reforma agrária no Estado, depois que, em 2007, requereu à Justiça e conseguiu a suspensão de mais de cem projetos de assentamentos localizados no oeste paraense. Leia mais aqui.

Dengue


TV Band no topo da tabela no futsal da imprensa

O time da TV Band, com 10 pontos e saldo positivo de 17 gols, agora é o líder da I Copa Aicop de Futsal, depois de fazer 4 a 2 na Rádio Tribu’s no último domingo (20).

Em seguida, vem a equipe da TV Liberal, também com 10 pontos e um saldo negativo de 4 gols, que derrotou o time do jornal O Regional pelo placar de 5 a 4. Com esse resultado, O Regional cai para o terceiro lugar na tabela, com 9 pontos e saldo positivo de 9 gols.

Na quarta posição, aparece a equipe do Correio do Pará, com 7 pontos e 1 gol como saldo positivo, depois de ganhar por WO do time da Rádio Cidade, que não apareceu na quadra para jogar. A Rádio Tribu’s figura também com 7 pontos, mas com 7 gols negativos.

Por último, vêm as equipes da Rádio Cidade (6 pontos e saldo positivo de 15 gols), Jornal Hoje (5 pontos e 4 gols negativos) e Jornal Impacto (com 0 ponto e saldo negativo de 27 gols).

Na rodada de domingo, o Impacto não compareceu em quadra e o Hoje chegou atrasado, dando WO para as duas equipes.

Na penúltima rodada, marcada para o próximo domingo (27), enfrentam-se TV Liberal x Jornal Hoje (às 8 horas), Rádio Cidade x Rádio Tribu’s (9 horas), TV Band x O Regional (10 horas) e Jornal Impacto x Correio do Pará (11 horas).

CLASSIFICAÇÃO
Posição Times PG J V E D GP GC SG
1º TV Band 10 5 3 1 1 39 22 17
2º TV Liberal 10 5 3 1 1 24 28 -4
3º O Regional 9 5 3 - 2 25 16 9
4º Correio do Pará 7 5 2 1 2 14 13 1
5º Rádio Tribus 7 5 2 1 2 11 18 -7
6º Rádio Cidade 6 5 2 - 3 32 17 15
7º Jornal Hoje 6 5 2 - 2 11 15 -4
8º Jornal Impacto 0 5 - - 5 9 36 -27
Jornal Carajás 0 0 0 0 0 0 0 0
Arara Azul 0 0 0 0 0 0 0 0

PG = Pontos ganhos
J = Jogos disputados
V = Vitórias
E = Empates
D = Derrotas
GP = Gols pró
GC = Gols contra
SG = Saldo de gols

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Nota da Vale

Acompanhe nota da Vale distribuída quinta-feira (17) à imprensa

1) - Apesar de todos os esforços implementados pela Vale, o MST promoveu hoje (quinta-feira) mais invasões a instalações da empresa no estado. Pela manhã, cerca de 500 invasores paralisaram a Estrada de Ferro Carajás (EFC). À tarde, os invasores desocuparam a ferrovia, deixando para trás um rastro de prejuízos e afetando a vida de milhares de pessoas que dependem da EFC para se locomover ou para receber insumos importantes, como combustíveis. Os manifestantes continuam acampados nas imediações da ferrovia.

2) - De tarde, um grupo de cem integrantes do MST promoveu mais um ato de vandalismo, ao invadir a sede da Vale em Belém, no bairro de São Braz, aterrorizando empregados da empresa, que não puderam deixar o local. Ontem, dia 16, a Vale já tinha avisado à Polícia Militar do Pará da possibilidade da invasão, e, mesmo assim, as autoridades da área de segurança não tomaram as medidas necessárias para evitar mais este crime.

3) - A invasão da EFC aconteceu por volta das 7h25 desta manhã. Ao avistar os invasores, o maquinista acionou os freios de emergência e parou a composição. As autoridades da área de segurança pública do estado informaram que não houve registro de nenhum ferido durante a invasão. O trem já voltou a circular normalmente.

4) - Esta manhã, a Vale pediu a reintegração de posse da EFC. À tarde, a Justiça Federal de Marabá atendeu ao pedido da empresa. A medida também determina:

- seja oficiada a governadora do Estado do Pará, para que envie tropas da Polícia Militar para cumprimento da decisão de reintegração;

- oficiar o ministro da Justiça para que encaminhe contingente de policiais federais para cumprir a decisão de reintegração imediatamente;

- multa diária de R$ 10 mil por invasor;

- abertura de inquérito policial para apuração de crime de desobediência à ordem judicial;
- a apreensão de equipamentos utilizados pelos invasores para a ocupação da ferrovia;

5) - Cerca de dez mil trabalhadores que prestam serviços para a Vale tiveram que interromper suas atividades por causa da invasão.

6) - Cabe destacar que a decisão da Vale de ingressar na Justiça com o pedido de Obrigação de Fazer aconteceu em 7 de abril. O Governo do Estado enviou tropas para o local no dia 10. Na ação, a empresa pede que os governos “planejem, dimensionem, provejam e estruturem o contingente policial que se faça necessário e adequado de modo a impedir, efetivamente, os delitos contra a autora praticados por terceiros integrantes dos ditos 'movimentos sociais' (MST, MTM, MAB, Via Campesina etc), notadamente em relação às instalações e atividades da autora nas cidades de Parauapebas e Marabá, promovendo operações policiais de aspecto global nas áreas de suas respectivas competências".

7) - Os invasores só liberaram a ferrovia depois da chegada de tropas das polícias Federal, Militar e Civil do Estado do Pará.

8) - Há muito tempo, a Vale vem alertando as autoridades que este clima de desrespeito ao estado de direito cria um ambiente negativo para o crescimento dos investimentos em nosso país, em especial para o Pará, região que apresenta um dos maiores potenciais de crescimento e geração de renda e emprego.

9) - O Conselho de Administração da Vale aprovou um plano de investimentos que, entre 2008 e 2012, deve levar para a região cerca de US$ 20 bilhões e gerar mais de 35 mil novos empregos.
10) - Estas novas invasões, que infelizmente já se tornaram práticas comuns no Estado do Pará, não são boas para o Brasil.

11) - A Vale reafirma que não vai se calar diante de ameaças de grupos que atuam à margem da lei.

Rio, 17/04/2008

quinta-feira, 17 de abril de 2008

PF desobstrui ferrovia


Oficiais da PM e agentes da PF na coletiva


Altamiro Borba conduzido pela polícia


Newton Paulino, líder do MTM

Atividades extrablog me impediram de atualizar este espaço no tempo devido.

A Estrada de Ferro Carajás foi desbloqueada por agentes da Polícia Federal e Policia Militar por volta das 11h30 desta quinta-feira.

Na oportunidade, o líder do Movimento dos Trabalhadores em Mineração (MTM), Newton Paulino, foi preso pela polícia, acusado de comandar a interdição da ferrovia.

Em atitudes suspeitas em pertencer ao movimento dos garimpeiros, o líder comunitário Altamiro Borba também foi preso no momento do desbloqueio da estrada de ferro.

Até o início da noite, os dois acusados se encontravam recolhidos no quartel da Polícia Militar em Parauapebas à disposição da justiça federal.

No final da tarde desta quinta-feira (17), o comando das polícias Militar e Federal convocou a imprensa local para uma coletiva, quando na oportunidade explicou que o desbloqueio da estrada de ferro transcorreu sem nenhuma reação dos manifestantes.

Os oficiais da PM e agentes federais asseguraram que a ocupação da ferrovia foi de exclusiva responsabilidade da MTM, e não do MST, como atribuiu a Vale em nota à imprensa.

Não houve vítima na interdição da ferrovia

Fotos: Waldyr Silva










A reocupação dos trilhos da Estrada de Ferro Carajás por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocorreu por volta das 7h30.
Tão logo correu a notícia da interdição, informações extra-oficiais davam conta na cidade que o trem da Vale havia rompido a barreira feita pelos manifestantes da MST e matado dezenas de pessoas nos trilhos.
Com o boato, dezenas de pessoas acorreram para a emergência do Hospital Municipal de Parauapebas em busca de informações sobre as supostas vítimas. Duas ambulâncias e até viatura de funerária se deslocaram para a ferrovia.
Este post esteve agora há pouco no local onde ocorreu a interdição da estrada de ferro e constatou que não houve nenhuma vítima no momento em que o trem da mineradora, de 23 vagões e carregado de pedras, esbarrou com a barreira de madeira.
Neste momento, um grande contingente das polícias Militar e Federal, inclusive tropa montada da PM e Batalhão de Choque, encontra-se na ferrovia, para apaziguar os ânimos dos manifestantes.
_____________________
Atualizada às 13h51
Agora há pouco, uma das lideranças do movimento declarou à imprensa que a iniciativa da ocupação da ferrovia é de responsabilidade dos garimpeiros, e não do MST, como saiu no poster acima.

MST reocupa ferrovia

Ao contrário do post anterior, que dizia que a Estrada de Ferro Carajás não seria interditada pelos integrantes do MST, nas primeiras horas desta quinta-feira (17) a ferrovia foi reocupada.
Informações chegadas até este blog dão conta que o trem da Vale machucou muita gente nos trilhos.
Mais informações daqui a pouco.

17 de abril

Durante todo o dia de hoje, 17 de abril, milhares de pessoas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) vão se concentrar na Curva do S, na rodovia PA-150, município de Eldorado do Carajás, para relembrar o aniversário do massacre de Eldorado, quando 19 colonos foram mortos pela Polícia Militar, durante confronto, há 12 anos.

Na oportunidade, haverá discursos, atividades culturais e muito protesto por parte dos sem-terra.

Ano passado, a governadora Ana Júlia participou das atividades do MST na Curva do S, quando prometeu construir uma escola no projeto de assentamento 17 de Abril e o pagamento de indenização a familiares vítimas do massacre, mas, segundo o movimento, até agora nada disso foi cumprido.

Na sexta-feira (18), conforme o blogger tomou conhecimento, os manifestantes devem sair da Curva do S numa longa caminhada em direção a Parauapebas, num percurso aproximado de 70 quilômetros, e quando chegar aqui, domingo ou segunda-feira, prometem fazer ato de protesto na portaria de acesso a Carajás.

Pelo menos por enquanto, a intenção de reocupar os trilhos da Estrada de Ferro Carajás está descartada pelo MST.

PRTB no rádio e na TV

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) entra no ar nesta quinta-feira (17), no horário das 20 às 20h05 e das 20h30 às 20h35, respectivamente em rede nacional de rádio e de TV, com inserções do partido. Na próxima semana é a vez do PP.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Procurador explica situação de dívida da Vale

Fotos: Waldyr Silva

Imprensa ouve o procurador


Procurador Hernandes Margalho

Acompanhado do assessor de Comunicação Alexandre Magno Maia, o procurador geral do município de Parauapebas, advogado Hernandes Espinosa Margalho, convocou a imprensa local na última terça-feira (15) para explicar como se encontra na justiça a atual situação da dívida da Vale para o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e a Prefeitura de Parauapebas, relativa à diferença de repasse da Contribuição Financeira sobre Exploração Mineral (CFEM), conhecida também por royalty.

O procurador revelou que o débito total da Vale levantado pelo DNPM chega hoje a exatos R$ 681.719.292,12. Porém, o primeiro valor sentenciado pela justiça federal para a mineradora pagar é R$ 460.344.776,08, referente ao período fiscalizado de janeiro de 1991 a dezembro de 2002.

Hernandes Margalho revelou que a certidão de dívida ativa da União traz o nº 171/2008 e que, do valor total do débito, R$ 650.450.156,68 são referentes a dívidas da Vale e R$ 31.269.135,44 de responsabilidade da Rio Doce Manganês, empresa controlada da mineradora.

Acrescentou que as diferenças da CFEM devidas pela Vale, no processo de cobrança nº 950.977/2007, são referentes às notificações fiscais nºs 023/2001 e 02/2004, período fiscalizado de janeiro de 1991 a dezembro de 2002, no valor de R$ 460.344.776,08; e no processo de cobrança nº 950.976/2007, notificação fiscal nº 013/2007, período fiscalizado de janeiro de 2003 a junho de 2007 e valor de R$ 190.105.380,60.

Com relação às diferenças devidas pela empresa Rio Doce Manganês, os dados são os seguintes: notificação fiscal nº 007/2004, processo de cobrança nº 950.927/2007, período fiscalizado de janeiro de 1991 a março de 2001 e valor da dívida R$ 10.454.642,28; notificação fiscal nº 005/2004, processo de cobrança nº 950.928/2007, período fiscalizado de abril de 2001 a dezembro de 2002 e valor da dívida R$ 2.795.566,36; e notificação fiscal nº 012/2007, processo de cobrança nº 950.948/2007, período fiscalizado de janeiro de 2003 a junho de 2007 e valor da dívida de R$ 18.018.926,80.

Alíquotas
De acordo com a legislação, as alíquotas da CFEM são de 3% (sobre minério de alumínio, manganês, sal-gema e potássio), 2% (ferro, fertilizante, carvão e demais substâncias), 1% (ouro) e 0,2% (pedras preciosas e coradas lapidáveis; carbonato e metais nobres).

Do montante arrecadado, 65% são devolvidos ao município produtor, 23% para o estado de origem da extração e 12% à União (sendo 9,8% para o DNPM, 2% para o MCT/FNDCT e 0,2% para o Ibama).

Impasse
O advogado explicou que o impasse entre Vale, DNPM e prefeitura, sobre a diferença de repasse dos royalties, está ocorrendo porque a mineradora vem descontado ilegalmente dos repasses o frete de minério transportado por caminhões e máquinas dentro das minas, quando o certo seria que o frete só fosse abatido no percurso do embarque no trem em Carajás ao porto do Itaqui, em São Luís, no Maranhão.

Hernandes Margalho assegurou que a Vale já perdeu a questão em todas as instâncias jurídicas, e estranha por que a empresa até agora vem se negando a pagar a dívida já sentenciada.

Isenção do PSS 2009

Candidatos a vaga no Processo Seletivo Seriado (PSS) 2009, da Universidade Federal do Pará (UFPA), devem ficar atentos ao prazo de isenção da taxa do vestibular.

O edital com os critérios para concorrer à isenção encontra-se disponível no site da instituição (www.daves.ufpa.br). Podem concorrer apenas quem cursou o Ensino Médio em escola pública ou foi bolsista integral em escola privada. Serão concedidas 12.000 isenções.

A primeira fase do PSS 2009 deve acontecer em 30/11/08 e a segunda em 21/12/08. A terceira e última fase do vestibular será realizada em 18/01/09.

Para mais informações, o aspirante pode dirigir-se ao Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), situado na Rua A, bairro Cidade Nova.

Ontem e hoje


terça-feira, 15 de abril de 2008

NOTA PARA A IMPRENSA

O Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz) vem a público manifestar-se sobre as constantes ameaças de invasões articuladas por membros dos MST e MTM à Estrada de Ferro Carajás, da Companhia Vale, e a propriedades rurais da região:

1 - O Siproduz, como legítimo representante da classe produtora rural da região, é a favor das ações de segurança implantadas pelo governo na região, que conta hoje com um grande contingente das polícias Militar e Civil para zelar pela ordem e segurança da sociedade. O sindicato entende como de fundamental importância as atividades da Vale para a geração de emprego e renda da região, sendo inadmissível a ocupação da Estrada de Ferro Carajás, que é essencial para o transporte de pessoas, fornecimento de combustível para dezenas de municípios do Pará e Maranhão e para a própria exportação do minério de ferro. O sindicato é contra manifestações e protestos que não sejam pacíficos e que venham interromper ou paralisar as atividades produtivas da região.

2 - A paralisação das atividades da Vale reflete diretamente na economia da região, prejudicando prestadoras de serviços, funcionários e o próprio comércio. São prejuízos incalculáveis para a sociedade civil e organizada.

3 - Além da paralisação das atividades da Estrada de Ferro Carajás, os movimentos também ameaçam ocupar outras propriedades rurais da região, com a justificativa de chamar a atenção do poder público para uma solução de seus problemas.

4 - O Siproduz entende que há um problema social grave em todo o Brasil e que muitas famílias precisam ser amparadas, mas também é preciso que entendam e vejam que os produtores rurais e empresas, como a Vale, não são culpados por esse problema e também são vítimas nessa história.

5 - Os produtores estão em dia com sua função social, contudo há fazendas na nossa região que estão de posse da liminar de reintegração, mas que estão na longa espera para o cumprimento da sentença.

6 - Ao cofre público estadual, que onera os impostos do cidadão fazendo o deslocamento de tropas, uma vez que uma delas está alojada em Parauapebas, o porquê das tropas não cumprirem constitucionalmente as reintegrações de posse? O sindicato espera que com a presença atual de reforçado policiamento na região haja especial atenção para o cumprimento das liminares de reintegração de posse.

7 - Da mesma forma que a Companhia Vale, nós produtores rurais queremos que a paz e a segurança voltem a reinar em nossas terras, para que continuemos a produzir e contribuir com o desenvolvimento de Parauapebas, do Pará e do Brasil.

Parauapebas poderá sediar jogos do Águia na Copa do Brasil

O vereador Wanterlor Bandeira (PT) apresentou indicação na sessão da última sexta-feira (11), propondo convênio da Prefeitura de Parauapebas com a Federação Paraense de Futebol (FPF) e a diretoria do Águia de Marabá Futebol Clube, para que Parauapebas possa sediar os jogos do Águia na série C e da Copa do Brasil.

O Águia de Marabá, como campeão do primeiro turno do campeonato paraense, está habilitado a disputar a Copa do Brasil em Marabá, mas o município atualmente não possui um estádio de futebol que tenha condições de receber jogos dessa natureza.

“Por estarmos a menos de 200 quilômetros de Marabá, faço a indicação deste convênio para que Parauapebas venha sediar no Estádio Rosenão os jogos do Águia, o que facilitará o prestígio de tão importante competição pelos marabaenses e demais torcedores da nossa região”, defendeu o vereador.

O prefeito Darci Lermen já manteve contato com a diretoria do Águia de Marabá e da FPF, visando a celebração de convênio e de parcerias para que os jogos do time marabaense sejam realizados no novo estádio Rosenão, que deverá ser oficialmente inaugurado em maio próximo, por ocasião do aniversário da cidade.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Edital de Convocação

ASSOCIAÇÃO DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO DE PARAUAPEBAS (AICOP)

Assembléia Geral Extraordinária

A diretoria da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop), no uso das atribuições que lhe confere o artigo 27, letra “a”, do estatuto da entidade, convoca todos os associados da Aicop para participar da Assembléia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 18 de abril de 2008, com início às 18 horas, em primeira convocação, e às 18h30, em segunda convocação, no auditório da Câmara Municipal de Parauapebas, bairro Cidade Nova, nesta cidade, para tratar da seguinte ordem do dia:

a) Cadastramento de trabalhadores em comunicação social à Aicop;
b) Deliberação sobre mensalidade a ser cobrada dos associados;
c) Busca de patrocínio para emissão de carteiras de identificação dos associados;
d) Elaboração de plano de trabalho para o presente exercício da entidade;
e) E o que se julgar necessário.

Parauapebas, 9 de abril de 2008

Waldir Pereira Silva - Presidente

Candidatos


O Regional é líder na Copa de Futsal da Aicop

Ao detonar a equipe da Rádio Cidade no último domingo (13) pelo placar de 6 a 2, o time de O Regional figura na tabela de classificação da I Copa Aicop de Futsal como líder isolado do certame, com 9 pontos.

Mais abaixo na tabela, aparecem TV Band, com 7 pontos, que na quarta rodada fez 7 a 2 no Jornal Hoje; TV Liberal, também com 7 pontos, que no jogo de domingo perdeu para o Correio do Pará pelo placar de 5 a 2; Rádio Tribu’s, com 7 pontos também, que ganhou do Jornal Impacto por WO; Rádio Cidade, com 6 pontos; Jornal Hoje, também com 6 pontos; Correio do Pará, com 4 pontos; e Jornal Impacto, o lanterna da competição, com zero ponto.

Na quinta rodada da Copa, no próximo domingo (20), os jogos serão entre O Regional e TV Liberal (às 8 horas); Rádio Cidade e Correio do Pará (9 horas); Jornal Impacto e Jornal Hoje (10 horas); e TV Band e Rádio Tribu’s (11 horas).

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Prefeitos do PT se reúnem em Brasília

A Secretaria Nacional de Assuntos Institucionais do PT realiza na próxima segunda-feira (14) o Encontro Nacional de Prefeitos e Prefeitas do partido, em Brasília.

Um dos objetivos é preparar os dirigentes para a XI Marcha dos Municípios a Brasília, que acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de abril e debater temas relevantes da agenda política nacional, como a reforma tributária, em pauta no Congresso Nacional.

Os ministros da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do Planejamento, Paulo Bernardo, já confirmaram presença no evento.

O encontro vai permitir que os prefeitos petistas tenham maior conhecimento das ações desenvolvidas pelo governo federal e que poderão auxiliar na administração de seus municípios.

O deputado federal José Pimentel (PT-CE) discorrerá sobre a reforma tributária e seus impactos nos municípios.

O evento ocorrerá no Hotel Nacional no período das 14 às 18 horas, com o tema "Governo local e desenvolvimento nacional".

Espaço da Poesia11

O espinho de ferro e a carne

Autor: Joãozinho Gomes

Para que morras com a flecha encravada no peito
e a minha carne sangre por ti, atravessei a tempestade.

Do teu sangue nascerá um astro incolor:
e perfumará o universo – O Mênstruo de Hera
a bélica rosa nos lábios de Zeus.

E brotará na pedra como cacto a ambrosia. A Flor do Fogo.
(O espinho de ferro e a carne)
A Rosa da Morte tatuada em teus seios.

O Alvo da Arte em ti, e a cega paixão do arqueiro.
Para que morras com a flecha encravada no peito
e a minha carne sangre por ti, atravessei a eternidade.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito das acusações de que ao apoiar o MST o senador José Nery (Psol-PA) estaria ferindo o estado democrático de direito, cumpre esclarecer:

O senador José Nery lamenta as sucessivas tentativas de criminalizar os movimentos sociais no Pará. É uma pena que muitos bandidos do colarinho branco não recebam, por parte da imprensa, o mesmo tratamento que vem sendo dado ao MST, movimento popular legítimo.

O senador reitera que apóia as reivindicações do MST e dos garimpeiros e torce para que haja sensibilidade de todos para a negociação.

O respeito ao estado democrático de direito deve se caracterizar pelo cumprimento das leis, não apenas a lei do direito de propriedade, mas também a lei que determina a função social dessa mesma propriedade.

O senador apóia o movimento, mas não tem qualquer ingerência sobre as formas que o MST escolhe para fazer suas reivindicações.

Reitera, contudo, que para ele - mas do que as manifestações dos movimentos sociais - o que provoca caos, baderna e escuridão é a eterna arrogância e prepotência de empresas e governos que se recusam a sequer ouvir os movimentos sociais.

Por fim, o senador José Nery gostaria de esclarecer que não vê polêmica em sua ida ao sul do Pará e apoio aos sem-terra e garimpeiros, considerando-se sua história de vida e de seu partido, o Psol, sempre comprometidos com as causas sociais.

Polêmico seria se um representante do povo com essa história fosse ao sul do Pará levar apoio à Vale do Rio Doce.


Brasília, 9 de abril de 2008

Gabinete do Senador José Nery
Assessoria de Imprensa

Força-tarefa mobiliza mais de 600 policiais

Atendendo pedido do prefeito Darci José Lermen, a governadora Ana Júlia Carepa determinou o envio de tropas militares para o município de Parauapebas, com o objetivo de manter a paz e tranqüilidade tanto da população em geral quanto dos próprios manifestantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e garimpeiros.

Composta por mais de 600 policiais, sendo cerca de 500 PMs e mais de 100 civis, parte da tropa chegou à cidade na manhã desta quinta-feira (10), onde se encontra alojada. Além dos policiais militares e civis, fazem parte também da operação técnicos da Polícia Técnica Científica e do Detran-PA.

Ao chegar a Parauapebas, a força-tarefa, que leva o nome de “Operação Rio Vermelho”, já começou a atuar em pontos estratégicos da cidade, verificando documentação de condutores de veículos, desmanchando boca-de-fumo, presença de menores em bar e outras ações correlatas. Nas primeiras ações, os policiais apreenderam grande quantidade de crack (pasta de cocaína) num bairro da cidade.

Chegaram também pela manhã a Parauapebas policiais do alto comando de segurança do Estado, entre estes o secretário executivo de segurança pública, Geraldo Araújo; o delegado-geral da Polícia Civil, Justiniano Alves Júnior; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luiz Cláudio Ruffeil; o diretor de Polícia do Interior, delegado Miguel Cunha Filho (foto) e o coronel Mário Solano, comandante de missões especiais da PM.

Em conversa com este post, o delegado Miguel Filho explicou que a operação, que deveria acontecer meses atrás, atende pedido feito pelo prefeito Darci Lermen à governadora Ana Júlia Carepa.

Segundo ainda o diretor de Polícia do Interior, a força-tarefa não tem prazo para terminar e deve ser deslanchada na região, até o município de São Félix do Xingu.

A Polícia Militar conta com policiais da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam), Cavalaria, Canil, Tático, Choque e Comando de Operações Especiais (COE), além de agentes do Grupamento Aéreo (Graer), que dispõe do helicóptero Gavião 1, para realização de sobrevôos na região.

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Dengue


PMN no rádio e na TV

O Partido da Mobilização Nacional (PMN) entra no ar nesta quinta-feira (10), no período das 20 às 20h10 e das 20h30 às 20h40, respectivamente em rede nacional de rádio e de TV, com inserções do partido. Na próxima semana é a vez do PRTB.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Senador apóia luta do MST em Parauapebas

Fotos: Waldyr Silva

Senador reunido com vereadores


José Nery fala à imprensa

Acompanhado de assessores, o senador José Nery Azevedo (Psol-PA) esteve nesta segunda-feira (7) em Parauapebas, para prestar apoio aos integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) na luta pela terra.
Antes de se reunir com as lideranças do MST, por voltas das 11 horas, o senador fez uma rápida visita à Câmara Municipal de Parauapebas, onde informalmente conversou com os dez vereadores e revelou o motivo da presença dele na região.
Alguns dos parlamentares condenaram a intenção de os trabalhadores ligados ao MST ameaçar ocupar propriedades particulares, como fazendas e até os trilhos da Estrada de Ferro Carajás, para pressionar os governos a atender reivindicações do movimento.
Depois da breve conversa com os vereadores, José Nery falou rapidamente à imprensa local, ratificando que veio à região prestar apoio aos colonos ligados ao Movimento dos Sem-Terra.
Indagado pela reportagem sobre sua opinião a respeito da ameaça de reocupação da ferrovia pelos trabalhadores rurais, o senador respondeu que o MST tem o direito de optar pelos melhores instrumentos para reivindicar melhoria às famílias dos agricultores, “pois está provado que o estado brasileiro, as grandes empresas e os grandes monopólios só atendem as reivindicações do povo quando este se organiza, se mobiliza e cobra seus direitos”.
O senador disse entender que para alguns a luta em busca dos direitos seja considerada como radicalismo. Para Nery, “o radicalismo é proporcionado por aqueles que acumulam milhões de reais e de dólares em lucros fabulosos e deixam o povo morrendo à míngua, morrendo de fome, e isso não é aceitável”, reclamou.
José Nery lamenta que hoje o conceito que se passa para a sociedade é que aquele que luta por seus direitos de forma intransigente seja radical e extremista e exerça prática terrorista. “O terrorismo que conhecemos é aquele que deixa milhares de famílias nas periferias das cidades e no campo sem ter direito a salário, moradia, educação e saúde”, protestou.
“Por isso, vim aqui em Parauapebas reunir com os colonos, ouvir seus queixumes e apoiar a luta desses trabalhadores que escolhem seus mecanismos de reação e pressão para fazer valer seus direitos”, finalizou o senador.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

7 de abril, Dia do Jornalista

Conscientes da sua função social, na qual se destaca a responsabilidade de defender o direito fundamental do cidadão à informação de qualidade, ética, plural e democrática, os jornalistas brasileiros comemoram o dia 7 de abril, reafirmando as grandes lutas que, ultimamente, têm marcado a nossa pauta diária:

1 - Exigência de uma nova Lei de Imprensa e do fim da violência e ataques contra as liberdades de expressão, do jornalismo e dos jornalistas.

2 - Construção de uma Conferência Nacional de Comunicação com real participação da sociedade.

3 - Garantia das conquistas da categoria e o avanço na valorização da profissão.

Ratificamos a necessidade imperiosa de uma nova Lei de Imprensa em substituição a um dos entulhos da ditadura, a Lei 5.250, que já existe há 40 anos e além de ultrapassada não atende aos interesses do jornalismo, da categoria e da sociedade.

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e seus 31 sindicatos filiados defendem a imediata aprovação do PL 3.232/92, o chamado substitutivo Vilmar Rocha, que dorme na Câmara dos Deputados há mais de 10 anos, pronto para a votação em plenário desde agosto de 1997.

Conclamamos outras entidades representativas da sociedade e a categoria dos jornalistas para aderirem à campanha que a Federação e os Sindicatos dos Jornalistas já desenvolvem, com o objetivo de sensibilizar o Congresso Nacional e os parlamentares federais em cada estado para a urgência de revogar a lei atual e substituí-la por uma nova e democrática Lei de Imprensa.

Acreditamos que a aprovação de uma nova lei faz parte das nossas lutas maiores pela liberdade de imprensa e democracia na comunicação no Brasil, que vêm sofrendo ataques através das mais diversas formas de violência contra o jornalismo e os jornalistas: censuras e cerceamentos econômicos, políticos, sociais e morais externos ou pelos patrões, intimidações, perseguições, assédios judiciais, agressões verbais e físicas por agentes públicos e privados descontentes com a cobertura jornalística sobre seus atos e interesses.

Reafirmamos que igualmente é nossa tarefa cotidiana – e na qual também colocamos imenso empenho – construir a realização de uma Conferência Nacional de Comunicação ampla, democrática, com efetiva interferência da população brasileira. Uma conferência que envolva representação da sociedade civil, do governo e do empresariado, com três eixos temáticos: meios de comunicação, cadeia produtiva e sistemas de comunicação.

Neste 2008, quando celebramos 200 anos de imprensa no Brasil, 70 anos de nossa primeira regulamentação profissional, 100 anos de fundação da ABI e 90 anos do primeiro congresso nacional da categoria, também assinalamos como agenda diária dos jornalistas a denúncia do arrocho salarial, do desemprego e da precarização das relações trabalhistas e a reivindicação de melhores condições de trabalho.

Com o mesmo peso, pautamos a defesa da obrigatoriedade da formação universitária especifica, um dos pilares da nossa regulamentação, e da constituição de um Conselho Federal dos Jornalistas que, como os demais conselhos profissionais existentes no país, garanta à nossa categoria a auto-regulação da profissão.

A Fenaj e seus sindicatos, neste 7 de abril de 2008, nosso dia, parabenizam os jornalistas do Brasil – profissionais e professores –, além dos estudantes de jornalismo.

Celebramos com vocês e com a sociedade, cujo direito à informação é a razão maior das nossas grandes e pequenas lutas, as vitórias já alcançadas ao longo destes 200 anos de imprensa no país.
Ao mesmo tempo, fazemos uma convocação: pelo papel social desempenhado pelo jornalismo e jornalistas, continuemos firmes nas batalhas pelo fortalecimento e valorização da profissão, pela liberdade de imprensa e democracia na comunicação.

Brasília, 7 de abril de 2008

Federação Nacional dos Jornalistas
Sindicato dos Jornalistas do Acre
Sindicato dos Jornalistas de Alagoas
Sindicato dos Jornalistas do Amapá
Sindicato dos Jornalistas do Amazonas
Sindicato dos Jornalistas da Bahia
Sindicato dos Jornalistas do Ceará
Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal
Sindicato dos Jornalistas de Dourados
Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo
Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro
Sindicato dos Jornalistas de Goiás
Sindicato dos Jornalistas de Juiz de Fora
Sindicato dos Jornalistas de Londrina
Sindicato dos Jornalistas do Maranhão
Sindicato dos Jornalistas do Mato Grosso
Sindicato dos Jornalistas do Mato Grosso do Sul
Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais
Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro
Sindicato dos Jornalistas do Pará
Sindicato dos Jornalistas da Paraíba
Sindicato dos Jornalistas do Paraná
Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco
Sindicato dos Jornalistas do Piauí
Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte
Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul
Sindicato dos Jornalistas de Rondônia
Sindicato dos Jornalistas de Roraima
Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina
Sindicato dos Jornalistas de São Paulo
Sindicato dos Jornalistas de Sergipe
Sindicato dos Jornalistas de Tocantins

Darci participa de reunião preparatória para marcha a Brasília

O prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen (foto), participa nesta terça-feira (8), às 9 horas, de reunião preparatória para a marcha dos prefeitos, no auditório da Secretaria Executiva da Fazenda (Sefa), em Belém.

Convocada pelo secretário de Integração Regional, André Farias, a reunião tem como objetivo preparar os prefeitos do Estado do Pará para a XI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que ocorrerá entre os dias 15 e 17 de abril, no Blue Tree Park Hotel, em Brasília (DF).

Na ocasião da reunião preparatória, serão discutidos sobre reforma tributária, saúde, educação, meio ambiente, transporte e segurança pública.

A Marcha a Brasília é o principal evento do municipalismo brasileiro e visa refletir sobre questões que influenciam diretamente o dia-a-dia dos municípios e sua comunidade.

“O evento é uma grande conferência de reivindicações municipalistas em nível nacional”, afirma o presidente da Conferência Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, adiantando que a marcha simboliza a atitude dos prefeitos de se deslocarem de suas cidades até a capital do país em busca de melhores condições de vida para suas comunidades.

O ato reúne anualmente cerca de 4 mil pessoas, entre prefeitos, secretários municipais e vereadores; senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros de estado e também conta com a presença do presidente da República.

Consumo


domingo, 6 de abril de 2008

Parazão: Águia de Marabá é campeão do primeiro turno

Contando com a vantagem de empate, o Águia de Marabá acaba de conquistar o primeiro turno do Parazão 2008, ao empatar neste domingo (6) em 2 a 2 com a equipe do Ananindeua, no Mangueirão.

Os gols foram marcados por Jerailton (aos 40 minutos do primeiro tempo) e Soares (de falta, aos 4 minutos da primeira etapa), pelo Ananindeua; e por Adriano (de cabeça, aos 43 minutos do primeiro tempo) e Marclésio (de pênalti, aos 21 do segundo tempo), pelo Águia.

Com o título, o Águia garante vaga na final do Parazão 2008, quando vai enfrentar o campeão do segundo turno. A equipe também se classifica para a Série C do Brasileirão 2008 e para a Copa do Brasil 2009.

Comissão, jogadores e caravanas de torcedores que foram a Belém devem chegar a Marabá às 15 horas desta segunda-feira (7), quando serão recebidos em grande festa pela população.

TV Liberal na liderança da Copa Aicop de Futsal

Bariloche Silva

TV Liberal na liderança
Ao empatar neste domingo (6) em 6 a 6 com o time da TV Band, a equipe da TV Liberal se destaca com 7 pontos na liderança isolada da I Copa Aicop de Futsal, embora tenha praticado 17 gols e sofrido 19, com dois gols negativos.
Em segundo lugar aparece o time da Rádio Cidade, que nesta rodada detonou a fraca equipe do Jornal Impacto pelo elástico placar de 11 a 3, conquistando 6 pontos e saldo positivo de 19 tentos.
Estão classificadas também com 6 pontos as equipes do jornal O Regional, que perdeu de 3 a 4 para o Jornal Hoje e conta com 6 gols de saldo positivo; e o próprio Hoje, que tem como saldo 1 gol positivo.
Mais abaixo na tabela, cada um com 4 pontos, vêm os times da TV Band, com saldo positivo de 10 gols; e Rádio Tribu’s, que empatou com Correio do Pará em 4 a 4 e contabiliza saldo negativo de cinco gols.
Por último, figuram as equipes do Correio do Pará, com apenas 1 ponto e saldo de um gol negativo; e Jornal Impacto, com zero ponto na tabela e saldo de 27 gols negativos.
Na quarta rodada do certame, no próximo domingo (13), enfrentam-se Rádio Tribu’s x Jornal Impacto (8 horas), TV Liberal x Correio do Pará (9 horas), Jornal Hoje x TV Band (10 horas) e O Regional x Rádio Cidade (11 horas).
CLASSIFICAÇÃO
Pos. Times PG J V E D GP GC SG
1º TV Liberal 7 3 2 1 17 19 -2
2º Rádio Cidade 6 3 2 1 30 11 19
3º O Regional 6 3 2 1 15 9 6
4º Jornal Hoje 6 3 2 1 9 8 1
5º TV Band 4 3 1 1 1 28 18 10
6º Rádio Tribus 4 3 1 1 1 9 14 -5
7º Correio do Pará 1 3 1 2 9 11 -2
8º Jornal Impacto 0 3 3 9 36 -27
Jornal Carajás 0 0 0 0 0 0 0 0
Arara Azul 0 0 0 0 0 0 0 0

PG = Pontos ganhos
J = Jogos disputados
V = Vitórias
E = Empates
D = Derrotas
GP = Gols pró
GC = Gols contra
SG = Saldo de gols

sábado, 5 de abril de 2008

Calendário eleitoral

Secretários municipais ou estaduais que pretendem concorrer às eleições proporcionais deste ano têm até este sábado, 5 de abril, para deixar os cargos que ocupam.

Já os que pensam disputar a prefeitura ou vice-prefeitura, o prazo de desincompatibilização é de quatro meses, isto é, 5 de junho. Como prevê a Lei Complementar 64/90, quem não observar os prazos torna-se inelegível.

Os servidores públicos ocupantes de cargo em comissão, os funcionários de sociedade de economia mista e os servidores públicos em geral, que pretendam se candidatar a vereador, terão o prazo de três (3) meses para sua desincompatibilização.

O calendário eleitoral prevê também para este sábado (5) o início do acompanhamento, por técnicos indicados pelos partidos políticos, pela Ordem dos Advogados do Brasil e pelo Ministério Público, das fases de especificação e desenvolvimento dos programas de computador que serão utilizados nas urnas eletrônicas e nos computadores da Justiça Eleitoral com vistas aos processos de votação, apuração e totalização dos votos.

A partir de 8 de abril e até a posse dos eleitos, não poderá haver elevação salarial a funcionário público que exceda a recomposição da perda do seu poder aquisitivo. Desse modo, o detentor da administração estará impedido de influir no resultado eleitoral ao aumentar os valores dos ordenados dos servidores.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Espaço da Poesia10

Hiperpoezia Nº 2

Autor: Dand M.

À luz de Nietzsche e do Núcleo
entre docentes incultos
o Guamá reflete a cidade
inunda o Campus
enche de lixo o horizonte.

Tucunduba me reparte
água morta de sede
fosse possível enxergar à margem
índios submergidos de barro.

Atroz de Benedito
aponte do galo
se enxergue do charco
toda a miséria do bairro.

Poeticamente amalguamado.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Parauapebenses conquistam medalhas na Obmep

Entre os 17.341.732 estudantes inscritos em todo o país à 3ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), versão 2007, dezesseis nomes de Parauapebas figuram na lista final dos premiados, que conquistaram duas medalhas de bronze e 14 menções honrosas pelo desempenho no exame.

A Olimpíada é um projeto voltado à escola pública, estudantes e professores, que tem como finalidade criar um ambiente que estimule e facilite o estudo da matemática.

Participaram da Obmep do ano passado 38.450 escolas públicas de todo o Brasil e 98,13% dos 5.564 municípios. Em Parauapebas, 100% dos estudantes e escolas estiveram presentes. Mais uma vez, o município foi um dos poucos do Pará a ter nome de alunos na lista dos premiados.

Ao lado de Belém, Santarém, Marabá, Altamira e Rurópolis, Parauapebas conseguiu figurar entre as cidades favoritas a novos méritos na Olimpíada 2008.

Paula Thamires Briano da Silva (da escola Eurides Santana, Ensino Fundamental) e Karina da Silva Nascimento (escola Eduardo Angelim, Ensino Médio) são os grandes destaques na Obmep 2007.

Pelo bom resultado na prova, ambas recebem medalha de bronze e bolsa de iniciação científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Depois de Belém, Parauapebas foi o segundo município com o maior número de medalhas de bronze: duas, de um total de nove.

Também se destacaram os estudantes Antônio Vitor Silva Ferreira, José Tiago de Souza Amorim, Juliete Lima Brito, Letícia de Araújo Nogueira, Rodrigo Costa Carvalho, Ronilson da Silva Passos, Thales Cordeiro Oliveira, Wesli Ribeiro Braga e Willian Santos Paiva (todos do Nível 1); Belson Jefferson Oliveira, Ulisses de Sousa da Silva e Valdinei Nogueira Lima (do Nível 2); Erick Vinícius Machado e Larissa Costa Magalhães (do Nível 3), que serão lembrados com menção honrosa.

Categorização
Segundo o regulamento da Obmep, fazem parte do Nível 1 alunos matriculados na 5ª ou 6ª série (6º ou 7º ano) do Ensino Fundamental, no ano letivo correspondente ao da realização das provas. Ao Nível 2, pertencem alunos matriculados na 7ª ou 8ª série (8º ou 9º ano) do Ensino Fundamental, no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

Participam como integrantes ao Nível 3 alunos matriculados em qualquer série do Ensino Médio, no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) dos anos finais do Ensino Fundamental, 5ª e 6ª séries (6º e 7º anos) e 7ª e 8ª séries (8º e 9º anos), deverão ser inscritos, respectivamente, às provas dos níveis 1 e 2, enquanto que os de Ensino Médio à prova de Nível 3. (André Santos)

terça-feira, 1 de abril de 2008